quarta-feira, outubro 10

Sporting e a sua fórmula para o sucesso

Não considero que tenha ainda essa tal experiência de vida que nos faz falar com mais legitimidade e certeza das coisas, capacidade essa que adquirimos com o passar dos anos. No entanto, já há umas duas décadas que vivo e observo o Sporting intensamente.

E pelo menos já dá para ter uma ideia de como são as coisas, de como é isto dos ciclos e como é vivido o sucesso e principalmente o fracasso em Alvalade. Acho até que sportinguista que se preze, não pode ficar admirado com o que se está a passar hoje em dia. Tem sido quase sempre assim...

E esta poderia ser a nossa grande vantagem. O conhecimento adquirido com tantas crises que já passámos. As tais Lessions Learnt que por aí se fala e que no Sporting já deveria haver uma enciclopédia lá guardada em Alvalade, tal o material que temos nestes últimos anos.

Assim por exemplo, tenho algumas situações que já deveriam ser mais que conhecidas em Alvalade:

A - Direcção: para quê ter um presidente da SAD? Qualquer presidente de clube que tivemos, por muito pouco que saiba de bola, nunca conseguiu desligar-se da pasta do futebol. Ter um Luís Duque lá, que nunca ou raramente dá a cara pelo quer que seja é um gasto extra, numa estrutura que está mais que clara quem é que manda. Para mim é só mais um foco de instabilidade dado que gerir uma equipa com mais do que um a dizer “eu é que sou o presidente”, normalmente não costuma acabar bem.

B - Treinador: das duas últimas vezes que fomos campeões, os treinadores que orientavam essas equipas eram Inácio e Boloni. Um português e um estrangeiro, com o único dado em comum que nenhum deles era um grande treinador. Foram ambos treinadores que souberam reconhecer as suas limitações e das equipas que orientavam e aproveitaram o que de bom tinham essas equipas. Não eram nenhum Mourinho ou Hiddink, não vinham com esta história da garra, luta e disciplina. Eram dois porreiraços que ofereciam grades de Pepsi´s aos putos e que aposto que eram aquele tipo de pessoas capazes de nos convidar a jantar lá em casa para provar o petisco preparado pela esposa e ainda nos apresentar a filha mais jeitosa.

C- Plantel: o de 2001 era claramente mais forte do que o de 1999, mas acho que ambos os plantéis tinham coisas em comum que se calhar não existem num plantel actual. Um ponta de lança fantástico (Jardel/Acosta), um bom segundo avançado (João Pinto/Ayew), alguns flanqueadores de qualidade (Quaresma/De Francheschi), um médio de transição (Hugo Viana/Duscher) e uma defesa assente na qualidade técnica de um jogador (André Cruz) e na contundência de outro (Beto/Babb). A única diferença substancial que vejo era no guarda-redes. Numa época era o Schmeichel, noutra era o Nelson…

Basicamente, a sensação que tenho é que não é preciso inventar a roda em Alvalade, apenas não cometer os mesmos erros de sempre.

22 comentários:

LDP disse...

Estás a esquecer-te das condições económicas que o sporting não tem actualmente?

jamsilva disse...

mas para i quais sao esses erros?

jamsilva disse...

ti

J. disse...

Não sei se investimos mais estes ultimos 2 anos, que nesses anos dos titulos.

J. disse...

Basicamente, a nivel de plantel apenas concentraria o investimentos em 2/3 posicoes chaves do onze, cubrindo o resto com opções mais modestas e não como agora, que gastamos milhões em quase todas as posições do plantel,

Adolfo Sapinho disse...

Realmente nos últimos dois campeonatos que ganhamos os treinadores não eram grande pistola, como a história tratou de demonstrar.

Mas não me parece que a grande diferença se encontrava ao nível do plantel (embora houvesse diferença evidente, a nosso favor comparativamente com a actualidade) mas sim ao nível directivo.

De facto naquela época tinhamos um Vale e Azevedo a reinar no SLB e o Pintinho achava que o FCP já estava em modo de cruzeiro e portanto podia dedicar mais tempo ao Calor da Noite... Nós ainda vivíamos o romantismo do projecto Roquete e o pioneirismo da construção do novo estádio, etc, e não fosse o Boavistão do Major, se calhar até tinhamos feito mais.

No fundo, fruto de uma série de circunstâncias, fomos, naquela altura, por incrível que pareça, o clube mais estável, com projecto (por muito mal que ele tenha resultado depois) e isso traz resultados.

Depois fodemos tudo!

Ou seja, sem criar a tal estabilidade, o tal projecto, a tal liderança, não há guardiolas nem messis que resolvam.

Isto tem de começar por cima, com alguém com carisma.

Tasqueiro Emigrante disse...

