sábado, junho 6

O após e o futuro de... Jorge Jesus

Andava com um post na cabeça sobre os motivos pelos quais eu entendia que era importante o Benfica renovar com JJ. Pois, depois dos últimos dias, o tema fiou algo desactualizado. Ainda assim não poso deixar de dizer algumas coisas.
Fui muito céptico relativamente à vinda de JJ para o Benfica. No primeiro ano, associado a futebol espectáculo (a famosa nota artística) o Benfica somou um título que há muito lhe fugia. Nesse ano, e nos 4 anos seguintes o Benfica fez um investimento enorme. Tivemos dos melhores plantéis dos últimos anos, mas parecia que a coisa não estava a querer engrenar. Faltava ali alguma coisa. O Benfica tinha muito melhor plantel que os rivais mas deixava-se sempre ultrapassar pelo Porto. Na temporada passada, comum plantel de sonho o Benfica chegou longe, mas ainda assim, algo aquém do ideal (preferia ter ido mais longe na Champions do que ter caído na Liga Europa aos pés do Sevilha...). Isto tudo serve para dizer que não andava satisfeito com o trabalho de JJ, apesar de lhe reconhecer valor. Entendia que ele se achava melhor do que realmente era, que ganhava demais para os resultados que apresentava e, sobretudo porque ninguém tinha rédea nele.
No princípio da presente temporada e com a razia no plantel, pensei que finalmente se iria ver quem é verdadeiramente JJ. E não me enganei. JJ foi o grande obreiro da vitória no campeonato (pronto, partilhada em parte com Lopetegui...). A equipa só rendeu o que rendeu devido aos métodos e ao sistema de jogo que o treinador conseguiu implementar. Os jogadores sabiam todos o que fazer dentro de campo, e isso foi meio caminho andado para o sucesso. Continuando a política de desinvestimento, manter o treinador era um handicap muito forte que não deveríamos perder, em caso algum, para os rivais. Estávamos uns passos à frente, que podiam ser preciosos no final da corrida...
Já deu para se perceber o quanto me entristeceu a notícia da saída do JJ. Mais a mais da forma que foi. Não havia necessidade de ser assim, mas pronto, é Portugal, e aqui tem que ser tudo feito à má fila...
Sem ter sido brilhante em termos de títulos (3 campeonatos 1 Taça de Portugal, só para falar dos mais importantes...) JJ merece o reconhecimento por parte dos Benfiquistas.
Penso que o Benfica tem que estar agradecido ao Jorge Jesus, mas o Jorge Jesus também tem que estar agradecido ao Benfica, É que não foi apenas Jorge Jesus que deu coisas ao Benfica. Na Luz, teve oportunidades e condições de trabalhar como se calhar não vai voltar a ter. 
Não vale a pena chamar de ingrato, ficar zangado. Ninguém se preocupa quando há chicotadas psicológicas. As coisas têm que ser vistas com naturalidade. Estava em fim de contrato,não quis ficar e legitimamente queria ir embora, se para o X, para o Y ou para o Z não interessa. Estou triste porque perdemos o JJ e não porque o JJ foi para o Sporting. Repito: as coisas poderiam ter sido feitas de forma diferente, mas disso falo já a seguir.

Quanto ao Benfica, de certeza que não vai acabar. Se perdemos o Eusébio e o Mário Coluna (só para falar nos dois maiores monstros) e continuamos a vencer, não vai ser por ter saído o treinador que isso vai mudar.
A escolha do novo treinador tem que ser criteriosa. Não podemos falhar. O meu preferido? Marco Silva. Não para picar o Sporting, mas porque acredito que está ali um grande treinador. Rui Vitória também não me desagrada. Vitor Pereira? Nunca!

Mas todo este processo foi vergonhoso. Não sabemos de pormenores, mas a forma baixa como estão a querer ver-se livres de Marco Silva deve fazer corar qualquer ser humano. Mais a mais para um clube que se diz diferente, com valores acima dos demais. Está bem à vista. 
Este processo é a maneira mais clara de se perceber que o que hoje é verdade amanhã é mentira. Em Janeiro JJ deizia-se apaixonado pelo Benfica. Em Novembro Bruno de Carvalho chamava pateta ao treinador do Benfica. Um dizia: "limpinho, limpinho", os outros gozavam ou estavam capazes de o matar. Enfim, tudo se esquece. Estou quase como um amigo me dizia, quando a SIC-N anunciava os valores da contratação (5M prémio de assinatura + 6M/ano): por esse dinheiro eu também tinha o sentimento que fosse preciso ter...
Para Vieira é bem feito e ao Benfica já não é a primeira vez que fazem destas. 
Estas guerrilhas não beneficiam ninguém (o Porto ri-se e esfrega as mãos com isto tudo). Tudo podia e devia ter sido feito com naturalidade. Ninguém pode levar a mal o JJ querer o Sporting e o Sporting querer o JJ. Não é um drama, não tem que ser... É rival? é, e depois? Por ser rival tem que haver mais picardias? Quem tiver mais vergonha e elevação que se cale. O presidente do Benfica disse muito pouco e já falou demais. Deixe o Bruno de Carvalho  a fazer o folclore sozinho. Não havia necessidade destas faltas de respeito.
Se o Benfica quer "vingança" (palavra estúpida) que trabalhe para vencer a supertaça, e dá logo uma machadada na relação JJ/BdC.

