domingo, fevereiro 7

Aonde é que isto vai parar!?

A derrota de ontem para mim é mais grave que a de Braga e a goleada no Dragão.
É o sinal de que este Sporting apresenta sintomas de uma doença grave no futebol, que é o deixar de acreditar em si próprio. Uma equipa que por mais que corra, por mais que lute ou por mais que tente jogar futebol, não acredita nas suas possibilidades e vê a derrota como algo já normal. E depois é ver esta sucessão de lançes ridiculos que acabam quase sempre num golo contra o Sporting. Ontem, foi novamente o mesmo!!!
Rui Patricio não voltou a ser o Patricio que chegamos a ver esta epoca. Depois do jogo com o Mafra, está claramente afectado e precisava de uns jogos no banco. O segundo golo da Académica foi o espelho desta época.A passividade total da equipa que acredita mais na possibilidade do avançado da Académica falhar um golo fácil, do que nas capacidades da defesa em cortar um lançe de perigo.
Nesta altura por mais palavras duras que se possa ter, por mais apelos de luta e de mais trabalho,por mais investimentos na equipa de futebol, o Sporting precisa de uma liderança forte e personalizada em alguém de respeito e que faça respeitar.
E isso acho que não deveria demorar muito mais tempo.
Esta época já acabou para nós, pedimos apenas que não nos dêem mais humilhações ou situações em que deixam o clube pior daquilo que está hoje.

2 comentários:

Alexandre disse...

Para além de coisas da ordem do "místico" - sofrer golos esquisitos em momentos decisivos, não marcar golos que normalmente entram - há, de facto, coisas que vão mal, muito mal, no SCP. E, para grande pena minha, não são, essencialmente, do futebol jogado, ou do que a equipa pode jogar, ou do que o treinar pode treinar. São também dessa ordem, mas são essencialmente mais estruturais do que isso. E se eu acreditava que a actual direcção poderia resolver isso, cada vez creio menos nessa possibilidade. De qualquer forma, correndo mal a taça da liga e a liga europa, Fevereiro será o mês de começar a pensar a sério na próxima época, iniciar uma pre-époc alongada. E isso passa por definir de imediato, e com horizontes de médio prazo, situações não só no comando técnico mas, sobretudo, na estrutura de enquadramento do futebol profissional. Tal, por exemplo, com gente de má cara. Por vezes, muitas vezes, é necessário, no futebol, como na vida, haver alguém que cerre os dentes, que os mostre. É preciso, se me permitem, tomates...

Alexandre

Margalho, N. disse...

"O clube está numa situaçäo dificil, está à beira do precípicio, mas acredito que a lagartagem irá tomar a decisäo correcta: 1 passo em frente!"

Vamos!! a manutençäo é possível!
Parece que o Sporting está à procura de olheiros na Zambia!!

Ve lá se descobres a nova Pantera Negra!!

Cumprimentos de Gràcia!