sexta-feira, dezembro 24

Um bom exemplo vindo de Espanha!!!

Em tempos de crise uma excelente mensagem!!!"Trabaja y esfuerzate, con humildad y respecto, lucha contra la oscuridad, sé la luz que dicen que hemos perdido"

quinta-feira, dezembro 23

Ora repita lá outra vez?

Não vi a vitória do Benfica por 5-2, frente ao Rio Ave, mas apesar da época "desastrosa" que estamos a fazer, o certo é que temos apenas menos 3 pontos do que no ano passado, à mesma jornada. Portanto a linha ténue entre o "fanástico" e o "descalabro" está algures nesse intervalo de 3 pontos. Ok, já sei que marcamos menos e sofremos mais, mas o que interessa no final são os 3 pontos (o Braga tinha uma diferença de golos miserável comparado com a do Benfica e não foi por isso que deixou de lutar pelo titulo até à ultima jornada).

Finalizando o tema Benfica, e abrindo o tema dos vizinhos da segunda circular: foi contratado José Couceiro para Diretor Geral. Não comento isto, apenas deixo o tema aberto para quem quiser comentar, mas o que mais confusão me fez foi uma afirmação do JEB:

"Fica hoje concluída a reestruturação do grupo Sporting que se iniciou há cerca de um ano e pouco com aquilo a que designei com organização transversal de forma a harmonizar os custos da ineficiência de múltiplas barreiras."

Não sei se é por estar emigrado, mas não percebo o que quer dizer a parte sublinhada, alguém me pode ajudar? É que parece-me claramente uma tirada saida do Dilbert (por exemplo esta).

quarta-feira, dezembro 22

Boas Festas

É o que desejo a todos os colegas e leitores deste blogue..

segunda-feira, dezembro 20

Adeus a 2010, ano horrível do leão

Foi coincidência o Sporting ter voltado às vitórias e às boas exibições no dia em que voltou a jogar apenas com 2 médios centro?

Falta o Braga, para fechar uma primeira volta negativa, em que o Sporting voltou a desiludir os adeptos. A pré-época, este ano, até foi bem preparada. Ausências inesperadas de Izmailov e Pedro Mendes, reforços que não o foram, saídas de jogadores nucleares e um treinador que não conseguiu ainda construir uma equipa motivam uma época cinzenta no reino do leão. No seguimento, aliás, da época anterior, que foi uma das piores de que tenho memória.

O próximo ano dificilmente será pior. Valha-nos isso.

Notas sportinguistas!!!

Á espera da crónica dos jogos do Porto por parte do Marco e do Benfica por parte do Jorge ou do Iniesta, avanço já com umas notas soltas sobre o meu clube:

1) Wilson Eduardo. Confesso que não espero nada deste jogador depois de ter visto os minutos finas do Beira Mar-Sporting. No entanto, sem ser titular na maior parte dos jogos já marcou mais golos ao serviço do Beira Mar para o campeonato que a dupla titular do Sporting (Postiga-Liedson).

2) Renovações. Depois do escândalo da renovação com o Maniche, preparamo-nos pelo que pude ler, para renovar com o Postiga por 90 mil/mês. Tudo isto ao mesmo tempo que negamos esses mesmos números ao nosso actual capitão de equipa. Gerem-se muito mal as coisas em Alvalade!!!

3) Temos agora os "justiceiros" da Juve Leo a exigir maior atitude á equipa. Depois de Bettencourt, Costinha e Paulo Sérgio terem exigido mais antes. Se calhar o problema não é a atitude da equipa, não sei, mas se não ganharmos hoje quero ver o ambiente que estes mesmos "justiceiros" vão dar á equipa;

4) Por fim, Paulo Sérgio teve já o n-ésimo volto de confiança de Bettencourt. Por mim, já pouco temos a perder este ano. O mal está feito e agora é esperar pelo próximo ano para renovar esperanças que possamos estar onde deveriamos sempre estar. Só espero é que não se acorde qualquer reestruturação financeira ou fundo de jogadores que possam dar mais uns milhões a estes senhores, para desperdiçar no mercado de Inverno;

sexta-feira, dezembro 17

Europa League-Sorteio!!!

Rangers-Sporting
Lech Poznan - Braga
Sevilha-Porto
Benfica-Estugarda

Apenas o Porto se pode queixar. Ainda assim já vimos uma equipa portuguesa este ano eliminar o Sevilha. Também o Rangers já nos eliminou não há muito tempo e principalmente se o Paulo Sérgio ainda cá estiver, vai ser muito complicado passar. Os polacos foram primeiros de grupo ficando á frente do Man.City e eliminando a Juventus, assim que o Braga vai ter tarefa complicada.
O Benfica á partida seria o clube que teria mais facilidades face ao momento actual do Estugarda.Mas o Schalke também estava em crise e foi o que se viu.

Miseráveis

O frio, o estado do relvado, a falta de motivação deste jogo são mesmo desculpas para tanta mediocridade?

Estou farto de ver jogadores miseráveis envergar a camisola que devia ser reservada a jogadores de topo. Chega de Torsiglieri, Zapater e Nuno Coelho - apenas para falar dos "reforços" (as aspas é para reforçar a ironia nesta palavra). Nunca serão nada no mundo da bola. Chega de Valdés a fazer um jogo bom e 10 horríveis. Chega de Saleiro que nunca será mais do que um jogador mediano.

A culpa é mesmo do Maniche, ainda dos poucos que sabe o que fazer com uma bola nos pés? Ou do Liedson, como se falava antes? Ou do Rui Patrício que está claramente no grupo das mais valias?

Chega de um treinador que diz basta mas não sabe fazer melhor. Conseguiu pôr a equipa a jogar bem 3 ou 4 jogos, mas depois, paradoxalmente, não souber gerir os regressos de 2 titulares e lixou tudo. Agora perdemos na 2ª feira e fica o caldo definitivamente entornado.

Arte

Até quando temos que aguentar isto!?


Pela primeira vez desde há muito tempo estou de acordo com Paulo Sérgio...

Que venha o próximo e depressa, por favor!!!

quinta-feira, dezembro 16

Carisma&Referências


Mesmo numa foto nada abonatória de qualquer dos dois, é uma das referências do passado a dar o exemplo de sportinguismo ao nosso presidente. Já que se permite tirar uma fotografia de gorro na cabeça, pelo menos que se ponha o emblema do clube.
Ok, crítica algo rebuscada mas que serve perfeitamente de introdução para este post.

Há já algum tempo para cá que o Sporting que se definiu como um clube de formação. Talvez mais por necessidade de que por convicçao, o certo é que algo que se reconhece unanimemente como uma das coisas que se faz de bem em Alvalade. No entanto, mesmo esta boa prática é desaproveitada no clube. Tira-se proveito financeiro sim, mas desportivamente o clube pouco ou nada ganha com esta aposta. É raro o produto da Academia que fica por muito tempo em Alvalade. Por diferentes razões que agora não interessa analisar.
Tentou-se com Moutinho fazer um símbolo do clube.Mas falhou!Tenta-se agora com Carriço e vamos lá ver até quando....o certo é que a carga emotiva que se põe nestes jogadores é algo exagerado e injusto para quem ainda tem 20 e poucos anos.
Pergunto-me então se não seria melhor "buscar" as ainda referências de sportinguismo que ainda temos por aí fora ( o Iordanov é ainda uma delas) trazer-las para o clube e mostrar a estas novas gerações o que é isto de Ser do SPorting.
Preferia ter mil vezes um Iordanov no clube, que Costinhas e Maniches por exemplo...

Incrível!

quarta-feira, dezembro 15

Mais uma acha para a fogueira

O que vai fazer Bettencourt em relação às declarações de Costinha sobre Sousa Cintra?

segunda-feira, dezembro 13

Crise!?Qual crise!?eu gosto é dos jogos dos Juniores, do Andebol e do Futsal

Falar em crise no Sporting é estar a ser redutor e pensar que o clube é só o futebol Sénior.
Nos Juniores andamos em primeiro, nos Juvenis e nos Iniciados também acho que por lá andamos.
No Andebol começamos mal, mas através de uma "supreendente" troca de treinador, começamos a recuperar e a escalar posições. No Futsal estamos na final four com possibilidades de disputar a conquista de um título europeu.
Assim que falar em crise em Alvalade é não dar importância ao resto que se faz de bom no clube.
É claro que pensando assim, o futebol sénior é só uma questão de tempo e esperar que venha algo de bom no futuro. Se nem tudo é mal feito em Alvalade e em tudo o resto lutamos por conquistar tudo(e esperamos conquistar tudo), porque raio naquilo que realmente interessa revelamos tão pouca ambição!?Será que Bettencourt, Costinha ou Paulo Sérgio não revelam o mesmo conhecimento que o departamento do futebol júnior, a secção de andebol, futsal ou atletismo?
Hoje a resposta mais fácil é dizer que não. Que Bettencourt pouco percebe de gestão ao colocar Costinha e Paulo Sérgio no Sporting sem que estes percebam minimamente o que é o Sporting.
Paulo Bento apesar de ter posto a equipa a equipa a jogar pouco á bola, tinha vindo dos juniores(onde foi campeão) e já tinha representado o clube. Pedro Barbosa foi dos jogadores que mais vestiu a camisola do clube nestas ultimas décadas. Ainda que se pudesse por em causa a competência destes dois, fazia sentido que lá estivessem.
Hoje faz algum sentido Paulo Sérgio e Costinha?
Descaracterizou-se o clube com apostas de risco e com pessoas pouco habituadas a estas andanças.
Faz então algum sentido então, que sejam estas mesmas pessoas capazes de tirar o Sporting de uma das piores crises das ultimas décadas?

domingo, dezembro 12

Benfica segue em frente

Se há vitórias incontestáveis, a de hoje é uma delas.
O Benfica foi superior ao Braga do princípio ao fim do jogo.
Sem túneis (não que eles não tivessem tentado) e dentro de campo, voltámos a dizer que somos melhores!
O Braga praticamente não criou oportunidades de golo. Apenas me lembro de uma defesa do Julio Cesar em cima da linha de golo.
O Benfica voltou a arregaçar as mangas e a demonstrar um caudal ofensivo apreciável, que podia ter dado mais alguns golos.
Hoje estiveram de parabéns

"Que se lixe a Taça"

Paulo Sérgio disse que levou um soco no estômago com a eliminação em Setubal. Acredito que sim, mas também acho que se pôs a jeito para isso. A produção da equipa não tem sido a melhor mas o treinador tem vindo a insistir no mesmo 11.

