terça-feira, junho 29

Cabeça Erguida

É verdade que o dia é de tristeza.
É verdade que se procuram desculpas para o desaire, e que o Queirós é o elo mais fraco porque nunca ganhou a simpatia de um Scolari, que serviu sempre para comparações, absurdas na maioria.
É verdade que nem tudo correu bem, ou pelo menos tão bem como devia.
Mas também é verdade que a selecção dignificou Portugal, nos fez sonhar, mostrou capacidade de se bater com os maiores do mundo. E surpreendeu os "velhos do restelo". Quem vaticinava descalabros e vergonhas pode meter a viola no saco.
Hoje perdemos porque a Espanha foi e é melhor que nós. Podemos falar da saída do Hugo Almeida (que ma pareceu mesmo cansado) como podemos falar do apagamento pouco normal do Cristiano, ou do golo (parece-me) fora de jogo dos espanhóis, ou mesmo do árbitro com queda para o castelhano. Mas isso são desculpas. A verdade é que os espanhóis são melhores e, naturalmente, ganharam.
Fizemos uma boa primeira parte e mostrámos que nos podemos bater por um resultado. Depois do golo Portugal desapareceu, mais por mérito do meio campo espanhol que circula a bola com mestria ímpar.
Da mesma forma demonstrámos na 2ª parte contra o Brasil que nos podemos bater com os melhores.
Contra ventos e marés chgamos ao Mundial, tivemos que os vencer para passar a fase de grupos e cair de cabeça erguida ante o campeão europeu.
Esta é uma derrota apenas para aqueles que vaticinaram um mundial para Portugal ao nível do rubricado pela favorita França.
Uma referência ainda a 4 jogadores que, quanto a mim, se exibiram em patamares superiores aos restantes colegas: Meireles, Eduardo Coentrão e Tiago.

29 comentários:

Anónimo disse...

Ora bem. Nem mais. Discordo apenas dos jogadores distinguidos. Tiago e sobretudo Meireles são jogadores limitados (falham com assustadora frequência passes curtos e longos, são pouco velozes, incapazes de pressionar como deve ser e ainda menos de acelerar o jogo ou de circular/conservar a bola) que nos jogos difíceis - como o de ontem - deixam transparecer "demasiado" as suas debilidades.

J. disse...

Totalmente de acordo.
Perdemos contra aquele que é para mim a melhor selecção espanhohola de sempre.
Lutamos dignamente até ao golo espanhol e á saída de Hugo Almeida.

Lamentável a capa da BOla de hoje, procurando já a polémica.

Pedro disse...

Podemos nos bater com os melhores...claro q sim, podemos nos bater com eles, o problema é que acabamos sempre por levar uma tareia...

Sonhar? Só a alguns que foram brutalmente chamados á realidade. A incapacidade de reacção da equipa portuguesa ao golo sofrido, o bailinho que levamos nos ultimos 25 minutos mostra, cabalmente, a distância enorme q nos separa dos "grandes". Não ver isso é continuar a persistir no mesmo erro e acabar por sofrer desilusões. Nunca esperei uma catástrofe da selecção, apenas esperei isto, uma incapacidade total de vencer a uma equipa acima do razoável e só uma noite daquelas q acontecem a cada 100 contra a Coreia permitiu chegar mais longe do q o esperado.

As comparações com Scolari são mais que óbvias pq o sargentão, com todas as suas limitações, conseguiu algo que dificilmente alguem voltará a repetir nos anos mais próximos. É q Queiroz é tão mau tacticamente como o Scolari mas ao contrário deste, é incapaz de moralizar e unir o grupo de trabalho em torno de um objectivo. E isso ficou bem patente no pós jogo. O q custa, como português, é saber que isto ía ser assim mal Queiroz foi o escolhido. Há coisas q estão à vista de todos mas a maioria prefere olhar para o lado, daí levar com estas "chapadas". Como é possível alguem ver esta convocatória e achar q Portugal tem condições de se bater com os melhores? Depois sofrem estas desilusões...pq quem acha q é psosível bater e lutar pelo título não pode contentar-se com uma eliminação destas nos oitavos...

