quarta-feira, fevereiro 24

Waiting for the miracle

Natural Born Killers começa assim, soberbo, com Leonard Cohen. Mas é a tal coisa dos filmes - podem meter violência, corrupção, homicídios, que ninguém se importa. É só um filme, não é? Na vida real é mais complicado e menos glamouroso, nem as personagens são tão inteligentes, nem andam com as fantásticas OST's, que Scorsese ou Tarantino escolhem para as suas películas, atrás. Ainda assim,conseguem fascinar quem se deixa levar pela ilusão de que o futebol, até o futebol português, garanto, é demasiado grande para um só clube o controlar. Só mesmo achando que há muita inteligência nas estruturas dos nossos gangsters é que se podia acreditar numa coisa dessas. O problema, e grande falácia nessas teorias, é que os dirigentes abrem muita vez a boca para confirmarem as suas limitações. Daí que o melhor mesmo seja focarmo-nos naquilo que realmente interessa, não acreditando que os erros provenientes de limitações e incompetência, são fruto de masterminds que pura e simplesmente não existem. 

Em todos os jogos de futebol as regras são vilipendiadas para gáudio dos adeptos. Ao contrário dos protagonistas, os supporters têm acesso a informação que os protagonistas, na hora, não têm. Podem por isso passear a sua sabedoria comprada em milhentas repetições. Lá, dentro do campo, age-se por convicção, por intuição, por inclinação. Na poltrona age-se por conspiração, até porque na maioria das vezes temos a resposta certa em nosso poder. O que dá um certo gozo e noção de superioridade. Mas lá, a coisa é tão inclinada que deixa de haver respeito. Conta a nossa caixa mental e mais nenhuma e, se não reclamarmos, ela, pensamos, não será tida em conta. Temos de a forçar, portanto. O problema é que no caminho, omitimos tudo aquilo que possa causar mossa à teoria. Desvalorizamos com exemplos de outros jogos, de outros lances, de historiais. Raramente o nosso erro desbloqueia jogos, «porque eles seriam ganhos à mesma» ou porque «jogos houve em que fomos claramente prejudicados». É o equilíbrio, portanto.

Discussões eternas que para qualquer adepto do FC Porto são fáceis de ver acabar: 30 anos de corrupção, acena-se. Embrulha, que nada contam 30 anos de incompetência rival à luz da fruta e do café com leite. Não há argumento possível para um adepto portista, a não ser rebater com mais conspirações e espalhar mais o lixo. E se já houve alguém que tentou beneficiar de arbitragens - como fica claro no processo Apito Dourado - é óbvio que toda esta história fica manchada. O que não é óbvio é que em cada erro arbitral esteja uma peça de fruta, especialmente quando esse erro beneficia os dois clubes da Alface. Assim, embora manchado e com cicatrizes para a vida, o Porto segue o seu caminho, com a complacência dos seus adeptos (curiosamente são os resultados a pôr agora em causa Pinto da Costa, e não as acusações por corrupção de há uns anos). Tentou penitenciar-se, deixando de lado a coacção habitual - por via de acusações aos berros - e, por coincidência, viu o Benfica ganhar quatro campeonatos em dez anos, tornando-se bicampeão nos últimos dois. E há mesmo quem acredite que o Benfica se tornou bicampeão pela influência genial da sua rede na arbitragem. Jorge Jesus não tem nada a ver com isso. Assim como não tem com o 1.º lugar do Sporting. Os árbitros e quem os controla fazem ganhar quem eles querem. Grandes mentes!

Daí que o Porto europeu tenha surgido pela confiança dos seus resultados caseiros. É de esperar que com um erro a proporcionar uma reviravolta no último jogo, o futebol esqueça a enorme diferença de qualidade entre o Borussia 'Doutromundo' e o FC Porto actual, aquele que vive no fio da navalha. Esqueça-se também a desvantagem de duas bolas e a diferença de intensidade e poder nas divididas. Ao FC Porto bastar-lhe-ia controlar o árbitro para passar esta eliminatória, mas na Europa há mais redes de interesse e, então, o FC Porto só pôde ganhar uma Taça dos Clubes Campeões Europeus, uma Champions, uma UEFA, uma Europa League, uma Supertaça, e duas Intercontinentais. Foi o que se pôde arranjar. O que ainda assim é mais do que o historial do que a Sudtribune pôde mostrar no Westfallenstadion, em mais um fantástico mural. 