Ontem voltou a ter "azar": a tremenda eficácia do Setubal na primeira parte. Se até tem razão no argumento - o Vitória terá tido apenas umas 3 oportunidades durante o jogo todo, é também verdade que o Sporting não construiu lances de golo com a frequência necessária. Assim sendo...

Estamos em meados de Dezembro e resta a Taça da Liga (boring!) e a Taça UEFA (alguém acredita?) para dar títulos este ano. Muitos sportinguistas procuram raízes do problema, muitas vezes criando fantasmas que não existem. A explicação por vezes pode não ser tão complicada.

sexta-feira, dezembro 10

Interessante

Os nossos adeptos nunca mais irão esquecer-se das datas dos jogos do Sporting Clube de Portugal!

De agora em diante, graças a uma parceria com a Dutch Company Flogs International (www.flogs.com), os nossos sócios, adeptos e/ou simpatizantes terão a possibilidade de fazer download de todas as informações relevantes dos jogos do Sporting Clube de Portugal para os mais diversos tipos de calendários digitais (Outlook, Google Calendar, Apple iCal, iPhone, BlackBerry, Windows Vista Calendar e/ou Facebook)!


ver aqui.

La Masia

La Masia é uma casa perto do Camp Nou. Mas não é uma casa qualquer, pois é nela que vivem habitualmente algumas das jovens promessas da cantera do Barça, provenientes de várias zonas de Espanha que não Barcelona e a sua área metropolitana.

No grandioso ano de 1979 (sim nasci nesse ano), durante a presidência de Josep Lluis Nuñez, o Barça converteu esta casa na residência de jovens jogadores, que desde então tem acolhido vários canteranos "culés". Um dos primeiros residentes de La Masia foi o histórico Guillermo Amor, que fez parte do Dream Team dos anos 90 e é ainda hoje dos futebolistas que mais vezes vestiu a camisola azul-grená. Tornou-se também num dos grandes símbolos da cantera do clube catalão.

Desde que essa residência de futebolistas abriu as suas portas têm sido muitos os futebolistas que chegaram à equipa principal do Barça depois de terem por lá vivido. Muitas vezes mesmo os jovens que viviam com os pais na zona de Barcelona, passavam uma boa parte do tempo com os seus colegas nos jardins da casa para fazer coisas tão impensáveis como...jogar à bola.

Sempre que se fala em jogadores formados no Barça, sempre faz-se a referência à La Masia, independentemente de o futebolista ter ou não residido na casa e por isso mesmo, quando foram anunciados os finalistas da Bola de Ouro de 2010 (Iniesta, Xavi e Messi), comentou-se que eram "produtos fabricados" naquela casa.

No Benfica, nos ultimos anos, apesar de já existir um centro de estágio com alguns anos, a verdade é que ninguém se impõe na equipa principal desde Manuel Fernandes, lançado por Camacho e convertido numa peça fundamental por Trapattoni. Estamos a falar de 2005. Conheço pouco e mal os jogadores da formação que têm contrato com o Benfica e percebo que os façam rodar noutros clubes (até Rui Costa esteve um ano no Fafe), mas espero que não sigam o mesmo caminho de outros e que sejam uma mais valia real para o clube. Não percebo por exemplo que se gaste 11,5 milhões em Jara e Rodrigo e não se dê uma oportunidade a Nélson Oliveira (ou até percebo).

Voltando à Bola de Ouro, esta nomeação foi um grande prémio para a formação do Barça, no entanto penso que a nomeação de Iniesta é bastante injusta, pois passou a primeira metade de 2010 lesionado e quando jogou não estava na sua melhor forma. Na minha opinião os três primeiros classificados seriam: Xavi, Messi e Sneijder.

quinta-feira, dezembro 9

Competições Europeias

O impensável ia acontecendo. Quando Zahavi marcou um golo fabuloso que colocou o Hapoel em vantagem no campo do Lyon e pouco depois Howedes sentenciou a partida da Luz, o Benfica ficou dependente do orgulho da equipa francesa. O desconhecido Lacazette tornou-se no herói improvável dos encarnados mas isso não apaga a má imagem deixada nesta edição da prova e Jesus ficou em posição difícil poucos meses depois de ter conquistado o título.
Já o Braga, apesar de ter o mesmo destino do Benfica, deixou uma imagem positiva. Sendo um estreante, conseguir 9 pontos só pode considerar-se satisfatório.
Estas duas eliminações permitem que Portugal tenha 4 equipas na próxima fase da Liga Europa e, na minha opinião, boas hipóteses de trazer o troféu para o nosso país.

terça-feira, dezembro 7

Era arriscado!

Depois da goleada ao maior inimigo, em duas jornadas ver a diferença reduzida em 4 pontos, era, de facto, muito arriscado. E todos sabemos que naquela casa não se facilita.
Este é mais um jogo para juntar aos do início da temporada.
Fizeram-no no princípio, fazem-no a meio, e se for preciso fazem-no no fim.
É como diz o adjunto do Porto: "os campeões fazem-se assim". Eu apenas começaria a frase de outra maneira: No FC Porto...

domingo, dezembro 5

3 pontos para Alvalade

Exibição "assim assim" do Sporting chegou para a vitória e para a subida ao 3º lugar do pódio. De destacar a segurança de Rui Patrício e as boas exibições de Maniche e André Santos, cada um com um golinho a abrilhantar. Pedro Mendes, sem ser o melhor em campo, oferece confiança e consistência.

Não estou convencido que o 4x3x3 seja o sistema que melhor serve o Sporting, mas percebo que tirar algum dos 3 jogadores de meio campo da equipa seja complicado.

Segue-se o Vit Setúbal, para a Taça. Obrigatório ganhar.

quinta-feira, dezembro 2

Comunicação Social e o Futebol

Vivo há três anos em Espanha e leio habitualmente a imprensa desportiva catalã. Não é dificil de perceber a linha editorial do “Mundo Deportivo” e do “Sport”: tudo o que se refere Barça é sublime, magnânimo, fantástico, tudo o que é do Real Madrid é exemplo da prepotência, arrogância, anti desportivismo, etc. É dificil encontrar blogs mais parciais do que estes jornais de Barcelona, mas possível. Nos jornais de Madrid, os papéis invertem-se (Real é o bom, Barça é o mau), apesar de tanto a “Marca” como o “As” reconhecerem méritos à qualidade do futebol do Barça (também era dificil não o fazerem). Um exemplo desta dualidade de critérios foi a forma como se descreveu o lance polémico entre Guardiola e C.Ronaldo que causou escaramuças entre as duas equipas, no último clássico. Para a imprensa catalã, o CR7 empurrou sem justificação o treinador do Barça e deveria ter sido sancionado, para a imprensa de Madrid foi Pep o provocador ao não devolver a bola ao português e ao atirá-la para o lado. Caso fossem Mourinho e Messi os protagonistas, ninguém duvida que a análise seria feita ao contrário.

Cheguei a pensar que o código deontológico do jornalistas em Espanha não existia, ou a existir, seria bastante diferente do português, porque não é apenas em textos de opiniões que se notam estas posições parciais de ambos nos jornais. É também nas capas de jornais e nas notícias ou crónicas de jogo. Diferenciar actualmente os jornais desportivos espanhóis de propraganda é muito dificil, para não dizer impossivel. Mas afinal existe mesmo um código deontológico de jornalistas que inclui “respeito à verdade”, “objectividade”, “diferenciar opinião de informação”. Não deve é exisir grande controlo sobre o respeito a este código.

Ao ler a imprensa portuguesa, ainda assim considero que não chegámos ao (mau) nível da imprensa de Espanha, mas para lá caminhamos. Um exemplo disto mesmo, foi a capa de jornal vergonhosa feita pelo “Record”, a seguir ao jogo contra o Hapoel, num tom trocista e baixo gozava directamente com Jorge Jesus. Já vi muita capa de jornal ridicula em Portugal, mas não me lembro nenhuma deste género. Digna da campanha que a Marca fez para denegrir a imagem de Pellegrini no ano passado, pelos maus resultados no inicio de época (falando na Marca, o pior editor de jornal da história trabalha neste jornal).

Depois de uma vitória num campo dificil e sem grandes sobresaltos, o jornalista da TVI destacado para fazer a flash interview resolveu picar Saviola e Jesus com perguntas não relacionadas com o jogo e sobre o alegado mau ambiente na Luz. Se o primeiro ignorou a pergunta e disse algo que traduzido para português seria “eu quero é ser feliz a jogar à bola”, já o segundo apenas conseguiu responder com calma da primeira vez. Como o jornalista não queria sair dali sem uma declaração polémica voltou a insistir no mesmo tipo de perguntas, ao que o Jesus apenas rispostou se estava ali para fazer perguntas do jogo ou outras. O jornalista arrogantemente diz “quem faz aqui as perguntas sou eu”. O JJ não é exactamente um tipo diplomático, então despediu-se com um “tchau”, dando assim satisfação ao jornalista sedento de polémica.