Pedro Pereira disse...

Saímos de cabeça erguida?! Quem saiu?! Apenas jogadores, como R.Carvalho, Bruno Alves, Eduardo, Coentrão, Meireles, Tiago... de resto foi uma selecção medíocre que teve a sorte de passar aos oitavas, graças ao apuramento do Brasil de forma rápida, senão...

Este projecto que foi entregue a Carlos Queirós, foi um verdadeiro fiasco, começamos pela fase de apuramento, será que ainda se lembra?! O jogo decisivo de apuramento, foi com uma selecção mais fraca, graças a uma regra criada à pressa pelo senhor Platini.

Depois lá conseguimos ir ao Mundial depois de uma escolha de jogadores duvidosa, e nos jogos, somos fracos... Tive medo da Costa do Marfim, a equipa só defendeu, depois batemos nos ceguinhos da Correia e com o Brasil, eles foram mesmo irmãos... senão havia de ter sido bonito...

Queirós não tem perfil, é uma pessoa que só se desculpa, ou com os árbitros, ou com a bola, ou com o raio que o parta... É Tuga...

Como nunca acreditei neste senhor, nem nesta Federação, que tem um presidente, que antes de recandidatar disse que estava cansado, mas depois deve ter pensado que dinheiro bom e fácil como aquele não anda por aí... decidiu fazer um esforço e ficar...

Glorioso11385 disse...

Fizemos exactamente o que previ: passámos a fase de grupos e perdemos com a Espanha, que é muito melhor do que nós. Deveríamos, pois, tudo ter feito para evitar os espanhóis. Como? Ganhando à Costa do Marfim. Não foi possível? Procurando derrotar o Brasil, pois tanto fazia o 0-0 como o 0-1 ou o 0-2. Nem sequer tentámos. Não me parece, por isso, fazer sentido falar em 'cabeça erguida' ou que Portugal 'mostrou capacidade para se bater com os melhores' só porque empatámos com um Brasil descontraído, sem Kaká e Robinho, ou porque perdemos apenas 0-1 com a Espanha. Com todo o respeito, Jorge, isso é discurso à Carlos Queiroz. Não podemos esquecer daquele pormenor de que, para ganhar jogos, é necessário marcar golos. E em três jogos não o fizemos. Defendemos bem, é verdade, mas isso não chega para atingir o sucesso. Foi, apenas, uma participação razoável. Cumprimos os mínimos, ganhando apenas a uma selecção que já não estava nestas andanças há 44 anos.
Os melhores foram Eduardo, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Fábio Coentrão. Tudo gente lá de trás, portanto...

Peyroteo disse...

Perdemos bem com uma equipa que é melhor. Isso não invalida que se possam apontar alguns erros. Na minha opinião, apostar em Ricardo Costa não faz o mínimo sentido, ainda para mais quando tinha um jogador para aquela posição que joga na mesma equipa que David Villa. Mesmo em má forma, o Miguel é melhor que o Ricardo Costa.
Outro erro foi a inclusão de Pepe que não está em condições para jogar uns Oitavos-de-final de um Mundial. Pedro Mendes dava conta do recado.
Mas pronto, parabéns à Espanha que foi (e é) melhor.

J. disse...

vamos lá ver, ontem perdemos só com o Iniesta, Villa e Torres lá na frente.no meio campo era só o Xavi, X.Aloso e Busquests.
Na defesa tinham o Puyol, Pique, S.Ramos e ainda o Casillas na baliza.
Se olhamos o banco espanhol até arrepia.
É só a melhor espanha de sempre.
Perdemos 1-0 num golo que até dizem foi em fora de jogo.
Apartir de ai, concordo com todos vocês, fomos uma desilusão.Deviamos ter mostrado muito mais. Queiroz falhou.
Sacar o H.Almeida e por o Danny foi um erro....

Mas lá está ou somos os maiores ou os piores, nunca podemos estar num escalão apenas bom.

Fodasse,farto já desses comentários.
Se tivessem a preocupação de meter lá uma gajo que fosse formado por vcs, se calhar teriamos uma melhor selecção.

