quinta-feira, novembro 8

O Sporting vai ser isto...

...e não tenho qualquer ilusão que as coisas possam ser diferentes para melhor nos próximos tempos.
Já dissemos adeus á Taça de Portugal, preparamo-nos para dizer adeus á Liga Europa e no campeonanto nem me atrevo a adiantar um lugar em acho que vamos ficar.
Acho que pouca gente esperava isto no principio da época, mas agora já ninguém consegue calar frustações, indignações e, palavras de como vergonha ou escândalo já são hábito em Alvalade.
Mas sinceramente já começa a não fazer-me diferença, e em parte já me habituei a saber o que vai ser o Sporting e a esperar este tipo de jogos.
E pode soar a fatalismo, ou a um certo conformismo. Mas agora mesmo andar a gritar por aí, a pedir mais demissões e caras novas e não sei mais o quê, para mim já cansa. Já aprendi a saber que mudanças dessas quase nunca trazem nada de bom aí. E o que quer que seja que nos ponha no caminho certo vai demorar tempo.
Até lá não vão haver soluções milagrosas, nem vai existe ninguém capaz de mudar o actual estado do clube em pouco tempo.
Entretanto, temos 2 caminhos:
- Andar para aí a atirar "cocktails molotov" aos que por lá andam, ou
- Ir apoiando a equipa, continuando indo ao estádio, ao mesmo tempo que se incentiva gente nova com novas ideias para que trabalhem em projectos e caminhos alternativos para o clube;

5 comentários:

Peyroteo disse...

Isto está a começar a ficar dramático. Ontem não fizemos muito para vencer, é verdade, mas superar uma expulsão injusta, colocar-se na frente do marcador, pensei que poderia ser o começo da recuperação. No entanto, ao Sporting acontece tudo. O Genk não merecia perder mas custa...

zorg disse...

A expulsão não foi injusta, pá. A entrada foi completamente fora de tempo, mesmo não tendo sido tão violenta como parecia incialmente, foi uma entrada por trás e fora de tempo.

O que o Sporting precisa agora é de tempo. O afastamento das competições vai tirar alguma pressão dos jogadores e isso vai ter efeitos positivos. Actualmente o vosso problema é colectivo. A equipa não existe colectivamente. Não tem a ver com falta de qualidade dos jogadores do plantel, nem com falta de vontade.

Para melhorar colectivamente precisam de um treinador que saiba o que está a fazer - aparentemente, agora já têm - e de tempo.

Peyroteo disse...

Mas nem sequer foi falta! Ele atira-se bem antes do contacto. Era cartão amarelo para o belga, isso sim.

Miguel disse...

O Voltaren ainda tem muito que pedalar...

Tb há jogadores que têm de sair da equipa porque são fracos ou muito fracos: Xandão, Labyad, Cédric (este talvez tenha de ficar porque não há melhor).

Sem inventar muito - tipo Viola encostado à ala - as vitórias aparecerão naturalmente quanto mais não seja porque os jogadores são melhores do que os do Rio Ave, Gil Vicente, etc.

Com tempo, aí sim, terá de dar um cunho à equipa para chegar a outro patamar...

luis disse...

Só vi a segunda parte.

Jogo equilibrado e sempre com a sensação que qualquer equipa poderia marcar.

Capel a desequilibrar e o futebol do SCP era o espanhol e Patrício.

A expulsão marcou o jogo e penso que o árbitro deveria ter sido mais coerente e deixado o cartão no bolso. Digo coerente porque mais tarde não expulsu um belga num lance muito mais óbvio.

Reduzidos a 10 era uma questão de tempo até sofrer um golo (podiam ter sofrido uns 4) que chegou num erro daquele que estava a ser o homem do jogo, Patrício.

O SCP depois do golo foi incapaz de defender com dois blocos coesos. Ficou ali no meio termo (vamos paraa frente ou não?) e permitiu muitos espaços para os belgas atacarem. Além disso, foram sempre muito moles a defender, nem pau deram, nem calma tiveram para ganhar uns segundos.

Vercauteren tem muito trabalho pela frente mesmo que nem tudo esteja perdido. É difícil acreditar mas não resta aos sportinguistas outra solução.

Há quem veja melhorias (eu não as vejo), vamos esperar mais uns jogos.