É pena que os jornalistas cada vez menos sejam quem transmite a noticia e cada vez mais quem faz a noticia, em busca de audiências, vendas de jornais ou o que for. E há várias formas de a fazer: inventar noticias, provocar ou ou descontextualizar os entrevistados por exemplo.

Sporting 1-0 Lille

O regresso de Pedro Mendes, que só pode ser encarado como positivo, está a "lixar" o Postiga que agora se vê encostado à ala e substancialmente mais longe daquilo que vinha a produzir. O 4-3-3 que Paulo Sérgio impôs, com mais um médio defensivo e menos uma unidade atacante, implicou menor caudal ofensivo, (muito) menos jogo pelas alas e menor qualidade de jogo.

Sendo certo que esta solução com 3 médios centro aconteceu em jogos contra duas equipas complicadas, o próximo jogo dirá se é para manter este novo figurino. O regresso aos 3 médios ofensivos implicaria retirar Maniche ou André Santos da equipa. Manter os 3 médios centro "mata" o Postiga e piora a qualidade exibicional. Hoje já se ouviram bastantes assobios...

Fora estes devaneios tácticos, palmas para o apuramento em 1º lugar - já ninguém se lembra que estivemos "ligados às máquinas" e quase fora da Europa - e para o golo de Polga. Entretanto a Juve Leo fez cheque aos actuais dirigentes. A mensagem foi clara: "Em 1999, por menos fizemos mais. Preparem as malas".

quarta-feira, dezembro 1

Ainda o Barça-Madrid

Passaram-se quase 48horas desse magnífico 5-0 no Camp Nou, mais ainda se sente o impacto de tamanho resultado. Basta ver a imprensa oficial do Clube (Marca ou As)para ver que o discurso mudou claramente de sentido.
Mas não há dúvidas, este Barça é o melhor de sempre. E arrisca-se a marcar um ciclo e uma era. Mourinho não deixa de ser quem é, por este resultado. Mas mesmo ele já deve estar a reconhecer o maior erro da sua carreira. Ir a Barcelona, a jogar de igual para igual com a mesma estratégia e equipa que jogava contra outras equipas inferiores, foi um erro mortal. Já antes Mourinho tinha eliminado este Barcelona.Mas foi a jogar cá atrás com todos os caminhos fechados e lá na frente um Etoo ou Milito a tentar fazer o possível. Pensou agora que tinha equipa para o Barça e pagou caro.

Por fim, uma amostra do ridiculo de algumas pessoas que ainda assim conseguem fazer com lhes paguem para escrever isto:

A meio da semana passada dizia-me um amigo: “É preciso correr com o Jesus. O Mourinho é que nunca falha!”. Ontem tivemos a resposta: de certa maneira, o Barça vingou Jesus, aplicando ao Real Madrid de Mourinho os mesmos 5-0 que o Benfica tinha sofrido do FC Porto.
Um Tal de Saraiva, Record
Ridiculo!!!

terça-feira, novembro 30

Decomposições 'clássicas'

Da semana futebolística que, ontem, passou ficam dois 'clássicos' para a história. Sem histórias, fica, desde já, no presente que as duas equipas da moda foram desmontadas. Uma, sem desprezo pelo que o Sporting fez, sábado, em Alvalade auto-desmontou-se, a outra foi atropelada sem apelo nem agravo pelo super-subestimado Barcelona.

Tinha por aqui dito algures, que Alvalade é o campo mais difícil para o Porto mas não o expliquei. Se tomarmos o Porto-Benfica do ano passado como exemplo, torna-se mais claro o porquê do reduto do leão ser extremamente perigoso para os portistas. O ano passado o Benfica deslocou-se ao Dragão podendo sair da Invicta com o escudo de campeão ao peito e, obviamente, os jogadores do Porto não estiveram pelos ajustes. Que o Benfica fosse campeão já não interessava, era mais que certo, e o único prémio suplementar era ganhar a quem havia sido melhor que eles.

Não que o Sporting já não tivesse - ou tenha - hipótese na Liga, mas o Porto tem-se deslocado, na maioria das vezes, a Alvalade ocupando o 1.º lugar da tabela e é isso que cria a dificuldade adicional em Alvalade. Muita gente, inclusive sportinguistas, concordarão comigo se eu perguntar: porque é que o Sporting não joga sempre assim?

Porque é que cada vez que o Porto sai de Alvalade, se ouve que o Dragão foi amansado ou "mostrámos que afinal não há diferença" ou até o tradicional "fomos superiores"? A verdade é que em Alvalade é difícil, ponto. Mas é verdade também que do outro lado mora uma grande equipa que não se sabe auto-motivar, com meios mais regulares, e o jogo deste sábado é exemplo disso.

O Porto entrou bem e forte assumindo o risco de um estilo de jogo dominador. Até aos 10' a bola entrou - com dificuldade mas entrou - na primeira linha defensiva do Sporting e o Porto 'aguentava' a posse chamando a si a responsabilidade do jogo. A equipa de André Villas-Boas saía a jogar, tabelava e confundia as marcações leoninas, tendo criado uma situação clara de golo. Mas não há bela sem senão e este estilo de jogo tem riscos. Dois deles, para o Porto, chamam-se Fernando e Maicon e contra uma equipa que esperava um deslize - nada mais legítimo pois o Porto também o fez contra o Benfica - a posse tem de ser feita em segurança. E é aqui que o Porto se auto-desmonta e o Sporting sobe para cima no jogo. Primeiro quando Maicon foi forçado a sair a jogar e comete a imbecilidade de jogar nos médios que estão de costas para o jogo. O Dragão afinal erra, e, segundo, errou mais quando Fernando, único médio sem marcação, chamou a si a responsabilidade de 'organizar' o jogo.

A partir daí, a primeira parte coube a um bom Sporting que depois, na segunda, se revelou. Estava já feito, estava já provado que os leões poderiam estar por cima do líder e ficar em vantagem. Para quê fazer mais? O Porto cresceu, o jogo voltou a ficar-lhe favorável e foi uma questão de tempo até ao empate. Repare-se que as incidências do jogo foram beneficiando cada uma das equipas até o registo final dar, espantem-se, um empate. Fica a noção que o Porto é mais equipa que os leões, mas não a super-equipa que muitos querem que ela já seja. Ainda não tem os automatismos necessários para controlar um jogo com um ambiente, e condições, de jogo desfavoráveis. O Sporting é o eclipse das últimas temporadas. Sem tirar nem pôr, igualzinho. O que é, diga-se, um fenómeno, quase ao nível de um Barça que já segura o mesmo estilo de jogo há uns anitos.

Falando em Barça...

A segunda parte do desmembramento de que falo acima teve lugar no Camp Nou. Ficou, felizmente, desmontada a ideia que este Real Madrid é uma super-equipa (deve ser uma praga que por aí anda, a das super-equipas). Esta ideia é suportada pela crença na fé Mourinhiniana (?!) que assolou Portugal assim que José Mourinho saiu do Porto rumo a Stamford Bridge e, como tal, as ideias suportadas somente por fé costumam dar em desastre.

O último Real Madrid campeão da Europa contava com Zidane como organizador de jogo, Raúl na frente, e Figo numa das alas. Este 'projecto' blanco tem o verde Ozil como playmaker, o também inexperiente Di Maria numa das alas e na frente conta com um útil, em transição, Higuaín e um deprimido Benzema. A equipa, percebam-me, não é má e chega, de todo, para a maioria dos jogos. O problema é que o desafio que lhe é pedido esbarra numa equipa que é só o melhor colectivo dos últimos (pelo menos) 20 anos.
O argumento blanco foi hoje desmontado durante 90' com 5 lógicas universais. O Barça, que nos últimos tempos saiu da lista das equipas da moda, é, sem qualquer dúvida, a mais forte equipa do Mundo. Se Guardiola é melhor que Mourinho, se Messi é melhor que Ronaldo, não interessará porque quem viu o jogo sabe do que falo.

segunda-feira, novembro 29

Não queremos cá disto...

Porque para nós ganhar não é para ser conseguido atráves de qualquer meio, e por ser isso o que nos diferencia de outros, não podemos considerar certas práticas como normais em Alvalade.
É já o mesmo de sempre( o tal que veio trazer experiência á equipa por uma pipa de dinheiro ) a dar estes maus exemplos de conducta. Pergunto-me: até quando o clube irá ser permissivo com este jogador?


">

domingo, novembro 28

Grande Sporting

Não, não falo do jogo de futebol de 11, onde mais uma vez o Sporting provou que é melhor do que a classificação indica, mas dificilmente será capaz de ser "o maior".

Falo sim da equipa de futsal, que após um empate comprometedor no primeiro jogo, conseguiu vencer hoje o El Pozo, apurando-se para a final four da UEFA Futsal Cup onde também já estão o Kairat Almaty e o ASD Città Di Montesilvano. A 4ª e ultima equipa poderá ser o Benfica - detentor do troféu - caso vença logo à noite o seu jogo do grupo A. Como dizia o Capitão João Benedito depois de nos sagrarmos campeões na Luz: "Isto é que é o Sporting."

