sábado, maio 30

Seriedade?

PPC anuncia Eriksson. Independentemente do valor deste treinador, que o tem, deixo duas questões:

1) O Eriksson já sabe do acordo? "seu agente, Athole Still, afirmou desconhecer a possibilidade. "Não posso comentar algo que desconhecemos em absoluto. Os contactos com Eriksson são feitos através de mim e não tenho conhecimento de nada do Sporting. O desejo dele é regressar ao futebol inglês"
2) PPC não gosta de ver um dirigente receber muito. Mas não tem nada a dizer do salário do sueco?

Já agora, quem é o Bukovac? Alguém se lembra?

quinta-feira, maio 28

Princípios e valores

Analisando toda a campanha do Barcelona, incluindo a meia final, alguém consegue dizer que o título conseguido ontem é injusto? Será que os graves erros de arbitragem em Stamford Bridge são suficientes para se reconhecer como imerecido o título ganho?

Eto´o possibilita "tiki-taka" que embaraçou Fergusson

Eto´o mandou o plano de jogo de Alex Fergusson pela sanita abaixo.

Pareceu-me evidente que depois do golo do camaronês, o Manchester não soube o que fazer para dar a volta por cima. O jogo meteu-se a jeito para um Barça que no meio campo adversário deixa muitas dúvidas a quem o defronta. O que fazer para roubar a bola a estes senhores? o que fazer para evitar sofrer o 2-0? Tudo perguntas a que Alex Fergusson, e os seus médios (Giggs?!) não souberam responder.

Tudo parecia mais simples quando a lógica era pressionar a defesa do Barça. O golo de Eto´o pôs a nú as fraquezas do ex-campeão europeu colocando Sir Alex muito mal na fotografia.

Sejamos sinceros, todos esperavamos um Manchester com outra disponibilidade a seguir à desvantagem, nem que fosse só a seguir ao intervalo.

Depois da Espanha em 2008, nova vitória de ouro para um futebol de sonho. Parabéns Barça!

Notas Eleitorais

Acho que Bettencourt será melhor presidente que Soares Franco.
É uma convicção que tenho, baseada em pequenas coisas que não consigo muito bem enumerar.
No entanto, há algumas situações que me têm desagradado profundamente.
Primeira delas, "Não tenho paciência para debates". Erro importante. O debate de ideias é um dos logros de um sistema democrático. Serve para cada lado lançar as suas ideias, e ao mesmo tempo por em causa as ideias do adversário. Rejeitar um debate só ajuda para aumentar a confusão entre os sócios, dividir-los e principalmente dar força á outra candidatura.
A segunda coisa que me faz confusão é o facto de já falar como presidente. Que a renovação de Liedson está para breve, que Derlei ainda pode renovar, etc, etc....
Não sei, apesar de ser a candidatura da minha preferência, Bettencourt na minha opinião tem cometido erros que lhe podem sair caro.
Agradecia-se por exemplo, um pouco mais de humildade e respeito para com os sócios e candidaturas adversárias.

quarta-feira, maio 27

20 mil novos sócios

Deixo aqui o link para o .pdf da segunda sessão do Ser Sporting, sobre Finanças e Património. Não sei se alguém que frequenta as caixas de comentários do Sector me consegue dar resposta para a questão que mais me intriga: qual é a receita para recuperar 20 mil sócios? O que é que vai mudar para trazer os sócios que entretanto se perderam? Relembro que a ultima campanha de recuperação de sócios foi um fracasso, nas palavras do próprio FSF... e tem havido campanhas agressivas até em termos de perdão de quotas!

Na minha opinião, existe um problema de fundo no associativismo que é o facto de compensar mais uma gamebox adepto do que uma de sócio + quotas. Se se reformular a oferta de GB para inverter essa lógica, apesar de estimular a captação de novos associados, dificilmente se atinge o mesmo nº de GB adepto. Por outro lado, acredito que o mercado potencial de GB não ultrapassa as 35 mil. Basta pensar que nem no ano de estreia do novo estádio se atingiu esse valor. Por isso, entramos numa discussão de pressupostos: será que um efeito compensa o outro?

A menos que a solução para mais 20 mil sócios não passe pela redefinição da oferta do produto GB...

O lado divertido do futebol

A final esperada está aí. A Champions é a competição que mais vende e rende e como tal nada melhor para os seus organizadores do que uma final que promete o melhor futebol de todos. Aquele que mais diverte, aquele que mais ensina, aquele que mais prende.

Desde que foi conhecido o resultado do sorteio dos quartos-de-final e o consequente alinhamento para as meias-finais já muitos sonhavam com a final mais desejada. Somente os adeptos dos outros clubes em prova ainda resistiam, mas nem todos. Os mais clarividentes iam já dando razão aos apaixonados do futebol espectáculo.

Depois de várias Ligas dos Campeões marcadas pela vitória de um futebol mais aborrecido (ainda que vencedor), Barcelona e Manchester conseguem ser a excepção, alegrando quem ainda torce pelo chamado futebol positivo, de intenção atacante.

É uma discussão fácil de entender. Nos últimos anos passou-se a dar mais atenção ao lado "sem bola" do jogo que ao lado "com bola". As equipas montaram-se correctas sem bola, encurtando espaços, jogando no erro para na transição passarem o menos tempo com a bola possível, preocupando-se somente em conseguir o golo, também, o mais rápido possível, aumentando a chance de apanhar o adversário em contra-pé e reduzindo a chance de serem também apanhadas.

Manchester e, principalmente, Barcelona têm uma filosofia diferente. Controlam o jogo com bola, baseando-se na filosofia de que quando se tem a bola é impossível sofrer golos. É aí que reside o espectáculo. Que diversão pode criar uma equipa sem bola? Ora, uma que passe a maior parte do tempo com ela e que para isso acontecer tenha que fazer uma sucessão infinita de tabelas à procura do golo, diverte e de que maneira! neste ponto, obviamente, foco mais o Barcelona que o Manchester. O Manchester é um pouco diferente, mas já lá vamos.