Quanto à nova etapa do Sporting, o princípio da nova temporada vai dizer muito, e quanto tempo a relação JJ/BdC vai durar. O presidente do Sporting tem pouca paciência para ser mandado e para ser passado para segundo plano. A paciência com os treinadores parece não ser a maior. Por toda esta envolvência a próxima supertaça vai ter um condimento especial. O Sporting tem uma pré-eliminatória da Champions para ultrapassar. O trabalho de JJ dá frutos, mas para resultados imediatos vai ser preciso muito dinheiro. E há? Como é que diziam? "há poços de petróleo do outro lado da 2ª circular" (era assim, não era?). 
Esta situação veio causar uma enorme pressão no Sporting. Um treinador pago  a peso de ouro, a demissão vergonhosa do antecessor (que tinha os jogadores e os adeptos com ele). Ou a coisa começa a correr bem desde cedo, ou quem vai ter que correr é o Bruno de Carvalho. Por outro lado, são golpes arriscados que catapultam os clubes para patamares mais elevados. Acho que muito do sucesso, ou a falta dele, vai passar pela qualidade do plantel que vão dar ao JJ. De uma coisa podem ter a certeza: formação, esqueçam!

Uma última nota: no final deste "processo" ficou-se a perceber que o "elevado estatuto" moral e o "ser diferente" do Sporting, personificado no seu presidente. Mais não são que expressões esvaziadas de significado. 

Seguem-se novos capítulos, mas a pressão está toda sobre o Sporting,

16 comentários:

Peyroteo disse...

Desde que a notícia apareceu, o Sporting já ganhou o suficiente para pagar o 1° ano de Jesus.
Neste processo pode criticar-se a forma como Marco Silva saiu. Ainda por cima havia a vaga nos juniores:)
O resto foi normal. LFV queria levar Jesus para o estrangeiro, Jesus queria ficar. LFV não se apercebeu que JJ ainda podia subir na carreira em Portugal... O Sporting viu a oportunidade e Jesus chorou de felicidade. O Sporting não podia esperar

Jorge Borges disse...

Andas eufórico...

António Gomes disse...

E tu por mais que escrevas que não, ficaste incomodado com a situação. Primeiros escreves que não te importas, depois tentas dar um de moralista sobre as opções do Sporting.

Para mim isso só tem uma interpretação. A saída de JJ da Luz para o outro lado incomoda... e muito!

Jorge Borges disse...

António Gomes,
volta a ler. fiquei incomodado porque o JJ saiu do Benfica. Ponto! As razões pelas quais fiquei incomodado têm a ver apenas e só como Benfica. Se ele tivesse ido para o PSG ou para o Qatar estava na mesma incomodado/preocupado. Não se trata de valorizar ou desvalorizar um rival.

As opções do Sporting têm a ver com futebol. Não vejo ali escrito qualquer moralismo. falar sobre o que ode ou não acontecer se as coisas correrem bem ou mal, nada têm a ver com moralismo.

A parte moralista do post, foi a que tu, intencionalmente ou não, omites: a forma vergonhosa como estão a tratar o Marco Silva.

PS - a mim não vês cambalhotas. A opinião que tenho do JJ é a que sempre tive. O que valorizei continuo a valorizar, o que critiquei continuo a criticar. A mudança de cores não me faz mudar de opinião.

Pedro disse...

Jorge, o teu raciocínio de apoio a JJ cai por terra quando o "desinvestimento" que falas nesta época que acabou afinal até foi o maior investimento desde que JJ está no clube.

Fomos campeões pq tínhamos a melhor equipa. Apareceu um Jonas fabuloso e Gaitan e Sálvio levaram a equipa às costas suportadas por um guarda redes de topo e uma defesa que se conhece há anos.