Não somos nenhum Guimarães

Não é que Alvalade seja ultimamente um sitio de grandes optimismos. Já há algum tempo que não esperamos grande coisa da equipa, e começa já a haver uma falta de confiança no clube em qualquer jogo que tenhamos que disputar.
O jogo de ontem era apenas uma boa ocasião para afastar esses mesmos fantasmas. E até entramos bem, com atitude e futebol para ganhar ao Porto de ontém. Aliás, atitude é coisa que sempre houve nesta temporada. O que tem faltado é apenas tudo o resto.
No jogo de ontem conseguimos vulgarizar por momentos esse "Super Porto". Estivemos em cima deles por muito tempo e mostramos que a diferença entre as equipas não é assim tão grande para justificar 13 pontos á 12ªjornada.Mas não ganhamos, quando tivemos tudo para o fazer....
Começamos a ganhar com um golo irregular, deixamo-nos empatar por uma perda de bola de Maniche a meio campo onde a nossa excelente capacidade de recuperação defensiva ficou mais uma vez demonstrada para depois termos 20 minutos com mais um, em que não fomos capazes de criar uma oportunidade sequer...
Pedia-se mais!!!
Até porque nunca poderemos ficar satisfeitos por apenas ter tirado dois pontos ao Porto!!!

sábado, novembro 27

Muito Bom!!!

"Eu prefiro ter burros que corram do que cavalos que ficam parados"

Enrico Preziosi, presidente do Génova, em relação a Miguel Veloso

sexta-feira, novembro 26

LFV... outra vez!

O presidente do Benfica voltou a abrir a boca, e, uma vez mais, para sair asneira.
Numa altura em que qualquer dirigente minimamente inteligente, querendo defender o grupo de trabalho, chamava a si toda a responsabilidade e atenções, o presidente do Benfica voltou a sacudir a água do capote. Afinal, segundo ele, Jesus teve os jogadores que queria. Há quem diga que não! Ainda me lembro dele ter pedido o Huntelaar, por exemplo.
Com a presente direcção, nenhum treinador vai ser suficientemente bom para treinar o Benfica. A partir daqui...
Venha quem vier, enquanto o "rei-sol" LFV se mantiver à frente do Benfica, desportivamente, o clube não vai passar da cêpa torta.
Há dias disse que ninguém saía em Janeiro. A ver vamos..
.

Ou ganhas ou vais-te embora!!!


Parece que entrou agora nos manuais de boa gestão desportiva em Portugal, não despedir o treinador perante os evidentes maus resultados. A tão famosa frase "se não ganhar, vou dar uma volta ao bilhar grande" parece ser coisa só para alguns. Para mim é claro. Há que dar tempo e ter paciência que no futebol nada é imediato. Principalmente quando não se têm tanto dinheiro como os rivais.
Mas isso também não significa que perante um cenário onde a equipa tão depressa faz meio jogo bom, como depois desaparece e mostra-se insegura ou então entra a dormir e só depois corre atrás do prejuízo, não se faça nada e se assista serenamente a tão tamanha falta de ambição.
A sensação que tenho deste Sporting é que depende exclusivamente do "hoje foi um bom dia, amanhã logo se vê". Ou vice versa."Hoje correu mal, faltou sorte, amanhã correrá melhor".Dá a sensação de que é totalmente fruto do acaso se um dia se joga melhor ou pior sem se perceber muito bem porquê.
Concordo com o Peyroteo que esta equipa já mostrou futebol. Mas ao mesmo tempo, a aposta feita em jogadores com experiência mostra que o clube aposta no imediato, não há tempo a perder. Vender Moutinho e Veloso para apostar em Pedro Mendes ou Maniche deveria ter um reflexo imediato na intermitência exibicional da equipa ou no controlo emocional.
É isto que me preocupa no Sporting. Não há uma melhora clara em comparação com o ano passado.
E se não será pelos jogadores, então o próximo a mudar será o treinador.

quinta-feira, novembro 25

Falta de Maturidade

A derrota de ontem não espelhou minimamente o que se passou durante os 90 minutos. O Benfica dominou o jogo do principio ao fim, sendo que o Hapoel raramente passava do meio-campo. Na primeira parte por exemplo perto dos 30 minutos já tinhamos 10 cantos a favor contra 0 dos israelitas. O jogo acabou com 21 cantos a favor e 2 contra, tendo o Hapoel marcado o 2º golo no seu primeiro canto! Fizemos o dobro dos remates (18-9), tivemos mais posse de bola (56%-44%) e tivemos várias oportunidades para marcar. As mais flagrantes foram a do cabeceamento do Luisão (em que um defesa tira a bola em cima da linha), duas do Kardec (um falhanço escadaloso de cabeça e outro em que aparece isolado com a bola dominada e atira ao lado) e finalmente uma do Cardozo (aparece em boa posição para rematar, mas o pé direito "não ajudou" e foi também ao lado).

Como se explica que com tanto dominio, se tenha perdido o jogo por 3-0? Do meu ponto de vista, faltou maturidade competitiva. Os jogadores do Benfica iniciaram o jogo muito ansiosos, principalmente lá na frente, e houve imensas precipitações em remates e passes. Expoentes máximos desta precepitação: Kardec (jogador em que deposito grandes esperanças), Gaitan e Salvio. Pelo menos foi essa minha impressão.

A defender também se notou essa falta de maturidade competitiva, pois os jogadores percebiam que eram muito superiores e por isso faltou concentração nos lances de bola parada. Não é admissivel que uma equipa marque dois golos praticamente nas primeiras duas vezes que meteu a bola na àrea.

É aqui que entra Jorge Jesus. Não penso que tácticamente tenha cometido nenhum erro, mas não soube preparar mentalmente os jogadores para esta partida. Faltou-lhe também a ele experiência para estes momentos. Isto não quer dizer que tenha de ser despedido (como já lê por aí). Aliás há muita gente que acha que a solução é correr com toda a gente, desde o presidente ao roupeiro, quando não é essa a solução para nada.

P.S. Aimar é gigante

P.S.2 Trocava já o Jara pelo Izmailov ainda que jogasse de muletas. Aliás acho que até o trocava pelo Djaló (mas isto pode ser a frustração do resultado a falar).

quarta-feira, novembro 24

Fim de Linha na CHampions

O Benfica acaba de ser afastado da Champions, pelo "colosso" Hapoel, com um resultado categórico. 3-0!
Há pouco a dizer. A quantidade de cantos não é convertível em golos.
Para quem dizia que ambicionava chegar muito longe na Champions, perder os 3 jogos fora com um score de 7 golos sofridos e 0 marcados, deve reflectir bastante. Prestação sofrível.
Apanhar um Schalke em penúltimo no campenao alemão, vindo de uma sequência bastante negativa, um Lyon, que apesar de muito experiente é uma sombra da época passada, e uma equipa de... Israel, e na penúltima jornada ser afastado da competição, é pouco, pelo menos para a fanfarronice das pessoas ligadas ao Benfica!!!
E a Liga Europa está longe, mesmo muito longe.

Mas está tudo doido!? - Parte 2 (por um benfiquista)

Embora concorde com a desnecessidade de tantos elogios ao jogador, mais a mais tendo dito o que disse anteriormente (e bem lembrado pelo J.), a verdade é que a postura do controverso presidente do Sporting acaba, forçosamente, por ter que ser elogiada.
Fácil para ele, mais cómodo, capitalizando simpatias, seria usar o João Moutinho para incendiar o jogo, e provavelmente distrair os sócios dos reais problemas do Sporting, pelo menos durante uns dias.
Esteve muito bem ao colocar-se à margem de eventuais incidentes que possam vir a acontecer, condenando-os desde já.
Provavelmente vai sair prejudicado, porque este tipo de atitudes não é seguido pelos homólogos.
Exemplos como este, seguido por todos, resolveriam grande parte da violência no futebol português.

Agora sim, Braga

Após os dois desaires iniciais escrevi que o Braga ainda não tinha o que era preciso para lutar pelos Oitavos-de-final da Champions. De facto, 0-9 em apenas dois jogos era um saldo preocupante. No entanto, 3 jogos passaram, 3 vitórias foram alcançadas e sem sofrer qualquer golo. Ontem, frente ao Arsenal, o Braga fez um jogo competente e soube esperar pela sua oportunidade para ganhar. Matheus marcou em dois contra-ataques, o segundo foi mesmo uma obra de arte pela velocidade, técnica e finalização.
Com a Liga Europa assegurada, só mesmo um milagre poderá permitir avançar na Champions. Era preciso golear o Shakthar na sua casa ou esperar que o Partizan pontue em Londres. Mas 9 pontos (para já) na primeira participação na prova é excelente, não esquecendo as eliminações de Celtic e, sobretudo, do Sevilha.

Mas está tudo doido!?

"Espero que, em relação ao João, os nossos sócios e adeptos não se lembrem só dos aspectos negativos e se concentrem em apoiar os nossos jogadores. Enquanto representou o Sporting, o João Moutinho sempre foi um profissional extraordinário, além de grande jogador. Não gostaria de ver atitudes menos correctas para com ele."
JEB 23.11.10

"Não posso deixar de revelar o sentimento de tristeza pelo insistente desejo de partida manifestado pelo jogador, que se acentuou a partir de 2008, depois da recusa de venda ao Everton'
'Não sabia dignificar a bandeira que envergava e que representava não só no campo. Por isso, o Sporting está feliz por vê-lo partir'
'O negócio fez-se porque o Sporting não quis uma maçã podre que ia contaminar o grupo, alguém que não é exemplo. Teve um comportamento deplorável', acusou Bettencourt, referindo que o jogador saiu pela 'porta pequena'.
JEB 06.07.10

No espaço de pouco mais de quatro meses assistimos a esta mudança radical de discurso.Mas está tudo doido!? Posso perceber a tentativa de "acalmar" os ânimos para assim ter um clássico mais tranquilo, mas ninguém aqui é parvo. Primeiro diz-se o que se diz das maçãs podres e não sei mais o quê, agora isto do profissional exemplar!?
JEB anda claramente a procurar o ódio dos sportinguistas, só pode!!!

terça-feira, novembro 23

O Onze vai ser este!!!

