domingo, novembro 28

Não somos nenhum Guimarães

Não é que Alvalade seja ultimamente um sitio de grandes optimismos. Já há algum tempo que não esperamos grande coisa da equipa, e começa já a haver uma falta de confiança no clube em qualquer jogo que tenhamos que disputar.
O jogo de ontem era apenas uma boa ocasião para afastar esses mesmos fantasmas. E até entramos bem, com atitude e futebol para ganhar ao Porto de ontém. Aliás, atitude é coisa que sempre houve nesta temporada. O que tem faltado é apenas tudo o resto.
No jogo de ontem conseguimos vulgarizar por momentos esse "Super Porto". Estivemos em cima deles por muito tempo e mostramos que a diferença entre as equipas não é assim tão grande para justificar 13 pontos á 12ªjornada.Mas não ganhamos, quando tivemos tudo para o fazer....
Começamos a ganhar com um golo irregular, deixamo-nos empatar por uma perda de bola de Maniche a meio campo onde a nossa excelente capacidade de recuperação defensiva ficou mais uma vez demonstrada para depois termos 20 minutos com mais um, em que não fomos capazes de criar uma oportunidade sequer...
Pedia-se mais!!!
Até porque nunca poderemos ficar satisfeitos por apenas ter tirado dois pontos ao Porto!!!

13 comentários:

Leão de Alvalade disse...

J.
Discordo na questão do fora-de-jogo. A bola, no momento do lançamento do Patricio não foi direccionada para o Valdés. Não temos culpa da aselhice dos defesas portistas.

Senão qualquer dia marca-se fora-de-jogo porque o jogador esteve deslocado uns minutos antes....

J. disse...

Mas no momento do passe(Patricio), o Valdés estava em fora de jogo. Acho que nenhum jogador tocou na bola depois do pontapé de baliza.
Seja como for, que grande jogador é o Valdés!

jamsilva disse...

O Maicon foi um tenrinho no primeiro golo e um inocente no segundo. Cá para mim vai perder o lugar p o Otamendi.

Ainda assim o scp precisou de um golo irregular p empatar. A jogar contra dez desapareceu.

Cantinho do Morais disse...

Era dificil o fiscal ver isso. A bola vem de uma extremidade muito distante e demora uma eternidade a chegar ao Valdés. está fora-de-jogo. mas é de dificil percepção para o fiscal.

Não somos o Guimarães, mas para lá caminhamos (ou pior).

jvl disse...

J,

Concordo que deveríamos ter feito mais quando ficámos em vantagem numérica. Discordo quando dizes que tirámos 2 pontos ao fcp. Ganhámos apenas um ponto dos 3 que estavam em disputa. Isso é que nunca nos pode satisfazer.

jamsilva,

Eu gostei do Maicon :D

JLC disse...

A entrada do Vuk no jogo foi ridicula. Pior ainda que a capacidade do Polga com a bola nos pés.

De resto, voltámos a fazer o que faziamos com o Guimaraes. Sempre que lançamos um contra ataque a bola fica no meio campo e estamos completamente desorganizados atrás.

Acho mesmo que se não fosse o Maicon a ser expulso tinhamos perdido o jogo.

@leo@ disse...

Não tiramos nada a ninguém, perdemos foi 2 pontos!
Devíamos ter ganho o jogo mas não aconteceu porque o nosso treinador é fraco! A equipa já devia jogar muito mais!

Hugo disse...

Concordo era um lance díficil de ver para o fiscal de linha

Miguel disse...

"Acho mesmo que se não fosse o Maicon a ser expulso tinhamos perdido o jogo."

JLC, acho o mesmo e provavelmente, qualquer outro espectador que estivesse a ver o jogo.

Anónimo disse...

Vukcevic. O maior inconsequente no futebol português.
Será que já lhe disseram que pode passar a bola aos que estão no campo com camisolas iguais à dele?

Mr. Shankly disse...

Claro que é fora-de-jogo. Claro que é impossível de ver pelo fiscal de linha.

Peyroteo disse...

O Sporting não consegue ser consistente o suficiente para segurar um resultado, mesmo com os seus jogadores mais experientes em campo, o que é preocupante.
Mais uma 1ª parte boa, sempre superior. Mas na 2ª parte não foi forte o suficiente para aguentar o melhor período do Porto. E quando em superioridade numérica, não circulamos a bola, é a diferença entre ter Valdés e Vukcevic. Estou convencido que com o chileno em campo, com mais um jogador, tínhamos vencido. É um jogador extraordinário e que esteve prestes a ser crucificado pelos adeptos (e não culpem o treinador por isto).
O Vukcevic devia ser chamado à razão pelo incrível individualismo que sabotou qualquer tentativa de circular a bola.

Peyroteo disse...

Ah, o Villas Boas confirmou que é um palhaçinho.