quinta-feira, julho 24

Mitos.

Durante os últimos anos tem-se vendido o mito aos benfiquistas que o LFV recuperou financeiramente o clube, ainda que o passivo tenha aumentado cerca de 7 a 8 vezes.

Contudo, os mesmos que apregoam a grande obra de Vieira, são os mesmos que defendem a necessidade de realizar dinheiro com as vendas. Em que ficamos então? Há saúde financeira, e assim não se compreende a necessidade de realizar dinheiro; ou a recuperação financeira não passa de um mito?

E se é preciso vender como explicar "torrar-se" dinheiro em jogadores, muitos de qualidade duvidosa?

Para aqueles que dizem que é preferível vender a ter um jogador contrariado, apenas posso dizer que se assim é, é demasiado fácil sair do Benfica: basta dizer que se fica contrariado.

E porque é que aos outros batem-se as cláusulas de rescisão? Para que servem as cláusulas de rescisão nos contratos celebrados com o Benfica? No Benfica actual a gestão destas matérias é uma farsa de todo o tamanho.

A boa notícia: a ser verdade a primeira página do Record, Javi seria um excelente reforço!

24 comentários:

rsa disse...

Clausulas de rescisão quem ? :)

Achas que James não fez fica pé ao Mónaco ? Como fez o Bale o ano passado.

Hoje o futebol é um negócio seja pela vontade do jogador seja pelos empresários/fundos vê o caso do Djavan o Benfica comprou a um fundo para pagar favores e agora despacha o jogador negócio puro e simples...tal como Bébe foi para o MU para pagar outros negócios.

Enquanto houver fundos a funcionar a transparência no futebol não existirá aliás o futebol é apenas o espelho da nossa sociedade .

Quanto ao mito financeiro enfim esperemos para ver a hecatombe do GES vai ser uma grande dor de cabeça :)

J. disse...

E já para nem falar nos empréstimos do Rodrigo e A.Gomes depois daquelas vendas elogiadas por todos.

Na realidade, há muita coisa por explicar na Luz. Matic, A.Gomes, Rodrigo, Garay, Oblak, Markovic entre outros reuniram mais de 100 milhões em 6 meses, e apesar disso o Benfica ainda precisa de dinheiro?

Mr. Shankly disse...

O que é "recuperar financeiramente o clube"? É fazê-lo rico ao nível do Real, Bayern, Barça? Então não, não recuperou.

Se é tornar um clube que não pagava a ninguém (estado incluído) um parceiro credível, então sim. Isto não quer dizer que o trabalho esteja concluído, ou que não haja problemas. Há, e muitos. Neste caso parece haver um problema grave de tesouraria, já que o BES não vai querer renovar as linhas de crédito. Assim sendo, há uma pilha de dinheiro a reembolsar a curto prazo, e a única maneira de o fazer é vender.

Penso que o caminho seria sempre este, mas mais gradual. A queda do BES acelerou-o. A crítica que faço é a pouco transparência, mas pode ser para não fazer baixar os preços dos passes. Se o dinheiro for para abater passivo bancário, isto vai implicar uma redução dos custos financeiros, mas infelizmente as receitas também vaõ baixar devido à pouca competitividade do plantel.

Concordo quanto à política de contratações, não compreendo que se comprem jogadores que nunca vão jogar, chegam e saem logo (Djavan, Fariña, etc).

As cláusulas servem para proteger o jogador, e não o clube. Num clube vendedor, querem dizer pouco.

Quanto ao Javi: quando é que uma primeira página do Record foi verdade?

Pedro disse...

Jorge,

Vê o quadro neste link: http://geracaobenfica.blogspot.pt/2014/07/exclusivo-benfica-e-o-clube-que-obtem.html#comment-form

Desde 2010/11 o SLB tem um saldo de 160 milhões. E o passivo não para de subir. Estranho não é?

Faz-me confusão como é que ainda há quem defenda estes mentirosos.

Iniesta de Mundet disse...