Finalmente...uma semana depois discutem os verdadeiros problemas do Sporting e a razão das derrotas...custou mas foi :)

J. disse...

Claro que o futebol não é matemática.
E não há fórmulas mágicas para chegar aos titulos. Mas poderia pelo menos haver um modelo mais pensado de clube onde se aglomerasse todas estas informações passadas de histórias de sucesso e de fracasso.
É que a sensação que tenho é que andamos sempre a cometer os mesmos erros sem que haja uma aprendizagem institucional.

Adolfo Sapinho disse...

Tasqueiro Ignorante, com essa lógica, se os "verdadeiros problemas" do Sporting são directivos, então é legítimo sermos gamados todas as semanas até serem resolvidos os "problemas", certo?

Percebes agora a dificuldade de discutir com bestas e a facilidade com que se recorre ao insulto?

Tasqueiro Emigrante disse...

É normal recorrer-se ao insulto quando se sabe que a razão se desvanece através da ridicularização.

cincoAzero disse...

Finalmente um comentário lúcido e que não procura problemas onde eles não existiram.


Já agora para quem estiver interessado em mais comentários lúcidos:
http://3.bp.blogspot.com/-7x6TVjiA0Uk/UHX_shKt_NI/AAAAAAAAJHY/TCZzorGZ_9I/s1600/FCP-SCP_CruzSantos_abola_09-10-2012.jpg

Adolfo Sapinho disse...

Pois tasqueiro, e mais uma vez nessa fuga para a frente não respondes às perguntas...

Vocês andam a insultar meio mundo há 30 e tal anos (na maioria das vezes às escondidas, é verdade) e agora armam-se em virgens ofendidas?

Pró caralho pá!

Tasqueiro Emigrante disse...

LOOOL

Mas andamos a insultar quem e como?

Tu é que me estás a mandar para o caralho...grande cromo! LOOOL

Adolfo Sapinho disse...

olha o ingénuo...

"andamos a insultar quem e como?"

LOL mesmo! (já agora os vários OO no meio do LOL significam o quê?)

Tasqueiro Emigrante disse...

Mas achas que te vou dar conversa sapinho? Farto de aturar crianças estou eu...eu não discuto futebol com pessoas que têm palas nos olhos...

Adolfo Sapinho disse...

claro que dás... tu não resistes. tens a mania que pertences aquele gang do "pobo mais forte" e que sais sempre por cima.

mas de facto só dás mesmo conversa de treta, pois quando um gajo faz uma perguntinha mais ao menos incómoda foges logo ao assunto.

já admiti que o sporting não joga um caralho, que mereceu perder contra o FCP, que é beneficiado em vários jogos, que tem problemas de estrutura graves, e mais o caralho à quatro.

tu não consegues responder a uma pergunta simples como: só porque uma equipa joga melhor do que outra é legítimo o gamanço?

e quem tem palas nos olhos sou eu?

ta foder begueiro!

Tasqueiro Emigrante disse...

LOOOL

tu nem dormes rapaz...não te preocupes tanto com o futebol...

eu gosto de discutir e falar sobre coisas concretas do jogo...

tu levas isto muito a sério...

quando o Porto perde eu não fico doente nem aziado durante 25 anos...

tem calma e não te arrelies com isso :)

LOL

Adolfo Sapinho disse...

é mais fácil apanhar um mentiroso que um coxo!

Tasqueiro ignorante, mesmo longe da terra, a demonstrar que a sabedoria popular ainda é o que era.

um dia destes falaremos então sobre coisas concretas do jogo.

Tasqueiro Emigrante disse...

Mas eu já disse que não tenho problemas em falar de nenhum jogo...

Já disse e volto a dizer que não percebo a razão de queixa dos Sportinguistas:

-1º penalti mal assinalado-Lucho falhou (sem influência no resultado)

-2º penalti bem marcado (Bouhlaroz toca na parte anterior do joelho esquerdo de jackson derrubando-o)

-Rojo é bem expulso

-Carrilho devia ter sido expulso ao travar um contra-ataque a meio-campo e não ter levado 2º amarelo

QUE MAIS QUERES? Não tenho problemas em falar de nada!

Adolfo Sapinho disse...

obviamente que não discuto a tua razão.

não acredito em isenções quando a coisa mete a bola ao barulho, portanto terás a tua opinião e eu terei a minha e quase sempre será divergente.

o que mete nojo é o discurso falacioso e hipócrita de "não jogaram um cú e queixam-se da arbitragem?" como se um mau jogo de uma equipa conferisse qualquer direito a ser prejudicada.

Tasqueiro Emigrante disse...

Obviamente que uma equipa que não joga nada não tem direito a ser roubada...mas isso não foi o que se passou neste caso.

Adolfo Sapinho disse...

sim, foi, tem sido e, pelos vistos, vai continuar a ser.