quarta-feira, junho 15

Vale a pena lutar ou dizer que vamos lutar pelo título?

É que para mim, são poucas as ilusões de ver um Sporting para o ano a lutar para o título.
E não é que não tenha confiança em Domingos, ou no departamento de futebol do Sporting, que até agora na minha opinião tem feito um bom trabalho nas contratações realizadas.

Mas sejamos sinceros, num ano recuperar quase 40 pontos a um Porto que continua com a mesma equipa e principalmente com aqueles dois da frente a fazer a diferença, será muito, muito dificil.
Enquanto jogadores daquele nível jogarem em Portugal, atrevo-me a dizer que pouco há a fazer.

Mas claro, não é desistir de lutar e entrar numa de conformista. É apenas ser realista e pensar que o que se pede é uma melhor versão deste Sporting e não a depressão que se viu nestes ultimos dois anos.

9 comentários:

Peyroteo disse...

Que eu saiba, aqueles dois já jogavam cá na época anterior e ficaram em 3º, por isso não é impossível. É muito difícil, mas não impossível.
E acho que ninguém exige o título já. Exige é que se lute com esse objectivo.

Zé Alvalade disse...

Obviamente é uma tarefa árdua, mas não é impossível.

Em primeiro lugar é obrigatório melhorar bastante o plantel. Sem isso nada será possível.

De seguida temos de arrancar bem no campeonato. Trará um elan de vitória á equipa e motivará os sócios e adeptos.

Os 40 pontos não podem ser olhados como a real diferença entre Sporting e fcp. A desmotivação de cedo deixarmos de lutar pelo título, os problemas directivos ajudaram a que se cavasse esse fosso.

SL

jvl disse...

Concordo com os comentários anteriores.

J. disse...

Vamos lá ver, se o Porto manter o nível do ano passado não há clube em Portugal que lhes possa fazer frente.
3 empates, 6 pontos perdidos em 30 jogos é um registo quase impossivel de alcancar.

Agora como dizia antes, isto não nos faz ter que desistir. Apenas ter que apresentar a melhor versão possível do Sporting. Estádio mais cheio, uma equipa a entrar em campo para ganhar e a dominar o adversário,um ou dois jovens da Academia a ser lançados. Mais ou menos isto! :-)

Pedro disse...

Outra vez a conversa das "armas diferentes"?! E que tal tentar encontrar jogadores para competir com esses "dois da frente"?

Eu não admito outro cenário que não lutar pelo título. E, no final, mesmo que percamos o campeonato por diferença de golos, quero ouvir os dirigentes do Sporting a falarem sobre o que faltou para chegar ao título e como o vão corrigir - e não a auto-elogiarem-se pelo muito que já fizeram.

O primeiro caminho conduz à superação e ao sucesso desportivo; o segundo à acomodação e complacência - e às diferenças de 40 pontos para o 1º.

LMGM disse...

João, vale sempre a pena lutar por titulos, só assim se cresce. Obviamente que há que ter realismo e no final quando se fazem as contas perceber se o nosso sucesso ou insucesso foi casual, conjuntural ou efectivo, furto de um trabalho sustentável no futuro.

Como diz o Pedro aqui em cima é relativamente fácil comprar um titulo, Luis Duque já o fez antes, a pergunta que fica é, e depois? Podemos sustentar esse sucesso?

O campeonato nacional é fácil de ganhar, só tens dois adversários e uma ou duas surpresas que variam por ano. Aos restantes 12/13 clubes tens obrigação de ganhar com maior ou menor dificuldade.

Se fizeres esse trabalho bem (coisa que é da obrigação de qualquer grande nacional) lutas por titulos, mesmo que não queiras...

Partindo de uma posição pior que os seus adversários directos o Sporting tem capacidade de vencer qualquer jogo a nivel nacional.

Campeão é quem mantém essa concentração competitiva contra os "Gil Vicentes" desta vida.

low desert puke disse...

Concordo com o J.

Se o Benquerença e o Xistra mantiverem o nivel do ano passado o Benfica bem pode ir buscar o Ibrahimovic e o Cassano, e o Sporting o Rooney e o Berbatov que nao haverà nada a fazer na mesma.

Pedro disse...

Realmente o Cassano ou o Berbatov fariam a diferença.

Altos jogadores diga-se de passagem.

Nabo

Miguel disse...

Um dos empates do Porto foi em Alvalade, num jogo em que o Sporting mereceu a vitoria :)

Conheço o João o suficiente para saber que lá no fundo acredita no título, tal como todos nós. Mas racionalmente falando, o ponto dele faz todo o sentido. Não estamos a partir no mesmo patamar do Porto nem sequer do Benfica. Aliás, o benfica também não vai partir no mesmo patamar do Porto. O que não é sinónimo de inevitabilidade nem de conformismo.

O Sporting de 1999-2000 não era candidato a nada depois de dois anos seguidos em 4º lugar. Acabou por ser campeão porque à medida que os jogos iam passando conseguiu ganhar o éland e que fala o Zé Alvalade.