sexta-feira, outubro 22

Que raio de adeptos somos nós!?

Não quero aqui fazer nenhum acto de consciência e acusar quem quer que seja de não ser um exemplar adepto do seu clube, neste caso, do Sporting.

Mas não deixo de achar estranho que num jogo onde se poderia destacar a exibição de João Pereira a médio direito, a consistência de André Santos, a irreverência de Salomão, o renascimento de Postiga ou o regresso aos golos de Liedson que haja pessoal mais interessado em falar no Guarda Redes que não jogou ou criticar o má intervenção do alemão.

Ás vezes não entendo. Nem nas poucas vitórias que conseguimos, podemos elogiar a nossa própria equipa?

10 comentários:

luissm disse...

É brutal, não é?

Não percebo. Mas tenho saudades do tempo em que os sócios mandavam calar todo e qualquer um que começasse a mandar vir e a assobiar só por dá cá aquela palha.

Era o tempo em que se ouvia: "queres assobiar vais para o estádio da Luz" como quem diz "vai pá puta que te pariu meu cabrao de merda".

kovacevic disse...

Como diz o outro, tem tudo a ver com as circunstâncias.

Eu, pessoalmente, acho que o Sporting perder se o Rui Patrício sair da equipa:

- perde desportivamente
- perde economicamente porque está a desvalorizar um jogador com mercado

É isto, e só isto, que me interessa. E me leva a destacar a falácia Hildebrand.


Quanto às circunstâncias, passo a explicar:

- a titularidade do Hildebrand está a ser preparada - com declarações públicas e notícias amigas - há muito tempo.

- esta semana Paulo Sérgio resolveu anunciar a titularidade de Hildebrand. Como se sabe, é uma coisa que os treinadores fazem todas as semanas.

- foi o próprio Paulo Sérgio que assim transformou a presença de Hildebrand no jogo de ontem num assunto.

- em vez de mais um jogo, tornou-se o primeiro jogo do resto da carreira do Hildebrand no Sporting. E foi o próprio Hildebrand a manter o assunto quente, com o frango que deu

Nada disto me parece difícil de compreender.

O que não percebo, mesmo, é continuar-se a achar que o mal do Sporting está nos adeptos que resmungam muito.

ana disse...

é o que temos neste momento. O pessoal habituou-se a falar mal e a criticar tudo e mais alguma coisa. Chegámos a este ponto de menosprezar o que de bom se faz. Ou então, à conta de procurar todo e qualquer defeito deixam de reparar em tudo o resto... é triste, mas é assim.

J. disse...

Mas Kova, ainda que tenhas razão em tudo aquilo que dizes, nao há hoje outras razões para falar do que aquilo que consideramos que está a ser mal feito.
Repito, temos mais um miudo da academia a dar cartas(A.Santos), temos a surpresa Salomão, temos o renascimento do Postiga a jogar e a fazer jogar, temos o Liedson dos golos, temos o Carriço capitão e lider da equipa e hoje só falamos no GR que não correu tão bem ontem.

@leo@ disse...

Pois é triste, já luto contra isto a muito tempo, mas adiante.

Bom jogo, belas jogadas vitoria totalmente justa!
Agora é preciso ganhar ao rio ave e se possível com a mesma qualidade apresentada ontem e se assim for poder ser o tal clic que faltava.

Miguel disse...

João, o Hildebrand não tem culpa nenhuma desta situação. Se abrires a pestana percebes o porquê de eu ter defendido o RP. O kovacevic falou e bem:

- a titularidade do Hildebrand está a ser preparada - com declarações públicas e notícias amigas - há muito tempo.

E isto mete-me nojo.

Mas pronto, enfio a carapuça, mas apenas parcialmente: lê o primeiro e segundo parágrafo do post anterior para não tirares conclusões precipitadas e dizeres que só se fala do frango.

E porque a ingratidão é uma das coisas que mais odeio no Sporting, gostei de ver ontem o Liedson espetar mais 2 batatas nas fuças de muita gente que já lhe tinha feito o enterro.

Peyroteo disse...

O Liedson ontem só deu razão ao treinador quando o tirou da equipa durante uns jogos. Está ou não muito diferente do início de época? Os jogadores precisam de perceber que não são intocáveis.
Epá, se a titularidade do Hildebrand estava a ser preparada há muito tempo, não sei. Mas não fosse o frango do Patrício em Aveiro (e não foi o único este ano), podes ter a certeza que o alemão só tinha jogado contra o Estoril. Agora é provável que o Patrício regresse e não vejo nenhum drama. Pode ser que volte tão motivado como o Liedson. E isso só seria positivo.
O Paulo Sérgio também andava a preparar a titularidade do Diogo Salomão há muito tempo.
Estão a ver fantasmas onde eles não existem.

Quis Separabit disse...

Concordo que o Miguel exagerou no post anterior.
O Paulo Sérgio deu a oportunidade ao Hildebrand na altura certa. No ano passado defendi o Rui Patricio numa altura em que quase todos lhe apontavam o dedo. Continuo a achar que é o GR com mais potencial em Portugal e duvido que se fique pelo Sporting.
O Hildebrand falhou, mas fazer disso uma novela mexicana parece absurdo.
Deu-se folga ao Costinha, casque-se no Hildebrand.
Ainda bem que o Maniche está a jogar que se farta...
Para quê oposições organizadas? Nós matamo-nos a nós próprios.

Visigordo disse...

Anda por aqui uma tempestade num copo de água e, quer-me parecer, fantasmas onde eles não existem.
A utilização dum guarda-redes, que não o habitual titular, numa outra competição que não o nosso campeonato, é uma coisa normalissíma.
Que raio, pá! As tendências suícidas no Sporting têm sempre de andar à tona.

low desert puke disse...

Fiz algum esforço para nao comentar o post anterior e assim nao condicionar nenhum de voces (sportinguistas) que pudesse comentar ainda, depois de mim.

Mas agora digo-o.

Fui sò eu que vi falta sobre o Hildebrand? E que assim o "frango" talvez nem o tenha sido porque o rapaz foi impedido de disputar o lance como mandam a regras...?

Com o Roberto inventavam-se 5 frangos por cada jogo. Mas a mesma visao microscòpica agora os meninos jà nao a apresentam.

Ora vejam là melhor o lance desse tal "frango"...