segunda-feira, abril 4

Afinal fez-se foi Luz

Campeões na Luz! Um cenário que se foi desenhando assim que André Villas-Boas traçou as 'cinco vitórias' rumo ao título e que a maioria dos crentes portistas abraçou como causa maior, mas que muitos, incluindo eu, desconfiavam. Uma faca de dois gumes, confesso. Um por estar habituado a não entregar títulos de mão beijada, outro pelo respeito pela casa do rival como indicador de equipas azul e brancas demasiado capazes. E esta, da qual nem o último reduto da propaganda benfiquista consegue fugir, é bem capaz. E quem sabe, talvez quem usa indicadores cirúrgicos para encontrar a diferença dos últimos 20 anos possa usar este jogo para encontrar uma lógica bem mais válida.

Será inevitável a comparação entre uma época e a outra nesta passagem de testemunho. A mesma, já aqui debatida imensas vezes, traz-nos uma série de coincidências próprias da (fraquíssima) Liga Portuguesa e uma atracção inevitável entre duas equipas que reclamam o mesmo estatuto. Parece-me claro que esta disputa, a mais acesa que me lembro, foi ontem, em solo de regularidade, claramente dissipada. Este Porto é um campeão que nenhum benfiquista pode beliscar, sob pena de cair em terreno de estupidez.

Aliás, se alguém teria de o fazer seria a própria equipa encarnada, e ontem tinha a oportunidade de ouro para isso. Mas ela, alheada da realidade como bem AVB frisa, carregando até fazer ferida, não conhece, a fundo, o sentimento que faz os campeões. E por mais que doa, e eu sei que dói, este Benfica carregou com a cruz que os seus dirigentes, adeptos e treinador lhe colocaram às costas. Ontem era tempo de ser mais que um Benfica que se apoiava no factor casa para, e bem, fazer frente a qualquer Porto - mesmo os melhores 'Portos' passarão sempre por maus momentos na Catedral. Isso qualquer Benfica, destas décadas de 'penúria' o fez mas ontem era noite para dominar, para conservar estatuto.

E é aqui que se dá a passagem de testemunho. É que à cruz que falei, juntou-se um 'demóniozinho' que se alimentou das falhas benfiquistas para lhe conferir uma das maiores estocadas na história da rivalidade. Habituado a senti-la, a experiência de adepto ensinou-o a 'farejar' as fissuras benfiquistas como ninguém e foi só estar no sítio certo e à hora certa para mostrar um estudo que dura há quase tanto como os seus tenros 33 anos. Este título é dele, não tenham dúvidas, e antes da teoria rebuscada lembrem-se da hipocrisia que será darem-lhe os parabéns só quando ele não tiver uma gravata azul.

E foi sob as ordens de quem, não duvidem, a tinha toda estudada, que uma equipa entrou e dominou o segundo campo onde lhe sabe melhor ganhar. A prova de autoridade teria de ser dada e o Porto, assim (bem) habituado, não baqueou. E quem muitas vezes fala dos últimos 30 anos (pondo até em questão vários anos de real qualidade benfiquista, por ventura porque não os viveu) talvez devesse juntar aos argumentos, este estofo que, sabe-se lá porquê, aparece tanta vez equipado de azul e branco, à Dragão, À CAMPEÃO! Mas talvez o omita porque não sente o que é ter esta qualidade raríssima no futebol português e vê-la constantemente a ser defraudada, manchada e ignorada.

E ainda que compreenda, faz-me confusão que alguém queira a custo o que não é dele. Sempre me fez e sempre me há-de fazer uma real confusão que alguém reclame aquilo que não é capaz e exceptuando o sentimento bem legítimo de o querer, nada justifica a tentativa de atirar constantemente 6 milhões de pessoas ao único símbolo regular de futebol em Portugal. Não peço loas nem adorações, e compreendo que se 'puxe para título' a falha menor e a falha sem culpa. Não compreendo é que se acredite cegamente nas constantes manobras de diversão, a um ponto tão mísero. Seria tão idiota, como já aqui o referi, como acreditar que o Porto não ganhou o ano passado por 'túneis' ou afins.

