quinta-feira, julho 3

Morreu o Rui Tovar. Morreu uma parte do meu mundo do futebol.

10 comentários:

Mr. Shankly disse...

Pensei o mesmo. Lembro-me dele desde que comecei a ver futebol, quando era preciso esperar 4 ou 5 horas para que as imagens dos jogos em Chaves chegassem à 5 de Outubro para vermos o resumo.

Peyroteo disse...

De facto, fiquei um pouco chocado com a notícia! :( Inesquecível Rui Tovar

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

Bem, ficamos cá com o nuno luz a claudia lopes e o luis freitas lobo...omfg...

luis disse...

Basta vermos o destaque quase nulo que os jornais desportivos deram ao desaparecimento do Rui Tovar (OJogo penso mesmo que nem deu - estive lá agora e nada) para se perceber o caminho actual (e futuro) do jornalismo desportivo.

O OJogo tem lá uma notícia que versa sobre o Ribery a pôr creme na peida da esposa e diz que está mais gordo (o jogador, não o cu da gaja).

Foda-se, que demência e que falta de tudo.

Mais um que não era alinhado e que bem que se fodeu. Triste.

Hugo disse...

Grande perda. Depois do Perestrelo mais um vulto do jornalismo desportivo que desaparece

Miguel Lima disse...


a notícia em 'ojogo' está aqui, a qual também consta na sua edição impressa.

luis disse...

Ah, bolas, não sei como me passou uma notícia tão bem destacada, feita às onze da noite.

Retiro já o que disse. Lol

Pedro disse...

Era um vulto tão grande na tua memória desportiva que nem na hora da sua morte o conseguiste respeitar.

Sempre o mesmo síndrome taxista...

Record

Ojogo

Abola

Expresso

Jornal I

Vendo estes jornais todos estamos a falar de um hora de diferença. Uma hora.

"demência", "falta de tudo", "não alinhados e bem se fodeu"

Trabalhou em futebol mais de 30 anos. Nunca esteve no desemprego. Imaginem se fosse um alinhado. Onde ele teria chegado?!

P.S.

O Cu da Mulher do Ribery

O Cu da Mulher do Ribery

luis disse...

Ó Pedrocas: não espero, nunca, que gajos como tu entendam o óbvio. Coloquei os jornais todos ao mesmo nível, visto o DESTAQUE ter sido mínimo ou, à hora do post, inexistente, no caso do ojogo. Entre fazer uma notícia mínima ou demorar várias horas e colocá-la online às onze da noite, a diferença é mínima e paa mim é tudo a mesma escola. E não sabia que expresso, jornal i fazem parte daquilo que comummente definimos como jornalismo desportivo.

Sei mais do percurso do Rui Tovar (pessoal e profissional) do que tu da tua própria palermice (talvez te ajudasse a evitar fazeres figuras tristes). De facto, um gajo que nos entrava há 30 anos pela televisão a dentro e que esteve 20 sem o fazer (contra o seu desejo), foi aquilo a que chamamos de protegido.

E tu é que deves ter um complexo qualquer de corrupto, porque já percebi as ligações que fizeste com o meu comentário. Não visei o teu clube corrupto, pá, não tinha nada a ver, mas lá acusaste o toque. Relaxa que a época ainda não começou.

LOL

luis disse...

Não, Pedrocas. Assim já não te deixo brincar. Mijas fora do penico e ficas sem pio. Divertes-me, mas não abuses. Aqui não se ofendem outros visitantes. Eu sei que és ordinário e que é complicado aguentares, mas são as regras. :)