 Porém, não vai ser a história a ganhar este jogo ao FC Porto. Até porque o que fica das conquistas apontadas acima é a capacidade de desenvolver grandes equipas, mas apenas em anos pontuais. O FC Porto não é um colosso habitual. Não é sequer um colosso, acrescente-se. O que conseguiu na Europa é fantástico e absolutamente exemplar, mas não deixa de ser pontual. O hábito é ceder frente àqueles que, pontualmente também, andam por cima. O Borussia é um deles. E, trazendo ao Dragão, um jogo de controle bem afinado, rotinado, e podendo criar quer em transição, quer, pontualmente, em organização (organização que serve mais para controlar e empurrar), os germânicos têm tudo para marcar um golo ao FC Porto de meio-campo adversário que Peseiro se esforça por criar e equilibrar. E, nem com o seu trabalho excelente até ao momento, os dragões poderão sequer sonhar em não sofrer um golo que matará qualquer aspiração. Uns dirão que as grandes equipas se vêem nos grandes momentos. Eu direi que este FC Porto tem muitas dúvidas para ser uma grande equipa. Se elas pudessem ser criadas em semanas, por muita garra, muito querer e muito das tripas coração, a história do futebol, ou do próprio FC Porto, não tinha lógica. É por isso por um milagre que os portistas esperam. Disso ou de um árbitro comprado. É só isso que é preciso, não é? 

38 comentários:

Mike Portugal disse...

Um árbitro comprado é mais facil, Marco, mas custa algum dinheiro e influência, que os clubes de PT não têm na Europa ;)

luis disse...

"E há mesmo quem acredite que o Benfica se tornou bicampeão pela influência genial da sua rede na arbitragem. Jorge Jesus não tem nada a ver com isso. Assim como não tem com o 1.º lugar do Sporting. "

Do que tenho visto e lido (posso andar a ler os locais errados) o Sporting tem para já o reconhecimento de uma justa liderança. Já teve erros que o beneficiaram mas não acho que tenha grande influência.

Já a posição oficial do Sporting é a de que o Benfica é um clube corrupto, que domina a arbitragem (e vai em segundo!).

Têm sido discussões diferentes.

Em relação ao FCP, cresci habituado a ver o FCP vencer quando não "devia". Por isso, na Alemanha, pode acontecer um Werder Bremen 0 - FCP 5...

Marco Morais disse...

Esse resultado então é demasiado pontual, Luís =)

Amanhã talvez haja um milagre, não sou alguém para o impedir. Mas o mais certo é que a carreira europeia deste Porto de remendos acabe por ali. E para o ano há mais!

Sobre a arbitragem, generalizei. Às vezes é tramado, generalizar. Mas acredito que a maioria pensa como tentei evidenciar no texto. É mau demais o que se consome por aí.

Em relação ao Sporting, tenho criticado o enorme forrobodó - estamos de acordo aí. Também não concordo que o Benfica ganhe por arbitragens ou favores de outras equipas. Acho que tem ganho por uma eficácia assombrosa na maioria dos jogos.

Keegan disse...

Apesar de difícil acredito que o Porto tem hipóteses.
Já agora o Leonard também fecha o filme com o "The future" ;)

Marco Morais disse...

Keegan, a transição defensiva vai ter que estar impecável. Perfeita mesmo, diria.

Grande Leonard! grande filme! =)

Peyroteo disse...

Tal como disse na semana passada, após a primeira mão, acho ainda mais difícil a tarefa do Porto que a do Sporting. Não só porque defronta um adversário superior (O Dortmund é de facto melhor que o Leverkusen) mas também porque será muito difícil o Dortmund não marcar. Por outro lado, o Porto não é assim tão forte individual e colectivamente.
Quanto ao Sporting, as hipóteses também são reduzidas mas é uma equipa que parece mais confortável fora de casa e tem capacidade para marcar (e Toprak não joga...). O SPorting também é uma equipa que sofre poucos golos, apesar de ter passado um pequeno período negro nesse capítulo.

Pedro disse...

O mais curioso é que quem acredita que o SLB é bi campeão por causa das arbitragens paga 5 milhões ano ao treinador que só foi bi campeão por causa das arbitragens. Há coisas surreais...