Nenhuma filosofia dá garantidamente a vitória. Umas dão mais que outras, é tudo questão de chances. Quais são, então, as chances de Barcelona e Manchester esta noite em Roma?

O Barcelona é a equipa que trabalha melhor a bola a nível mundial. Nenhuma outra consegue o impressionante carrossel de posse que os catalães conseguem sem se desmanchar defensivamente. Será isto verdade? Será que a defesa do Barcelona já foi testada a este nível? É que este estilo de jogo envolve um risco terrível. Ninguém consegue ter a bola 100% do tempo de jogo, ou seja, vai haver perdas de bola de certeza absoluta. O sítio onde as houver e a forma como o Manchester as aproveitar (novamente o capítulo "com bola") vai ser a chave do jogo. É que o Manchester é a equipa mais completa do mundo. Tanto é capaz de ter um futebol de controle, não tão espectacular, mas tão eficaz como o do Barça, como é capaz de recuar linhas, controlar o jogo sem bola e soltar venenosos contra-ataques. Tem ainda outra arma massiva para este tipo de jogos, a meia distância. Ronaldo, Carrick, Rooney, contrapõem a um Barça que só remata quando há linha de golo.

Não quero estar a ser "agoirento" para os culés, mas ponho dúvidas da validade do plano B de Pep. É que quando o plano A não resulta, já lá não está o jogo aéreo de Larsson, nem a imprevisibilidade de Ronaldinho para acrescentar algo como em 2006. O futebol do Barça é fantástico mas a nível de eficácia parece-me estar uns furos abaixo do futebol do Manchester.

Espero que o Barça me surpreenda e ganhe, mas nada como esperar pelas 19.45h de hoje.


P.S. um jogo deste nível, estará sempre longe de ser um confronto entre dois jogadores. Nem que eles se chamem Ronaldo e Messi. Ainda assim, pode sempre alimentar egos, nada que me interesse particularmente. Que façam os dois um belo jogo é o que lhes desejo.

terça-feira, maio 26

3 de saída?

No Record adianta-se que Ronny, Tiuí e Romagnoli estão de saída do Sporting. Os dois primeiros não têm de facto qualidade para jogar no Sporting.

Já o argentino, apesar da sua enorme irregularidade, mudou a opinião que tinha em relação a ele na época passada em que se exibiu num nível muito bom.

Verniz a estalar

"Gostava de ver o que se diria se eu viesse elogiar o FC Porto e dizer que era maluco e que tinha mentido ao pai, à mãe e ao cão..."
PPC citado por O Jogo.

segunda-feira, maio 25

Crise

Alguém me consegue explicar isto?
É que eu não percebo muito de economia e finanças, mas como é que um clube que não pagou, salvo erro um mês quie fosse de ordenados ainda consegue ter um presidente a dizer que o mesmo é viável.

Mas tão mau, senão pior, é ver a complacência da Liga de Clubes para com tudo isto. Se este fosse o 1º ano que acontece...

domingo, maio 24

Fim da festa

Mais dois pontos ganhos ao Porto :)

Nené demonstrou hoje, perante o seu concorrente Liedson, que o título de artilheiro está bem entregue. Que granda golo!

Até daqui a 5 semanas, de preferência com Paulo Bento ao leme. Não gostava de perder Veloso. Nem Moutinho. Nem Derlei. Nem nenhum dos outros "titulares". Veremos o que o defeso nos reserva.

sexta-feira, maio 22

I'm (not) impressed

Na sequência do post do João e da entrevista de Domingos Soares Oliveira, grande sportinguista, ao Jornal de Negócios de hoje.

1) O que no Sporting levantou enorme celeuma e polémica, no Benfica vai ser feito e passa quase despercebido. Estádio incorporado na SAD e está o problema de reforço dos capitais próprios da SAD resolvido.

2) Os suores frios já não se escondem: "Não tivemos, neste segundo semestre, nem competições europeias nem jogos grandes. (...) É natural que no segundo semestre se verifique um agravamento (nota: dos resultados, que foram negativos em 7 milhões só no 1º semestre!).

3) Soares de Oliveira já foi avisando: "O Benfica para conseguir ter contas equilibradas, tem que ter as competições europeias e tem que ter alguma componente de venda de jogadores. Quando não vamos à Liga dos Campeões, se optássemos por não vender jogadores, ficaríamos numa situação muito deficitária".

4) A melhor tirada surge em resposta à pergunta se continua a fazer sentido manter o Benfica em bolsa: "Não gostava de me pronunciar sobre isso." Normal se pensarmos que em 2 anos a empresa passou de um valor de 75 para 26,7 milhões. Mas agora vai subir, porque o estádio está avaliado em 160 milhões. :)

I´m impressed!!!

"A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo248.º do Código dos Valores Mobiliários e da alínea i) do artigo 3.º doRegulamento da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários nº 4/2004,informa que as negociações para aquisição do passe do atleta Ramires Santos Nascimento evoluíram, e por negociações directas com o Cruzeiro Esporte Clube, desenroladas nas últimas horas, foi possível chegar a acordo para que esta Sociedade adquira a totalidade do passe do referido atleta por um montante de € 7.500.000,00. Mais se informa que foi celebrado com o atleta um contrato válido por cinco épocas desportivas, o qual inclui uma cláusula de rescisão no valor de € 30.000.000,00."

Jogador da selecção brasileira, por 7,5 milhões de euros. Ainda falta um avançado e um guarda-redes e já vamos com 13 milhões investidos.

Digo isto sem qualquer tipo de ironia, mas o poderio financeiro do Benfica está-me a deixar impressionado.