E a diferença - outra que podem juntar à lista - é que a Norte não se acreditou nela. Usou-se para distrair os 'papalvos' - que por agora estão muito em voga - apenas e só para dar tranquilidade e tempo para se preparar uma época sem erros infantis. Uma época onde não se menosprezou o adversário e onde o estofo de campeão voltou em dose regular. Isso, desculpem caros benfiquistas, vocês actualmente não têm e é isso que garante campeonatos em catadupa. Mas o 'vício' é tanto que 'as primeiras jornadas' serão sempre as culpadas preferidas de alguns. Pena é serem tantos e que se perpetuem no tempo as suas falhas de lógica. Falhas quase tão grandes como a diferença de organização dos dois clubes e respectivas equipas.

E para desfecho nem a cereja no topo do bolo faltou. A metáfora perfeita oferecida pelos 'electricistas' da (des)organização encarnada. Há quem use estádios como quem faz zapping. Não lhe interessa, muda de canal! Nem que para isso tenham de colocar em perigo as mesmas pessoas que, pelos vistos, só lhes merecem atenção quando a Taça é encarnada. E nem isso que os definiria como a Direcção que tanto apregoam ser, deixou de mostrar a direcção que realmente são. Muita explicação para uma noite só. Mas mais haverá se houver alguém com a protecção de écran (negra de preferência) desactivada. Talvez aqui se deparem com umas poucas.

32 comentários:

Gonçalo disse...

Muito bom post. Os meus parabéns pelo conteudo e pelo motivo. Abraço CAMPEÃO! e tenho ideia que, ainda este ano, mais festejaremos...

Marco Morais disse...

Tks Gonçalo =))

Também tenho essa ideia. Aliás, fica difícil não a ter depois das demonstrações de força desta equipa.

Abraço!!

LMGM disse...

Marco, parabéns pelo titulo que o teu clube conquistou.

Marco Morais disse...

Tks LMGM =))

Anónimo disse...

O que acho piada aos portistas é que conseguem ver tudo, que são uma grande equipa, que jogam muito à bola, etc., mas depois quando se fala nas escutas viram autistas e não se passou/passa nada. É o vosso mundo. Quereres extrapolar o resultado do jogo de domingo, justo e sem espinhas, para dar mérito à vitória do campeonato é no mínimo um abuso. Não pode ser só os jogos que te convém a servirem de exemplo. Os jogos do campeonato passam por outros jogos e outros campos.

Marco Morais disse...

Anónimo,

Parece-me claro que tu não estás a extrapolar nada.

É que para quem sabe, bastante bem pelos vistos, a definição de 'atitude de autista', desaponta-me que também a estejas a ter.

O mérito pelo campeonato está 'escarrapachado' em todo o sítio onde lês sobre futebol e olha que, depois do jogo, até os maus sítios lhe dão esse valor.

Atitude de autista é para mim não reconhecer que 'outros jogos em outros campos' fizeram o Benfica perder, com maior pontuação de diferença, o campeonato e não o contrário. Que é, obviamente, o Porto ganhá-lo.

Compreendo que vos dê jeito falar constantemente das escutas mas acho que até o maior dos autistas compreenderia que elas foram reveladas há já bastante tempo e são relativas a um período entre 2003 e 2004. A minha opinião, se a quiseres saber, foi dada por volta do período em que elas foram reveladas. Não as desculpa, obviamente, mas para vocês que gostam tanto de 'provas concretas' quando se ataca a 'mafiosisse' do vossos clube responde-me onde é que essas escutas provam que este campeonato é roubado ou condicionado pelo Porto?

É isso e a análise conveniente. Académica 3 pontos, Nacional 1 ponto... e Porto a perder pontos em todos os jogos onde houve erros. Mas já que estamos a atirar para o ar... curiosamente em todas as três vitórias contra o Benfica, o Porto foi prejudicado e ganhou sempre. E isto contra a ' supersónica melhor equipa que joga mais muito bem à bola'.