:)

Dois golos de diferença sem golos marcados fora é complicado e não vejo o fcp com dinâmica e intensidade para vergar o Dortmund a uma pesada derrota mas no futebol tudo pode acontecer.

Mr. Shankly disse...

"O mais curioso é que quem acredita que o SLB é bi campeão por causa das arbitragens paga 5 milhões ano ao treinador que só foi bi campeão por causa das arbitragens."

E despede o treinador que só não ganhou pela mesma razão. A não ser que achem que o JJ levou a influência arbitral com ele, é uma decisão injustificada e cara. Gestão danosa? :)

Peyroteo disse...

Marco Silva teria saído mesmo que tivesse ganho a Champions...

luis disse...

Aqui concordo com o Peyroteo. Um fato é um fato e nem que fosse o Papa.

Há que perpetuar a teoria do homem estar ao serviço de entidades que queriam prejudicar o Sporting. Quem é que escreve essas coisas? É genial, presidente!

Peyroteo disse...

Uma coisa é o que ele fez ou deixou de fazer. Outra é se teria saído ou não. Eu acho que ele teria saído em qualquer circunstância...

Marco Morais disse...

Acho que o ponto de viragem com Silva foi a incapacidade da equipa. Se (realmente) a tivesse, e cedo a mostrasse, até poderia ir para o banco de biquini - o que equivale a dizer que se o Sporting fizesse com Marco este arranque, ele nunca seria despedido.

Mas é isso ou estou a fazer do presidente do Sporting mais inteligente do que aquilo que ele é.

Além do mais, a opção por Jesus indicia isso mesmo. E é algo com o qual eu concordo: dificilmente, com outro treinador ao seu alcance, o Sporting estaria em 1.º lugar à entrada de março.

Foi e continua a ser (será sempre, na minha opinião) a sua melhor aposta.

Pedro disse...

Marco só não seria despedido se fosse campeão.

Até JJ se não for campeão tenho sérias dúvidas que por lá fique...

Marco Morais disse...

Não discordo, mas a questão do 'ser campeão' foi posta em xeque por Silva - e logo no princípio do campeonato. É disso que falo.

Com JJ o Sporting sabe que estará na luta - o que é bastante diferente do que aconteceu com Silva. BdC, acho, apercebeu-se disso bem cedo - mais cedo do que PC com Fonseca, que quando ia em 1.º já dava mostras de não ter estofo.

Assim, se JJ mantiver o ritmo - o que é quase certo - estará sempre dentro do desígnio a que se propôs. É minha convicção aliás, que em três anos, por exemplo, ganhará sempre um. Já Marco Silva, com Jesus em Portugal, não chegaria lá, mesmo havendo quem pense que isto é a Grécia mas que aqui os orçamentos contam e lá não.

Mr. Shankly disse...

"Marco Silva teria saído mesmo que tivesse ganho a Champions..."
Confirma-se então: gestão danosa.

Pedro disse...

BdC correu com MS pq é tontinho. Não teve nada a ver com mais ou menos capacidade como treinador. Não te iludas.

JJ no SLB em três anos ganhou zero. Factual.

Keegan disse...

Os resultados do Dortmund na Liga Europa:

(C) FC Porto 2-0
(C) PAOK 0-1
(F) FK Krasnodar 1-0
(C) FK Qäbälä 4-0
(F) FK Qäbälä 1-3
(F) PAOK 1-1
(C) FK Krasnodar 2-1

Sem contar com o jogo do Porto tem 3 Vitórias, 1 empate e duas derrotas. Em dois jogos com o Paok, perdeu 1 e empatou o outro. Com o Krasnodar se fosse a eliminar teria ficado na competição.
Volto a repetir, é difícil mas está longe de ser impossível. É jogo de tripla, assim como todos os derbis/clássicos e de vez em quando surgem uns resultados desnivelados.

Keegan disse...

"Ficado" leia-se fora.

Marco Morais disse...

Keegan, se não tivesse visto o jogo com o Bayer, neste último fim-de-semana, ficava mais confiante. O estilo de jogo do Borussia é infinitamente inferior ao do Bayern na criacção de oportunidades. Mas, estando a ganhar 2-0, torna-se muito, mas mesmo muito, difícil de contrariar. Espero estar enganado, sabendo que um golo cedo muda as coisas. Por outro lado, sofrer golos também é uma especialidade deste Porto. Amanhã saberemos, sendo que isto não passam de previsões =)

Pedro,

"JJ em três anos de Benfica ganhou zero"

Escolhes os três anos que mais te convêm. Já nos outros três, quantos ganhou?