CR7

Vindo de quem se disse que abriu garrafas de champanhe quando Portugal perdeu com a grécia no Euro 2004...
O Cristiano, pelo menos faz as coisas à vista de todos.

quarta-feira, maio 20

Vitalidade benfiquista

Não sei se deva olhar ou não para o eterno rival da segunda circular com uma certa inveja.
O certo é que pelo terceiro ano consecutivo, apesar das ultimas noticias que davam conta de uma situação mais complicada a nivel financeiro, o Benfica dá mostras de ser um clube comprador que goza de uma certa vitalidade económica.
Patric, Ramirez e muito possivelmente Álvaro Pereira por um total de 8 mihões de euros.
Não conheço ninguém e há que ver se serão reforços que valham a pena ou não.
Mas o certo é que custaram dinheiro. Dinheiro que parece ainda existir pelos lados da Luz.

terça-feira, maio 19

Dias Ferreira, o candidato

"Dizem que há candidatos de consenso. Mas qual é o consenso de que se fala?O consenso ligado ao poder instalado no Sporting ou o consenso dos sócios? Se for o consenso dos sócios, eles estão comigo. O meu paradigma é um Sporting dos sócios"
Não podia estar mais de acordo com Dias Ferreira. Também por isso, gostava que ele avançasse. Mesmo que há partida tenha poucas possibilidades de ganhar.
O Sporting não pode ser uma propriedade feudal que passa de Senhor em Senhor, conforme a disponibilidade de cada um.Atenção, que com isto não quero dizer que Bettencourt não seja uma boa opção para o clube. Gostei do discurso de ontem, gosto das ideias e das pessoas que compõem a sua lista.
Mas também sei que para o Sporting ser um clube mais forte, tem que haver também uma oposição mais preparada e credível do que aquela que houve até agora.
Uma oposição que tenha uma pessoa que defenda o clube de maneira inequivoca e que seja respeitado por todos os sócios.
Dias Ferreira é das poucas pessoas que vejo com essa capacidade.
Por isso quero que avançe. E que haja debates, campanhas eleitorais, sondagens, etc.
O Sporting tem que ser algo que se conquiste com trabalho, com ideias, enfim, com mérito.
Não podemos ser apenas uma herança entre um reduzido número de pessoas.
Compete aos sócios escolher quem será o seu presidente.


segunda-feira, maio 18

Palavras fortes

"Não se consegue gerir uma empreitada destas em part-time. Portanto, garanto que a minha disponibilidade é total."
"Se for eleito, vou acumular a presidência da SAD."
"Tenho o sonho de ver as duas claques juntas."
"Se for presidente, posso garantir que o Paulo Bento é uma peça fundamental."
"Sei o que perdi ao assumir esse desafio. O salário será decidido pela comissão de vencimentos."

Concordo com todas se bem que juntar as claques me parece impossível e Paulo Bento só começando bem a época evitará maior desgaste junto da massa adepta. Tratando-se do provável futuro Presidente, era bom conhecer mais em pormenor os seus planos para os próximos anos. De preferência antes das eleições.

Jesus, o brilhante!!!

"Acertei na equipa do Benfica pela forma como o Braga joga e como tinha analisado o adversário, que já tinha experimentado o Miguel Vítor na direita. Agora, só não sabia que o meu guarda-redes ia ter dois lances infelizes"

É impressão minha ou as últimas noticias que davam a conhecer que Jorge Jesus estaria a caminho do Benfica, subiram-lhe á cabeça, levando este a uma série de declarações infelizes como esta.

Pior que ter a arrogância de dizer como uma equipa adversária irá jogar e o onze que irá utilizar, é o facto de depois de perder sem espinhas, ainda culpar um jogador da sua equipa pela derrota.

Não me parece treinador para um grande, este Jesus....

sexta-feira, maio 15

O melhor 11

Entre outras coisas, tive o privilégio de perguntar ao Sr. João Morais, qual seria, na sua opinião, o melhor 11 do Sporting actual. A sua resposta foi:

Patricio, Abel, Tonel, Polga, Grimi, Izmailov, Moutinho, Veloso, Vukcevic, Postiga, Liedson.

À luz do que conheços dos jogadores do plantel, concordo, sem tirar nem pôr.

"De um cantinho para a Glória"

Morais, o grande sportinguista que marcou o golo da vitória na final da Taça das Taças estará hoje ao final da tarde em directo no A Norte de Alvalade. Para aguçar o apetite, eis uma entrevista que os editores do blogue fizeram com o imortal jogador.

Cantando e rindo

Consultei o programa de Pedro Souto aqui e deparei-me com um misto de generalidades, tentativa de remake do que tem sido feito até agora e muito poucas ideias realmente novas. Já agora, esta é priceless: "Dinamizar eventos e áreas como a restauração, supermercado, centro clinico de saúde e lazer (health & wellness), dinamizando as componentes médica, ginásio, piscina, estética e spa." Alguém anda distraído...

Paulo Cristóvão está a incidir demasiado no "sócio" e no "pavilhão" e a esgotar o seu discurso à volta de ataques a pavões. Parece que se está a limitar a responder ao que vê sistematicamente escrito na internet que, já está mais do que provado, não é representativa da realidade da maioria dos sócios (ou pelo menos dos votantes) do Sporting. O programa que apresenta é mais vasto do que isso...

Bettencourt é o novo Dom Sebastião. Ainda não é candidato nem mostrou programa, mas parece que já ganhou. Não é improvável que de facto assim seja, mas gostava que se assumisse o mais rápido possível e viesse explicar ao povo o que pretende para os próximos 4 anos.

Nota final: Gostava de ver debates entre os candidatos. Mas deve estar tudo à espera que Bettencourt avance para que de facto comece o debate eleitoral.

Bettencourt, o unânime!!!

