quinta-feira, fevereiro 21

Benfica 2 Leverkusen 1

Alguém que me ajude porque eu não sei o que hei-de dizer sobre este jogo. Bem, até sei: o Almeida fez um jogão e a vaca era nossa.

Contra o Paços, marchar.

28 comentários:

Pedro disse...

Aquelas bolas ao poste...MEDO!!!

Mas depois tivemos ataques que podiam e deviam ter terminado em golo e resolver bem mais cedo a eliminatória. No computo geral, fomos melhores.

luis disse...

Fomos?

luis disse...

Gostei do Urreta. Titular na Madeira, um dos melhores, grande golo, primeiro a sair. Titular em Leverkusen, primeiro a sair. Académica, não joga. Leverkusen, nem sequer é convocado.

Mas alguém me consegue explicar isto?

mago disse...

Gestao do plantel, mas em modo ad-hoc, luis. Mais exemplos - o Melgarejo.

E o que dizer do Carlos Martins?

Enfim.

LDP disse...

luis, tínhamos sido melhores contra o Liverpool e contra o Chelsea em anos anteriores.

Resultado? Fomos nós que voltámos para casa mais cedo.

Ontem e hoje discutiu-se neste blog "estratégias" e acrescento eu, pragmatismo. Quantas vezes equipas portuguesas ou mesmo a selecção não mereciam ir mais longe mas o adversário, mostrando mais frieza, com a sorte do seu lado ou, lá está, mais pragmatismo não foi em frente?

Vitória em Leverkusen e vitória na Luz. 3-1 no computo geral. Antes ficávamos a ver navios mas contentes pelas "vitórias morais", hoje fomos em frente.

Caguei e andei.

zorg disse...

Eu não sei do que estavas à espera, Luis, mas o Bayer Leverkusen é uma equipa muito forte e equipas fortes causam sempre problemas.

O Benfica tinha a vantagem do jogo da primeira mão e jogou também com isso. Julgo que neste jogo demonstrámos mais maturidade e mais capacidade de manter a cabeça fria.

O Benfica nunca se desorganizou e soube corrigir as dificuldades que sentiu nos primeiros 15 minutos, enquanto o Bayer se desmoronou por completo após o golo do Ola John.

Grandes exibições do Artur, do André Almeida, do Matic e do Ola John depois de passar para o lado esquerdo. O Sálvio também entrou muito bem.

J. disse...

Se calhar nesta Europa Cup, ainda vão ter a oportunidade de ajustar contas do passado....o Chelsea ainda por lá anda!!!

Pedro disse...

"Fomos?"

Não fomos? Achas mesmo que não fomos?

Na Alemanha não demos hipóteses, fomos, claramente, superiores durante os 90 minutos.

Ontem demos o controlo do jogo ao Bayer mas mesmo assim nunca fomos subjugados. Tivemos sempre contra resposta. Foi equilibrado. Não se pode dizer que eles foram melhores do que nós. Por isso, no geral, fomos melhores e merecemos a qualificação.

Agora se tudo foi perfeito? Claro que não.

Jorge Borges disse...

É difícil fazer uma análise ao jogo. Mas aqui vai a minha:

1ª parte onde os alemães foram superiores. O trio atacante deles foi um quebra-cabeças para a defesa do Benfica. Tivemos muita sorte de não termos levado dois no saco para o intervalo (bolas ao poste e defesas do Artur...). Matic era o único homem no meio campo. Perez desaparecido e Martins completamente desenquadrado com a equipa. Melgarejo nunc acertou com a marcação. Houve um período entre os 15' e os 30' que o Benfica teve posse de bola e conseguiu trocá-la no meio campo do adversário. Tivemos apenas um lance de perigo com gaitán.

Na 2ª parte parecia que tudo ia ser igual. Ola John desbloqueou o jogo. As equipas abriram o jogo. A resposta imediata ao golo do empate foi fulcral. É certo que tivemos depois oportunidades para matar o jogo mas a sorte ontem esteve com o Benfica.
O Bayer é uma grande equipa.