Vamos sempre empancar neste ponto. Mas caso não percebas - como parece - isso é uma luta a dois e eu poderia dizer o mesmo do Porto - que em três anos, também se deixou comer pelo 'cepo' do JJ. Isto era se eu visse o futebol assim e achasse que o JJ é um perdedor. Luta a dois, com adversários bastante equivalentes, dá em divisão (mais ou menos aproximada) de títulos. Não estamos a falar de coisas como... hmm, deixa cá ver... a Grécia.

JJ tinha os campeonatos ganhos e perdeu-os, não é? O problema é que os campeonatos não estavam ganhos. A não ser para ti. Outro problema é que o Porto que ia atrás não era (em nada!) inferior ao Benfica. Pela tua lógica só AVB ganhou bem. Já este ano estás a torcer para que JJ perca outro em teu favor, não?

Pedro disse...

Tu disseste:

" É minha convicção aliás, que em três anos, por exemplo, ganhará sempre um"

E eu respondi com um facto que não tem discussão. JJ esteve no SLB três anos seguidos sem ser campeão. Logo, essa tua convicção não tem fundamento real, é apenas "wishfull thinking" (e isso não tem mal algum, atenção).

"eu poderia dizer o mesmo do Porto - que em três anos, também se deixou comer pelo 'cepo' do JJ"

Por acaso não. O fcp viu-se envolvido em erros caseiros que complicaram o trajecto no campeonato. Nunca foi sólido, mudou bastas vezes de treinador. E, mesmo assim, evitou sempre ser o bombo da festa. Quando esteve sólido varreu JJ. Quer com AVB quer com VP.

Quando JJ for para a Grécia veremos o que fará por lá.

"JJ tinha os campeonatos ganhos e perdeu-os, não é?"

Sem dúvida. É factual. Estava à frente, com vantagem confortável, e perdeu essa vantagem. E, o mais relevante, perdeu por opções suas.

" Pela tua lógica só AVB ganhou bem"

Ganhou bem pq JJ permitiu. Foi JJ que deu alento a AVB. Um pouco como agora RV a dar alento a Peseiro. A diferença desse campeonato para os de VP é que nesse JJ achou-se o maior dos maiores e levou logo ensaboadela a abrir. Com VP levou ensaboadela a fechar. E isso permitiu a ilusão que depois descambou na realidade.

"Já este ano estás a torcer para que JJ perca outro em teu favor, não?"

Claro que estou. Como estaria se fosse Peseiro ou outro na liderança. Não deixei de festejar os titulos que o SLB conquistou com JJ no comando. Mas os festejos não me iludiram para a realidade tal como se este ano formos campeões não farei de RV o melhor treinador da segunda circular. Este ano ganhará o menos mau, espero que seja RV.

Resumindo, o porto que ía atrás ultrapassou o SLB. O SLB que ía atrás nunca ultrapassou o fcp e o SLB que ía à frente deixou-se ultrapassar pelo fcp. O SLB que cortou a meta em primeiro só o fez quando o fcp estava parado na berma. São factos.

Mas, sinceramente, a ideia não era discutir, novamente, JJ.

Marco Morais disse...

A minha ideia não era discutir JJ, era a de discutir que aquilo que aconteceu a JJ aconteceu porque havia outra equipa de valor semelhante.

Claro que tudo tem falhas. Até o facto do Porto tricampeão do Jesualdo, e por isso sólido (?) ter deixado escapar o título para o JJ.

Bem, de todas as vezes que estamos com isto vamos dar ao mesmo: concordo que JJ não é o supra-sumo e que não é, por isso, invencível. A minha apreciação dos "três anos" foi feita em relação a este Sporting e a esta conjuntura. Já não há AVB, não há VP. Há Peseiro e há Rui Vitória. Se em três anos de Sporting, não ganhar um...

Sorte terás se não os ganhar a todos :P (se Peseiro e se RV se mantiverem, até que ganhe mais do que um)

Depois, concordo também - como já sabes -, que um Porto de excelente nível ganharia 'sempre' a JJ porque este tem falhas ideológicas (não controla jogos de grande dificuldade, tem queda pela organização defensiva, joga para o empate, etc). Daí não ser uma opção que eu defendesse para treinar o Porto. Contudo, isso não invalida que hoje seja o melhor da Liga e que tenha feito um bom trabalho no Benfica. Copo meio-cheio ou meio-vazio pouco me interessa. É para mim um facto que o Benfica dele esteve a um nível bastante acima dos últimos 20 anos.

