segunda-feira, janeiro 21

Moreirense-Benfica 0-2.

Após 45 minutos muito fraquinhos, o Benfica entrou com tudo e marcou um golo, por Sálvio, em três minutos, já depois de ter tido duas oportunidades de golo.

A pressão alta foi a chave do jogo, perante um Moreirense demasiado fraco (está em último, por alguma razão). Excelente arbitragem, não me lembro de nenhum erro. Muito bem.

De volta à liderança, e agora esperemos por Braga, num jogo que vai atestar a real capacidade desta equipa. Da minha parte, existe ainda alguma desconfiança e as últimas movimentações do mercado não me deixam nada tranquilo.

Destaques positivos para Jardel e Luisão, Sálvio, Gaitán (a espaços). Exibições negativas de Maxi (não esteve em jogo, esteve sempre preso) e Cardozo (esteve francamente desinspirado). Melga mais ou menos, assim como Enzo, Lima e Matic. Boa entrada de Ola (belo jogador que ali está) e Rodrigo demasiado ansioso.

12 comentários:

Pedro disse...

Engraçado como um mesmo jogo dá origem a opiniões tão distintas...
:)

Jogo a jogo...Braga, vamos ver.

Mr. Shankly disse...

Não achei a primeira parte fraquinha, simplesmente temos que nos habituar a dar mérito aos outros. O Moreirense fez uma óptima pressão e impediu-nos de sair com critério. Acho que pagaram a factura na 2ª parte, fisicamente. Não foi uma exibição como a de Coimbra obviamente, mas mesmo assim criámos pelo menos meia dúzia de oportunidades claras.
Nas apreciações individuais concordo contigo, embora ache que o Enzo esteve um pouco acima do Melga e do Matic.

Pedro disse...

Tb acho que o Moreirense deu uma excelente réplica e mostrou uma qualidade bem superior ao lugar que ocupa na tabela.
Não gostei de Sálvio na primeira parte.
E o fuças do Rodrigo?

zorg disse...

Não acho que os primeiros 45 minutos tenham sido fraquinhos, nem muito menos que o jogo tenha sido fácil. O Moreirense bateu-se bem, num campo pesado e dificil, mas o Benfica esteve à altura das dificuldades.

Uma vitória conseguida com trabalho e qualidade, que nos permite terminar a primeira volta com um registo muitíssimo bom (3 empates apenas). Agora é focar as atenções no próximo adversário, que não é fácil.

Arlindo disse...

1ª volta com apenas 2 empates e continuas desconfiado.
Por este andar, quando estivermos no Marquês, ainda vais desconfiar que o autocarro avaria e não há festa!
Eu percebo...

luis disse...

Três empates (Porto, Braga e Coimbra). Daí a desconfiança. Se fossem só dois... :)

A minha desconfiança é simples: em todos os momentos onde o degrau de exigência foi maior, falhámos.

Braga e FCP em casa, Celtic e Spartak fora (Bracelona B, também).

Somando a isto as duas últimas époas com o mesmo defeito, onde posso sustentar certezas e grandes confianças?

Com o plantel que tens, como não vencer 90% dos jogos do campeonato nacional?

zorg disse...

A questão é que tu seleccionas os jogos em que consideras que o grau de exigência é elevado, de forma a poderes fazer essa afirmação.

Eu considero, por exemplo, que o jogo em Alvalade, o jogo em Paços de Ferreira (4º classificado), o jogo em Vila do Conde (na altura 4º classificado e que tinha roubado pontos ao porto), o jogo em Camp Nou (que não foi contra um Barcelona B, mas contra uma equipa consituida por jogadores com muitos jogos feitos na equipa principal e capaz de cilindrar a maior parte das equipas do campeonato nacional) entre outros, eram jogos com um grau de exigência alto em que a equipa deu boa resposta.

Podemos perder o campeonato? Claro que podemos, até porque no futebol há muitos factores em jogo (e no futebol português ainda mais, como bem sabemos). Agora acho que a equipa do Benfica tem dado boa resposta e há razões para algum optimismo.

luis disse...

Zorg,

Antes do campeonato começar teria definido como jogos mais complicados os confrontos em casa e fora contra o Braga, FCP e SCP.

Com o SCP numa das piores fases da sua história, parece natural que não entre para estas contas (até pelo mesmo argumento - no sentido oposto - que tu apresentas em relação ao Paços ou Rio Ave, por exemplo).

Estes são os jogos INCOMPARAVELMENTE mais difíceis, que estão no primeiro grau da escala.

Não há Paços que te valha, nisto.

Falo de qualidade futebolística e orçamentos, história, passado, presente e futuro.

A minha conclusão é o resultado da equipa, não tenho culpa.

Em 4 épocas vencemos um jogo ao FCP, para o campeonato, em 7 jogos.

Não há aqui equilíbrio, há desequilíbrio, e grande.

No ano passado, a equipa também ganhava muito, e controlava os jogos e tinha uma atitude mais sóbria. Eu nunca achei isso. Via uma equipa sempre demasiado exposta, e frágil, contra os adversários mais complexos.

Falhámos rotundamente em Guimarães e em Olhão (antes e depois das roubalheiras).

O SLB deu um salto qualitativo evidente. Mas dado o investimento, arrisco-me a dizer que... é curto.

E do meu lado tenho apenas um campeonato.

Pedro Almeida disse...

Há benfiquistas que contraíram o síndroma Paulo Bento..."o 2º lugar garantido e lutar pelo 1º já é bom".

Bem sei que andámos muitos anos na merda, mas bom bom não é ganhar um campeonato a cada 5 anos, é pelo menos ganhar 2/3 a cada 5.

A realidade é que o Benfica de JJ em jogos com equipas iguais ou superiores tem falhado quase sempre. Com o Porto então isso é por demais evidente.

ps: O Rodrigo já mete nojo! Ofereçam-lhe umas bolas para ele levar para casa.

Luís Fiúza disse...

Na discussão do campeonato, se ganhar o melhor, então vai ser o Benfica. Não fizemos um bom jogo? Temos defeitos e lacunas? Então e o nosso concorrente, viram este ultimo jogo, pobresinho. O Benfica é, e está melhor.
Luís:
Em relação à tua análise nada contra, salvo Gaitan... Só se percebe que o rapaz jogue, para vende-lo ate ao fim do mês. Mas as contas estão a sair furadas, em vez de valorizar, desvaloriza. Já o ano passado foi igual, e com prejuízos desportivos. Será que vale a pena?

luis disse...

Gaitán tem sido, de facto, um dos jogadores mais irregulares do Benfica.

A sua qualidade técnica é inegável mas, sabe-se lá porquê, tem uma atitude competitiva demasiado frágil.

Nunca percebi muito bem o que é que falta a estes putos mas falta-lhes qualquer coisa.

Se pagassem 20M por ele era um achado e nem pestanejava.

E ainda se dizia no início que a equipa era só extremos...

Tasqueiro Emigrante disse...

Coitado do Ghilas...o único jogador de jeito com tanto cepo na equipa dele.