J. disse...

Cumprimos os minimos!?

Foi só a terceira vez que fomos a uma fase final de um mundial em 19 edições.

Ás vezes parece que o pessoal sofre de problemas de identificação e já nem sabe o que somos ou de onde vimos.

jamsilva disse...

acho que ha aqui pessoal que se está a fazer a um lugar de jornalista do jornal " a bola"..... tristeza.

Dadas as dificuldades que nos foram aparecendo acho q fizemos um mundial bem interessante.

Pedro disse...

"vamos lá ver, ontem perdemos só com o Iniesta, Villa e Torres lá na frente.no meio campo era só o Xavi, X.Aloso e Busquests."

"Se olhamos o banco espanhol até arrepia."

"Foi só a terceira vez que fomos a uma fase final de um mundial em 19 edições"

J, não foste um dos que defendeu que Portugal tinha alguns dos melhores jogadores do Mundo e equipa para disputar qqr jogo e título?

"Se tivessem a preocupação de meter lá uma gajo que fosse formado por vcs, se calhar teriamos uma melhor selecção."

Não percebi.

J. disse...

O Brasil e a Espanha não são das melhores equipas do mundo?
Não te bateste com os melhores do mundo?
Perdeste apenas com a Espanha num golo que até dizem que é irregular.
http://www.youtube.com/profile?user=BukovinaFootballHD&annotation_id=annotation_212387&feature=iv#p/search/0/AQQVuQD3120

E isto sem Nani, Bosingwa, e o Deco(para mim a maior desilusao desta equipa)que resolveu esquecer o futebol profissional, dos melhores jogadores do mundo nas suas posições.

Acho que se calhar em vez de ser tão critico com a selecção, podias tb ser critico com o teu clube que ha nem sei qto tempo que não poe um jogador formado por vcs na selecção do teu país.

jamsilva disse...

"Sonhar? Só a alguns que foram brutalmente chamados á realidade."

Brutalmente? eu nao vi brutalidade nenhuma. Vi portugal com uma abordagem ao jogo mt realista.

Como benfiquista devias perceber perfeitamente que para ganhar tb é preciso sonhar.

Ou tb me vais dizer que nao sonhaste com o slb campeao?

Pedro disse...

J., estou-me absolutamente a "cagar" para o número de jogadores q o SLB mete na selecção. Nem acredito que isso seja tema de conversa hoje...

Espanha, Brasil são dos melhores do mundo. Não está em discussão. Está sim defenderes que Portugal tem equipa para se bater com eles e depois apontares a mais valia deles como causa para a derrota. Não é coerente.

jamsilva, um discurso ambicioso só faz sentido se for acompanhado por acções que vão de acordo com essa ambição.Eu sonho com a champions mas daí a achar q o SLB a pode conquistar vai um grande passo. Esperemos para ver como decorre a competição...

Achar que esta equipa com este treinador podia alcançar grandes feitos não é sonhar, é ser masoquista.

jvl disse...

Concordo com o Pedro e o 11385.

O batermo-nos com qualquer selecção, para mim, significa conseguir disputar o jogo contra elas com o intuito de ganhar. O que Portugal fez contra o Brasil e Espanha foi defender a todo o custo, bombeando bolas para o CR e o Hugo Almeida (ontem).

Contra uma equipa que privilegia a posse de bola contra a Espanha, que fazemos nós? Entregamo-la de mão beijada e ainda colocamos como trinco um excelente central mas medíocre trinco, sem ritmo de jogo, preterindo jogadores têm essa rotina.
Na lateral direita, colocamos um central adaptado porque "como central que é, sabe marcar". Ah bem!! Os nossos laterais direitos pelos vistos não o sabem fazer.

A somar a isto tudo, a ridícula justificação para a não entrada do Deco, que não tendo jogado nada de especial contra a Costa do Marfim, era uma das melhores opções que tínhamos no banco.

"O q custa, como português, é saber que isto ía ser assim mal Queiroz foi o escolhido"

É que não havia dúvidas nenhumas, o que havia era wishful thinking.

Anónimo disse...

Em 4 jogos só marcaram à Coreia do Norte...