Keegan disse...

O JJ é o melhor treinador em Portugal, tem muitos méritos e deixou muitos benfiquistas frustrados com a sua saída. Não é o meu caso, pelos vistos nem do Pedro e outros, pois, independentemente, da sua qualidade que eu reconheço e é muita, estava completamente farto dele, pessoa não o treinador. Não gosto do personagem, nunca lhe achei piada e ficou-me sempre na memória o pós campeonato 2010 em que usou o interesse do Porto para €€€€€€€€€€. Há por aí muitos bons treinadores que podem servir bem o Benfica, não é o caso do RV.
Se há coisa que não gosto é quando personagens se fazem passar como superiores ao clube, como ele o fazia e o meu presidente faz.

Pedro disse...

"(não controla jogos de grande dificuldade, tem queda pela organização defensiva, joga para o empate, etc)"

É muito isso. Mas não acho que jogue para o empate, acho sim que não sabe mais nesse tipo de jogos. Super dependente do que os jogadores conseguem fazer.

"Benfica dele esteve a um nível bastante acima dos últimos 20 anos.2

Talvez. O Benfica dele teve orçamentos e capacidade de investimento como nunca nesses 20 anos. Mas, curiosamente, parece que o Benfica de RV já bateu alguns números dos Benficas de JJ. O que prova, como sempre defendi, que o Benfica estava longe de acabar em JJ. Infelizmente tenho no SLB um gajo que manda mas que não percebe nada de bola apesar de achar que percebe. Este ano teria sido muito fácil...infelizmente, no SLB, temos esta mania de dar tiros nos pés.

E, atenção, a primeira época de JJ foi, realmente, muito boa. Mas, mesmo essa, foi só na última jornada e onde o principal adversário foi o...Braga.

Se JJ não ganhar este ano, sou capaz de quase apostar contigo como não ganha um sequer dos três anos de contrato. Se lá ficar, claro...coisa que cada vez mais acredito que não irá acontecer.

Marco Morais disse...

A questão de Jesualdo é boa, não por ser o Braga a decidir a Liga na última jornada, mas para se aferir a diferença entre o Benfica antes e depois de Jesus. Mantenho que não é o supra-sumo, como mantenho que subiu o nível: AVB e VP tiveram de ser mais fortes que Jesualdo (muito mais fortes) e outros 'Jesualdos' (Fonseca, Lopetegui) ficaram pelo caminho. Antes qualquer um era campeão no Porto. Se alguém tem mérito aí, é Jesus.

De resto, concordo. Há vida para além dele. Resta saber é com quem.

Pedro disse...

Não tiveram que ser muito mais fortes, bastou estarem na luta para ganhar a JJ. Não discuto se AVB ou VP foram mais fortes que Jesualdo, discuto apenas que estiveram na luta e nos momentos decisivos ganharam. JJ só ganhou quando o fcp não esteve na luta e nos momentos decisivos, mesmo nesses anos de conquista, foi incapaz de dar a machadada final.

Já antes de JJ o SLB estava a criar condições estruturais, Fernando Santos esteve quase, o tão criticado Quique foi afastado da luta da forma que sabemos, JJ chegou e beneficiou de uma qualidade de reforços como nunca se tinha visto e ganhou para logo a seguir entrar numa seca de titulos. Voltou a vencer quando o SLB, talvez, o melhor plantel que me lembro. E num ano em que o fcp acabou com Luis Castro como treinador... :)

luis disse...

Com quem Marco? acredito que um treinador que custe 4/5 milhões não se vá buscar ao Barreirense mas acho que existem bons treinadores nesse patamar. Pelo menos tão bons como Jesus era quando chegou ao Benfica.

Esteve lá seis anos, beneficiou como nenhum outro da qualidade que o clube lhe pôs nas mãos. Evoluiu.

Agora com estas condições de RV o Jesus no primeiro ano fazia o que?

Se é o melhor treinador em Portugal? Sem duvida nenhuma.

Pedro disse...

