quarta-feira, março 27

Augusto Inácio

Augusto Inácio sempre foi das pessoas com ligações ao Sporting, que mais mereceu o meu respeito. Aliás, Augusto Inácio foi apenas o treinador que orientou a equipa campeã depois de 18 anos de jejum. Mas não é só por isso que merece o meu respeito.

Sempre foi daqueles que entre bloguistas, colunistas e comentaristas teve as palavras mais esclarecidas e clarividentes, na minha opinão. Por exemplo, com uma frase apenas explica perfeitamente o péssimo momento financeiro-desportivo do Sporting: "O clube não vende bem e não compra bem, logo não pode fazer uma boa equipa". Fica aqui a entrevista na íntegra, entrevista essa que estando datada de há 3 anos, se tivesse sido tomada mais a sério pela estrutura do Sporting, teria evitado muitos dos disparates que se cometeram desde essa altura.

Inácio está assim de regresso ao Sporting. E é com grande expectativa que vejo isso acontecer. Entretanto ainda o vamos ter que ver como adversário em Alvalade, situação que já está a criar alguma celeuma por aí. No entanto, uma vez mais Inácio responde com correcção: "Primeiro que tudo está o profissionalismo. Não admito que pensem que a minha cabeça esteja noutro sítio. Agora é o Moreirense e no final da época será o Sporting. Mas entendo que será estranho para os sportinguistas. Vou a Alvalade com a vontade de querer fazer o meu trabalho com profissionalismo. O resultado que acontecer... acontecerá".

Adiantando também porque não se demite: "Se tivesse menos pontos aí poderia ter uma conversa com o presidente. Com a situação atual, era impossível deixar o Moreirense".

Quando Inácio chegou ao Moreirense, tinham 8/9 pontos e já estavam praticamente condenados a descer de divisão.

20 comentários:

luis disse...

A situação de Inácio é completamente antagónica à ética desportiva. Como todos sabemos, é algo que não abunda no nossa classe dirigente. Aliás, não é não abunda, é não existe.

Por isso mesmo, somos tentados a aceitar a coisa com naturalidade, perante tamanha amostra infeliz de não-argumentos.

Existe um conflito de interesses óbvio e indiscutível - mesmo que desportivamente possa vir a ser pouco relevante, como é, aliás, provável.

J. disse...

Que mania de editares os meus posts...Não se percebe nada agora.
O que eu digo, o que o Inácio diz, népia!

E depois conflitos de interesses existirão sempre e não apenas no futebol. Não percebo esse teu cinismo sempre que falas de bola.

A pergunta é: alguém acredita que Inácio dirá aos jogadores do Moreirense para perder o jogo?
Ou que fará substituições para prejudicar o Moreirense?
A questão é apenas esta.

Peyroteo disse...

O que o Inácio devia fazer era evitar falar publicamente do sporting até final da época, por respeito ao Moreirense. Se ele falou com o presidente do Moreirense e este nao se opõe a este conflito de interesses, tambem nao vejo motivos para tanto falatório.

FCS disse...

Por onde andavam os puritanos quando o Benfica contratou o Manuel José, ainda com um jogo entre o Marítimo e o Benfica por disputar?

Ou quando o Porto disputa anualmente jogos com os seus clubes satélite tipo, Rio Ave, Académica etc?

Haja pachorra

JL Martins disse...

Em momento algum o Inácio poderia ir a Alvalade nestas circunstâncias. É mais um episódio que me envergonha como Sportinguista e amante do futebol.

E pouco me interessa se é prática habitual de Porto e Benfica.

PS: não percebi, quem edita os posts de quem?!

Jorge Borges disse...

Para mim é eticamente muito discutível, seja no Sporting, Benfica, Porto ou outro qualquer.
Mas isso não quer dizer que vá dizer aos jogadores para perderem.

Que bastava olhar para o calendário para o BdC evitar esta situação, idem. Se escondeu o nome de um homem do actual (passado) elenco directivo, poderia tê-lo feito também relativamente ao Inácio.