E de repente, fez-se luz!!!
O candidato que agrada a gregos e a troianos.
Tudo o que era antes um problema, agora já há soluções.
Fica Paulo Bento, fica Liedson,fica Ribeiro Telles, Dias da Cunha aplaude, Souto retira-se, Carlos Barbosa da Cruz também se retira, fiquei só com a dúvida de saber a opinião de Dias Ferreira.
Para quem temia a ausência de candidatos, de ideias e projectos, dificilmente pode deixar de não ficar contente com esta opção encontrada.
No entanto, teria gostado mais que se tivesse alargado esta campanha eleitoral. Que tivesse existido menos especulação de candidaturas e mais debate e confronto de ideias.

quarta-feira, maio 13

Quaresma no Benfica!?

Abriu a época da especulação na Comunicação Social e assim, achei por bem que este blog acompanhasse a moda.
A notícia de maior destaque é "Quaresma a caminho do Benfica".
Ehh lá!!!isto é que era! mais um ódio de estimação com a camisola do Benfica, depois de ter representado o FCP e Sporting.Imaginem como seriam os derbys!?
Já até ouvi por aí que seria uma troca directa com Di Maria.
Portanto, ficariam a ganhar, sem qualquer tipo de dúvida!

terça-feira, maio 12

Too old for this shit... NOT!

Ganho o Tetra, muito se discute agora quais serão os responsáveis do mesmo. Como sempre, o leque de escolhas é imenso e envolve à cabeça todos os árbitros da Liga, tudo o que tiver a ver com arbitragem, os adversários que não pressionaram convenientemente, Pinto da Costa, os dirigentes de Benfica e Sporting, Paulo Bento, Quique Flores, ah e claro... Jesualdo.

O principal responsável pelo tetracampeonato é, como se houvesse dúvidas... Jesualdo.

Chegou a um FC Porto farto do "estranho" Adriaanse, rotulado de benfiquista "que nunca ganhou nada" e teve de moldar um, também estranho, 3x4x3 (ás vezes 3x3x4) à realidade nacional. Depressa o fez, mas quanto mais de Jesualdo o futebol do Porto tinha mais os adeptos o acusavam de medroso, defensivo e com um discurso demasiado analítico e pouco guerreiro. Na Liga, poucas hipóteses se tinham para se constatar esse facto. Os jogos quase sempre fáceis, as escorregadelas dos adversários davam imagem de um Jesualdo regular e estável, até que em Janeiro surgem os desaires. A concorrência acorda, o Porto não é o mesmo da primeira volta mas consegue ganhar com um ponto de vantagem. Será justo dizer que o fez pela cultura vencedora do clube e não por um ainda "verde" Jesualdo.

Na 1ª época ganhou campeonato, foi eliminado da Taça pelo Atlético e pelo Chelsea na Champions.

Na 2ª época o campeonato foi um passeio. Na 3ª época completa de Paulo Bento como treinador do Sporting e com um Benfica liderado pelo apático Camacho, mais uma vez os adversários esperaram que fosse o Porto a escorregar. O Porto vence o campeonato, com 20 pontos de avanço sobre os seus adversários, perde na final da taça com o Sporting e é afastado da Champions, nos oitavos-de-final, pelo Schalke 04.

Jesualdo continuava regular no campeonato, mas teimava em vacilar nas provas a eliminar. Não se pode dizer que a 2ª época trouxe mais confiança para os adeptos no valor de Jesualdo. Como se sabe no Porto até uma vassoura é jogador e até uma árvore ganha o campeonato e os adeptos não viam ali grande hipótese de mais sucesso. Eu, inclusive, sempre pensei que para o Porto ir mais longe na Champions ou na Taça, Jesualdo tería que crescer no Porto. Fala-se em margem de progressão, mas que margem de progressão tería um "velhote" de 61 anos?

Pois bem, este ano houve melhor Jesualdo. Desde o discurso, à rotatividade do plantel, ao papel no crescimento dos jogadores e ás "não-invenções", Jesualdo soube aprender, está um treinador mais forte, um senhor treinador.

Sempre se disse, e repito-o: "qualquer treinador no Porto se arrisca a ser campeão". Mas desta vcz, correcto será é dizer que: "até o vosso clube com Jesualdo sería campeão".

Senão vejamos: Paulo Bento na quinta época no Sporting (4 e meia, mais precisamente) que futebol e que estaleca demonstrou para ganhar o campeonato? O que se depreende do futebol do homem? porque engata o Sporting de quando em vez e mostra um futebol brilhante (do melhor em Portugal) alternando-o com um horrível e sem eira nem beira? Há ainda alguém que acredite que Paulo Bento é melhor que Jesualdo? O 4x4x2 losango é sistema para se jogar em Portugal, cinco épocas seguidas sem resultados na Liga?

Ouvia eu ontem na TSF que Quique Flores está tão desgastado no Benfica que ao invés de uma época parece que já lá está há três. A discussão no Benfica é agora quem tem culpa da má época: quem trouxe Quique ou ele próprio? Bem, ou Quique enganou bem Rui Costa ou o maestro confiou ao ponto de acreditar que com aquele "plantel de luxo", um homem eloquente como Quique não poderia falhar de tão estrondosa maneira. Encaixando isto no contexto do post, valerá a pena comparar Quique com Jesualdo?

Para se ser treinador, é preciso muita coisa mas a visão pessoal do jogo é essencial. Toda a gente tem uma forma de futebol preferida. A maneira de lá chegar (a essa forma) é o principal desafio do treinador juntamente com a necessidade dessa mesma forma dar resultados e neste aspecto, Jesualdo, está agora, ainda mais, anos-luz à frente destes seus dois rivais. Longe de ser perfeito, é neste momento o treinador ideal para o Porto, conhecendo a cultura, revelando empatia, conseguindo resultados e dando garantias de mais sucesso, por ter método, trabalho e futebol de qualidade, coisa que os outros andam há anos para conseguir, culpando dirigentes, treinadores, roupeiros, etc. Será que nem com Mourinho lá iam? Não haverá aí mais futebol que isso? Não digo que Jesualdo seja agora um supra-sumo, mas não é, de maneira nenhuma, o incompetente que pintavam por aí.