Luis,

Jesus entrou no SLB numa fase de investimento forte no plantel. Aos já presentes Cardozo, Aimar e Di Maria, Jesus recebe Saviola, Ramires, Javi Garcia. RV entra no SLB numa fase de desinvestimento assumida pelo clube onde a um plantel já limitado vê sair Maxi, Lima e impossibilidade de contar com um dos melhores jogadores do plantel, Sálvio, sem que fosse substituído por uma contratação sonante. Recorreu, com sucesso, à equipa B.

Rui Vitória pode ser o pior dos piores treinadores mas nunca irei ignorar o contexto da sua chegada ao SLB nem de o comparar com outros contextos.

Ser o melhor em Portugal vale o que vale. Os que mostraram alguma qualidade estão todos lá fora...

Ace-XXI disse...

Pedro essa conversa do desinvestimento do benfica ainda dura?! É que se tem mito que é facil de rebater é esse.

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Vieira assumiu, várias vezes, que era hora de gastar menos e apostar mais na prata da casa. Não deve ser difícil fazer uma busca e encontrar essas declarações.

O investimento no reforço deste plantel foi o mais baixo de há vários anos. Uma conta que li algures apontava para 17 milhões. O ano passado, apesar de tudo, roçou os 40 milhões.

luis disse...

E 9 milhões inteiros para o coxo do mexicano... Era caro o Cardozo.

Pedro disse...

Esse desapareceu...

Marco Morais disse...

Peço desculpa por só agora ter respondido, mas só agora vi que isto ainda durava =)

Acho que há coisas, nos comentários acima, que não fazem sentido. Senão vejamos:

- O Benfica, de ataque avassalador (e que já mostrou, segundo defendem aqui prestações muito semelhantes às de Jesus) vai três pontos à frente de um Porto que podia muito bem ter acabado com Castro a treinador. Um Porto de retalhos - não é desses que falamos quando JJ perdeu nas decisões.

- O Sporting, sem o investimento do Benfica e fazendo cair assim por terra a teoria de que JJ precisa de investimentos brutais para fazer a diferença, segue à frente desse Benfica - tendo já ganhado três jogos ao bicampeão em três diferentes competições.

- O Benfica tem tão bom plantel como no ano passado, mais coisa menos coisa. Arranjou até, com mérito, dois, três miúdos, sendo que um deles já é patrão do meio-campo e tudo. RV, contudo, ainda não ganhou um jogo a um rival directo e tem disfarçado a pobre qualidade de jogo com uma eficácia demolidora (a mesma da qual se queixou quando o Sporting marcou três golos nas primeiras três oportunidades, ou a mesma da qual se queixou quando perdeu contra o Porto). O único ponto onde lhe concedo total mérito é a confiança cega com que os lança lá para dentro (já sobreviveu a várias lesões). Mas isso tanto serve para o Vítor Andrade e para o Sálvio debilitado, como para o Renato e o Nélson.

- O Benfica não tem os mesmos problemas do passado. Tem mais problemas que no passado. Mas o plantel não é um deles. O treinador é, na minha opinião, o elo mais fraco e vai disfarçando com a fotocopiadora - até se acabar a tinta. Coisa que sem o passado deixado por Jesus, era impossível. O 4x2x3x1 de Vitória e as suas ideias originais lutariam com o Braga pelo terceiro lugar.

Depois, quando alguém diz que com Fernando Santos quase que era e que Quique foi "afastado como sabemos", não sei que discussão querem ter. É que eu sei como Quique e Santos foram afastados...

JJ, como é óbvio, também depende da qualidade dos plantéis. A questão é o nível atingido ser só consequência desses plantéis - coisa que não concordo (basta lembrar Suazo, Di Maria, Aimar, D Luiz, Maxi, Luisão, Cardozo...). Outros havia, com onzes de qualidade semelhante, e assim sendo a taça podia pender para qualquer lado. Já ganhar ao Porto de Óliver, Jackson, Casemiro, Brahimi, Tello, Danilo e Alex Sandro é coisa pouca para Taliscas e Eliseus. Um Porto de 'quartos' de Champions, lembro.

O valor do treinador (5 milhões, 10 milhões, 10 cêntimos) em nada pode querer dizer. JJ vale esse dinheiro - mesmo tendo perdido três campeonatos. Se outros há de valor semelhante (não falo, agora, de dinheiro) é descobri-los. Porto e Benfica agradecem, mas não garanto que sejam aos magotes e que peguem na Liga Portuguesa de estaca.