Patrício
J.Pereira, Carriço, Polga e Evaldo
A.Santos, P.Mendes e Maniche
Valdés, Liedson e Postiga

Mais que suficiente para ganhar a este Porto!!!

segunda-feira, novembro 22

Margem mínima

Apesar da vitória, foi das piores exibições do Sporting na presente temporada. Paulo Sérgio fez regressar Liedson e Djaló, posicionando este último na direita e Valdés na esquerda. Apesar de algumas boas iniciativas iniciais do chileno, o Sporting foi pouco mais que inofensivo para a baliza de Cássio e só André Santos (o melhor em campo), num remate de longe, criou perigo.
O golo acabou por surgir nos descontos da 1ª parte, num desequilíbrio de Djaló que, apesar dos defeitos, pode sempre decidir um jogo com a sua velocidade.
A vantagem deveria ter um efeito positivo para a 2ª parte mas aconteceu exactamente o contrário. O Paços equilibrou o jogo (Maykon foi importante nesse aspecto) e quase obrigou a um prolongamento que não escandalizaria.
Sinceramente, esperava um pouco mais deste jogo. Apesar de ser uma equipa pouco segura, o Sporting tem conseguido apresentar períodos de bom futebol em quase todos os jogos. Hoje esteve longe disso. Contra o Porto terá de ser necessariamente diferente.

sexta-feira, novembro 19

"És um anão, és um cab..., és como o Simão"

Há quem diga que será este o cantigo que os adeptos leoninos vão brindar o regresso de João Moutinho a Alvalade.
Eu acho que a melhor resposta a eventuas desconsiderações do jogador, seria apenas ignorar.
Moutinho na minha opinião já estava a mais em Alvalade. Não era o capitão que necessitávamos, andava a jogar metade daquilo que já lhe tinhamos visto, não era convocado para a selecção, etc....adivinhava-se então um arrastar de uma situação que não beneficiava ninguém.
A venda era a situação mais vantajosa para todas as partes.
11 milhões de euros, mais uma percentagem numa futura venda, mais metade do NAC mais um perdão numa eventual dívida no negócio Postiga foi para mim um bom negócio ( nada que ver com o negócio Veloso, que já andava a jogar muito mais que Moutinho e rendeu muito menos).Meireles rendeu pouco mais ao Porto e tinha bastante mais visão internacional.

O único problema neste negócio é que o clube comprador foi o F.C.P. E então aí confesso que o choque foi geral. Ninguém está habituado a este tipo de negócios.
E então agora há por aí quem só veja qualidades no Moutinho. Mais disso falarei mais tarde.
Para concluir, Moutinho já cá não está. Como não estão Veloso, Varela, Carlos Martins,Quaresma Ronaldo, Nani ou Simão.
Adianta alguma coisa agora olhar para trás e ver o que já lá foi, em vez de por exemplo olhar para o que hoje temos e poderemos ter no futuro.Rui Patricio, Carriço, André Santos e futuramente muitos outros que muito provavalmente serão tão bons como os que já foram embora.
E de uma coisa tenho certeza, se renderem($)pelo menos o mesmo que Moutinho rendeu. Já não estamos nada mal. Varela, C.Martins, Quaresma, Simão e Viana renderam menos ou praticamente o mesmo.....



quinta-feira, novembro 18

Voltei a gostar da selecção

Obrigado Paulo Bento.

quarta-feira, novembro 17

André Santos - a revelação!!!

Para mim tem sido a grande revelação deste Sporting.
Está longe ainda da excelência e poderá/deverá evoluir muito mais. Mas num Sporting extremamente irregular, André Santos tem sido dos jogadores mais regulares da equipa na minha opinião. Para mim, simplesmente fez esquecer João Moutinho.
Num meio campo, onde antes se falava na experiência Pedro Mendes ou Maniche ou no peso de Zapater com experiência nas duas das principais ligas mundiais, hoje acho que se pode dizer é André Santos e mais um. Eu até iria mais longe, é André Santos e de preferência Pedro Mendes. Para mim ter Maniche na equipa é um factor de desestibilização da equipa e Zapater tem sido um Adrien.
É caso para dizer, não temos mais como este lá na Academia!?

terça-feira, novembro 16

Será só o Benfica?

Já foi por demais debatido o porquê da época menos positiva que o Benfica está a conseguir. Há quem ache que o treinador anda desmotivado, que as contratações falharam, que as saídas não foram devidamente colmatadas, que há jogadores descontentes por não terem saído. É provável que seja um pouco de tudo, acrescentando que houve um excesso de confiança na pré-temporada e que o jogo da supertaça foi marcante.

Mas será apenas o Benfica?
O que é feito super-Braga. Do tão elogiado Domingos Paciência? O homem que com muito menos conseguia fazer mais que Jorge Jesus? Pois é. É que na temporada passada, em Novembro o Braga jogava só para o campeonato. Diferença grande, não? Houve sempre que desvalorizasse o argumento, preferindo enaltecer as qualidades do Domingos, para mim um treinador banal.
O ano passado virou as baterias contra o Benfica, este ano, como quem vai na frente é-lhe querido e está longe de poder lutar pelo título, tem estado mais comedido. No fim de semana passado voltou a soltar as amarras da língua e saiu mais uma vez asneira. As razões de queixa da arbitragem são zero, e chega ser ridículo o choradinho do treinador do Braga.

Da mesma forma como achei parvo a época passada, o Jorge Jesus ter estado permanentemente a querer colher os louros da boa época do Braga, não posso deixar de constatar que o Domingos a caminhar pelo pé dele tem andado bastante para trás!

Constato ainda que a obcessão do Villas Boas pelo Benfica já me parece doentia. Nem a goleada o fez parar. Não há conferência de imprensa que ele não fale do rival! Obrigado, são estas atitudes que nos fazem acreditar que somos enormes!

Notas Soltas


1. O Benfica voltou as vitórias no jogo contra o Naval. Não pude ver a 1ª parte e vi a 2ª só a espaços por isso não tenho grande opinião para dar. Apenas que os golos de Gaítan foram fabulosos, mas fiquei sobretudo satisfeito com o golo de Nuno Gomes, que está preste a tornar-se o novo Mantorras.

2. Di Maria foi recentemente eleito a melhor contratação do Real Madrid (através de uma votação online promovida pela “Marca”). Depois de um Mundial discreto que aumentou a desconfiança dos madridistas em relação ao argentino (preferiam Silva ou Navas), este tem provado com golos, assistências e sobretudo uma grande entrega ao jogo, que foi uma excelente contratação. Isto terá influência nas próximas vendas das estrelas do Benfica, que já terá mais argumentos para pedir o máximo possível pelos seus jogadores. Se bem que a minha preferência é que não saia ninguém dos bons.

3.O Sporting quer
despedir o Izmailov. Se os problemas fisicos do russo forem ultrapassados, seria uma grande contratação pelo Benfica, portanto agradecia que o departamento juridico do Sporting fosse mais competente do que tem sido a equipa de futebol. Vá, despeçam lá o homem.

4.Miguel Fidalgo e João Tomás aparecem no top 5 da lista dos melhores marcadores da Liga. Se o segundo é um habitual (pelo menos até Dezembro, altura em que deverá aceitar uma proposta do Qatar ou Arábia Saudita), já o primeiro é uma novidade e esperemos que seja mais uma opção para a selecção (tem 28 anos, por isso ainda vai a tempo).


5. Dizem que Saviola está a fazer uma má época. Leva 5 assistências no campeonato e ninguém fez mais do que ele. Imaginem se estivesse a fazer uma boa época! Na minha opinião apenas tem estado mal na finalização, mas continua a ser um jogador fundamental no Benfica.

segunda-feira, novembro 15

...o Real ontem acabou com 3 trincos e 3 centrais!!!

....e ganhou e foi elogiado por todos!!!
A diferença é que o Real é treindado por Mourinho e o Sporting pelo Paulo Sérgio.
Lá está, lembro-me de uma conversa á tempos aqui no blog onde a mesma politica de rotação era elogiada em Villas Boas e criticada em Paulo Sérgio.
Voltando então ao pensamento inicial deste post. Obviamente ninguém pode ficar satisfeito com a segunda parte do Sporting no jogo contra a Académica, mas depois dos jogos contra o Gent e especialmente contra o Vitória, acho que era essencial ganhar seja como for em Coimbra.
E foi isso que Paulo Sérgio fez.
Com isto não quero dizer que passei a ser um admirador do actual treinador do Sporting, não posso é estar constantemente a criticar, mesmo quando um dia se ganha com um penalty inventado no ultimo minuto ou com uma grande exibição do nosso guarda redes(acusou claramente o toque do Hildebrand,perdeu confiança, tá visto....)

domingo, novembro 14

Sporting volta a vencer...

... mas duvido que exista algum sportinguista que não tenha ficado todo "mijadinho" quando a Académica reduziu para 2-1.

Os adeptos e... o treinador que, mais uma vez, voltou a transmitir pânico para dentro de campo. Inaceitável a postura que fez com que o Sporting acabasse o jogo com 3 centrais, 3 trincos e apenas Postiga e Valdés lá na frente a tentar apanhar as bolas aliviadas da defesa. Tivemos sorte e Rui Patrício.

Decididamente, Paulo Sérgio conseguiu pôr a equipa a jogar algum futebol - mais uma primeira parte muito boa, à semelhança da semana passada - mas falta-lhe ainda muita coisa.

Valdés voltou a estar muito bem, assim como Vukcevic e Postiga. Salomão perdeu muito espaço e Liedson também não terá vida fácil para regressar ao 11.

quinta-feira, novembro 11

Há plano B em Alvalade?