Ainda é cedo para se festejar o Penta, mas com Jesualdo vamos já um passo à frente dos rivais.

Milagre

Depois de abrir os diários desportivos de hoje, convenci-me que o presidente do Benfica já se convenceu que, com ele na presidência só um milagre fará o Benfica ser campeão novamente.
Daí não ser estranha a aproximação à Senhora de Caravaggio com quem Scolari tem uma relação especial.
No entanto LFV encara também a hipótese de o fazer sem intermediários. Equaciona também a hipótese de Jesus treinar o Benfica.
Mais a sério:
das 2 uma:
- Ou estas "informações" saem de dentro do Benfica e o objectivo é fazer com que o Quique saia pelo próprio pé.
- Ou é mais uma jogada do presidente do Porto para desferir mais um golpe no Benfica. É que segundo julgo saber (embora a informação careça de melhor prova...) Jorge Jesus estará muito perto de ser anunciado como o novo treinador do Porto.
Se for para o Quique ficar, renovem-lhe o contrato por mais 1 época além da que tem para cumprir. Seria a forma de dissipar todas as dúvidas e reforçar a posição do treinador. Ainda que com LFV isso não queira dizer nada.

segunda-feira, maio 11

Então, estamos assim.

O CM sabe que o técnico repreendeu o jogador, pedindo para que este não voltasse a ter o mesmo comportamento, ao que Di María ripostou: "E tu, o que andaste a fazer comigo este tempo todo?". Não satisfeito, o camisola 20 prosseguiu: "Querias que voltasse dos Jogos Olímpicos mais cedo para isto?", questionou.

Lindo.

O mesmo jornal adianta que Jorge Jesus é o próximo treinador do SLB.

Não há fome, que não dê em fartura

E num apice, aperece um Cristovão, seguido de um Souto, dois Barbosa´s e agora Ferreira.
Bufff, vai ser dificil em tão pouco tempo assimilar tantas ideias, projectos, candidaturas

domingo, maio 10

Queremos Pavilhão!

Força Sporting, QUEREMOS PAVILHÃO!
Força Sporting, QUEREMOS PAVILHÃO!

video

Tetra-vice

Liedson continua a sua saga. Não há palavras para este jogador. Que continue em Alvalade até ser possível.

Minuto 73. Depois do minuto 58, agora o minuto 73. As palavras de Carlos Cardoso no final, dirigidas ao cineasta de um programa de televisão, foram um desabafo de um homem que se sentiu tocado na sua dignidade: "Não sou do Benfica nem da Beira Baixa, sou de Setúbal e do Vitória e quero que o Vitória ganhe. (...) Os jogadores foram substituídos porque estavam cansados". Carlos Cardoso tem todo o meu apoio. Já agora, espero que o Vitória permaneça na primeira divisão.

Segundo lugar garantido pelo 4º ano consecutivo e acesso à 2ª pré-eliminatória da Champions. Só com sorte no sorteio poderemos chegar à fase de grupos, mas é melhor estar na luta por esse objectivo do que não estar.

O que faltou ao Sporting este ano para dar o salto para o primeiro lugar?

Formação é isto!???

Já no período de descontos, o central Pedro Mendes - do Sporting - lesionou-se e teve de ser substituído, numa altura em que a posse de bola estava do lado dos leões. No reatamento, através de um lançamento lateral, os jogadores do F.C. Porto não entregaram a bola ao adversário e acabaram mesmo por fazer o golo da vitória por Miguel Galeão.
Perante os protestos dos responsáveis leoninos, os jovens dragões foram celebrar diante do banco adversário e incendiaram ainda mais os ânimos.
Juniores - Sporting 1- F.C.Porto 2

sexta-feira, maio 8

Eleições Sporting

Quem estiver interessado em conhecer o programa da candidatura de Paulo Pereira Cristóvão, pode descarregá-lo aqui.
Depois de darem uma vista de olhos, sintam-se à vontade para comentar.

O Futebol também é isto


Há imagens que valem mais que mil palavras. Dizem os que passam por lá, que até dá pena ver as portas já partidas com as ervas daninhas a crescerem á volta.
A dúvida que tenho é quantas imagens destas temos que ver mais, para alguém fazer alguma coisa e não deixar assim que instituições que contam com várias décadas de história caiam nestas situações...

Regresso ao futuro

No site da FIFA está um artigo que regressa ao tema dos clubes terem de passar a apresentar equipas numa lógica de 6+5, ou seja, um mínimo de 6 atletas elegíveis para jogar pela selecção nacional onde esse clube está sediado.

Segundo os especialistas, a questão jurídica que deu origem na Europa à Lei Bosman - livre circulação de trabalhadores dentro do espaço da UE - pode ser contornada pelas razões que se apresentam:

"Since the wording of 6+5 is based on a player's national team eligibility rather than his nationality per se, the report found that the rule would constitute at the most "an indirect or concealed discrimination ... which can be justified ... if there are compelling reasons in the general interest". These compelling reasons could be found, the study argued, in the "legitimate objectives" of the 6+5 rule, including "improving competition in sport", "promotion of junior players" and "protection of the national identity of football and the national teams"."

Aliás, em 26 de Fevereiro deste ano, um grupo de experts do INEA (Institute for European Affairs) pronunciou-se, concluindo que a regra é compatível com a lei europeia.

Espero obviamente que esta regra dos 6+5 se venha a implementar. Virá de novo diminuir as diferenças que entretanto se foram cavando entre os "ricos" e os "pobres" da Europa. A identidade de cada país agradece, os clubes que apostam no produto nacional também.

quinta-feira, maio 7

Miraculé

Mesmo estando longe de serem um hino ao futebol, os dois jogos da meia-final que opunha o FC Barcelona ao Chelsea FC merecem o meu comentário.

