quarta-feira, agosto 25

Sporting de Braga vs Sporting de Portugal

Hoje tem sido prática geral na blogesfera, o elogio(merecido) do S.C.Braga pelo feito logrado no dia de ontém. Aqui neste espaço, como também noutros lugares, são os adeptos sportinguistas os primeiros a questionar-se da razão do sucesso num lado e a de insucesso noutro.
Ontem vimos que a liberdade táctica era a razão para o sucesso no Porto e insucesso no Sporting.
Hoje é o conhecimento de mercado, a organização administrativa e o acerto nos treinadores, a razão para explicar o sucesso num lado e insucesso noutro.
Algo haverá ai de razão. Mas vamos lá ter calma com as generalizações e soluções fáceis.

Começo por questionar que papel teriam jogadores como Vandinho, Salino, Paulo César, Elderson, Alan, Matheus, Felipe,etc numa equipa como o Sporting?
Será a fórmula do Braga exportável para o Sporting por exemplo?Não creio.
Teria a certeza que todos estes jogadores não renderiam metade em Alvalade, algo que já antes aconteceu com Wender e João Alves e até á data ainda não se confirmou com Evaldo ou João Pereira por exemplo.
Não vamos entrar na gestão Carlos Freitas em Braga, porque em Alvalade já muito se discutiu esse tema.
As exigências são outras, a maneira de jogar também. Pode-se dizer " ya, está bem, mas nós ficamos em quarto e estamos quase fora da Europa e eles estão na Champions e lutaram pelo título no ano passado".
Pois é, curioso que poderia substituir o Braga de Domingos pelo Sporting de Paulo Bento, com a diferença de duas taças de Portugal e duas supertaças.
Nessa altura, estavamos nós satisfeitos? Acho que não.....e é apartir de aí que começa a minha explicação.
Como já sabemos que ficar em segundo lugar, ir á Champions regularmente e ganhar algumas taças não satisfaz os adeptos do Sporting como satisfazem por exemplo os do Braga ( e eles nem ganharam títulos) há que fazer algo mais.
O quê?
Pois o mais fácil. Gastar mais, tentar fazer quase tudo diferente aquilo que se fazia!, tentardo assim dar aquilo que faltou ao Sporting para chegar talvez um pouco mais longe. Em vez de custo zeros, temos agora jogadores de 3 a 6,5 milhões.Em vez de um apagado Pedro Barbosa, temos um apaixonado Sá Pinto, etc
Melhores resultados?
Está visto que não. Quisemos dar um passo em frente e demos dois ou mais passos para trás.

Ora e para terminar já com este longo post, não se pode comparar os dois clubes apesar da diferença de momentos fazer pensar que a solução em Alvalade é copiar Braga. O que é bom para o Braga não é bom para nós.Queremos mais, apesar de estarmos piores. Foi aqui que se centrou toda a critica a FSF e a Paulo Bento.
E foi aqui que o Sporting de Bettencourt falhou e continua a falhar com os resultados que todos vemos.
A procura de maior excelência levou-nos a ser bem pior daquilo que eramos antes, não soubemos crescer e agora alimentamos uma estranha nostalgia por um passado que eu não me lembro de existir e passamos a ver todas as qualidades fora de portas e todos os defeitos dentro de casa.
Aonde é que eu já vi isto? Tão tipico no nosso país....
Finalizando já, acho que os méritos dos outros não nos devem desviar dos nossos principios e maneiras de fazer as coisas, das nossas qualidades e também dos nossos defeitos. Ignorar isso e tentar apenas copiar os outros, não resolverá nada em Alvalade. Haja carácter, personalidade e confiança em perceber isso e tenho a certeza que o Sporting será muito melhor clube no futuro,

7 comentários:

@leo@ disse...

Grande post.... Parabéns

Sharing.......

jamsilva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jamsilva disse...

Acontece J. que neste momento o braga continua a surpreender pela positiva tudo e todos. E o scp pela negativa.

Nao concordo qd dizes que é a velha cantiga portuguesa de valorizar o que nao é nosso.Acho que nao é justo afirmar-se isso.

Factos são factos e neste momento o Braga com menos condições que vocês tem conseguido atingir patamares bem superiores. Ao longo de 4 ou 5 anos tem sido sempre a subir de uma forma consistente.
Já o scp nos últimos anos tem dado um sensação de fragilidade injustificável.

LMGM disse...

Será que a comparação unicamente com o Sporting também será o mais correcto? Será que o Braga não fez muito melhor que outros?

Sei lá alguém com presenças consecutivas na champions, com o dobro do orçamento do Sporting, com um plantel estável e experiente, com um treinador tri-campeão, com uma direcção dinossaurica sem qualquer contestação interna, externa ou mediática.

2009/2010 – Classificação 4 primeiros

Benfica
Sp. Braga
FC Porto
Sporting CP

2008/2009 – Classificação 4 primeiros

FC Porto
Sporting CP
Benfica
Nacional

2007/2008 – Classificação 4 primeiros

FC Porto
Sporting CP
Guimarães
Benfica

2006/2007 – Classificação 4 primeiros

FC Porto
Sporting CP
Benfica
Sp. Braga

jmbb disse...

Só tenho a dizer que partilho de muitas das ideias do post.
Estávamos a percorrer um caminho seguro que abandonamos.
Neste último ano demos mais passos atrás do que à frente.
A camisola do Sporting para muitos jogadores parece que pesa toneladas.

J. disse...

É a maneira dos sportinguistas de olhar para o Braga como fonte de virtudes que me fez escrever o post.
Não é o não valorizar dos feitos deste clube, é apenas saber olhar para dentro da realidade de um clube e do outro, e ver que as coisas são bem diferentes.
Repito, o modelo do Braga não serve para o Sporting, como também o modelo (e resultados) do Sporting de Paulo Bento não serviam na altura para os adeptos do clube.

Anónimo disse...

Bom post.
Acho que um exemplo fácil para sublinhar as diferenças é o Salino. Fez um grande jogo em Sevilha, mas alguém acredita que renderia metade nos esquemas de jogo de JJ e Villas Boas?
(não misturo Paulo Sérgio porque as coisas ainda estão algo indefinidas, mas, teoricamente, o Sporting procurará um estilo que também não beneficiaria o referido jogador)
Acho que temos que ter um pouco de calma com o Sporting de Braga. Domingos é um excelente treinador, provou-o no Minho, mas não foi tão surpreendente quanto por aí se escreve. É verdade que se poderia ter espalhado ao comprido, mas quem recorda o seu trabalho em Coimbra será capaz de dizer que nas equipas de média/pequena dimensão havia treinador melhor?
Mas, sinceramente, penso que terá prova de fogo maior esta época, pois deu um estatuto aos bracarenses que impõe respeito aos adversários. E este ano o Domingos vai ver os adversários actuarem de forma muito mais fechada.


NT