Não me parece um Mundo normal, onde toda a realidade paralela vos é favorável. Pois talvez se fosse, se reconheceria bem mais cedo que para ganhar é preciso querer ganhar mais que os outros. Mas já sei a tua equipa, e principalmente o teu clube, tem desculpa para não querer ganhar. Continuem a dar-lha se fazem favor.

E agora aproveita uma ou duas frases, esquece o resto, e responde. Que é como costuma dar jeito, sim?

Anónimo disse...

Claro que dá jeito puxar para aquilo que nos convém, como aliás fizeste no post.
O mérito que tu dizes estar "escarrapachado" em todo lado, a muita gente onde naturalmente me incluo não me diz nada, porque a comunicação social hoje em dia é tudo menos isenta (e não é só no futebol), anda ao sabor de quem lhes paga, e não falo do patrão (até te podia mandar uns links de alguns comentadores/jornalistas onde a diferença de opinião para situações idênticas é gritante, sendo fácil de adivinhares para onde eles pendem). Depois também há as opiniões condicionadas pelo patrão, tipo SportTv e afins, com manipulações de imagens (omissões, repetições exaustivas sobre lances que não oferecem dúvidas mas a lançar dúvidas, etc.)
Relativamente aos pontos que o Benfica perdeu noutros jogos (também te posso mandar uns links para veres ou reveres o que se passou nalguns deles) há alguns que não merecem discussão, designadamente os dois com o Porto e com o Nacional, neste contrariando a opinião de muitos benfiquistas. Agora os jogos com a Académica (apesar de termos jogado mal) e com o Guimarães, fomos impedidos de os ganhar. Quem me conhece sabe que eu avalio os árbitros não pelos erros mas sim pelo critério, e quando vejo critérios desiguias no mesmo jogo ..., podendo acrescentar quando o mesmo árbitro em jogos do Benfica e do Porto tem critérios diferentes para lances idênticos, dá que pensar (se quiseres links ...). No que às escutas diz respeito, se achas que por elas terem sido gravadas em 2003 e 2004 só as houve nessa altura, és um bocado ingénuo. Não sei que idade tens, mas eu podia enumerar-te um série de episódios relacionados com árbitros antes dessas épocas que com certeza também já ouviste falar e que talvez selectivamente afastes da tua memória. E que dizer da AF Porto que como Associação mais forte pode reclamar para si o orgão da Federação que mais interessa e que consecutivamente foi o Conselho de Arbitragem. Estranho não achas?
Depois também podia ir a alguns jogos, principalmente no principio do campeonato onde o teu clube teve uma ajudazinha, até reconhecida por aqueles que "escarrapacham" os méritos do Porto. Curioso também o facto de as ajudazinhas ao Porto coincidirem com os jogos onde o Benfica foi mais prejudicado. Vamos todos acreditar que foram só coincidências, e que isto tudo que se passa à volta é transparente e honesto.
Deixei para o fim os verdadeiros méritos do Porto, e não me custa reconhecer que como dizes o Porto tem mais vontade de ganhar do que os outros e que tem uma força mental superior, independentemente de isso ser incutido de uma forma que não concordo, mas talvez seja a única.

Já agora, criticares o apagão é um direito que te assiste e que te convém, mas omitires o facto de a tua equipa se recusar entrar de mãos dadas com as crianças, não hastearem a bandeira do Benfica nos jogos no Dragão, ver os jogadores do Porto na varanda do Estádio do Dragão cantando a música que mais se ouve naquelas bandas (de insulto ao Benfica, como sabes) mostra bem o que o Porto realmente é, não tendo nenhuma moral para criticar os outros, não querendo dizer que algumas atitudes por parte do Benfica não sejam criticáveis, mas nunca vindas do teu clube.

Aguiazita disse...

Marco,
Parabéns pelo 25º campeonato.

Marco Morais disse...

