sexta-feira, março 8

Caça às Bruxas - Parte I

No dia em que a "nação" sportinguista está de luto, tive a oportunidade de visualizar um vídeo, que promete dar que falar, sobre o que foi a gestão nos últimos anos (a tal " Era Roquette") no Sporting. O vídeo entra num tom acusatório em relação aos últimos dirigentes do Sporting e, um por um, são lançados uma série de dados incriminatórios prometendo ainda mais informações e novos dados no futuro.

Ora, é difícil, no momento em que estamos, não reconhecer muitas verdades que aparecem nesse vídeo e não ficar revoltado com isso. Não haverá sportinguista que não concorde maioritariamente com o que se diz e que não reconheça que houve muita incompetência, e não só, em Alvalade. Mas acho que para legitimizar discursos e acusações deste tipo, convém distinguir o que é incompetência e o que é... gestão danosa intencional.

Das incompetências, apenas nos podemos lamentar de os termos lá posto com os nossos votos e esperar que nunca mais por lá passem. Já gestão danosa é diferente. É mesmo no tribunal que se resolve.

Eu deixo apenas mais alguns comentários:

1) Sejam SAD´s, clubes desportivos, organizações sem fins lucrativos, fundações, PPP, empresas, etc., são poucas aquelas que se podem orgulhar em Portugal da sua excelência de gestão. Até porque é assim que se fazem negócios cá dentro. É tudo feito entre amigos, compadres, companheiros, maçons, etc., em género de favores, lobbies, negociatas ou o que quer que seja para beneficiar sempre aqueles que querem ser beneficiados. Daqui a decidir o que é incompetência ou roubo ou corrupção...;

2) Nos clubes de futebol, como estes estão mais expostos à opinião pública, é mais fácil comprovar certas práticas de gestão. Mas, nem sempre. Tivesse o Sporting ido à Champions ou vendido jogadores ao preço de Hulks e Witsels, e os resultados financeiros deste ano teriam sido diferentes. Não mudaria nada, apenas ocultaria e muito, estes estados de falência técnica e de tesouraria que levaram a questionar esta gestão;

3) O ponto anterior leva-me então a colocar outra questão: não será também caso de polícia que o Porto, segundo palavras de MST, tenha lucrado apenas 16 milhões de euros em vendas quando vende Hulk, Guarin ou Álvaro Pereira, entre outros? Ou então o caso do Benfica, que no ano em que vai a uns quartos de final da Champions, tenha vendas de 70 milhões, apresente apenas lucros de 20 milhões e ainda apareça por aí a notícia de novo empréstimo obrigacionista de mais 80 milhões?

Não sei, talvez sejam muitos temas juntos, mas acho que o princípio daquilo que queria dizer ficou claro.

Já agora, deixo aqui igualmente o link para o vídeo.

3 comentários:

luis disse...

Apesar de achar que estás a confundir um pouco as coisas:

Uma delas diz respeito às contas de merceeiro. Falas em milhões de vendas em épocas diferentes, que são apenas isso: vendas.

Não é por eu ter vendido o meu carro por 2M que deixei de ter dívidas de 8M, por exemplo.

Mas sou forçado a concordar contigo no seguinte: e falando apenas do SLB, são preocupantes as nossas contas, muitos negócios, os empréstimos, os juros altos.

Se a coisa corre mesmo mal desportivamente o último a sair apaga a luz.

E depois será sempre complicado provar se houve gestão danosa ou não.

Transparência financeira não existe, como bem dizes e é muito por isso que deixei de alimentar este mundo do futebol, nem sendo sócio, nem indo aos estádios, nem pagando canais privados.

Já bem basta ter que pagar BPNs e impostos que mais não servem do que para pagar salários, em vez de servirem para criação de riqueza e conforto do país.

LMGM disse...

J. o video é inutil e desonesto. É uma pena, podia ser um documento de trabalho interessante, assim, é só mais uma demonstração de ressabiamento.

Houve erros imensos sobre os quais era importante reflectir e corrigir.

Não há interesse nisso, o que importa é fazer caça às bruxas e talvez quando estiver tudo em ruina vir destruir mais um pedaço.

Triste, foi o meu estado de espirito no final do video, aquilo só desvaloriza o personagem que o criou. Triste criatura.

J. disse...

É uma corrente, LMGM, que começa a não ser tão minoritária assim.
E esta "caça aos Croquetes" como são apelidados estes dirigentes, não vai ficar por aqui.
Eu por exemplo acho injusto que se ponha Dias da Cunha e Filipe Soares Franco no mesmo saco que Bettencourt e Godinho Lopes.
O que o Sporting de hoje é uma consequência directa da gestão nos 4 anos destes dois últimos presidentes.

Luis, não percebi quando disseste em épocas diferentes. Tanto as contas do Benfica como do Porto estão analisadas no relatório de contas do mesmo periodo, que é a época passada.