Analisando as últimas declarações de Bettencourt vem-me á memória o caso Paulo Bento no ano passado. Perante a evidente degradação das exibições e resultados da equipa, Bettencourt lançava um "com Paulo Bento até á morte". Hoje temos um "Paulo Sérgio até ao fim".Como se esta relação treinador-clube fosse sagrada apesar de haver sinais evidentes de que as coisas não vão bem. O divórcio então é algo proibido a adivinhar pela religião de Bettencourt e só faz sentido quando uma das partes, que não o clube, decide aceitar a evidência e então decide partir.
Foi assim com Paulo Bento! Na altura também o foi com Pedro Barbosa e Ribeiro Telles.
Então Bettencourt desprevenido por eventualmente uma coisa assim possa acontecer, não sabia o que fazer. Foi-se á procura da solução mais fácil, Sá Pinto, e arranjar treinador para o SPorting foi algo que já se iria ver. Sem pressas!!! Arranjou-se entao um Carvalhal, que não convencia ninguém. Nem o próprio Bettencourt como mais tarde se viu.
Agora temos um caso semelhante com Paulo Sérgio. É até ao fim diz Bettencourt.
Resta saber entao quando é que será o fim para o presidente do meu clube.
Será que não ganhar á Académica e ao Porto nas próximas duas jornadas será aceitável, por exemplo? Ou então ficar quase a 20 pontos do primeiro lugar no final de Novembro?
Tudo isto por enquanto é pura especulação minha.
Podemos ganhar á Académica e ao Porto e parecer então uma verdadeira equipa.
Espero que sim.
Agora se não for assim, o que vai acontecer Sr.Bettencourt?
Será que haverá algum plano de contigência em Alvalade?

quarta-feira, novembro 10

Memória Curta (a de alguns benfiquistas)

Boas a todos. Aceitando o convite do João, passei a reforçar a ala Benfiquista do Sector B32 . Conheço o blog há varios anos (antes mesmo de conhecer o João) e é dos poucos não exclusivamente benfiquistas que leio, devido à qualidade dos seus escribas (isto sou eu a dar graxa aos companheiros de blog que não me conhecem de lado nenhum).

Passando ao que interessa (o Glorioso): quem tem acompanhado a blogosfera nos ultimos dias tem-se deparado com imensos textos a dizer que LFV é incompetente, que Jorge Jesus devia ser despedido e que Rui Costa devia “dar um murro na mesa” e demitir-se ou exigir mais poder. Isto para além do plantel ser péssimo, etc.

Eu percebo que exista frustração pelo resultado de domingo contra o FCP, tanto pelo volume de golos como pelo “adeus” à revalidação do título (no futebol não há impossiveis, mas o título neste momento é uma miragem). O que não percebo é que se ponha tudo em causa, quando no ano passado fizemos a melhor época de que me lembro com uma quantidade de golos em todas as competições só comparável com algumas épocas dos anos 60 e talvez uma das épocas do Erikson nos anos 80.

Indo por partes:

O plantel é praticamente igual ao do ano passado, pois apenas sairam 3 jogadores (Di Maria, Ramires e Quim). Tudo bem que talvez os seus substitutos não tenham sido as melhores opções, mas o plantel é garantidamente suficiente para consumo interno (a não ser que considerem que o Vitória de Guimarães ou a Académica têm um plantel melhor).

O treinador, continua a ser o mesmo Jesus de sempre. Muita gente diz que agora que ganhou o campeonato tem o “rei na barriga” e tornou-se arrogante. Isto apesar de ele ser arrogante pelo menos desde que treina o Felgueiras e ainda não tinha ganho nada na altura. A forte personalidade que todos elogiavam no ano passado, agora já é alvo de criticas. Tácticamente continua a ser bom, mas comete erros, como toda a gente. Sou dos que torceram o nariz quando vi que o David Luiz ia jogar a defesa esquerdo, mas não é por isso que acho que o Jorge Jesus deixou de ser um excelente treinador, a não ser que tenha desaprendido de um ano para o outro. Não se esqueçam que este homem valorizou imenso o passe de vários jogadores (por exemplo o Fábio Coentrão valia uma grade de minis e agora vale 30 Milhões).

O presidente
Muito longe de ser perfeito, tem várias opções e atitudes das quais discordo profundamente, é ainda assim a melhor opção disponível para ser presidente do Benfica. Pelo menos nas ultimas eleições não vi ninguém credível a aparecer. O que não significa que não possa ser questionado pontualmente (por exemplo por esta viagem absurda a Angola).

O Maestro
Uma das razões apontadas para a má época do Benfica é a pouca influência que Rui Costa tem. Eu sinceramente não estou por dentro do clube e não sei o que se passa, mas não vejo diferenças entre o ano passado e este ano.

Adeptos
Não tenho dúvida que os adeptos que encheram os estádios pelo país fora para apoiar o Glorioso na época passada foram importantes para o título. Os momentos que me davam grande satisfação era quando sofriamos um golo que nos punha em desvantagem, ou que empatava o resultado e imediatamente todo o estádio começava a puxar pelo Benfica.

O que tem de acontecer esta época é exactamente o mesmo. Por estarmos menos fortes e a jogar pior é que a equipa precisa ainda mais do apoio do público. Se as coisas estiverem a correr mal no teu trabalho o que preferes, que te ignorem, que berrem contigo ou que te digam que estão contigo e sabem que podes fazer melhor? Esqueçam o Di Maria e o Ramires, são bons mas nenhum deles é melhor do que o Eusébio e o Benfica foi campeão europeu sem o King. Tu que te dizes do Benfica (isto sou eu a imaginar um benfiquista desanimado à minha frente), é só para ir ao Marquês quando se ganha ou é em todas as alturas? Vamos ao estádio, vamos apoiar o clube, porque como disse muito bem o mister ainda há títulos por conquistar esta época: Taça da Liga, Taça de Portugal e Champions League (sou como o Ricardo Araujo Pereira que uma vez disse que mesmo estando o Benfica na Taça UEFA achava que era possivel ganhar a Champions) e o 2ª lugar no campeonato é muito importante por causa do dinheiro da champions e da valorização que dá aos jogadores.

No fundo o que queria dizer com este post é:
CARREGA BENFICA
!

terça-feira, novembro 9

Basta!!!

Eu tenho tentado não entrar nesse pessimismo generalizado e no constante deitar abaixo de tudo aquilo que involve o Sporting de Bettencourt. Tenho tentado sempre realçar que esta crise do Sporting é apenas desportiva. Que é só apenas acertar na fórmula, começar a ganhar jogos e por a equipa a lutar por títulos e de seguida voltamos a ver estádio cheio e os adeptos a apoiar.
Mas está muito complicado!!!!
Como o Miguel diz e bem, o Sporting dos finais dos 80´s está de volta. Em Novembro já estámos a 13 pontos do Porto. E obviamente que uma má época, qualquer equipa poderá ter. Já duas seguidas, começa a ser preocupante....
O Sporting de hoje tem qualidades evidentes. Ontém Valdés e Vukcevic encheram o campo.
Mas também tem defeitos totalmente inaceitáveis. A expulsão de Maniche é inaceitável e deveria custar-lhe caro. É a experiência a primeira a vir abaixo em Alvalade. Já antes tinha sido Abel...
Depois, acho que a paciência com o Paulo Sérgio já acabou.
Já chega de opções de segunda para o banco de Alvalade. Se não conseguimos arranjar melhor, prefiro um Lima dos juniores a assumir a equipa. Pelo menos já sabe o que é ganhar títulos como treinador do Sporting.
Este Paulo Sérgio não dá garantias de nada.....

P.S 1 - Hoje não nos podemos queixar de golos falhados. Marcamos um golo fantasma que só o fiscal de linha viu. No final até preferia perder, a empatar desta maneira!!!

P.S 2 - Imbecil, idiota, estúpido....não quero por aqui palavrões á Margem Sul, mas o que dizer destas palavras de Rogério Alves: " Não escondo a alegria desportiva por ver o Benfica naquelas aflições"
É caso para dizer, preocupa-te com o que se passa na tua casa!!! Tristeza....

segunda-feira, novembro 8

É Natal, é Natal!

O título poderia aplicar-se à enorme felicidade do Guimarães e à prenda que lhe caiu a partir do minuto 72, mas a explicação está na ultima frase do post.

Depois de ver jogar uma das melhores primeiras partes que me lembro, o Sporting acaba por perder o jogo. Porquê?
- 4 golos incríveis falhados antes do 1º do Vitória.
- a incrível expulsão de Maniche. Vai ser crucificado, com razão.
- terrível falta de maturidade da equipa mas também do treinador. A entrada de NAC foi à Jesu(s)aldo, para usar a mesma expressão do Marco.

Vukcevic jogou que se fartou e não merecia a derrota. O que é certo são os 13 pontos de atraso para o líder. Voltámos à década de 80, em que não chegávamos ao Natal.

A mão de Jesu(s)aldo

Convém, primeiro, explicar que o título não terá tanto a ver com o ex-treinador do FC Porto (e do Málaga) como se possa pensar. Mas quem tem a paciência de aqui me ler, sabe que há muito que associo uma das (más) filosofias do treinador português ao professor Jesualdo Ferreira. E isto porque foram muitos anos, a ver um Porto nada fraco mas que se auto-mutilava quando menos precisava. Hoje, desta feita por "boas" razões lembrei-me do fenómeno de novo. Nada mais óbvio, não é? Sem desprimor algum pela instituição e pelos benfiquistas, hoje qualquer um deles se sentirá como eu me senti quando o Porto foi, com Jesualdo, a Inglaterra.