Não consigo compreender as declarações do JJ no final do jogo. O plantel tem que ser feito a pensar em várias competições. É o Benfica, não é o Felgueiras ou o Amora. Não se pode queixar agora de desgaste. E jogar 2 vezes por semana não é ada de extraordinário. Perguntem aos ingleses. As grandes equipas da Eurtopa que jogam em várias frentes jopgam 2 vezes por semana, não é só o Benfica. A não ser que as declaraçõe fossem estratégicas.

Mr. Shankly disse...

Não fomos melhores, ambos os jogos foram equilibrados. O Bayer é uma óptima equipa e como disse a semana passada só me surpreendeu que tenham jogado tão pouco na 1ª mão. O mais "justo" era termos ido a prolongamento.

Tivemos a sorte da eliminatória (e foi vaca mesmo, não foi cavalo).

Tasqueiro Emigrante disse...

E eu a pensar que já tinha visto tudo eis que aparece o benfica a fazer anti-jogo. Qual académica qual quê...artur, olá e matic a perderem tempo no chão...

E aquelas bolas no poste foram o milagre divino.

Mas ainda bem que o benfica passou, assim vão ter mais jogos e vão-se cansar mais.

Se metessem uma rolha na boca do melgarejo, do gaitan e do olá john eles expludiam :)

luis disse...

"luis, tínhamos sido melhores contra o Liverpool e contra o Chelsea em anos anteriores."

Fomos melhores em casa com o Liverpool. Fora foi o que foi.

Contra o Chelsea fomos melhores, sim, mas a verdade é que o campeonato foi à vida nessa fase.

Mas vamos por partes: convém perceberem que eu fico extremamente feliz com qualquer vitória do Benfica.

Contudo, tal facto, não me impede de poder ser, estar ou ficar, menos optimista.

Há quem me considere um pessimista e a minha resposta é sempre a mesma: sou é realista.

O problema não é termos passado. Assim como o problema não é estarmos na luta por vários títulos.

Esse argumento (de estarmos nessa luta) só serve para entreter a malta.

Eu fico satisfeito por eliminarmos uma das melhores equipas alemãs. Mesmo que com muita sorte. Mas não vejo como acreditar que vamos conquistar, pelo menos, duas competições.

E a meu favor tenho anos e anos de Benfica. Anos e anos de erros estratégicos e anos e anos de "erros" de arbitragem, por exemplo.

Este ano, o plantel é curto. Muito curto e o mercado de inverno acentuou essa realidade. Outros preferiram contratar, nós vendemos e dispensámos (não me vão dizer que o Urreta voltou, pois não?).

No ano passado e há dois anos também havia muita coisa para ganhar.

Concluindo: quando começa a época, o Benfica (e todas as equipas) pode ganhar todas as competições. O problema é quando chega a hora da verdade, que será entre Março e Abril. E pelo que vejo hoje, não há grandes esperanças no sucesso.

Zorg, eu estou convencido que vimos jogos diferentes.

Não ficámos a perder 2-0 por sorte. Não foi a atitude ou a estratégia que manteve o 0-0.

zorg disse...

>Não ficámos a perder 2-0 por sorte.

Luis, a vantagem da primeira mão foi um factor decisivo. A equipa jogou com isso também. Para estarmos a perder 2-0, como dizer, era primeiro necessário que estivessemos a perder por um. E, se tivessemos sofrido o golo na primeira parte, o jogo já não seria o mesmo.

O Benfica teve sempre noção que tinha vantagem na eliminatória e manteve sempre a organização. O Bayer não conseguiu manter a organização e por isso é que perdeu os dois jogos.

Agora, o Bayer é uma equipa muito forte, que está a atravessar um momento muito bom. É impensável para mim achar que se pode enfrentar uma equipa destas e não ter de enfrentar dificuldades.

luis disse...