Talvez Quique e um investimento mais avultado, não sei. Queres testar outra vez?

Pedro disse...

Cometes um erro normal neste tipo de análises: Achas que por criticar JJ defendo a qualidade de RV. Nada mais errado. Não defendo RV. Critico RV naquilo que criticava JJ. Vejo os mesmos erros.

"O Sporting, sem o investimento do Benfica"

Falso. O Orçamento do scp para este ano duplicou em relação ao do passado e está ao nível do SLB. E o sporting sem o investimento do SLB está afastado de tudo nesta fase da época restando "apenas" o campeonato. Se calhar o investimento é mesmo importante para JJ.

"O Benfica tem tão bom plantel como no ano passado"

Se tem o mérito é de RV que conseguiu encontrar alternativas dentro de portas quando JJ recebia jogadores de 10 milhões. São realidades incomparáveis.

"ainda não ganhou um jogo a um rival directo "

Pois não. Vale o que vale.

"a pobre qualidade de jogo com uma eficácia demolidora"

Não acho tanto assim mas JJ tb tem disfarçado a pobre qualidade de jogo com muita sorte e muita tonelada. Mas sei que não concordas. É tudo maravilha no jogo do scp...ainda ontem se viu a maravilha do processo defensivo de JJ. Mas passa sempre por entre os pingos da chuva pq há o mito que é o maior dos maiores.

"Tem mais problemas que no passado. Mas o plantel não é um deles."

Ai é, é. Claramente.

" O treinador é, na minha opinião, o elo mais fraco"

É possível.

" vai disfarçando com a fotocopiadora"

Esse sim um dos grandes problemas. Se o original era fraco, a fotocópia dificilmente será melhor.

"Depois, quando alguém diz que com Fernando Santos quase que era e que Quique foi "afastado como sabemos", não sei que discussão querem ter. É que eu sei como Quique e Santos foram afastados..."

Bem, Fernando Santos chegou à última jornada com possibilidades de ser campeão. Melhor do que JJ em duas épocas. Se isto não é "quase que era" o que será? Sobre Quique terei que falar de arbitragens e sei que não é conversa que gostes.

"JJ, como é óbvio, também depende da qualidade dos plantéis. "

Áh bom. :)

"A questão é o nível atingido ser só consequência desses plantéis - coisa que não concordo (basta lembrar Suazo, Di Maria, Aimar, D Luiz, Maxi, Luisão, Cardozo...)"

Mas é que é mesmo só consequência disso. E esses jogadores todos mencionados permitiram ao SLB ir crescendo época a época. JJ entra no SLB nesse ciclo e recebe para juntar a esses jogadores como Saviola, Ramires e Javi Garcia. É campeão. Depois, um treinador tão bom como dizem que ele é, mantendo e aumentado até o nível de investimento no plantel, teria que manter o ciclo vitorioso e a realidade é que foram 3 anos de seca. Dá que pensar se JJ não beneficiou apenas do trabalho passado e quando teve que colher frutos apenas do seu trabalho o resultado foi o que foi.

"sendo a taça podia pender para qualquer lado"

Mas pendeu sempre para o mesmo lado. Mesmo com confortável vantagem. Percebo que se pretenda ignorar essa realidade mas ela não deixa de existir por causa disso.

" JJ vale esse dinheiro"

Vale mesmo. Até o dobro. Espero que o sporting lhe pague tudo isso. :)

Marco Morais disse...

Fazes tudo muito bem e manterás a retórica até ao fim, mas comparar o nível dos Benficas de Santos e de Quique com o de JJ não tem cabimento. Santos até podia ser campeão. Os 67 pontos não mentem.

Mas já sei plantel inferior e tal. Se nem o exemplo do Quique te faz ver que o nível aumentou (jogaram o dobro), não sei que mais.

Curiosamente deste-te ao trabalho de responder a isso tudo mas deixas de lado que JJ ganhou a um excelente plantel do Porto.

JJ tem o mesmo investimento do Benfica - palavras tuas, com as quais não concordo - mas vai à frente. Ora se tem o mesmo investimento que este Benfica - que é criticado por não investir mais - e vai à frente, é preciso perguntar mais alguma coisa?

Não elogias RV - isso eu percebi - mas elogias os 67 pontos de Santos e os 59 de Quique. O Benfica evoluiu em termos estruturais, isso é inegável, mas ainda vamos a tempo de ver a importância que JJ teve nesse crescimento. É que o que eu vejo são todos os esforços, e mais alguns, para copiar o modelo.