Que o Inácio é um tipo competente, não tenho dúvidas. E na altura achei injusta a forma como foi mandado embora do Sporting.

Vamos ver como é que se vão conjugar tantos "sábios" do futebol na estrutura do Sporting. Inácio percebe muito de futebol, Jesualdo também, Virgílio é um homem do futebol, e mais quem por aí vier... A expectativa prende-se com o facto de saber comos e vão harmonizar. Se o conseguirem o Sporting sairá mais fortalecido.

luis disse...

J., para quê essa agressividade? Para quê essa insinuação sobre o meu carácter? Sinceramente.

O cinismo de que me acusas é antes coerência, porque esta minha opinião é transversal, não se aplica apenas a estes intervenientes.

Sinceramente, controla-te.

Peyroteo, para ti a mudança de estádio daquele célebre jogo do Estoril-Benfica foi normal, então. O Estoril concordou, o Benfica também, então está tudo bem.

A mim parece-me que são ambos casos onde a ética foi mandada para o lixo. Obviamente que muitos mais casos há.

Treinador de bancada, eu respondo. Normalmente, eu EDITO os textos do J. Faço parágrafos correctamente, corrigo gralhas e erros ortográficos. O objectivo é apenas dar uma imagem melhor ao post.

Como é óbvio, não altero nada do conteúdo. Coloco acentos, troco uma vírgula por outra, quebro a linha.

Faço-o apenas porque normalmente os posts originais têm muito mau aspecto.

Quanto ao "agora não se percebe nada", vamos acreditar que foi apenas uma gaffe e não uma insinuação que o conteúdo do post foi alterado.

Sempre à disposição.

luis disse...

"Para mim é eticamente muito discutível, seja no Sporting, Benfica, Porto ou outro qualquer."

Jorge, completamente de acordo, obviamente. Infelizmente há malta que pura e simplesmente não consegue ter uma conversa sem aceitar que alguém pense assim.

É aquele típico argumento do "o teu fez igual", como se isso ilibasse o deles ou significasse que não condenamos os nossos. Enfim.

J. disse...

Lá estas tu sempre a confundir uma qualificação de um comentário com uma insinuação de caracter. Enfim...passemos página.

O conflito de interesses existirá sempre de n maneiras possiveis num desporto onde equipas competem entre si.
O que me parece estranho é suspeitar logo o pior, quando há um conflito de interesses.

Jorge Borges, Inácio já era o rosto do futebol de BdC há 2 anos. Era natural que o fosse tb agora. Não havia como esconder.
Eu por mim que se demitisse, e acabava logo com essas historias. Mas o homem quer salvar primeiro o Moreirense ( e isso passa tb pelo resultado de Alvalade) antes que ir já para o Sporting.
Para mim é só mais uma prova do seu profissionalismo.

Jorge Borges disse...

J.
Em momento algum pus em causa o profissionalismo do Inácio. Até prova em contrário tenho-o como um bpom profissional
Mas o profissionalismo dele não invalida que se considere pouco ético.
O exemplo que o Luis dá acima do Estoril-Benfica é paradigmático: todos de acordo, as leis foram respeitadas, mas eticamente é altamente censurável.
Exemplos pouco éticos há em todos os clubes, mas não pode ser justificação para que não se coloque um tampão.

Quanto à gestão por parte do BdC, continuo na minha. Achoq ue podia ser melhor. Até porque tendo sido o mesmo há 2 anos nada obrigava a que fosse o mesmo hoje. Couceiro e BdC há 2 anos estavam bem próximos.
Bastava ter omitido. Mas também podes argumentar que a falta de ética estava lá na mesma, e é verdade.

"O conflito de interesses existirá sempre de n maneiras possiveis num desporto onde equipas competem entre si". De acordo. Mas se pudermos, todos, fazer algo para minimizar, melhor. Não nos podemos resignar. Já bastam as situações sobre as quais nada se pode fazer.