E, mesmo assim, não fosse um charuto de Jardel em Alvalade, o catedrático saía da Luz sem a aura de campeão.

Peyroteo disse...

O campeão com pior plantel desde o Boavista em 2001...

Peyroteo disse...

Felizmente veio esse do Boavista senão tinha que falar no Sporting 99\2000 :)

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Não concordando nada contigo reforço a ideia que até um Jaime Pacheco ganha campeonatos.

Virgílio disse...

"Mas todo este processo foi vergonhoso. Não sabemos de pormenores, mas a forma baixa como estão a querer ver-se livres de Marco Silva deve fazer corar qualquer ser humano. Mais a mais para um clube que se diz diferente, com valores acima dos demais. Está bem à vista."

Concordo. Jorge, à excepção do gosto clubístico, parece-me que partilhamos mt coisa. Obviamente concordo com o parágrafo supra. É mais que uma vergonha, é revoltante.

"Uma última nota: no final deste "processo" ficou-se a perceber que o "elevado estatuto" moral e o "ser diferente" do Sporting, personificado no seu presidente. Mais não são que expressões esvaziadas de significado."

Não concordo. Se há situação em que a gde maioria dos sportinguista se opões ao seu actual presidente é esta relacionada com odeplorável tratamento dado a MS. Isso prova a nossa "diferença".

Um abç e saudações desportivas.

Jorge Borges disse...

Virgílio,
O problema é sempre a generalização. Lês a caixa de comentários do post anterior e ficas com a ideia que os benfiquistas são todos bêbados.

Da mesma maneira que no Benfica há gente que se insurge contra o LFV, já percebi (porque leio e frequento blogues afectos ao Sporting) que há gente bastante descontente com Bruno de Carvalho, nomeadamente pela forma que tem tratado da questão do Marco Silva. Daí a minha conclusão que são todos iguais. Devia ter ressalvado que há minorias que são excepção. Penso que o Sporting não se deve delimitar ao Bruno de Carvalho, nem o Benfica ao LFV ou o Porto ao PdC, mas a tendência é mesmo essa, infelizmente. E tudo cultivado pelos próprios, com o beneplácito dos adeptos.

Mr. Shankly disse...

"Uma última nota: no final deste "processo" ficou-se a perceber que o "elevado estatuto" moral e o "ser diferente" do Sporting, personificado no seu presidente. Mais não são que expressões esvaziadas de significado. "

Não concordo nada com isto. Os sportinguistas não se revêm todos no que o maluco do Presidente faz. Tal como os benfiquistas não se reviam todos no que fazia JVA. Aliás, não têm faltado críticas a esta questão, vindas de dentro.

Acho que é mais ou menos o que o Virgílio disse acima.

Peyroteo disse...

Isto foi uma jogada tão boa que ainda vamos ver uma aliança entre Porto e Benfica... Há pouco tempo o Sporting não contava mas agora domina as conversas. Sugiro uma marcha contra Bruno de Carvalho...

LDP disse...

Pensava que essa aliança já existisse. Pelo menos é o que depreendo da conversa dos sportinguistas desde há anos..."vocês mandam nisto tudo. é a apaf, é a liga, é coiso e tal..."

Por isso é que ganhámos uma astronómica mão cheia de campeonatos nos ultimos 30 anos.

Jorge Borges disse...

É ao contrário Peyroteo,
o Sporting a partir de agora vai ganhar tudo. Já tem o elemento que lhe faltava. Espero que deixem a taça da Liga para o SLB.

Ainda bem que há net. Sempre dá para ir vendo o que se dizia e diz sobre o Jorge Jesus. Desde logo podemos recordar a entrevista do teu presidente à saída da Luz na época passada em que chamou pateta ao JJ. Mas hoje é o maior.


Ai cambalhotas, cambalhotas...

Peyroteo disse...

Eu por mim estou à vontade porque sempre disse que o Jesus devia treinar o Sporting. Não sei se o Sporting vai ganhar tudo ou não. A única coisa que sei é que agora está tudo muito preocupado com a situação financeira do Sporting.
Já agora, Jorge essa parte do que se dizia e se diz agora de Jesus também se aplica aos benfiquistas ou não? Foram todos muito coerentes?
Se Jesus não se preocupou com as palavras de Bruno de Carvalho, porque haveria eu de ligar a isso. E pode ser palerma e bom treinador ao mesmo tempo.:)
Jesus já trabalha para o Sporting desde maio. Mais ou menos na altura em que pediu a contratação de 4 ou 5 cepos a LFV. Ninguém reparou que ederson e Diego Lopes são ex-dispensas de Jesus?