Aguiazita, Muito obrigado =) Encontramo-nos em Dublin =)

Anónimo,

Nunca desprezarei as escutas, nem nunca desprezarei os erros de arbitragem que houve em alguns jogos do Benfica esta época. Se me leste, sempre defendi que a diferença de pontos nunca seria tão grande. Apenas defendo que o campeonato em si, analisado por mais factores, dá-me razão em relação à justiça do vencedor.

Mas, tento, embora às vezes me seja imensamente difícil, não entrar em especulações e se a idade me confere ingenuidade em relação a isso, qual será a desculpa dos benfiquistas quando há casos que roçam a imoralidade e a falta de ética em relação à verdade desportiva? e não vale responder 'mas queres comparar uns com os outros?'

Não não quero comparar, quero é igual tratamento. Mas também sei que é um desiderato a roçar o impossível. É que em dois campeonatos onde há forte suspeita de favorecimento nenhuma voz benfiquista se levanta para reconhecer a legitimidade dos pensamentos portistas. Ou seja, as vossas suspeitas têm fundamento, as azuis (e sim azuis, porque para mim suspeitas são secundárias) nunca o têm.

Peguei neste jogo como exemplo de muitos casos. E não me querendo armar em vocalista dos Blind Zero, caíram mitos. E só falta dizer que o Porto foi prejudicado de propósito para as pessoas pensarem que o Benfica comprou o árbitro. Eu gostava era de ver uma arbitragem destas no Dragão e ver tão pouca reacção encarnada à mesma. No domingo não teve a mínima importância, mas se trocassem os papéis teria imensa. Também estou a ser ingénuo?

E o jogo acaba por me agradar bastante, porque prova aquilo que venho defendendo aqui. O Porto foi, sem dúvida prejudicado, mas ganhou. E é esse mérito que muitas vezes nos confere estatuto de batoteiros. É que esta equipa do Benfica não tem qualidade para ser prejudicada e ganhar na mesma, ainda para mais num jogo destes. Consegues reconhecer que o campeonato se começou a perder com essa falta de qualidade? Não que o Benfica não tenha qualidade, mas não tem é essa qualidade de que falo.

Podes dizer que me dá jeito este discurso. Mas para mim, este será sempre o principal indicador para auferir o valor de uma equipa de futebol. O ano passado de nada me adiantava dizer que fomos prejudicados. Muitos vi ao vivo, os restantes vi na TV e mesmo assim alguns ganhámos mesmo sendo prejudicados. Ou seja, poderia, na altura, apresentar os mesmos argumentos que tu mas, se me fores ler percebes que, não o fiz.

Mas não me custa entender porque vocês o fazem. Respeito, acho é errado e muitas das vezes nada lógico.

A questão do apagão foi comentada por mim não para dizer que o Benfica é pior, mas para dizer que o Benfica também faz quando diz que não faz e não para tornar o Porto impoluto numa situação onde também é culpado.

Em relação às crianças eu não o faria porque não tenho pudor nenhum ao vermelho e, mesmo que não te pareça, respeito-o imenso. Mas nasce, de novo, de uma provocação benfiquista e usar crianças para isso parece-me demasiado rasteiro. Seria lógico a equipa do Benfica entrar de braço dado com meninos equipados à Porto e vice-versa. O que foi proposto é tão grave como não hastearmos a bandeira do Benfica nos jogos no Dragão. Situação essa de que nunca tive conhecimento, até agora. Aproveito para repudiá-la.

Parace-me também claro que esta situação não se resolverá quando as reacções à violência forem uma guerra Porto-Benfica e não uma luta pela paz. Assim não sairão disso, certamente.

E mais uma vez endereço a um benfiquista, o desejo de a sua equipa chegar à Final da Liga Europa.

luis disse...

Marco, metendo-me na conversa, apenas para dizer duas coisas: excelente comentário, este último. Apesar de não concordar contigo na base do teu pensamento, reconheço que seria com este tipo de discursos possível termos um futebol português mais pacífico e bem intencionado. Seria apenas o início, mas era um bom início.

