domingo, julho 13

Mundial 2014: vitória da Alemanha.

Alemanha 1 Argentina 0 a.p.
Temos tetra! A Alemanha foimais feliz e já bem perto do minuto 120, Gotze, acabou com o sonho dos argentinos, com um belíssimo golo. Momentos antes, Palacio, isolado, falhou escandalosamente o 1-0. Já na primeira parte, Higuain, só com Neuer pela frente, rematou ao lado. As melhores oportunidades do jogo foram da Argentina.

O jogo foi equilibrado e penso que houve mais Argentina e menos Alemanha do que seria de esperar. Contudo, os alemães foram a equipa que melhor se adaptou às contigências do próprio jogo. Não sei por estarem fisicamente melhor mas a verdade é que, depois dos 90', estiveram por cima da Argentina.

A saída de Enzo foi boa, para os alemães. Mas o argentino estava, pareceu-me, completamente roto. A Argentina acabou a prova melhor do que a começou mas, infelizmente, não foi suficiente. Messi não foi capaz de tirar um coelho da cartola e tivemos de ficar a ver a marreca a bater palmas na tribuna. Blergh!

13 comentários:

Hugo disse...

Incrivel como o Messi foi eleito o mvp do torneio. O James ou o Robben devem ter vomitado

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

Já dominavam tudo e agora até o futebol, porra lá para os gajos. Ganhou a melhor equipa deste C.M. embora a argentina que nem mereceu ir à final com o futebol paupérrimo que praticou podia bem ter-la ganho se tivesse um treinador de jeito que apostasse num futebol ofensivo em vez de ter jogado sempre à grécia. O luis deve ter ido à casa de banho quando a alemanha mandou aquela bola ao poste.
RTP tantos comentadores, relatadores, bitaitistas e foi preciso ir lá o Rui Costa para fazer um relato de jogo decente, simples e sem merdas, incrivelmente gostei bastante. Tem futuro na coisa.
Messi melhor jogador? Não me lixem, deve ser uma piada de mau gosto só pode.
Alemães no final do jogo,depois de um mês a seco, qual a primeira coisa que fazem? Ir atrás das gajas pois claro, safoda a taça...lol

Ace-XXI disse...

A Alemanha foi a melhor equipa do mundial mas não foi a melhor equipa da final, uma pena o desperdício dos Argentinos.

N.T. disse...

O trio foi bem escolhido, talvez mal ordenado. Mas a escolha não seria assim tão fácil. Robben até parecia a escolha mais acertada, relativamente à concorrência parecia ter sido o mais influente na sua equipa, mas na verdade tem 4 golos enquanto o alemão tem 5 golos e 3 assistências. E Messi, que tão desvalorizado tem sido, andou com a equipa às costas até à última semana da competição. A Argentina marcou 7 golos (o oitavo foi um auto-golo). Messi marcou 4, assistiu nos oitavos e definiu a jogada que originou o golo nos quartos-de-final. Contrariamente a tudo o que se disse e escreveu, Messi, sempre muito bem marcado, apareceu várias vezes na competição. Está é com um grau de exigência altíssimo.

J. disse...

Em 4 jogos decisivos (desde os oitavos) a argentina marcou 2 golos e sofreu um. 3 desses jogos até foram a prolongamento, o que daria mais 30 min para melhorar esses numeros.
Não me parece de grande equipa sinceramente, ou talvez apenas digno de um Itália por exemplo que já marcou este estilo como forma de ganhar competições.
E depois, se houveram jogadores que se destacaram nesta equipa teriam quer os Romero, Garay, Zalabeta, Mascherano e obviamente Enzo.
Era quase impossivel marcar um golo a esta Argentina

luis disse...

Ace, de acordo.

Esta Argentina pode não ser um portento mas foi das melhores equipas do torneio, e teve sem dúvida uma evolução.

N.T., completamente de acordo contigo.

N.T. disse...

Mas J, quase impossível marcar um golo a partir das eliminatórias. Na fase de grupos só o Irão não marcou e não faltaram oportunidades.
O Sabella é muito fraco e, ironicamente, foi beneciciado com as lesões. Lavezzi tem outra disponibilidade para a equipa e o Enzo trouxe maior equilíbrio. Convenhamos que jogar com Di Maria, Messi, Aguero e Higuain é de loucos. Isto não é futebol de clubes onde há um tempo para ir aperfeiçoando mecanismos. Está ali um avançado a mais.
Mas acima de tudo, valeu a Sabella ter lido o Ole e emendado a mão. Biglia é muito superior a Gago e a experiência de Demichelis foi importante. Com Fernandes ao lado, Garay tremia muito.

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

Alguém que faça um teste de gravidez ao homem, qualquer dia ainda dá à luz em pleno relvado.

https://www.youtube.com/watch?v=pOXdEnO3uxk

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

Olhem só quem o diz:

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=489137

J. disse...

O Real Madrid de Ancelotti jogava com Di Maria, Bale, Ronaldo e Benzema juntos e era um exemplo de táctica. Até ganharam 4-0 aos alemães lá na casa deles.

luis disse...

Não entendo muito bem esse odiozinho ao Messi. Assim como não entendo o que existe em relação ao Ronaldo.

Desconheço os motivos dos vómitos. No entanto, podem ser tantos que ficavamos aqui a tarde toda só a enunciá-los.

Eu também vomitei a jogar à bola (não estou a falar de uma vez que fui jogar ainda com os copos) e tive náuseas várias vezes, sempre por excesso de esforço, especialmente sob temperaturas altas.

O Deco também vomitou, penso que em San Siro. Era da droga (eu não acho que tenha sido, mas é só para teres um exemplo, porque há muita gente que defende essa teoria)?

N.T. disse...

Sim J. E o JJ fez duas épocas extraordinárias jogando com Salvio(Markovic), Lima, Cardozo(Rodrigo), Gaitán. Mas as coias demoraram o seu tempo a estabilizar.
Por isso sublinhei que "Isto não é futebol de clubes".
Num torneio curto, sem tempo para criar grandes automatismos, é uma estratégia de grande risco.

Marco Morais disse...

Foi o Artur que vomitou em S Siro :P