Duas das melhores equipas da Europa, que até a esta meia-final não andavam muito longe uma da outra em termos de intenção positiva do jogo, ofereceram-nos dois jogos completamente distintos.

Foi, para mim, uma surpresa que o Chelsea se apresentasse tão retraído em Camp Nou. Não esperava um Chelsea dominador, mas sim um Chelsea que aproveitasse a pouca bola que o Barça deixa para jogar, de melhor maneira. Não o conseguiu, mas foi visivel nos primeiros minutos que levava essa intenção na bagagem. Aproveitar a transição defesa-ataque era um dos pontos no plano de jogo de Hiddink, mas a equipa foi-se retraindo com medo do gigante Adamastor e a pouco e pouco descurando e desprezando a bola. O autocarro era ideia de Hiddink, não estou contra isso, mas somente sem bola. Encurtar o espaço entre o meio-campo e a defesa para limitar o talento do tridente HEM do Barça era chave, assim como também o era aproveitar a transição. Não o conseguiram, foi pena para o jogo.

Em Londres, o plano não mudou muito mas o ambiente era outro. O 0-0 de Barcelona trazia a obrigação de marcar e o medo teria de ficar em casa. Sem ele, o Chelsea agigantou-se e foi agora mais eficaz também com bola, metendo o
futbol control do Barça no bolso. De facto, a intenção de ataque dos blues foi tanta que criaram vários lances polémicos de possíveis penaltyes.

Assim, só houve um interveniente do jogo com medo, o árbitro da partida, que tería de marcar (pelo menos) a mão de Piqué.

O Barça que não teve nada a ver com esta ajuda, beneficia ao minuto 90+2 de um lance magistral de outro dos seus génios. No primeiro remate
à baliza de Cech, Iniesta faz o 1-1 e festeja como uma correria que entra para a história blaugrana.

É um finalista épico, que merece estar na final, como, de resto, mereceria o Chelsea. O único interveniente que não merecia estar na partida é norueguês e percebe pouco de bola para estar num patamar que merece gente com outro calibre.

Não transportarei aqui, nem vou comparar esta arbitragem com o que se passa em Portugal como fiz na caixa de comentários do post abaixo. Como tenho por aqui apregoado o melhor indicador é o futebol seja ele defensivo, atacante ou de pontapé para a frente. Acho que não errarei ao dizer que o Chelsea merecia mais que o Barcelona, mas quiseram os deuses da fortuna que fossem os culés a estar em Roma.

quarta-feira, maio 6

O futebol é isto!!!

Talvez no seu pior jogo da época, quem tem jogadores deste nível arrisca-se a ter este tipo de sorte.
Com 10 jogadores e, com a ajuda do árbitro ao não ter visto mãos dentro da área por duas vezes,o Barça está merecidamente na final da Champions.
E que final se perspectiva!!!!

terça-feira, maio 5

CR7

Depois disto, é esperar que os adeptos do Arsenal cheguem ao Funchal para a loja "pagar", mais uma vez, pelo enorme talento deste rapaz.
E da maneira que os britânicos gostam do clima da Madeira, a coisa deve estar para breve...

SLB - o fim, para um qualquer fim.

Em jeito de fim de época, e de quem nada espera - nunca esperei muito, é verdade -, gostava de perceber o caminho do futuro deste SLB defunto. Sinceramente, já não me frustram as más épocas, os tiros nos pés e os "Gabis". Frustra-me, acima de tudo, que, actualmente, poucos benfiquistas tenham ou façam alguma ideia do Clube que existe.

Comcemos por cima. Presidente: estou farto, estamos fartos, de Luís Filipe Vieira (LFV). Mesmo que bem mais recatado, insiste em demasia em discursos ocos. Os resultados são péssimos e, depois de alguma credibilidade ganha, que culminou naquela época fantástica da Liga dos Campeões, a curva do sucesso desceu para níveis em que os benfiquistas, dicutem entre si, se é pior perder na Suécia por três ou em casa, contra uns turcos, por dois. E este é o maior legado de LFV. E por isso, também, os nossos adversários gostam de o ver por lá. Rematando, espero que saia rapidamente.

Director Desportivo (DD): cometeu erros graves, em especial, ao envolver-se em "túneis". Sendo um grande benfiquista (e aqui os adversários adoram desdenhar por isso mesmo), Rui Costa deve manter-no cargo. Fez algumas contratações que agora questionamos, mas continuo a pensar que Reyes foi dos melhores, Yebda tem qualidades ou que Aimar pode ser aquilo que esperamos dele... para o ano.

Voltando aos "túneis", é uma pena que Rui Costa, com os erros que cometeu, leve alguns ingénuos a comparar "túneis com cheiro a bagaço e arruaça armada" com dedos "em riste". Como DD deve manter-se completamente alheio a figuras que apenas e só prejudicam o Clube.

Treinador: não vejo como manter o inoperante Quique. A equipa não joga nada - arrisco mesmo que nunca vi um SLB assim - e, após uma miserável prestação europeia (que passou um tanto ou quanto ao lado, o que foi estranho), o campeonato fugiu por entre erros atrás de erros. Além disso, teve sempre uma palavra azeda para com alguns jogadores e, até, para com o próprio Clube.

Pouco apostou em Cardozo, adaptou um central a lateral a época inteira - com péssimos resultados -, trocou de "onze" constantemente e, o mais grave, não conseguir espremer absolutamente nada, de ninguém. Mais do que ganhar, ou jogar bem, Quique tem obrigação de colocar a fasquia bem alta em termos de mentalidade. Não se viu a equipa a lutar, nem tão pouco um jogador que se tivesse destacado.

Para colocar objectivos secundários, para dizer que o empate é bom, vai para lá o Abreu, o meu vizinho do quinto esquerdo, que por acaso é lagarto.