Mas, e agora vamos voltar às nossas conversas sem fim (se tiveres sem nada para fazer :P): acredites ou não, quando dizes "E só falta dizer que o Porto foi prejudicado de propósito para as pessoas pensarem que o Benfica comprou o árbitro."

Depois de Braga é o que qualquer benfiquista atento diz. É uma táctica com muitos anos.

Aliás, este campeonato teve muitas parecenças com outros: FCP beneficiado e SLB prejudicado no início do campeonato. A qualidade inegável dos atletas do FCP faz o resto. Foi assim com Mourinho, na segunda época, por exmplo.

Quanto à questão das escutas, que posso dizer? Há uma que mete um dirigente do FCP e um do Nacional (que ia jogar contra o SLB) a conversarem sobre aquilo que ambos sabermos serem prostitutas. Obviamente que o objectivo era viciar o resultado, o que foi conseguido (não por acção do árbitro, mas apenas porque não foi necessário).

Ou seja, a incompetência do SLB, muitas vezes, é DUPLAMENTE penalizadora: por um lado, podemos perder por culpa própria, por outro, se não for esse o caso, as prostitutas servirão para alguma coisa mais do que satisfazer os instintos sexuais dos árbitros.

Como benfiquista, não posso aceitar e compreender isto. Não posso, infelizmente, respeitar o FCP. Nunca serei capaz de dissociar as coisas. Há uma sequência lógica no poder da corrupção. E seria preciso seres muito ingénuo para negares que os maus hábitos de PdC foram pontuais. Não foram, fazem parte de uma lógica que nasceu nos anos 80 e que foi implementada ao longo do tempo, através do domínio do conselho de arbitragem, através da violência física, do controlo de vários clubes sob diversas formas, árbitros, etc.

Se quiseres falar do SLB, estou à vontade. Até ao dia em que um décimo do que é conhecido sobre o teu clube seja aplicado ao meu.

A partir desse dia, ou se corre com quem lá está, ou desliga-se o interruptor do futebol. Festejar roubos é que não.

luis disse...

Quando me refiro a "fazem parte de uma lógica que nasceu nos anos 80 e que foi implementada ao longo do tempo, através do domínio do conselho de arbitragem, através da violência física, do controlo de vários clubes sob diversas formas, árbitros, etc." está muita coisa documentada, não é uma questão de eu achar apenas que era assim.

Peyroteo disse...

Eu, estando atento ao futebol desde o final dos anos 80, nesta discussão estou mais do lado benfiquista. Então no início dos 90 (até 96, mais ou menos), o Sporting era vergonhosamente roubado contra o Porto. Nunca mais me esqueço da final da taça de 1993/94 (o primeiro jogo), que foi um festival de porrada inacreditável perante a atitude passiva de Fortunato Azevedo (http://www.sporting.footballhome.net/index.php?option=com_seyret&Itemid=29&task=videodirectlink&id=881).
Depois do que assisti nesses anos todos (e com as provas que todos conhecemos), tenho alguma dificuldade em dar mérito às conquistas do Porto.
Neste jogo ganhou bem, sem dúvida. E sim, foi prejudicado.

joão bobe disse...

Marco,

já que falas em perigo associado ao Apagão, podes dizer-me se ele foi total? Na realidade, ficou mesmo tudo às escuras?

Marco Morais disse...

Hey Luís =) Esta conversa é tua também, é de todos nós, e como tal fazes parte dela. Até estava a estranhar a demora. =)

Eu acho legítima a base do teu pensamento. À luz de tudo o que é revelado parece-me bem legítimo e não tenho muito a apontar, sem ser dizer que às vezes um lápis azul é só isso mesmo: um lápis azul.

Agora... em relação às parecenças que tu identificas neste, não achas também legítimo que os portistas identifiquem em outros? Obviamente não te preciso dizer quais são, pois para mim também foi bem óbvio identificar os que referiste.

A legitimidade que vos reconheço, tem que ver, essencialmente, com evidências que viram luz e aí não posso fazer nada sem recair no campo da suspeita. Porém é uma situação não muito diferente do que 'provocas' em campeonatos onde não há provas. Não deixam de ser suspeitas, certo?