Leva dois defesas direitos, mas joga com um central adaptado que não fez a fase de qualificação...

A estratégia ofensiva é pontapé para a frente e fé no CR9...

Não ganhou um único jogo a adversários directos na fase de qualificação e na fase final...

No reinado de Queiroz, Ronaldo tem dois golos marcados...

As fases finais de campeonatos do mundo servem para reabilitar e integrar atletas a recuperar de lesões graves...

Enfim...

Virgílio disse...

"Saímos de cabeça erguida" CQ dixit.

É só 'deja-vu' ou parece o discurso de um José Mota qlq dps de perder por um e ter chegado ao intervalo empatado em Alvalade, Dragão ou Luz?

J. disse...

Volto a repetir...

Foi só a terceira vez que fomos a uma fase final de um mundial em 19 edições.

O pessoal deve andar mal habituado ou se calhar esqueceu-se do que somos e do que fizemos em Mundiais.
Enfim, também o Scolari era criticado...
Eu acho o que o pessoal gosta mesmo é de dizer mal.

Pedro, bater-se com os melhores foi empatar com o Brasil e perder com a Espanha com um golo irregular.

Rearviewmirror disse...

http://averdadedaliga.blogspot.com/2010/06/fcp-promove-stewarts-agentes.html

OS gajos do FCP agora ja consideram os Stewarts agentes desportivos???

GEnial

Miguel disse...

A participação de Portugal foi "normal". Conseguimos 4 resultados "normais". Naturalmente conseguimos o apuramento e naturalmente fomos eliminados por uma selecção superior à nossa.

Fizemos os mínimos mas dificilmente poderíamos ter feito mais, a menos que a espanha tivesse ficado em 2º no grupo deles.

Glorioso11385 disse...

Já que insistes, João, só uma correcção: foi a quinta vez que disputámos a fase final de um Campeonato do Mundo - 1966, 1986, 2002, 2006 e 2010.

Já agora, repara no percurso nas últimas grandes competições: 2004 (Europeu), final; 2006 (Mundial), meias-finais; 2008 (Europeu), quartos-de-final; 2010 (Mundial), oitavos-de-final.

J. disse...

Fase final, digo, passar a fase dos grupos obviamente.

Iniesta de Mundet disse...

João ninguém está a dizer que a Espanha não é melhor equipa, nem que é um escândalo perder com a Espanha. O que se protesta é a forma como a selecção jogou. Jogou para não perder, não para ganhar. Isto é andar para trás com tudo aquilo que foi feito nos últimos 15 anos. E depois claro tomou opções que ninguém entende (R.Costa, Pepe sem ritmo a titular numa posição que não é a dele). A táctica do Queiroz tem sido bola no CR9 e fé no gajo, seja o jogo contra o Brasil ou contra a Albânia. O facto de a selecção não conseguir fazer 3 passes seguidos denota muita falta de trabalho. É que até o Chile a jogar com 10 mostrou mais futebol do que nós.

E não somos só nós que não entendemos o Queiroz, são os jogadores também (Deco, Ronaldo, Hugo Almeida e provavelmente outros também).

Ah e se te baseias na tradição, foi a primeira vez que Portugal passando a fase de grupos não chegou às meias-finais :)

jvl disse...

J.

"Foi só a terceira vez que fomos a uma fase final de um mundial em 19 edições.

O pessoal deve andar mal habituado ou se calhar esqueceu-se do que somos e do que fizemos em Mundiais."

Este discurso não se coaduna em nada com o "podemos bater-nos com qualquer selecção do Mundo" que andavas a apregoar.
Nem eu, que acho que não tínhamos selecção (23) para sagrarmo-nos campeões do Mundo e que sou realista - pessimista segundo a tua opinião, que te consideras optimista - utilizaria este argumento.

Como diz o Iniesta: "O que se protesta é a forma como a selecção jogou. Jogou para não perder, não para ganhar. Isto é andar para trás com tudo aquilo que foi feito nos últimos 15 anos."

jamsilva disse...

eu voto Queirós a director técnico e Jesus para seleccionador.

Jorge Borges disse...

