sexta-feira, setembro 18

Mais do mesmo.



Mais um momento "torce-a-espinha" do pessoal da Travessa da Queimada. O que um dia é humilhante (e foi, apesar do poderio do PSG, o Benfica foi uma nódoa em campo), num outro dia é apenas o resultado da ausência de um jogador (com 3 anos de exibições irregulares e preponderância relativa no clube) contra uma equipa sem expressão na europa do futebol.

O treinador é o mesmo. Os métodos são os mesmos. Na primeira capa, todo um clube foi humilhado. Na segunda, a evocação de um bode expiatório. Continuamos na mesma.

13 comentários:

A Bola Indígena disse...

O jornal continua aparentemente a querer livrar-se da fama de ser benfiquista e por isso vai continuar nesta onda. Agora têm lá o sr. Dias Ferreira que confirma-se ser um membro honroso da Santa Aliança dos últimos 30 anos: "Carrilo está comprometido e está comprometido com alguém do futebol português". Ora nem é preciso dizer qual é o destino...

http://bolaindigena.blogspot.pt/

Pedro disse...

Mas a A Bola não é aquele jornal benfiquista que coiso e tal?
:)

N.T. disse...

A discussão em torno d'a Bola ser ou não pro-benfiquista continua a ser uma discussão parva (para ser simpático).
A Bola quer vender e o Benfica vende, isso reflecte-se sempre na forma como são tratados e amplificados os assuntos do Benfica. Para o bem e para o mal.

luis disse...

A Bola é aquele jornal que gere a sua linha editorial conforme a conveniência comercial do momento. E ainda há burros que não o entenderam.

Mr. Shankly disse...

E o Record é igual. E ainda há burros que não entenderam. Como se alguma vez os "jornalistas" pusessem a sua cor clubistica à frente do ganha-pão.

Ace-XXI disse...

Percebo a vossa lógica mas são 2 jogos e momentos sem qqr comparação.
O Benfica foi a paris em grande expectativa e foi completamente banalizado pelo PSG, foram 3 mas podiam ter sido 6 ou 7 numa diferença de qualidade do mesmo nível que porto e Sporting levaram em Munique.

O SCP com os russos além de ter jogado com vários nao titulares teve sempre por cima do jogo mas nunca conseguiu travar os contra ataques perigosos deles.

Olhando apenas para o resultado percebo a tua comparação no resto nao.

Abola é claramente 1 jornal com uma linha editorial para agradar a benfiquistas por cada exemplo quê Dês contra eu arranjo 10 a facor deste argumento.

Cumps

Pedro disse...

Como te enganas Ace, como te enganas.

A linha editorial d'A Bola, actualmente (há uns 10 anos), é em defesa de Vieira independentemente se isso defende ou não o Benfica. Mas aceito que não o consigas perceber.

Infelizmente o benfiquista compra jornais desde que o seu clube esteja na capa. Sejam boas ou más notícias (uma vez um especialista dizia que o SLB vendia mais em crise do que a vencer) compram sempre o seu jornal. Por isso aparecemos sempre nas capas mas, nos últimos larguíssimos anos, são raras as capas que nos "beneficiam".

luis disse...

Ace, precisamente. Mas isso está relacionado com o aspecto comercial. Há mais benfiquistas. Logo, sim, arranjas mais exemplos (eu também).

Eu ainda sou daqueles que acho que o Sporting ter sido eliminado da LC por um CSKA e levado 3 em casa do Lokomotiv são motivos de embaraço mas Jesus tem essa virtude: entra, baixa o nível de exigência (resultados) e depois, quando perde, é porque não interessa, quando ganha, é porque ele trabalhou para isso.

Conheço muito bem a peça.

LDP disse...

"Percebo a vossa lógica mas são 2 jogos e momentos sem qqr comparação." Pois são, mas tu assim que acabaste esta frase mudaste, convenientemente diga-se, de opinião.

"O Benfica foi a paris em grande expectativa (o sporting não tinha expectativa? Os elementos do plantel que disseram que o objectivo é ir á final estavam só a gozar com a malta, não era?)
...e foi completamente banalizado pelo PSG, foram 3 mas podiam ter sido 6 ou 7 numa diferença de qualidade do mesmo nível que porto e Sporting levaram em Munique." Eu também me lembro que em Munique o sporting podia ter levado 10 ou 11 em vez de 6 (mais o jogo de Alvalade)...Portanto fiquemos pelo PSG 6 - Benfica 0 e Bayern 11 - 0 sporting (ou 17-0 nas duas mãos)

"O SCP com os russos além de ter jogado com vários nao titulares teve sempre por cima do jogo mas nunca conseguiu travar os contra ataques perigosos deles." Mas o que conta é estar por cima ou ganhar o jogo? E o contra-ataque não é uma tática? Ficaste na boa quando perdemos a final do Euro contra a Grécia, suponho...estivemos sempre por cima, não foi?
O Benfica entrou em Paris com o Fejsa, que saiu antes da meia hora de jogo, e o Almeida e o Djuricic. E depois ainda jogou o Sulejmani. Todos titularissimos.
O Salvio e o Lima, por exemplo, ficaram em Lisboa a jogar pela equipa B como sempre acontecia...

"Olhando apenas para o resultado percebo a tua comparação no resto nao." Mas qual resto, os 10 ou 11 que o sporting ia levando em Munique? E já agora, o Patrício contra os russos não fez nem uma defesa, pois não? ou foram 3 e poderiam ter sido mais? Pensa lá bem.

"Abola é claramente 1 jornal com uma linha editorial para agradar a benfiquistas por cada exemplo quê Dês contra eu arranjo 10 a facor deste argumento." Não. A bola assim como o record, são jornais que precisam de vender desesperadamente principalmente desde que a internet lhes tirou o monopólio da informação desportiva. Bem ou mal, o importante é ser bombástico e tentando atingir o maior (em quantidade) público alvo. O resto é conversa de idiota.

"Cumps" é assim um bocado parvo, mas é só a minha opinião.

LDP disse...

Ah, e já me esquecia...por muito português e/ou benfiquista que haja em Paris, o sporting jogou em casa. Mas isto também deve ser uma das coisas "sem qqr comparação"...

Mr. Shankly disse...

Portanto levar 3 do PSG é humilhação, levar 3 do Lokomotiv é normal? Certo, Ace.

luis disse...

É normal porque os adeptos de Jesus tendem a defender tudo o que ele diz. Se ele diz que a LE é uma merda que não interessa, não é o Adrien que vai ter razão.

A nivelação por cima nunca foi o forte de Jesus, no Benfica foi o mesmo durante 6 anos.

Há sempre uma puta de uma desculpa para o fracasso. Chega até a ser uma opção, esse fracasso. E no fim, as vitórias serão dele. As que houver, porque basta-lhe uma Taça da Liga para justificar o sucesso de uma época.

Ace-XXI disse...

Claro que não, nso percebeste ou quiseste perceber o que eu escrevi.

Jogos diferentes em contextos diferentes, enquanto no jogo com os russos critica se Patrício e Tobias por terem feito exibições miseráveis em paris elogia se artur e luisao por terem permitido que o Benfica perdesse "apenas" por 3.

Mas percebo a incoerência que o Luis aponta simplesmente acho que no caso da abola é 1 capa em mil.

Por exemplo compara o destaque dado ao caso da droga na luz com a noticia do gajo da claque e do Cristóvão.

O Benfica tem muito mais peso e controle de danos na CS do que o SCP, aliás toda esta situação de JJ prova isso mesmo.