Ok, vamos fingir que toleramos Quique. Sai ao fim de quantas jornadas da próxima época?

Passivos

Pode-se ler hoje na edição online do DN uma noticia de título mais ou menos assim "O elevado passivo do clube (Benfica) é considerado "preocupante" pelo ex-presidente do Conselho Fiscal, Luís Nazaré, que admite, em entrevista à Lusa, a necessidade do Benfica vender um ou mais jogadores no final da época."
Luis Nazaré adianta ainda que crê "... que andará em torno dos 300 milhões de euros, idêntico ao dos seus rivais, mas o valor económico da marca Benfica e a sua capacidade de obter receitas é muito superior".
Ora daqui retiro que o que é um problema para o Sporting, não o é nem para o F.C.Porto nem para o Benfica, apesar de ser um valor idêntico.
Para o FCP não admira. Tudo o que faz o seu presidente, segundo os seus adeptos, é louvável. Mesmo quando corrompe. Assim: "end of discussion". Para o Benfica, apesar de ser preocupante, também não é problema pois apresenta um potencial de receitas muito superior ao do Sporting e Porto. Quotizações, Televisões e Marca Benfica. As ausências da Champions podem ser compensadas com vendas de jogadores. Um reajuste apenas.
Portanto, só em Alvalade a palavra Passivo assume dramatismos como o "fechar portas, acabar com o clube ou gestão desastrosa". Só em Alvalade, onde se insiste em não esquecer resultados financeiros com possíveis títulos de campeão nacional ou futuros e sempre imprevisiveis aumentos de receitas, é que o tema é discutido e falado e posto em praça pública.
Ou seja, por pôr os problemas do Sporting em cima da mesa e não ter medo de procurar soluções sérias e discuti-las dentro do próprio clube como o conhecimento de todos, é-se acusado de tudo e mais alguma coisa.
Acho no mínimo demagógico quem insiste em incendiar desta forma. E só espero que nestas próximas eleições estas pessoas sejam novamente postas no seu lugar, isto é, como uma oposição minoritária à nova direcção do clube.
P.S- Este post foi a minha primeira contribuição para o inicio oficial de debate eleitoral que gostaria de ver neste blog.
:-)

Eleições

Não há fome que não dê em fartura. Com a saída de cena de Soares Franco, aparecem os candidatos. Em grande número, parece. Souto vai avançar, Rogério Alves também. Numa segunda linha, Paulo Pereira Cristóvão e Menezes Rodrigues. Até Dias Ferreira pondera a candidatura.
Vamos esperar para ver as ideias dos candidatos mas espero sinceramente que as mesmas incluam um director de futebol, porque a falta de conhecimento do mercado futebolístico dentro da estrutura leonina é confrangedora.

E se não houvesse batota?

O campeonato vai terminar, de novo, com o mesmo campeão. Porquê? No 'post' anterior, tivemos a visão de um vitorioso. É o normal discurso de quem está feliz e, por isso, tece loas aos seus por mais uma conquista. Parece-me natural. Como natural me parece que as visões se alterem quando protagonizadas por quem está do outro lado. Por isso, a minha é diferente da do Mirabilia. Não por entender que a minha equipa jogou mais do que a dele, mas por achar que há factos que não acontecem por acaso: o 'penalty' do Lisandro, o não-penalty do Meireles, as misteriosas lesões de jogadores cedidos, o famoso minuto 58, o Nuno Gomes a fazer falta quando é empurrado, o não-golo do Cardoso, os 'penalties' por marcar a favor do Benfica, etc.

Ao longo das últimas décadas, FC Porto e batota são termos que andam de braço dado. E têm dado bons resultados a quem gosta de ganhar assim. Porque nem sequer tenta fazer as coisas de outro modo. Por isso, não discuto se o Benfica jogou mais este ano do que o FC Porto ou o Sporting. Não jogou. Ponto. Mas seria campeão se, em vez de ser prejudicado numa boa dezena de jogos e beneficiado num ou dois, tivesse acontecido o contrário? Não sei, nem me interessa, pois não gostaria de ganhar dessa forma. Como não gostei de ganhar a Taça da Liga depois de o árbitro ter marcado aquele 'penalty'. Fui incapaz de festejar, e não por se tratar de uma prova de menor expressão, pois é (quase) sempre saboroso ganhar ao grande rival.

A grande questão é saber se o desfecho da temporada seria este sem batota, apenas com a contabilização de erros (normais) de jogadores, treinadores ou árbitros. O campeão até poderia ser na mesma o FC Porto. Porque tem Lucho, Hulk, Lisandro ou Rodriguez. E também Raúl Meireles, Bruno Alves e até teve Farias e Mariano Gonzaléz quando os outros não puderam. Porém, nunca saberemos se seria suficiente, pois há quem jogue pelo seguro, preferindo não arriscar que as coisas aconteçam como deveriam, sem jogadas sujas.

PS - A interrogação que perpassa todo o texto não pretende esconder o mal que vai pelos meus lados. Pelo contrário. Sei quão mal se jogou na Luz este ano. Sinto bem a frustração de mais uma época sem glória. Aliás, a paupérrima temporada do Benfica não ajuda este meu discurso. E, infelizmente, tem sido assim ao longo dos anos.

segunda-feira, maio 4

TetraPak

Mais um fim-de-semana que espelha as diferenças do FC Porto para os nossos principais rivais, não só neste mesmo fim-de-semana como também no campeonato e até últimos anos.

Quando é preciso, falham mais vezes e o Porto falha menos! Não têm regularidade, nem estabilidade (e falo só em futebolística) para augurar o que quer que seja e por isso rejubilavam com os falhanços que o Porto ia tendo no início da época. Pois bem, fora melhor, sabiam que era a única chance que tinham.