Há duas ideias com que fico depois de ler alguma da blogosfera (não só aqui, mas também):

1 - da mesma forma que havia um sentimento anti-scolari por parte da maioria dos portistas, há um anti-Queirós por parte dos benfiquistas. Não se percebe. Quando se veste a camisola de Portugal as outras esquecem-se.
Se há jogador que eu não suporto é o Bruno Alves, no entanto, já que foi o ewscolhido, consegui torcer para que ele fizesse bons jogos e ajudasse a equipa a cumprir os seus objectivos, independentemente dele ser o que é e representar quem representa em Portugal.

2 - Julgamo-no uns eternos candidatos a alguma coisa nas competições de selecções. A verdade é que não temos tradição vencedora, nunca ganhámos nada. Mas temos a ideia que vamos lá para vencer.
Só começamos a ser presença assídua nas fases finais a partir de 96, curiosamente, com jogadores trabalhados pelo Queirós nos escalões inferiores. Até aí, quando Portugal chegava a uma fase final era uma festa.
Temos que meter na cabeça que não somos excelentes nem medíocres, somos apenas bons, e é nessa base que digo que nos podemos bater com os melhores (Brasil, Espanha - a quem ganhamos em 2004) como podemos perder com equipas piores (Grécia - 2x em 2004).
Não conseguimos ombrear em termos de favoritismo com equipas como Itália, Alemanha, Espanha, Brasil, Argentina, França, Holanda. Estamos na 2ª linha. Se calhamos em grupos com essas equipas é um deus nos acuda. Seja o Scolari o Queirós ou outro treinador qualquer.

É óbvio que não foi tudo perfeito, que o Queirós não é o supra sumo, que cometeu erros. E o Ronaldo não? o Simão não? o Deco não?

Pergunto-me, por exemplo, com que espírito foi o Deco ao Mundial. O que é que ele lá foi fazer? desestabilizar? O que podia o Queirós fazer? mandá-lo para Portugal e abrir uma crise? ou tentar minimizar os danos das declarações dele? É a isto que chamam não ter pulso? eu não conheço outra forma de lidar com o assunto.
Porque é que o Simão andou a reclamar a titularidade para depois fazer uma exibição miserável ontem? Não me venham dizer que também foi culpa da substituição do Hugo Almeida ou do Ricardo Costa? O que é que o Cristiano fez ontem de jeito? Não jogou grande parte do jogo onde gosta?
Quando o ego é maior do que a causa...

Não sou pró nem anti Queirós. Mas ele não é certamente a causa de todos os nosso problemas.

Iniesta de Mundet disse...

Jorge

1.Sou Benfiquista, anti-queiroz e anti Scolari. Reconheço que no inicio pensei que o Queiroz tinha sido uma boa opçao, porque viria corrigir os erros que Scolari cometia, mas rapidamente me desenganei. Nao só cometeu os mesmos erros como acrescentou alguns. Reconheço o seu mérito na mudança de mentalidades dos anos 90, mas agora parece que quer mudar outra vez, para deixar como estava.

2. Olha eu lembro-me de um grupo com num europeu com inglaterra, roménia e alemanha em que passámos com 3 vitórias e no último jogo utilizamos uma equipa B para dar 3-0 à Alemanha. Depois eliminámos a turquia sem dificuldade (que conquistou o 3º lugar no mundial 2 anos depois) e perdemos apenas com a França que era a campea mundial, num jogo disputado taco a taco. Curiosamente nesse jogo foi a França que se acautelou utilizando 3 trincos, em vez dos habituais 2.

Hugo disse...

Totalmente de acordo com o Jorge.

J. disse...

Jorge, pois sem tirar nem por.

J. disse...

Assim de repente, desse grupo de favoritos que dizes, lembro-me por exemplo que já eliminamos a Espanha,Holanda e Inglaterra(Euro 2004), no Mundial voltamos a eliminar a Holanda e a Inglaterra.
Fomos eliminados pela Grécia, França, Alemanha e Espanha.
Quer dizer que já eliminamos e fomos elimidados por grandes selecções.
Não significa isso que nos podemos bater com qualquer selecção!?