quinta-feira, janeiro 3

Benfica 6 Aves 0 - Taça de Portugal.

O Benfica fez o que lhe competia e cilindrou um Aves demasiado dócil. Contudo, os jogadores encarnados fizeram uma primeira parte muito boa, com atitude competitiva, com vontade e muito propósito.

Para mim tem sido uma agradável surpresa o empenho que esta competição tem tido quer dos jogadores, quer de Jorge Jesus. E tem de ser assim até à sua conquista. Os benfiquistas já a merecem.

Agora vem aí a Académica, com quem temos umas contas a ajustar.

O destaque do jogo de ontem tem de ser repartido: César (por tudo o que deu, quase sempre com qualidade, a mostrar que pode ser importante numa fase mais adiantada da época, quando já estiver em forma), Cardozo (pelos golos, pelos passes a rasgar), Rodrigo (pelo excelente trabalho e pelos golos), foram os melhores.

A bom nível estiveram Artur, Maxi, Garay, André e Jardel.

Não gostei de Luisinho (demasiado ansioso, pouco eficaz no ataque), Gaitán (para ser um grande jogador falta-lhe ser concreto em todas as acções do jogo - o que é bastante), Nolito (na pior exibição que me lembro, com muita pena minha, vi o espanhol a definhar e a revelar que a pressão a que está sujeito por parte de Jesus, limita a sua capacidade de decisão).

Uma cabazada das antigas e festa da Taça de Portugal.

6 comentários:

J. disse...

Com JJ és isto.
Independentemente do 11, vai conseguir quase sempre obter desempenhos parecidos a este.

luis disse...

Com a qualidade imensa dos jogadores que tem à sua disposição, não faz mais do que a sua obrigação. Especialmente contra equipas fraquíssimas.

Para já, são 3 anos de falhanços contra adversários mais fortes.

Tasqueiro Emigrante disse...

luis disse...

"Para já, são 3 anos de falhanços contra adversários mais fortes."




CLAP; CLAP; CLAP

J. disse...

Vi agora o lance em que Jesus pede para que seja o Lima a marcar o penalty....minha nossa, coitado do Nolito.

luis disse...

É uma besta, de facto. O espanhol não merece contemplações, o que é uma pena porque está a perder-se um dos melhores jogadores do plantel (que nunca foi verdadeira aposta de JJ).

Pedro disse...

A relação Jesus/Nolito mostra tudo o que JJ é. E como os resultados não acompanham a teimosia e estupidez do catedrático o caminho a seguir é fácil: Xauzinho.