terça-feira, junho 15

Pouca coisa...

....um lance de génio de Cristiano Ronaldo e pouco mais.
Não vi os jogos todos desta selecção na fase de qualificação, mas parece-me que as dificuldades em criar lances de perigo na área adversária são demasiado evidentes e duram já há demasiado tempo
Um 0-0 não é um mau resultado para mim. Foi o primeiro jogo, a jogar contra a melhor equipa africana na minha opinião no seu próprio continente. Além disso, vê-se ali uma organização e não uma equipa perdida a jogar cada um para si como tinha acontecido na Copa de África.
Deco parece pedir uma reforma antecipada, Liedson é um corpo estranho nesta equipa, Danny não existiu. Destaco Raul Meireles pela presença e a defesa em si que salvo os apuros no final do jogo esteve impecável.

4 comentários:

David disse...

Um 0-0 não é um mau resultado em teoria. É mau porque vem acompanhado de uma exibição pavorosa em muitos aspectos. Salvou-se a organização defensiva colectiva que parece ser a única coisa que Queiroz conseguiu dar a esta equipa de pseudo-vedetas. Os centrais e Coentrão com nota positiva. Eduardo também. Já o Paulo Ferreira foi uma nódoa e foi confrangedor assistir à sua falta de capacidade para suster o Gervinho. O Paulo Ferreira parece acabado, infelizmente. A melhor opção para a lateral-direita é o Rúben Amorim... é pena é não lhe ter sido dado o estágio para criar rotinas.

Alguém me explica o que é que Portugal ganha com a presença de Liedson a jogar em 4-3-3?... O gajo é um jogador a menos.

O Danny é um excelente jogador que ainda não encaixou na selecção. É uma pena, porque com mais rotina, calma e inspiração teria muito para dar à equipa.

Neste momento é lícito duvidar da motivação do Deco. Será que ele tem vontade de estar a jogar? Ou está-se nas tintas? Pelo que faz em campo, a dúvida permanece.

Muito pouco para uma selecção cujas pseudo-vedetas dizem querer chegar às meias-finais ou à final ou lá o que é. Hoje o meio-campo português, como um todo, não esteve melhor do que o meio-campo de uma vulgar Eslováquia ou Nova Zelândia.

Com menos bazófia e mais trabalho, muita coisa melhorava.

TUGA disse...

Eduardo: Deu confiança e segurança à defesa!Pouco trabalho

Defesa: Concordo! IMPECÁVEL!

Meio Campo: Deco apagado, R.Meireles nota positiva, P.Mendes cumpriu!

Ataque: Ronaldo muito bom jogo! A "surpresa" Danny ficou muitos furos abaixo do prémio!!Liedson, não se podia pedir mais a um jogador que com a sua estatura cada vez que tocava na bola tinha 3 "gigantes" em cima!!

Substituições: Simão avivou o jogo, Tiago fotocopiou Deco, R.Amorim nada a assinalar (pouco tempo em campo)

Na minha opinião, no primeiro tiro esgotou-se a margem de erro!!
Esperemos que o Brasil ganhe os dois primeiros jogos e jogue com Portugal já apurado!

Se assim não for, vejo a coisa muito feia!
Esperemos que não!

Pedro disse...

E a substituição a 5 minutos do final? Fantástica...

Ericksson com dois ou três meses apresenta mais trabalho que o Queiroz em dois anos...

Nem vou falar do bluff pois já nem dá luta. Só me dá vontade de rir quem ainda achava que seria diferente. Foi sempre assim...

Muito giro a câmara passar pelos jogadores no momento do hino e ver a indiferença de alguns...

Fil disse...

Patético.