Nem de propósito, estou a preparar uma série de posts sobre este tema (só um fica muito pesado). O primeiro está quase pronto.

Iniesta de Mundet disse...

Mr. Shankley, se o Benfica estivesse recuperado financeiramente não seria problemas do BES que iram afectar. Arranjava-se outro banco qualquer. O problema é que o Endividamento Bancário no Benfica tem sustentado anos consecutivos de má gestão. Temos Capital Próprio Negativo e 5 anos consecutivos de prejuízos (2008/09 a 2012/13). Total acumulado 83,5 Milhões. Não é apenas um problema de tesouraria.

Iniesta de Mundet disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mr. Shankly disse...

Iniesta, claro que não é só de tesouraria. Existe um problema estrutural grande que já existia antes. Mas se o BES permitisse o rollover dos empréstimos não era preciso vender tanto de uma vez, e é disso que se está a falar. O Capital Próprio negativo deve desaparecer este ano, digo eu.

J. disse...

É como o Iniesta diz, e nem é preciso ser formado em Economia para perceber isso.
Se o Benfica acumula um saldo acumulado entre vendas e compras positivo de 160 milhões milhões, como é possivel apresentar um passivo tão alto ainda ou mais preocupante ainda, como é que o endividamento bancário é ainda tão importante na gestão do clube?

Eu só tenho 2 explicações. A primeira e talvez a mais óbvia de todas é que o Benfica tinha uma estrutura de gastos muito mais elevada que as receitas que criava que nem este superavit de transferências conseguiu tapar.

A segunda talvez seja mais obscura e esteja ligado a negócios menos claros da SAD benfiquista.

Mr. Shankly disse...

"Eu só tenho 2 explicações. A primeira e talvez a mais óbvia de todas é que o Benfica tinha uma estrutura de gastos muito mais elevada que as receitas que criava que nem este superavit de transferências conseguiu tapar."

Óbvio. Isso é verdade para qualquer dos 3 grandes. Os 3 têm défices de exploração crónicos. E por isso é que vendem.

A relação entre passivo e resultados não é tão simples como dizes. Os maiores passivos são os das maiores empresas, o que é normal. E há vários tipos de passivo, alguns preocupantes, outros nem por isso. O Benfica tem muito de ambos. O passivo subiu imenso nesta direcção, tal como o Activo, e tal como o Volume de Negócios.

J. disse...

Eu não estou a dizer que a SAD do Benfica seja diferente das outras SAD.

Mas percebo que por exemplo o Sporting tenha acumulado muitos prejuizos. Não vendia ng, comprava mal e caro e teve péssimos resultados desportivos.
Agora a SAD do Benfica para mim é mais dificil entender. Correu td bem este ano: bilheteira, numeros de socios, titulos, campanha europeia, vendas milionarias.....e o resultado de tudo isto é vender depressa e a correr?
Muito estranho no mínimo...

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

Ainda vão acabar com o Ricardo Salgado a trocar com o Vieira, a Dona Inercia a treinador e o CR7 no banco a substituir o Ola John...

zorg disse...

A ideia de que os clubes (e as empresas) são imunes ao que se passa na economia é, infelizmente, falsa. As crises na banca têm impacto no Benfica, como têm no Sporting, no porto, na PT, ou Porto Editora.

Em relação ao passivo, as coisas não são assim tão simples. Para se poder investir e aumentar as receitas é necessário crédito.

É a velha história do, se eu lucro 2 por mês e posso passar a lucrar 10 se comprar uma nova máquina que me custa 100, posso esperar 50 meses a acumular os lucros e comprar a máquina nessa altura, ou posso pedir já os 100 ao BES, leia-se contrair passivo, pagá-los em 11 meses (para pagar 10% de juro) e facturar 390 nos outros 39 meses. Tudo depende da rentabilidade dos investimentos efectuados. No cenário acima, o mau gestor até é o que não aumenta o passivo, como é fácil de perceber.