Pegando em vários exemplos menores, que aliás é o que mais faço nesta caixa de comentários (lol), parece-me extremamente descabido que a noção de estratagema e de sistema venha ao de cima num Porto-Benfica de 2009 (?!) (Lisandro) mas não venha neste Benfica-Porto de 2011. Parece-me ainda mais descabido que a noção de sistema também não veja Luz nos vossos últimos campeonatos, que para mim foram legitimamente ganhos.

Sabes bem que só pego nisto, porque me parece bastante descabido, e aqui entra a noção que muita gente usa para me descrever (ingénuo), que vocês não achem também que algo se passou.

Obviamente não há provas, assim como não há que o Porto tenha influenciado os jogos em vocês se sentiram prejudicados este ano. Mas há as escutas, relativas a 2004. Tudo bem, mas se é assim como achas que me vou sentir assim que o Duarte Gomes apitar outra vez um Benfica-Porto?

Luís, eu sou tudo menos ingénuo. Eu sei que esta marosca faz toda parte e já vi jogos claramente condicionados por equipas de arbitragem. Já os vi para os dois, e três, lados. Mas o futebol prevalece, sempre! chama-me romântico, chama-me ingénuo, mas é aquilo em que vou sempre acreditar.

"Se quiseres falar do SLB, estou à vontade. Até ao dia em que um décimo do que é conhecido sobre o teu clube seja aplicado ao meu."

Luís, concordarás quando eu digo que o que foi investigado em relação ao teu clube nem a um décimo chega daquilo que foi investigado no meu? Não será isso directamente proporcional às evidências que saíram cá para fora?

Acho de uma incompetência gritante das autoridades o facto de todos os clubes portugueses conseguirem ser tão protegidos.

Mas indo ao que mais te interessa, não me parece que este campeonato tenha sido roubado ou não tenha sido justo. Parece-me é que há uma influência tão grande dos dirigentes e 'organizações' como sempre houve. E torno-te a dizer, se não há 'pressão' da parte do Benfica como explicas a arbitragem de domingo à noite?

Será incompetência? medo? e se será isso, porque isso não serve para analisar outros casos do futebol português? E não Luís, esta não foi uma em mil. Mas eu sei que quem está de fora às vezes vê melhor...

luis disse...

"Luís, concordarás quando eu digo que o que foi investigado em relação ao teu clube nem a um décimo chega daquilo que foi investigado no meu? Não será isso directamente proporcional às evidências que saíram cá para fora?"

Caro Marco, discordo. Não tenho motivos para desconfiar das forças de autoridade em relação a um suposto favorecimento do SLB.

Várias pessoas foram presas, incluindo um presidente. Por isso, e chama-me tu ingénuo, não tenho motivos para acreditar que não há investigações sobre o meu clube em grande escala até.

O teu clube é gerido por proxenetas e tem na sua principal claque elementos que até vídeos em que apelam à violência estão no youtube. E ninguém vai preso. Aliás, o PdC fugiu, não há outra leitura.

Além disso, são públicas algumas promiscuidades entre JUIZES e DIRIGENTES do FCP. Alguns com histórias bem pornográficas e escandalosas.

Como deves calcular, nem todos são corruptos, Marco. Nem todos entram no esquema.

Mas há uma coisa que não consigo, de facto, negar: o apoio a Fernando Gomes por parte do LFV fez-me mesmo acreditar que é o próprio presidente do SLB o principal interessado nas nossas derrotas.

Os adeptos portistas adoram falar do Ricardo Costa, mas NENHUM, até hoje, consegue fundamentar os erros que o homem cometeu. Limitou-se a cumprir LEIS, até propostas pelo FCP. E foi isso que fez confusão a muita gente. Este ano voltou tudo ao normal e fala-se mais do apagão do que a vergonha de agressões violentas em AEs e bolas de golfe em dois estádios deste país.

Tens o Hermínio Loureiro a dizer o que disse e não se passa nada?