Aquando da vitória, da passada época, para a Europa League, do Benfica no Vélodrome, elogiei a fantástica exibição afirmando que essa era a filosofia que tinha de fazer escola em Portugal para o nosso "futebolzeco" poder ombrear com os grandes. Jesus, o obreiro de Marselha - e de um futebol com método na época passada - borrou, semanas depois, a pintura em Anfield Road. Tal como Jesualdo, tanta e tanta vez em Inglaterra, errou e hoje decidiu - sim, bastava não ter decidido - errar outra vez. E não quero, com isto, dizer que o Porto de Jesualdo ganharia, alguma daquelas vezes, no Emirates ou que o Benfica de Jesus ganharia, ontem, no Dragão. Melhor(es) figura(s) fariam certamente...

Foi avançado pelo Record, nos dias que antecederam o jogo. David Luíz ia tentar parar Hulk. Tal como a (bela) capa do jornal "A Bola", e sua respetiva BD no interior, queria fazer parecer, afinal, para Jesus, o clássico seria mesmo um jogo de 1x1. E a sua flash interview prova isso mesmo. Ou seja, para Jesus bastaria que David Luíz parasse Hulk e o resto lá se arranjaria.

Ainda hoje quando me envolvo no tradicional Distrital me deparo com essa filosofia. Sem desprimor por todos os adeptos que fazem o futebol o fenómeno que é, ele é um desporto de tudo menos de individualidades e hoje, com essa filosofia, deixásse Jesus fosse quem fosse com Hulk e ele seria, inevitavelmente, papado. Há não muitos anos, vi um trabalho de equipa fantástico do Milan para não deixar C. Ronaldo jogar. E adivinhem, Jankulovski estava com o luso mas, obviamente, não estava sozinho tornando as disputas em questões de talento. Ancelotti, tornou-as sim em questões de probabilidade, bem a favor do Milan juntando ao checo, Gennaro Gattuso. E assim se anulou Ronaldo.

Hoje Jesus mereceu a lição do jovem Villas-Boas. E não porque André seja já um Messias, um mestre ou até um... catedrático, pois afinal de contas ainda só ganhou uma supertaça, vai bem lançado na Liga e encontrou uma fórmula para derrotar, convincentemente, o Benfica (10/11, frise-se) de Jesus. Não se comece já a dizer que só Porto e Barcelona é que jogam, que será normal ir à Luz e ganhar (sim, não me esqueço que no ano passado marcámos cinco ao Sporting e em Alvalade deram-nos o troco), porque nada, mas mesmo nada, está ganho.

Mas conscientemente terá que se dizer que o Porto é a equipa mais forte da Liga, de longe. Terá que se lembrar que tem o melhor jogador, a melhor organização e a mentalidade mais forte. Todos, agora, o sabem, mas ficar-me-ia mal, com uma estrondosa vitória destas, não o referir. É um Porto anormalmente eficaz, com um grau de acerto tremendo e assente em individualidades que estão a decidir, mas ainda não me apaixona.E ontem, atropelou um adversário, de momento, bem mais fraco tirando proveito do tal espantoso grau de acerto. Bem disse André que "não é todos os dias que se ganha por cinco."

P.S. Sim, a passagem de testemunho está confirmada oficialmente. Mas uma passagem que me deu especial gosto, foi a do melhor 10 da Liga para as costas de Belluschi. Desde aquele túnel (não aquele de que se costuma falar) que eu o desejava. Parabéns Belluschi. E já agora (lesão de Micael antes da Supertaça) terá sido sorte André? Daquela sorte à semelhança do Euro 2000 aquando da lesão do Sá Pinto?

domingo, novembro 7

Estou em crer que acabámos de assistir à passagem de testemunho.

Porto 5 - Benfica 0

Após mais uma difícil deslocação ao colonato, o Benfica foi goleado.
Da violência já nem vale a pena falar, começa a fazer parte do ADN. Só quando alguém morrer é que se vão tomar medidas.
Não se confundam portuenses ou nortenhos com o portistas.
Voltando ao jogo, o Benfica sem alma própria e acagaçado abriu o caminho para este resultado histórico. Vários erros de casting, a começar pela constituição da equipa, e a terminar na atitude dos jogadores. Este Benfica não foi nada, e jogar no colonato desta forma, a goleada pode acontecer e aconteceu.
O rival já era mais forte, e um Benfica pálido ainda mais fácil tornou a coisa.
Sabemos como ganharam o elan, convém não esquecer das vitórios no princípio da temporada.
Hoje foram melhores e mereceram a vitória.
Estão lançados para o título, e agora resta esperar que escorreguem muitas vezes, o que não se perspectiva.

Até agora tudo bem

Desta vez as coisas estão a decorrer com a normalidade como sempre deveriam decorrer, melhor dizendo: o forte contingente da PSP está fazer com que as coisas corram dentro da normalidade.
Infelizmente com custos elevados para o país.

O Benfica mereceu os maiores cuidados das forças policiais. Conta quem viu que a segurança era semelhante aos cuidados que se têm com um chefe de Estado.
É triste, dentro do mesmo país, por causa de futebol. Mas não pode ser de outra maneira.

Resta esperar que tudo continue a decorrer com normalidade.

Que seja um grande jogo de futebol. E que no fim ganhe o Benfica!

sexta-feira, novembro 5

O que fazer com Djaló!?

São exibições como as de ontem que me fazem pensar que o periodo deste jogador no Sporting já deveria ter acabado. Apesar de vir de uma lesão, há aspectos em que já deveria ter evoluído há muito tempo atrás. Começa já a faltar paciência!
No entanto,se estivesse em Alvalade, começava já a ter uma certa fobia em dispensar jogadores da formação ou então procurar e aceitar os negócios possíveis de momento.
É que há que ter em consideração jogadores como Varela, Carlos Martins ou Moutinho só para falar nos mais recentes.
Então, o que fazer?
Ir aguentando um jogador que não dá sinais de evolução!?
Aceitar uma oferta de alguns milhões(se houver efectivamente alguma)?
Emprestar um clube de meio da tabela da nossa Primeira Divisão?
Ou emprestar um West Ham na esperança de poder valorizar um activo?

Complicado....

quinta-feira, novembro 4

Gent (!!!) 3-1 Sporting

É certo que derrota não tem grande impacto no apuramento para a fase seguinte da Europa League, mas preferia evitar os danos colaterais, nomeadamente a perda dos pontos para o ranking do Sporting na UEFA e interromper a senda de bons resultados e consequente galvanização dos adeptos.

Pode ser que agora as faces se invertam e tenhamos um Sporting demolidor no campeonato. Segunda feira é um excelente teste.

Peyroteo, diz-me que o Zapater é bom jogador e dá mais do que aquilo que tem mostrado. Pode ser que se o defenderes na caixa de comentários, como fizeste com o Valdés, o homem se transfigure.

SAD anuncia redução de prejuízo

Na época 2009/2010, a Benfica SAD conseguiu reduzir o prejuízo para 34,9 para 19 milhões de euros. Uma evolução «alicerçada nos resultados desportivos».

In A Bola 04.11.2010

Ora aqui está um bom exemplo de boa gestão. Uma redução importante do prejuízo como o jornal A Bola faz questão de realçar. Agora é quase apenas 20 milhões de Euros. Num ano em que se ganha o campeonato e se vende para Fundos e Real Madrid, conseguir reduzir o prejuízo é obra há que reconhecer. Algo só alicerçado pelos resultados desportivos. Uma importante evolução, sem dúvida!
Em dois anos um prejuizo de 54 milhões. Nada mau.

P.S- Deixando o sarcasmo de lado, cada vez mais me convenço que estes lobbies começam a ter uma importância crescente na nossa sociedade. Ter o controle de certos meios de comunicação faz toda a diferença!!!

terça-feira, novembro 2

Benfica 4 - Lyon 3

O jogo de hoje divide-se em 3 partes:

1ª parte - os primeiros 45 minutos, onde se viu um Benfica dinâmico, dominador, personalizado e muito, mesmo muito forte. Os jogadores corriam mais que o adversários. O resultado ao intervalo, embora surpreendente era a materialização do ascendente do Benfica.

2ª parte - após o intervalo e até ao 4-0, onde o Benfica pausou mais o jogo e controlou como quis o adversário, espreitando sempre a baliza adversária. O Benfica parecia ter o jogo controlado e o Lyon parecia resignado.

3ª parte - os últimos 15 minutos. O Benfica abdicou de jogar, pensando provavelmente que a história do jogo estava contada. Pura ilusão. O jogos são para serem levados a sério até ao apito final. Felizmente que o Lyon fez o 3º golo em cima do apito, senão...

O que podia ter sido uma noite épica, transformou-se num final de jogo apreensivo.

Luisão, Martins e Coentrão mereciam mais. Foram 3 gigantes na Luz.


*está corrigido. Obrigado Peyroteo

domingo, outubro 31

Leiria 1-2 Sporting

Tenho de dar a mão à palmatória. Valdés, jogador que tenho vindo a "desancar", decidiu a partida e, acima de tudo, realizou excelente exibição.

O Sporting esteve bem na partida e podia / devia ter marcado mais golos. A equipa voltou a demonstrar um futebol agradável a espaços. Só a continuidade das boas exibições conquistará os adeptos, mas para já, a equipa parece ter encarreirado.

Entretanto uma enorme notícia: o regresso de Pedro Mendes aos treinos. O futebol leonino entra numa dimensão superior quando este jogador está em campo.

sexta-feira, outubro 29

Benfica 2 - P. Ferreira 0

5ª Vitória na Liga. 5º jogo sem sofrer golos.
Se em termos exibicionais o Benfica não encanta, parece que em pragmatismo supera a equipa da época passada.
O Benfica mostra muito mais consistência. Roberto começa a mostrar atributos. Aimar desiquilibrou de forma determinante.
Exibição bastante consistente e uma vitória importante para o futuro próximo. Não há impedimentos para o pr+oximo jogo.
O Paços não colocou o autocarro e contribuiu para o espectáculo. Foi uma equipa que tentou e nunca baixou os braços.

