quarta-feira, novembro 20

Ronaldo e os piretes do futebol.

Quando há uns anos, Ronaldo fez um pirete para as bancadas da Luz, muita gente lhe caiu em cima (eu incluído). O gesto, apesar de reactivo, foi mau para o jogador que ofendeu milhões de adeptos e seus fãs.

Contudo, Ronaldo era um jovem algo imaturo ainda, e jogava já sob uma imensa pressão, num dos maiores clubes do mundo.

Hoje, o madeirense é um dos profissionais mais admirados do mundo, especialmente por colegas e treinadores. A sua dedicação ao jogo é ímpar e a sua natural forma de jogar tornam-no num dos melhores jogadores de sempre.

Todos nós devemos ver em Ronaldo um caso de sucesso, para o qual contribuiu o dom natural mas, também, muita entrega, muito trabalho, muita querer.

Hoje, o português está no topo de um mundo com sete mil milhões de pessoas.

Mas ainda há quem se lembre do tal pirete.

10 comentários:

Jorge Borges disse...

Relativamente ao jogo da luz: Durante o jogo, compreendem-se os assobios. Já nãos e compreenderam os assobios aquando da substituição. Na altura era já uma das nossas estrelas maiores.
A juventude dele explica uma parte, o "non sense" dos adeptos, a outra.

Não se pede que jogando contra o nosso clube o devamos aplaudir, mas se for substituído não há razões para o hostilizarmos. É o que penso.

Pedro disse...

Já expliquei n vezes o que se passou.

Ronaldo foi muito aplaudido no aquecimento. Quando começou o jogo o United foi, como todos os adversários da Luz, assobiado quando tinha a bola. Normal em qqr estádio.

Ronaldo, não sei pq, começou a ser duro com os nossos jogadores, muito briguento e refilão com o árbitro. Isso levou que os aplausos se transformassem em assobios ao longo do jogo.

Na substituição as coisas subiram de tom (o q é normal) e Ronaldo respondeu daquela forma.

Não é por causa disso que deixo de o considerar um fabuloso jogador de bola.

Luís Fiúza disse...

Cuspiu nos benfiquistas. Ponto. Quem quiser que se esqueça. Eu não. Bom jogador, sim, e depois? Como pessoa pura merda. Esta adoração é o reflexo da nossa sociedade fútil.
Mas nem tudo é mau. Vou treinar muito e depois já posso escarrar no focinho dos parvos que me dão a vida de Rei.

luis disse...

A ideia do post não era dicutir a intensidade do gesto nem tão pouco a seriedade do Ronaldo como pessoa.

Apenas quis salientar que mesmo ele, sendo o que é, conquistando o que conquistou, continua a ter quem nunca lhe perdoou o tal gesto.

Em comparação com o senhor da foto. Se num momento daqueles só se lembra de esptar o dedo para os adeptos adevrsários, imagino o que fará quano estiver num grande clube, debaixo de uma pressão imensa, como era o caso do Ronaldo.

Peyroteo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=TQHCWj0dSlQ

Se o tratarem bem, ele faz o mesmo. É muito simples. Insultam e ficam ofendidos que ele responda?
Deviam era envergonhar-se com os adeptos que o assobiaram na substituição.
Rui Costa foi aplaudido de pé em Alvalade num Sporting-Milan e, convenhamos, não estava sequer perto do patamar do Cristiano.
E essa de ele estar a ser duro com os jogadores do Benfica. EHehehe Que o digam o Beto e o Petit. Nunca recuperaram das lesões.

Mr. Shankly disse...

Estou no oposto do Fiúza. Na altura achei muito feio, mas já perdoei. É uma máquina, e embora sendo fútil é um exemplo pelo que trabalha. Um craque em todos os aspectos, a começar pelo mental.

jose garcia disse...

Admiro o jogador, respeito o profissional e desprezo o homem.

Ronaldo não gosta do Benfica e raramente perde oportunidade de o mostrar. Compreende-se: foi
(de)formado no Sporting, rival maior do Benfica. Está no seu direito.
Assim como estão no seu direito de o assobiar todos aqueles que não gostam dele.

Francis disse...

Mas adoraram o Simão. Assim como os la de cima adoraram o Moutinho. Santa hipocrisia.

jose garcia disse...

Expressei-me mal. Qd digo que ele foi (de) formado no Sporting, refiro-me apenas à sua relação com o Benfica, até pq segundo reza a lenda,, em chavalito ele torcia por outras cores... Não pretendia fazer qualquer julgamento de carácter.

jose garcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.