Zorg, claro que íamos ter dificuldades. A minha questão é que sinto a equipa em (grandes) dificuldades desde a Madeira. O que me preocupa nem é o presente (vencemos, siga), é o futuro que, olhando para as fragilidades actuais, me preocupa mesmo.

JJ pode rodar ainda mais a equipa e poderemos ter alguns jogos mais descansados se marcarmos cedo.

Martins tem de render mais (mas não é nas costas de Cardozo), Urreta tem de ser opção, Luisinho pode ajudar Melga, Gomes também pode entrar. Aimar.

Entre Gaitán, Ola e Salvio temos ainda Rodrigo, podem continuar a rodar.

Eu quero acreditar mas teria de ver a equipa consistente e não tenho visto.

Contra o Paços estou com uma secreta esperança que vamos mostrar-nos fortes e coesos. Vamos ver.

zorg disse...

Eu não percebo o que é que tu entendes por equipa consistente.

O Benfica tem estado consistentemente a ganhar jogos. Acabou de passar uma eliminatória contra uma equipa muito difícil, vencendo os 2 jogos.

No campeonato, está na luta, com os mesmos pontos do porto. Na taça, está com um pé na final. Na taça da liga, continua em prova.

Qual é a falta de consistência que tu vês?

luis disse...

Na Madeira perdemos dois pontos porque fomos consistentes?

Na Alemanha não sofremos golos por milagre e ontem idem. As bolas não entraram, facto. Mas isso não significa que o adversário não tenha tido bastantes oportunidades claras de golo. Isso revela inconsistência, pese embora o valor do adversário (que também não é nenhum colosso).

Contra a Académica fomos consistentes na falta de ritmo. Tivémos menos oportunidades de golo do que O Leverkusen em casa.

Tu continuas a interpretar o presente apenas olhando para o quadro dos resultados. Não te interessa muito como é que eles apareceram. É lícito.

Mas no ano passado dizias o mesmo e foi o que se viu.

Quem me dera estar completamente errado (não tenho estado, ao contrário de ti).

Tasqueiro Emigrante disse...

"O Campeonato é prioridade" "Quem sair primeiro das competições europeias tem vantagem" - JJ

11 do benfica ontem (almeida, garay, luisão, melga, enzo, matic, gaitan, olá, martins, cardozo)

alguém percebe o mestre da táctica?

zorg disse...

Na madeira perdemos pontos porque era um jogo difícil e tivemos algum azar. Mas ser consistente não significa que de vez em quando não percas pontos. Nunca vi ninguém ganhar um campeonato só com vitórias. O porto também perdeu pontos e num jogo teoricamente mais fácil.

Contra a académica mandámos 2 bolas ao ferro e tivemos bastantes oportunidades de golo. Se calhar não vimos o mesmo jogo.

O que é que se viu no ano passado? Se calhar não vimos a mesma coisa. Na minha opinião, o Benfica era a equipa mais forte no ano passado e perdeu o campeonato por motivos extra-futebol. Este ano, acho que o porto está mais forte do que estava no ano passado e não sei se há muita diferença entre as duas equipas. Parece-me, por isso, que o campeonato vai ser muito equilibrado, se não houver uma repetição do que houve no ano passado.

O que me parece é que tu desejavas que o Benfica ganhasse o campeonato sem dificuldades. Eu também desejava, mas isso não é possível. Mesmo corrupções parte, a realidade é que o Benfica tem um adversário forte, que tem um orçamento superior e que, por isso, tem uma equipa forte também.

Nestas circunstâncias, acho que é evidente que uma vitória no campeonato será sempre suada e com dificuldades.

Pedro disse...