Às tantas já fazia falta um código deontológico no futebol.

J. disse...

Vamos lá ver Jorge, o que é que alteraria a ética desportiva se fosse de conhecimento público ou nao?
Se anunciasse Inácio em Junho, omitindo agora, alteraria alg coisa? Diriam logo, pois lá o homem facilitou em Alvalade para o seu Sporting...
A ética desportiva seria facil de resolver, se Inácio se demitisse já.
Apenas a convicção que tem de salvar o Moreirense o faz ficar. Senao qual era o sentido de ficar?
E dai logo, para que facilitar em Alvalade?
Eu acho q é de louvar esse seu desejo. Se calhar mtos desprezariam um qq Moreirense, para ir representar um clube grande ( e o respectivo salário). Inácio não o faz, assumindo convições.

LDP disse...

"Às tantas já fazia falta um código deontológico no futebol."

Jorge, a lista de leis e condutas não respeitadas no futebol português é já bastante longa. Não queiras aumentá-la ainda mais.

Jorge Borges disse...

LDP:
e a solução passa por?
Um código deontológico passarai por varrer os actuais dirigents da Liga e da FPF. São duas instituições que se estão a antagonizar cada vez mais, e o motivo? o poder no futebol. Quando o objectivo de ambos seria estar ao serviço do futebol com imparcialidade.

J.
Queiramos ou não, há diferença. Agora há burburinho. Em Junho, provavelmente não. E mais, acaba até por colocar sobre ele uma pressão grande. Aconteça o que acontecer.

Repito: para mim o Inácio é íntegro, até prova em contrário. E se conseguir salvar o Moreirense, perdendo ou não com o Sporting, mais ápreço merecerá.

Tasqueiro Emigrante disse...

Qual o mal do Inácio treinar o Moreirense agora e no final de época ir para o Sporting?

Não percebo.

O Pedro Emanuel era considerado "SuperDragão" e deu 3 secos ao Porto para a Taça.

Ainda há pouco tempo o Benfica deu 5 ao Gil com quase meia equipa de Barcelos ex-benfica.

Deixem-se de teorias.

Ou é para todos ou não é para ninguém.

Peyroteo disse...

Mas esta situação não é diferente do jogador que em final de contrato, assina por outro clube e ainda o vai defrontar antes do final da época. Não é o ideal mas acontece muito e não há grande forma de evitá-lo.
Aqui o problema é que o Inácio anda a dar entrevistas que nada têm a ver com a sua função actual, que é a de treinador do Moreirense. E, diga-se, nessa função tem feito um trabalho milagroso. Em 16 jogos com Casquilha ao comando fizeram 8 pontos. Com Inácio, em 7 jogos, 12 pontos...

luis disse...

Peyroteo, já percebi que achas correcto o jogo do Estoril ter sido realizado no Algarve. Eu não.

Agora, quererem fazer deste caso do Inácio um exemplo de correcção e de ética é que me parece anormal.

E o que não faltam é sportinguistas que têm a mesma opinião do que eu sobre este assunto.

Abraço

Pedro disse...

O homem domina, não vai deixar q nenhum jogador jogue com chuteiras vermelhas. Azuis não há problema.

LOL

Jorge Borges disse...

Luis:
da parte que me toca não se trata de querer transformar este caso um exemplod e ética. A conversa veio a propósito. Há situações bem mais graves que esta.
Mas agora é que se abordou o tema...

luis disse...

Há situações muito mais graves do que esta, Jorge, de acordo.

Mas a ética, ou se tem, ou não se tem. Não vamos agora medir densidades de ética.

Abraço

Atlas disse...

Se o profissionalismo de Augusto Inácio ao abordar o jogo Sporting - Moreirense for igual ao da cor das chuteiras dos jogadores do Sporting exigível pelo dito, estou esclarecido.
Há um factor que ele não poderá ignorar - o Sporting esta temporada ainda não ganhou ao Moreirense, logo a estatística aponta para um resultado negativo do Sporting.