Quanto ao lance do 2º golo do Benfica: após várias repetições não consigo afirmar com a certeza do F. Anunciação se é ou não falta. Na repetição com a imagem apresentada da linha de fundo, dá a sensação que o jogador do Paços tocou na bola e, consequentemente não há falta. Em todas as outras imagens... sinceramente, fico com muitas dúvidas.

Bilhética

O Benfica continua a inovar em termos de bilhética. Para garantir maior rapidez e comodidade aos seus adeptos, disponibiliza a compra de bilhetes de forma mobile. Este serviço de compra é complementado por, e é aqui que reside o valor acrescentado, o envio do bilhete directamente para o telemóvel na forma de QR-code.

Um sistema simples que dispensa totalmente a interacção humana em qualquer ponto do processo e que permite, por exemplo, comprar o bilhete sem filas 5 minutos antes do jogo começar. O sistema exige apenas torniquetes preparados para ler estes códigos. O futuro é ao virar da esquina.

Um pouco de amor próprio...


...ao ver que há jogadores que ainda valorizam quem os fez jogadores.Não o foram Figo, Simão, Quaresma, Carlos Martins, Varela, etc por diversos motivos que nao têm que ver necessariamente com o carácter do jogador em causa.Muitas vezes foi o próprio clube a forçar certas saidas...
Mas é sempre bom ver que um dos melhores do mundo ainda considera o clube que o formou.


quarta-feira, outubro 27

Bruma&Bebé

São dois casos que por diversos motivos atrairam a minha atenção.
O primeiro é sobre um suposto novo prodígio na Academia. Bruma de seu nome cumpriu recentemente 16 anos. Nada de especial até aqui, mas parece ser que aos 16 é a idade que a FiFa atribui para poder assinar o primeiro contrato profissional. E então é aqui que histeria começa. Este Bruma aos 16 anos é já o novo Ronaldo ou Nani(ainda não se aprendeu com casos como Paím ou Rosado) e o Manchester City/Chelsea já lançam as redes sobre o jogador. Mães adoptivas chamam a PSP, luta de empresários, ofertas milionárias a um miudo a que não deixam ser um......miudo!!!

Bebé marcou o primeiro golo ao serviço do Man.Utd. Correcção!!!marcou um charuto numa competição destinada ás reservas. Mas ainda assim não deixa de ter o seu mérito. Ora este feito é alcançado no mesmo dia que sai a noticia de que quem mais lucrou com a surpreendente transferência do avançado português para o Man.Utd foi......Jorge Mendes!!!
Desconheço o bem que estes empresários trazem ao futebol. Não digo que não sejam necessários, mas aquilo que levam para o bolso é algo que me faz confusão. Clubes a desaparecer, outros tentam desesperadamente sobreviver e quase todos os outros com passivos e dividas que levarão anos, talvez décadas a pagar.

E são estes dois episódios que ás vezes me fazem pensar que perco demasiado tempo a ver, ler, opinar sobre essa grande indústria que é o futebol.

segunda-feira, outubro 25

Sem surpresa

O Benfica levou de vencida, como lhe competia o Portimonense, no bastante despido estádio do Algarve.
Foi um jogo morno, onde o Benfica criou oportunidades suficientes para sair do Algarve com um resultado mais desafogado.
Por um lado as excelentes defesas de Ventura e por outro o desacerto dos jogadores do Benfica, justificam a vantagem mínima.
O Benfica, sem o fulgor da época passada, jogou os "míninos" para vencer. Ontem consegiu...
Jara ainda nada provou. Gaitán tem bons pés, mas o Benfica precisa de maior consistência na hora de defender e em termos colectivos não mostrou muito. David Luiz continua desastrado no momento do passe. Saviola está "em crise".
O Portimonense esperava que a luz de Candeias desse mais qualquer coisa. O jovem jogador foi o mais esclarecido em tarefas ofensivas e ainda deu uma ajuda lá atrás. Mas estava prtaicamente sozinho a remar contra a maré. Aqui está um jovem com potencialidades para se tornar um grande jogador.
Pedro Silva continua a irritar-me solenemente! Como jogador vale zero, é quesilento e acima de tudo "fiteiro".

domingo, outubro 24

Sporting 1-0 Rio Ave

Emoção até ao fim, muito por culpa do juiz da partida e do desacerto colectivo na primeira parte e dos postes da baliza da superior sul, na segunda.

Abel, herói improvável, sentenciou o jogo com um belo remate. O título de MVP também lhe assenta bem. Está em boa forma, assim como Postiga.

Os adeptos esses, aos 85' cantavam como se a vitória fosse um dado adquirido e o golo estivesse iminente. Hoje foram recompensados. Não tem sido por falta de apoio que este Sporting está a 10 pontos do primeiro.

sexta-feira, outubro 22

Que raio de adeptos somos nós!?

Não quero aqui fazer nenhum acto de consciência e acusar quem quer que seja de não ser um exemplar adepto do seu clube, neste caso, do Sporting.

Mas não deixo de achar estranho que num jogo onde se poderia destacar a exibição de João Pereira a médio direito, a consistência de André Santos, a irreverência de Salomão, o renascimento de Postiga ou o regresso aos golos de Liedson que haja pessoal mais interessado em falar no Guarda Redes que não jogou ou criticar o má intervenção do alemão.

Ás vezes não entendo. Nem nas poucas vitórias que conseguimos, podemos elogiar a nossa própria equipa?

quinta-feira, outubro 21

Liga Europa

Finalmente uma parelha de avançados a render em simultâneo. Finalmente laterais a defenderem bem e a atacarem melhor. Finalmente extremos a criarem oportunidades de golo, a fazerem assistências e a marcarem golos.

Pede-se continuidade no campeonato. De preferência sem Valdés ou Zapater a tirarem o lugar a jogadores que estão com rendimento bem superior.

Há coisas na bola que não consigo entender. Os mesmo adeptos que assobiam um guarda redes de 22 anos, formado na casa, recém-chamado à selecção, que se tem exibido em bom nível e inclusivamente tem safado várias vezes a equipa, são os mesmos que hoje aplaudiram e dedicaram um cântico a um guarda redes de 31 anos, recém-chegado ao clube e que ao segundo jogo dá logo um frango.

Timo foi amigo

Estou em crer que, depois do jogo de hoje, as dúvidas que poderiam haver em relação ao titular da baliza leonina no domingo estão desfeitas.

Jornalismo de qualidade


Vejam este texto do jornal O Jogo:

A figura do Gent

AZOFEIFA

Da Costa do Marfim para a glória belga

Aos 25 anos, o médio-ofensivo é porventura a maior figura do elenco do Gent e o mais produtivo atleta do emblema belga na presente edição da Liga Europa. Jogando na posição 10, o homem que já alinhou 18 vezes na selecção liderada por Didier Drogba será uma ameaça constante para a zona que deve ser controlada pelos médios leoninos que vão ocupar a zona central, Zapater e André Santos, uma vez que, para além da capacidade de municiar os seus atacantes, o centrocampista também exibe especial talento para surgir em zona de finalização. Nesta edição da Liga Europa, na fase de grupos, contabiliza um golo e uma assistência nos dois encontros já disputados, isto apesar das dificuldades sentidas pela equipa.

Nada de extraordinário, não fosse Azofeifa um internacional da... Costa Rica! Não percebo como se escreve num jornal um artigo, analisando um jogador, falando das características como se o conhecessem bem e escrever até que "já alinhou 18 vezes na selecção liderada por Didier Drogba". E pior, o artigo vem com fotografia do jogador (não a deste post mas outra do mesmo jogador), a qual já dá para desconfiar da nacionalidade mencionada no texto.


quarta-feira, outubro 20

Sem andamento

Hoje, pela 2ª vez, ficou demonstrado que ainda não temos andamento para estas andanças.
O Lyon, que não é uma equipa qualquer, deu uma lição de controle de bola e emocional. É uma das equipas mais experientes da Champions, e hoje deu uma deomstração cabal e inquestionável disso mesmo.
E este nível os erros não podem acontecer, e no Benfica têm acontecido.
Não há controle de bola, domínio, a defesa dá sempre a sensação de que a qualquer momento vai meter água. Maxi está uma sombra e David Luiz está excessivamente confiante. Já merecia banco.
Se houvessem 11 Fábios Coentrões, podíamos lá ir.

domingo, outubro 17

Onde andam os reforços?

III Eliminatória da Taça de Portugal sem grandes surpresas e a servir sobretudo para alguns jogadores reinvidicaram o seu espaço no onze inicial das principais equipas do campeonato português.
Digo alguns!!!!porque no Sporting apesar da vitória, teve que ser o mesmo de sempre (apesar dos anos já não perdoarem-até quanto durará???) a salvar a equipa do que provavelmente seria uma maiores crises dos últimos anos em Alvalade.
No Benfica ou no Porto, jogadores como Kardec, Gaitán, Walter mostraram a sua qualidade.
No Sporting apesar das constantes oportunidade temos os chilenos que não convencem, o espanhol que parece uma cópia do Farnerud, o argentino que nem calça e o francês que já foi despachado. 20 milhões de euros que serviram até agora para pouca coisa. Até agora tem sido o miudo do Massamá da Segunda B a mostrar mais qualidade, que todos os outros juntos.
Acho que tem sido essa a grande diferença entre o Sporting e os outrora mais directos rivais.

Neste momento o Sporting é Academia ( Patricio, Carriço, A.Santos ou Saleiro), os mesmos de sempre ( Polga, Liedson), alguns investimenos do passado ( Vukcevic, Postiga) e investimentos caros mas seguros ( J.Pereira, Evaldo ou Maniche). Atrevo-me a dizer que tudo o resto foi mal feito.