Luis, isso já é diferente e aí concordo ctg. Acho que não acautelamos o plantel como o devíamos ter feito neste mercado de Janeiro mas não posso aceitar que se justifique o fracasso com o plantel estar cansado uma vez q desta vez Jesus tem feito rotatividade de vários jogadores. Aliás, não acho que o cansaço tenha sido a causa do mau jogo com a Académica.

Se há coisa que abomino é esta mania de quando chegamos a esta fase, em 4 competições, estar tudo a lamentar-se de estarmos em 4 competições. Parece que é uma maçada poder ganhar tudo. Não compreendo. A sério.

Um plantel como o do SLB tem OBRIGAÇÃO de lutar, à vontade por todas as competições internas até ao fim e poder brilhar na Europa. Temos plantel para isso. Podía ser melhor se temos acautelado, como dito acima, em Janeiro com uma ou outra contratação pontual. Sim Urreta tem que ser tido em conta pq é realmente uma opção (a discussão é se é mais produtivo q Nolito, mas não vou por aí). Devíamos ter mais uma opção clara para o meio campo pq mesmo que Martins e Aimar recuperem não dão ao meio campo aquilo que Enzo e Matic dão. Os Andrés estão muito bem mas o Almeida vai muitas vezes para a direita e as lesões podem acontecer quando menos se espera. Um Airton teria dado muito jeito.

luis disse...

"Na minha opinião, o Benfica era a equipa mais forte no ano passado e perdeu o campeonato por motivos extra-futebol."

Mas até nisso reside a minha preocupação. A estrutura dirigente do nosso clube é a mesma pelo que é expectável que o comportamento seja o mesmo. Por isso, dali, não podemos esperar protecção, união e exigência.

Abraço!

Pedro, eu não lamento estarmos em várias frentes. O que eu lamento é a repetição de erros que nos levam, invariavelmente, ao insucesso. A história recente do nosso clube é a maior prova disso.

Se tivéssemos mantido César e Nolito, se Matic tivesse um susbtituto verdadeiro e se JJ fosse menos resistente a Luisinho e Urreta, por exemplo (e já agora, com Martins e Aimar a contar para o totobola), dir-te-ia que, apesar de alguma eventual fragilidade técnico-táctica, acreditava em grandes sucessos.

Pedro disse...

"eu não lamento estarmos em várias frentes."

Eu sei. Não és tu. Mas anda aí uma grande franja de benfiquistas a pedir que se abdique da Liga Europa.

Em relação a Luisinho e Urreta. Sim, Luisinho não é grande opção para JJ mas até tem jogado e permitido algum descanso a Melga. Urreta chegou agora e tem jogado. Parece q conta para JJ. Não é por aí.

O meu medo é mesmo Enzo e Matic quebrarem...

Pedro Almeida disse...

Sejamos pragmáticos então:

Se no final desta época o Benfica ganhar o campeonato, são 2 em 4 anos de JJ, é bastante bom atendendo a um passado recente, é renovar com o homem.

Se no final desta época o Benfica perder o campeonato, são 3 perdidos de forma consecutiva, 1 para Villas-Boas e 2 para Vitor Pereira, sendo que num deles até tiveram uma boa vantagem à entrada para o último terço do campeonato, é efectivamente pouco para a qualidade do plantel, não se deve renovar com o homem.

Podiamos também falar de uma meia final da UEFA perdida para o Braga e de uma meia final da taça perdida para o Porto depois de terem ganho fora por 2-0, mas o mais importante continua a ser o campeonato.

Tem que ser tomada uma decisão no final da época, que basicamente passa por uma gestão de expectativas, ou achamos que melhor que o JJ não se consegue e contentamo-nos com uma lógica à SCP reinado de Paulo Bento ou então achamos que é possível fazer mais e melhor com a equipa que temos e procura-se outro técnico que seja mais capaz.

ps: acho difícil que entre tantas dezenas e dezenas de técnicos a nível mundial não haja pelo menos um que seja melhorzinho que o JJ, ou menos teimoso, vá.