Pedro disse...

Eu não elogio os 67 pontos de Santos. Menciono apenas que Santos teve sérias possibilidades de ser campeão. A festa no Marquês é igual se for campeão com 50 pts ou com 100...Não me é uma discussão muito relevante.

Eu não comparo níveis de Santos ou Quique com JJ, comparo contextos. E nenhum treinador teve o contexto que JJ teve no SLB.

"JJ ganhou a um excelente plantel do Porto."

O fcp até podia ter o melhor plantel do mundo que é irrelevante. Quando JJ ganhou o fcp não contou para a competição. Quando contou, JJ perdeu. Simples. Factual.

"JJ tem o mesmo investimento do Benfica - palavras tuas, com as quais não concordo - mas vai à frente. Ora se tem o mesmo investimento que este Benfica - que é criticado por não investir mais - e vai à frente, é preciso perguntar mais alguma coisa? "

Não percebi o que queres dizer. JJ até pode ser campeão no scp. Não altera nada os erros que lhe aponto. Jaime Pacheco foi campeão pelo Boavista...é relevante para a questão? Mas posso não ter percebido o teu ponto de vista neste parágrafo.

"É que o que eu vejo são todos os esforços, e mais alguns, para copiar o modelo."

Com todos os problemas que isso traz...

Marco Morais disse...

Queres é festas! :P

VP a AVB também cometiam erros. Simplesmente estavam no tal nível superior que tu reclamas. Não havendo esse nível (não me venhas com Santos, nem com Quique, nem com contextos) JJ é o melhor da Liga. Ele deixou o Benfica com uma mentalidade ganhadora - aliás, deixou-o bicampeão. Não lhe reconhecer mérito, e apontar causas externas para tal, não é lógico.

Tem defeitos? óbvio. Há melhor, na Liga, neste momento? Não.

Naquilo que lhe toca, JJ é o melhor de que te podes lembrar no Benfica. Mesmo que tenhas 50 anos. Mas isto é convicção, não precisas de aceitar, nem precisas de acreditar que não pode haver melhor.

Depois, Santos podia ser campeão e teve 'quase' (com 67 pontos lol) que a festa era igual. E JJ não pode perder com uma só derrota no campeonato! Não dá para festejar, obviamente, mas é um nível muito, muito, acima de Trapattoni.

Se JJ ganhar com o Sporting não lhe retira defeitos. Mas se deixassem o Quique ser campeão, isso é que era =)

"O fcp até podia ter o melhor plantel do mundo que é irrelevante. Quando JJ ganhou o fcp não contou para a competição. Quando contou, JJ perdeu. Simples. Factual. "

Isto responde-se a si próprio e revela toda a tua linha de pensamento. O Porto não contou. O Benfica não teve de ir ao Dragão ganhar, nem ganhar uma vantagem que não desperdiçaria em casa contra o mesmo Porto. O Porto não contou - só contava se ganhasse (coisa que até ao penúltimo jogo esteve em aberto).

Eu percebo-te, pá. A sério que percebo. Com um grande Porto não ganhaste, mas isso não quer dizer que não fosse um grande Benfica. A tua lógica omite isso e sublinha títulos. O Benfica fraquejou e o JJ tem defeitos. Também o VP levou na tromba em Málaga. Provavelmente, na próxima vez que fores campeão, a tua equipa não vai ser tão boa como aquela que perdeu com o golo do Kelvin. Querer ganhar a esse 'grande Porto' é achar que ele existe sempre. Curiosamente, desde o grande Benfica essas aparições do Porto de retalhos têm sido mais frequentes. Coincidências.

Pedro disse...

Mas eu defendo que foi um grande Benfica e foi JJ que desperdiçou as capacidades desse grande Benfica. E desperdiçou por actos e decisões factuais.

Tu persistes num erro de achar que eu por criticar JJ defendo este ou aquele treinador. Eu percebo que precises dessa lógica. É muito comum nos defensores de JJ. "Ai e tal deves preferir o Quique". Não, não prefiro o Quique. O Quique, o Santos, o Koeman, todos eles não anulam nenhum dos erros e fracassos de JJ.

Tenho dificuldades em colocar um monstro como Trap na mesma discussão de JJ.