sábado, fevereiro 9

Nem Figo, Nem António Oliveira...

São os nomes que aparecem hoje com maior destaque na secção dos desportivos.
Compreendo o mediatismo que possa existir á volta de qualquer uma destas duas pessoas, mas ambas são longe daquilo que queremos e esperamos que sejam.

Figo "nasceu" em Alvalade, fez-se em Alvalade e na altura da sua saída já era um grande jogador, faltando apenas talvez um título de campeão para fazer justiça á sua qualidade. Saiu mal do clube no entanto(antes já tinha para á Luz enquanto júnior), talvez também por incompetência de quem lá andava ( Sousa Cinta, outro surpreendentemente aclamado por alguns hoje em dia), mas já por essa altura já mostrava que o seu amor por $ lhe iria provocar alguns dissabores e beliscar a sua imagem como pessoa. Nada obviamente que lhe impedisse de ser dos melhores de todos os tempos. Essa qualidade ninguém lhe tira e percebo também que a sua volta ao Sporting como presidente nos daria também essa imagem/colagem de excelência, pelo menos internacionalmente. Mas surpreenda-me que Figo esteja para aí virado se virmos por exemplo, pela forma como  festejou um golo contra o Sporting, ou pelo sitio que escolheu para fazer os seus jogos de solidariedade.... surprendaria-me também por issoque nós os sportinguistas o elegessemos como líder do nosso clube.

"Por cada leão que cair outro se levantará". Só por esta frase, António Oliveira já merecia a presidência :-)
Um pouco mais a sério, António Oliveira é hoje uma pessoa mais perto da presidência do Porto de que qualquer outro clube de futebol. Obviamente que no Porto, está quem todos conhecemos e até ele sair pelo seu próprio pé, ninguém poderá por lá passar. Assim que se António Oliveira se decidisse candidatar em Alvalade, teriamos de novo  esse rótulo do Porto B que certos negócios mais recentes avivaram.

Assim, que nem uma nem outro solução a meu ver nos servem. Mas lá está, sabemos muito bem quem não queremos, mas sobre quem efectivamente queremos é a grande confusão.
Não vai estar fácil isto!!!

9 comentários:

Atlas disse...

São vários os Sportinguistas que alinham pelo mesmo diapasão ao dizer que o Sporting precisa de mudar de paradigma e é verdade, mas continuam a não saber identificar o principal motivo que conduziu um grande clube ao estado em que se encontra e por conseguinte o rumo a tomar.
O Sporting deixou de ser grande quando a cegueira de certos dirigentes os levou a tentar derrobar um adversário maior que o Sporting por o terem passado a considerar como inimigo e ao mesmo tempo a aliarem-se ao verdadeiro inimigo.
O Sporting irá de mal a pior se não considerarem isto como um facto e continuarem a enterrar a cabeça na areia tentando comparar-se ao incomparável e a associar-se ao inassociàvel.

J. disse...

???
"O Sporting deixou de ser grande quando a cegueira de certos dirigentes os levou a tentar derrobar um adversário maior que o Sporting"

O Benfica!?
Esta malta...por acaso tanto PB como FSF sairam de lá pq ficar em segundo ( logo á frente do Benfica) não era suficiente.

Depois vieram Bettencourt e Godinho e lixaram com aquilo tudo.

"e ao mesmo tempo a aliarem-se ao verdadeiro inimigo"
lá está, fazer negócios com o Porto é sinónimo de aliança?
É mais um sinal de fraqueza sim, mas de aliança?

golias17 disse...

O mal do sporting é teimarem a votar na continuidade...

Há de vir outro igual a estes dois bacanos que lá andaram, não consigo perceber como eles dirigem o clube mas é a baixo de mal, o godinho então não se via uma linha nos acontecimentos, tão depressa gasta uma dinheirama em jogadores como os dá de graça...

Votem mais neste tipo de direcções, depois era o BC que era uma treta e aldrabão e tinha problemas com a justiça, está direcção dava para fazer uma novela mexicana com toda a porcaria que lá se passou.

J. disse...

Misturar Dias da Cunha e FSF, com Godinho e Bettencourt e dizer que é tudo o mesmo, parece-me um erro de apreciação.É que se esquece que dentro do mesmo modelo,princopios há pessoas competentes e outras incompetentes.

O Sporting com os viscondes foi campeão 2 vezes passado 18 anos. Algum mérito houve ai, nao?
Com FSF e Paulo Bento, havia alguma estabilidade financeira e desportiva, no entanto insuficiente porém para chegar ao primeiro lugar ( com os da fruta).

Quis-me mais e votamos nestes 2
personagens que tiveram no Sporting e cuja a extrema incompetÊncia levou á situação que estamos agora.

Mais que falar em modelos de continuidade ou nao, a mim parece-me mais acertado falar em competência de certas pessoas.



Pedro Almeida disse...

O Figo só não foi parar ao Barcelona depois de ter sido proibido de jogar em Itália durante uns anos por ter assinado contrato com 2 clubes?
Juventus e Milan???
Lembro-me que até houve uma história de ele ter ido a um notário para alterar o seu nome e assinatura para cancelar o primeiro contrato que assinou.

Tinha um empresário jeitoso ele na altura...não me lembro do nome, mas era o mais conhecido naquela época.

golias17 disse...

Quanto a fruta todos sabemos que é esse o mal do desporto em portugal e contra isso não se pode lutar pois acredito que vá para além do puro desporto.

Duas vezes em 18 anos diz tudo, quanto ao Paulo Bento, não digo que era mau treinador e teve muito mérito no que fez como os anteriores pois o sporting sempre teve menos capacidades financeiras que os outros, mas nunca gostei do estilo dele como treinador.

Dá do todos estes factores o sporting precisa de sangue fresco, não sei se o bruno de carvalho era a solução ou não mas melhor que os dois anteriores não era nada difícil.

Antonio Silva disse...

Pedro,

salvo erro os dois clubes pelos quais o Figo assinou foram a Juventus (como bem dizes) e o Parma. Quanto ao empresário não me lembro, mas não me admirava nada que tenha sido o Manuel Barbosa.

J. disse...

Era o Veiga!!!
:-)

Pedro Almeida disse...

Isso, Juventus e Parma.
O empresário era o Veiga, o Barbosa só fazia negócios com o Benfica.