Olha, no meio disto tudo, há outra coisa que me dá satisfação. O FCP foi castigado e não recorreu. Facto indesmentível.

Se chega? Claro que não. Mas diz muito.

De resto, deixa-me apenas esclarecer mais uma coisa: eu deixei, de há muitos anos a esta parte, de alimentar o futebol português. E o principal culpado desta minha decisão foi até o meu próprio Clube, na pessoa de Vale e Azevedo. Daí para cá, não voltei a ver ninguém que me "convencesse" a voltar a ser um benfiquista que não perdia um jogo no estádio.

Se calhar sou menos benfiquista, não sei. Também não me preocupo com isso.

Abraço.

luis disse...

Apenas para finalizar da minha parte:

existe um historial de violência contra jornalistas e jogadores no FCP. Não foi um caso ou outro. E de uma forma quase institucional.

Adoram falar do autocarro incendiado quando incendiaram o carro do vosso próprio treinador.

MAs enfim, o que importaria entender é que uns têm actos ISOLADOS e outros têm actos RECORRENTES. Desde os anos 80, até hoje. Está muita coisa documentada, não são suspeitas.

Dou-te um exemplo: o caso Adriano e o caso do outro que foi para o atlético. O primeiro não disse nada, mas toda a gente desconfia do que se terá passado. Mas por si só, é pouco.

O segundo disse que foi ameaçado por elementos da claque com um tiro no joelho.

Eu junto os dois (talvez mal, talvez o caso do Adriano tenha sido coincidência). Tu, se calhar, negas o do Adriano e não te lembras do segundo. :D

Marco Morais disse...

Peyroteo,

Tal como disse ao Luís, acho perfeitamente legítimo. E atenção, eu não estou totalmente contra essa ideia. Apenas acho é que há mais ideias a acrescentar a essa.

João Bobe,

Total ou não, não estou a ver onde o apagão e o perigo, total ou parcial, que ele possa ter causado é desculpável.

Luís,

Eu não falei em favorecimento ao SLB, falei sim de falta de investigação. Isto porque se bem me recordo - mas tu poderás certamente corrigir-me - Vale e Azevedo e outras pessoas ligadas ao Benfica foram julgadas a título pessoal. Acho que esses episódios nada tiveram a ver com o Benfica.

Sim, falo-te de uma operação onde só a Norte se escutou. E isto é indesmentível porque as escutas onde LFV aparece foram 'apanhadas' por arrasto. Não houve o mesmo tipo de investigação ao Benfica.

Se falas em proxenetas e corruptos é porque tens razão para isso e não vou ser eu a tirar-te-a, mas eu adorava ser uma mosquinha às vezes, sabes?

Engraçado como a justiça é incompetente em relação a julgar o FCP, mas é bem competente quando não arranja forma de investigar o Benfica. Obviamente não haverá casos para isso. Pode ser que algum dia alguém se lembre...

'O FCP foi castigado e não recorreu'

Luís isso não prova nada. O FCP não recorreu porque se recorresse poderia perder os pontos na época em que decorreu o processo. Assim sendo, os 6 pontos foram subtraídos numa época em que não tiveram efeito prático.

Marco Morais disse...

E pouco me interessa estar a ser demasiado vago, nem ter 'cadernos' de acusações. O que eu sei é pela vossa lógica (e só pela vossa) o Benfica merecia a investigação. Porque pela vossa lógica os árbitros sofrem pressões e favorecimentos portistas para apitar. Sempre! e depois favorecem-nos. Explica-me então, porque não o fizeste, o que se passou com Duarte Gomes na Luz?

Mas eu sei, há as escutas. Mas só as houve para um lado. E digo-te mais, até porque gostas bastante, delas. Bastaram duas frases do Vieira para a suspeição pairar. E, sem fazer juízo de valor sobre elas, digo-te que adorava ouvir mais. E não só dele.

Marco Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=M2f9wEulUU0

o apagão nem sequer é novidade. E quem teria sido o perigoso criador de tal crime público...

Marco Morais disse...

