domingo, julho 21

Persistir no erro?

Em ano de "restart", não consigo compreender algumas decisões de gestão desportiva no Sporting. Porque razão se insiste em repetir erros do passado? A contratação de Mauricio e o empréstimo de Welder têm tudo para ser mais flops sul americanos. Porquê soluções de loja do chinês, apostando em suplentes do Palmeiras ou do Joinville, se podemos ter mais rendimento com jogadores da casa? Vai uma aposta que daqui a 3 meses estamos todos a dizer "para quê comprar este Maurício se o Nuno Reis / Ruben Semedo é melhor e está na B"?

Pelo contrário, deixar sair Schaars, apesar do seu vencimento, pode não ter sido a melhor decisão. Se a base este ano, é cada vez mais evidente, será jogadores provenientes dos juniores e equipa B, é imprescindível ter 4 ou 5 jogadores que "segurem" a equipa. Schaars seria claramente um desses jogadores. Há factores que o salário apenas não mede.

Já que vamos apostar seriamente em "miudos", João Mário tem de ser chamado ao plantel. Por uma questão de qualidade, como ainda ontem se voltou a ver.

4 comentários:

J. disse...

Não tens um grande sentido de oportunidade, pá!
2 grandes vitórias nos penalties. Então esta contra o Estoril...

Mas concordo contigo no geral, só talvez desacordo em algum nome.
Mauricio não promete muito de facto ( hoje autogolo, no primeiro jogo ficou nas covas a ver um universitario facturar.
Schaar para mim, foi uma boa saída. Tinha so mais um ano de contrato, ganhava bem e tinha tido problemas com as lesoes. Além disso, para ali, estamos medianamente bem ser servidos.
Adrien, A.Santos, J.Mario...

Agora a gestão dos casos Viola, Jeffren, Pranjic entre outros é q nao percebo.
A não conseguirmos colocar qualquer destes jogadores, vamos ficar a ver-los parados um ano, quando talvez pudessem ser uteis á equipa.

Hoje nem meteram o Jeffren, o Pranjic entrou para matar tempo. Quer dizer...

FCS disse...

Antes era mais fácil. Para despachar os Rochembacks desta vida, era só pagar-lhes para eles irem à vida deles.

Agora não há guito e pelos vistos há poucos clubes dispostos a pagar o que pagámos ao Bojinov e companhia.

Guilherme Lima disse...

Não se esqueçam que a maior parte desses jogadores nem 50% do pass têm logo se saírem o sporting não faz quase dinheiro nenhum, os que conseguirem vender a meu ver melhor. Se não venderem que os tentem meter na equipa A que alguns podem vir a esforçar se.

Gonçalo disse...

Vi partes dos jogos com o SLB e com o Estoril e fico impressionado com a forma com que conseguem produzir jogadores. É incompreensível como é que não se consegue potenciar este viveiro de talentos na equipa principal. Se o SCP soubesse gerir e utilizar o talento tão bem quanto criá-lo tínhamos um caso sério de sucesso desportivo e financeiro, ao invés temos o que temos. Estou curioso para ver o primeiro 11 titular de Jardim na liga.