No caso particular do Benfica, não conheço os dados e, por isso, não tenho grnade opinião. Sei que há uma procura natural pelos bons jogadores do plantel em virtude das boas prestações em épocas anteriores. Há negócios que me parecem financeiramente muito vantajosos (o Oblak, que saiu pela cláusula, o André Gomes, que saiu pelo mesmo valor que o Fernando, o Markovic que num ano valorizou para o dobro ou até o Rodrigo, que foi vendido por um valor a roçar o astronómico). O negócio Garay é, até agora, o que me parece menos vantajoso.

Em relação ao plantel, acho que ainda é muito cedo para opinar, uma vez que ainda pode entrar e sair gente importante.

J. disse...

Não é o meu clube, por isso nem devia opinar muito.
Mas se há coisa que este Benfica não sentiu foi a crise. Vendas milionárias, número record de sócios, assistências muito boas derivado dos bons resultados, idas consecutivas á Champions, Benfica TV, etc.
E o buraco tem que ser muito grande para depois de 100 milhões de vendas e dps de tudo isto que enumerei anteriormente, ainda houver necessidade de vender mais.
Mas cada qual tirará as conclusões que quiser tirar.
A ver o que o Iniesta acrescenta a esta discussão com os seus posts.

Mr. Shankly disse...

"E o buraco tem que ser muito grande"

O buraco? Que buraco? Se o BES exigir hoje à PT que pague os empréstimos todos (já faltou mais), e a PT não tiver dinheiro disponível (porque o investiu em infraestruturas e o BES não aceita o pagamento em infraestruturas) e não tiver mais quem empreste, a PT vai ter que vender edifícios e coisas do género. E dá lucro todos os anos. Qual seria o tamanho do "buraco" da PT?

A necessidade de vender não apareceu hoje, ela existe porque há défice de exploração. Mas a ideia é vender um ou dois por ano, manter o passivo bancário a níveis geríveis e ir criando novos activos para vender. A implosão do BES fez com que se tenha que fazer tudo de uma vez. O Benfica vai registar resultados como nunca tinha registado, vai pagar empréstimos e baixar brutalmente o passivo bancário. Isso quer dizer que passou a ser bem gerido? Passivo a baixar = boa gestão, passivo a subir = incompetência? O Benfica vai liquidar activos (registando mais valias, é certo) para pagar passivos, é só. E isto não é por incompetência: é porque houve uma mudança nas regras do jogo que ninguém esperava.

zorg disse...

O Benfica tem sentido a crise, como todas as empresas em Portugal. O custo do crédito tem vindo a aumentar (e isso tem impacto directo no passivo bancário, por exemplo) e as receitas não são tão elevadas como seriam noutro cenário macroeconómico mais favorável.

Volto a frisar que não conheço bem a situação concreta do Benfica, mas parece-me que tem havido um crescimento pronunciado do volume de negócios, têm sido feitos investimentos de médio longo prazo (estádio, centro de estágio, benfica tv e o próprio plantel, que é bastante mais valioso do que era há 10 anos atrás) e tem-se conseguido um aumento significativo de receitas. E o Benfica tem pago sempre o que deve e a horas, o que é bom sinal. Passivo elevado, por si só, não quer dizer que a gestão seja má e, sem olhar muito ao detalhe, parece-me que o trajecto do Benfica tem sido no sentido ascendente.

J. disse...

Shankly, então reformulo as minha duvidas, para que tu não possas dar a volta ás coisas com os teus fervores clubisticas.

Se as vendas do Benfica foram tão elevados nestes ultimos, superando largamente as vendas, criando assim mais valias óbvias, porquê é que havia a necessidade do Benfica em endividar-se como se endividou?

Simplificando ainda mais, se eu tenho um negócio onde as vendas superam as compras, originando resultados liquidos positivos, para quê é que vou á banca para ainda ter que me financiar?

Pedro disse...

E o BES pode pedir assim do nada à PT que pague os empréstimos? Não há prestações acordadas?