Olá Ricardo,

Achas que não tinhamos conquistado tantos títulos e estás no teu direito. Como já aqui disse quando se entra no campo da especulação, teremos que respeitar. E até concordo pois muita da força do Porto vem da desigualdade de tratamento. E também te digo, muitas das vezes, essa desigualdade, é criada pelo próprio clube pois é um cenário onde aprendeu a ganhar. Logo o FCP sente-se mais confortável. Se quiseres um termo de comparação, tens um quase universal, agraciado por todos. O Zé Mourinho.

O meu clube pode não ter moral para condenar algo que o Benfica fez. Mas aqui não foi o meu clube que condenou, fui eu. Falei por mim e não pelo meu clube. Foi uma crítica minha à atitude de domingo.

O não obdecer à voz do dono tem uma razão bastante óbvia. Houvesse alguém que vos desse 16 titulos em 20 anos e acho (lá está) que a conversa seria bem diferente.

Se leres o blog em relação à 'birra' de AVB em Guimarães poderás costatar que fui bastante crítico.

Vi os jogadores a cantar uma música que é tão parva como o apagão, logo achei uma atitude parva e que vem de uma euforia colectiva. Não querendo atenuar a parvoíce, saberás de certeza que o 'PC vai pró crl' também já ecoou nas bocas de alguns jogadores do Benfica.

Realmente o sector é um espaço que tem como forte a pluralidade. És sempre bem vindo! =)

Aguiazita disse...

Marco Morais disse...
Aguiazita, Muito obrigado =) Encontramo-nos em Dublin =)

Deus te ouça!!! ;)

Zita

Ricardo disse...

Vejo que respondeste ao meu comentário, sinal que o leste, mas onde ele foi parar?

Marco Morais disse...

Pois, Ricardo, não sei lolol.

Eu até pensei em esquizofrenia. :D

Jamiro disse...

olha rapaz tu sabes que eu sei que tu sabes que eu sei, que desses tantos campeonatos muitos foram roubadosssss,
gafanhoto tu toma atenção no que o jamiro te diz!!!!!!!!

Não bebas tanto..... meu cachopo

Offshore disse...

"'O FCP foi castigado e não recorreu'

Luís isso não prova nada. O FCP não recorreu porque se recorresse poderia perder os pontos na época em que decorreu o processo. Assim sendo, os 6 pontos foram subtraídos numa época em que não tiveram efeito prático."

como é óbvio.
recorrer para o Ricardo Costa ?? LOL
No TAS, onde realmente era importante, o resultado foi o que benfica e guimarães viram.

Ricardo disse...

"recorrer para o Ricardo Costa ?? LOL"

O Ricardo Costa era presidente da Comissão Disciplinar da Liga, o que equivale a dizer presidente de um "Tribunal" de primeira instância. Qualquer recurso que o Porto fizesse nunca seria julgado pela Comissão Disciplinar da Liga. Recurso quer dizer recorrer para uma instância superior.


Como o comentário de ontem desapareceu, deixo outra vez o link de um vídeo que merece ser visto, uma raridade.

http://www​.dailymoti​on.com/vid​eo/xgujmw_​benfica-1-​fcporto-0-​de-1980_sp​ort

luis disse...

Offshore,

Prova que anuiram com a sentença. Por muito que alguém se esforce em invocar o contrário.

Se te acusarem de pedofilia, e fores condenado com 3 anos de pena suspensa, não recorres só porque até corres o risco de veres a tua pena aumentada?

Eu recorria, até que se provasse a minha cabal inocência. Mas isto sou eu, que não sou pedófilo.

luis disse...

Mas explica-me o que tem o Ricardo Costa: ando há um ano a tentar ler qualquer coisa de um adepto portista, sobre o assunto, sem recorrer a chavões do estilo "chulo encarnado", "cabrão com a mania", etc.

Explica-me o que fez Ricardo Costa de errado.

Anónimo disse...

"Mas isto sou eu, que não sou pedófilo."
Tens a certeza?

luis disse...

Fraquinho. Mas sintomático, cobardolas.