O Sporting acabou a série vitoriosa aquando da visita à Luz, e até poderia ser por acaso, um líder com estofo de campeão perder, mas quando recebeu o outro rival baqueou também, mostrando, revelando a sua falta de estofo. Quando tinham que se assumir foi quando falharam, quando tinham que agarrar o primeiro lugar com unhas e dentes... não o quiseram, por isso não se desculpem agora, porque ele está entregue a uma equipa, na verdadeira acepção da palavra.

O Benfica, com o seu novo treinador e o seu novo director desportivo, fez aumentar a esperança em catadupa e até o tradicional: "este ano é que é!" se dizia, desta feita, com convicção. Afinal, ninguém conhecia Quique de lado nenhum, mas se o Rui Costa o trouxe é porque é bom e porque não havia de ser, afinal é espanhol e tudo e tinha Suazo, Aimar e Reyes. Pois bem, se me perguntarem se há diferença entre o Benfica que Chalana herdou e este, eu não sei dizer? fio de jogo não há, intenção de jogo também não, onze definido, a 4 jornadas do fim, népias. Que queriam vocês ganhar?

Não tenho intenção de ser ofensivo, por estas bandas exprimimo-nos assim e garanto-vos que falaria assim do Porto se nos encontrassemos nessa situação.

Mas não encontramos. Somos a única equipa com estofo de campeão deste campeonato, a única que quando tem que se mostrar, não se esconde e entra como ontem entrou no jogo. Seja um caldeirão, um galinheiro ou uma capoeira, é para ganhar, contem connosco! E as vitórias vêm daqui, do querer, das provas dadas em campo e não fora dele como muitos de vocês querem fazer parecer. Vocês já tiveram esta mistica, tanto vermelhos como verdes, é só o que basta para chegar ao sucesso. É preciso criá-la e saber o que é, porque não serve somente para nome de revista.

A confirmar-se a vitória do 4º campeonato consecutivo, tenho a dizer que é inteiramente justa. O campeão demonstra de novo trabalho, competência, alma, estofo e aproveita o demérito dos rivais que são incapazes de lhe por pressão por falta das razões apresentadas em cima.

Podem continuar a esgrimir com as vossas provas transcritas de jornais e de processos dos apitos que quiserem. Mas as verdadeiras são dadas em campo e o futebol é mesmo o verdadeiro indicador, é o processo "Futebol Dourado" e nesse todas as provas vos indiciam a vós como... incompetentes.

Fim do Tabú

"Não tenho condições para continuar no Sporting" -FSF 04.05.09
Acabado de vez com as especulações á volta de um tema que devo confessar me preocupava,abre-se assim definitivamente o tão desejado espaço para as alternativas.
As tão esperadas alternativas....
Sem FSF, Ribeiro Telles e Bettencourt, haverá de certeza um novo Sporting.
Um Sporting que desejo que continue a fazer o que de bom fazia até hoje ( responsabilidade financeira, estabilidade equipa técnica e aposta na formação) e ao mesmo tempo consiga atrair mais sócios, espectadores, receitas e consequentemente melhores jogadores, melhor equipa e.....melhores resultados.
Na minha opinião, é o passo que nos falta dar para conseguimos lutar de igual para igual com o FCP.
O passo que se pede nestas eleições.
Vamos ver quem dá a cara nos próximos dias.

domingo, maio 3

Eo, eo, eo esto es un chorreo

Um Barça simplesmente arrasador.

O Real até deixou bons indícios ao início, colocando a zona de pressão bem alta, não deixando jogar o Barça e sempre de olhos postos na baliza de Valdés.

Tudo dependeria da reacção do Barça, que como já se sabe foi esta.

A assistência de Xavi para o 2º golo de Messi revela muito do que o Barça é capaz. A bola é deles e ponto final. Quem lhes quiser ganhar, vai ter que aproveitar os seus 30-35% de posse para fazer tudo o que o Chelsea não fez em Camp Nou.

Bem e para quem fala da arrogância de Ronaldo não se esqueça que ele, ao menos ganha títulos, não fala de cor como este moleque. Esta, como é óbvio, entrou desde já para o anedotário do superclássico.

Capitulação

Sporting amorfo, título entregue. O 2º lugar pelo quarto ano consecutivo afigura-se como a classificação mais provável. A confirmar-se, será uma prenda envenenada. Obriga a começar a época muito mais cedo e a classificação para a fase de grupos da Champions e, mais importante, para os milhões que daí decorrem, não serão favas contadas.

Cheira a Tetra!!!

É uma deslocação complicada, mas há a motivação adicional para tirar o melhor partido possível dos deslizes dos adversários directos.

Nesta altura 6 pontos decidem o campeonato, penso eu de que...

Infelizmente, não percebeu...

Tinha esperança de que o treinador do Benfica tivesse percebido por que tinha subido de rendimento a equipa nos jogos anteriores a este. Enganei-me. Bastou lesionar-se um jogador, para logo insistir nas opções antigas: para entrar Katsouranis, Rúben Amorim voltou para a direita e Reyes foi para o lado contrário. A primeira parte foi o regresso ao Benfica pálido da maioria dos jogos deste ano. Quando Quique Flores percebeu que tinha de mudar as coisas (substituição de Katsouranis por Di Maria), sofreu dois golos. Deu para perceber que Miguel Vítor tem de melhorar muito para ser titular do Benfica e que ninguém ainda se deu conta de que não é aconselhável dar muito espaço a um rematador à entrada da área. Depois, vieram duas substituições incompreensíveis: Carlos Martins pelo inútil Yebda e Nuno Gomes pelo invisível Urreta. Percebeu-se, uma vez mais, por que razão esta época o Benfica foi incapaz de virar um jogo, um só que fosse...

sexta-feira, maio 1

Fim de semana decisivo

Sou só eu a acreditar que se o Porto ganhar no domingo será de novo campeão? Precisa-se de "milagre" no Funchal e, claro, uma vitória em Coimbra amanhã.