Jorge Borges disse...

Pedro Almeida:

Com todas as virtudes e defeitos, o JJ não é mau treinador.
Podia ser menos teimoso? Podia. Podia ter melhores resultados? Podia.

Mas o principal problema do Benfica não está no treinador, mas sim na estrutura dirigente. Com uma estrutura capaz um treinador de menor qualidade já tinha ganho mais títulos.
Nos momentos maus da equipa, onde é que anda o presidente? Mas nos momentos melhores todos o vemos, não é?

Ricardo disse...

«Mas o principal problema do Benfica não está no treinador, mas sim na estrutura dirigente. Com uma estrutura capaz um treinador de menor qualidade já tinha ganho mais títulos.
Nos momentos maus da equipa, onde é que anda o presidente? Mas nos momentos melhores todos o vemos, não é?».

É tudo isto. Por mais discussão em torno do tema Jesus que tenhamos há sempre o tema estrutura. Com esta que temos, nenhum treinador conseguirá ter sucesso continuado.

Pedro, eu peço para abdicarmos de uma das provas por uma razão simples: o plantel foi mal planeado e por isso não dá para tudo. Se lutares por Campeonato e Liga Europa, não ganharás nenhuma das provas - aliás, já há 4 jogos que vemos as dificuldades físicas da equipa (só perdemos pontos na Madeira mas podíamos perfeitamente ter perdido pontos na Luz contra a Académica. É pena, mas é a realidade. Agora podemos fingir que temos um plantel equilibrado e lutar por tudo, acabando por tudo perder, ou apostar forte numa das competições - que, para mim, deve ser o Campeonato.

A equipa está a cair, como sempre. A única solução passa por ter a coragem de escolher. Mas nada disso será feito. Ao contrário do que Jesus diz para o povão, ele vai continuar a apostar em todas as provas. Os resultados, com estes erros recorrentes anos a fio, já os conhecemos.

Pedro disse...

Ricardo, é muito provável que não ganhes nenhuma das duas mas a desculpa do "cansaço" não pega. Não pode pegar. É uma desculpa parva. A equipa tem tido rotatividade e tem qualidade/quantidade suficiente para enfrentar as competições que disputa. Achar que o plantel do SLB pq jogou quinta feira com o Bayer terá dificuldades acrescidas por jogar já domingo com o Paços é surreal. Excepto se considerarmos que a qualidade do plantel é fraca coisa com a qual, igualmente, não concordo. Quem diz Paços, diz Académica, diz Rio Ave, etc.

JJ até agora é uma desilusão. Não merece o dinheiro que ganha. Mesmo sendo campeão este ano, tendo em conta tudo o que tem ao dispôr, todas as condições materiais e financeiras, dois títulos é quase anedótico. Principalmente pq parte do insucesso resulta de erros dele próprio. Erros que persiste em repetir.

Admito analisar a questão se ele vencer três das quatro competições em luta sendo que uma delas tem de ser obrigatoriamente o campeonato nacional.

Sobre a Estrutura, nada a dizer. Com a agravante de lá estar à 12 anos...

Tasqueiro Emigrante disse...

desculpa parva porque Pedro?

o benfica estourou fisicamente, isso viu-se ontem.

por mais que queiram, um gajo sem estar bem fisicamente não pode jogar bem e cumprir táticamente o que lhe é pedido.

Pedro disse...

Desculpa parva pq não há motivos para a equipa estoirar. Simples. Nem considero que a equipa esteja estoirada logo ontem não se viu nada disso.
Simples.

Se noutras épocas isso era uma realidade pq 11/12 jogadores eram espremidos ao máximo esta época, com este plantel e com a utilização que o treinador tem feito, essa situação não se coloca.

Tasqueiro Emigrante disse...

Se calhar a razão é a de que o Jesus os cansa demais nos treinos...ou então eles ficam cansados só de o ouvir nos jogos...LOL