O Benfica apostou forte no aumento da qualidade da equipa mas isso gerou um retorno financeiro brutal que permitiu um saldo positivo de 160 milhões de euros, logo esse argumento não pode servir para esta discussão. Ou seja, no exemplo do Zorg, o investimento na máquina pagou-se em pouco tempo, não podendo continuar a servir de desculpa para o aumento do passivo.

Mr. Shankly disse...

Pedro, J. pode parecer que estou a fazer a defesa da direcção neste assunto, mas não estou. Estou a tentar perceber o que se passa. Aliás, essa é uma crítica que faço à direcção: falta de transparência.

"Se as vendas do Benfica foram tão elevados nestes ultimos, superando largamente as vendas, criando assim mais valias óbvias, porquê é que havia a necessidade do Benfica em endividar-se como se endividou?"
Se não se tivesse endividado não tinha comprado Enzo, Gaitan, Salvio, Oblak, Cardozo, Lima, Fejsa, Garay, Lisandro, etc. Só nestes estão quase 70 M €.

"Simplificando ainda mais, se eu tenho um negócio onde as vendas superam as compras, originando resultados liquidos positivos, para quê é que vou á banca para ainda ter que me financiar?"
Este não é o teu negócio. O teu negócio é vender bilhetes e merchandising. Isto são compras e vendas de activos que a tua actividade corrente não suporta. Tens que te financiar. Isto é válido para todos os clubes portugueses, não é fruto dos meus "fervores clubísticos". Aliás, não vejo o que é que eles têm a ver com isto: os meus fervores nascem e morrem dentro do relvado.

"E o BES pode pedir assim do nada à PT que pague os empréstimos? Não há prestações acordadas?"

Claro que há. Mas numa relação normal pode haver um rollover, ou seja, uma renovação das linhas. Se estás fortemente financiado (como é o caso do Benfica) e as linhas não são renovadas, raramente sobrevives. Há montes de PME a falirem por causa disto.

"isso gerou um retorno financeiro brutal que permitiu um saldo positivo de 160 milhões de euros,"

É esse o saldo que vais transformar agora em liquidez.

Mais uma vez, estou a supor que é isto que se passa. Não sei se não é uma limpeza de balneário por outras razões, ou se o Benfica não vai investir a seguir todo o dinheiro que fez. Não temos explicações suficientes por parte da SAD.

J. disse...

"Se não se tivesse endividado não tinha comprado Enzo, Gaitan, Salvio, Oblak, Cardozo, Lima, Fejsa, Garay, Lisandro, etc. Só nestes estão quase 70 M €."

VÊs como insistes em ver as coisas sempre da mesma maneira.
É que para justificar esse teu argumento, terias-te que esquecer das vendas de Witsel, J.Garcia, Ramirez, Coentrão, Di Maria ou D.Luiz por exemplo.

Mr. Shankly disse...

Insisto em ver as coisas da mesma maneira? Para virem esses venderam-se outros, e assim sucessivamente até chegar ao início: uma equipa de coxos, endividamento à bruta para melhorar a equipa, sucessivamente pago e reinvestido. Eu vejo as coisas como me parece que são. Tu vês como? O Benfica era rico e ficou pobre por causa de negócios "menos claros"?

J. disse...

Eu acho que já toda a gente percebeu, menos tu...não vale a pena então continuar a conversa!

Olha, mudando de assunto ou talvez não, é claro que não acredito nisto, mas não deixa de ter a sua piada.

http://rivaisamesa.blogspot.pt/2014/07/as-grandes-obras-de-luis-filipe-vieira.html

Mr. Shankly disse...

Percebeu o que? explica la, que ate agora so mandaste indirectas. Pareces o bebado do cafe a falar da falenciqpn: nao fazes puto de ideia do que se passa, nem queres fazer um esforco para compreender. So te apetece levantar suspeitas sobre...sobre...hum, eh pa nem sei bem.

luis disse...

lol