sexta-feira, janeiro 18

Isto melhorou...

... mas não muito! Ainda assim, já dá para ganhar a Paços, Olhanense ou Beira Mar. É verdade que sofremos um pouco aqui e ali, e dependemos muito da inspiração de alguns dos jogadores da equipa que mostram alguma capacidade para desequilibrar lá na frente.

Em Olhão Labyad, hoje foi Carrillo... mas as vitórias já apareceram! E que pelo menos este ano lá possamos conseguir acabar em quartos ou quintos.

Uma palavra para Patrício, claro. Que fique por muitos anos no clube. O guarda-redes do Sporting é daqueles jogadores que nos fazem acreditar que ainda não somos um clube vulgar.

PS: Pranjic de fora (e ainda bem), Insua a caminho (que pena ver jogadores destes a sair por uns poucos milhões de euros). A sangria da equipa vai ficar por aqui?! Eu acrescentaria desde já Jeffrén. Anda a passo em campo e a procurar constantemente uma inspiração que insiste em não aparecer.

7 comentários:

FCS disse...

Deixa o Jeffrén ter mais minutos nas pernas e o Sporting ser um pouco mais colectivo, que a inspiração aparece.

J. disse...

Olha que eu acompanhei de perto a carreira de Jeffrén chegando a ver alguns jogos dele no Barca B, quando por lá andavam tb Pedro e Busquets por exemplo. Nessa altura era claramente os melhores pézinhos daquela equipa.
MAs a atitude em campo era muito parecida a esta. Alheado do jogo, quase como se não fosse nada come ele, depois lá por vezes aparecia e fazia uma ou dias genialidades.
O problema é que um jogador de bola precisa mais que isso.
Ou é de facto um fora de série ou precisa de garantir mais coisas bem feitas para a equipa que representa.
E Jeffrén parece não perceber isso.
Se não encontrar esse clique depresse, arrisca-se a decair de equipa para equipa até mais ng ouvir falar dele.

Rui Coelho disse...

não dou nada pelo jéffren, tem duas características péssimas, que lhe apagam as boas: recepção de bola horrível e espírito competitivo muito fraquito. Valeu a vitória e o bom do Patrício.

luis disse...

Só vi os últimos 25 minutos e realmente há muito por fazer ainda. O Beira-Mar foi sempre mais perigoso e a troca de bola que lhe foi permitida fez parecer que era a melhor equipa em campo.

Muita sorte em guardarem a vantagem, em especial naquele lance duplo, já depois do penálti.

Como eu referi, o SCP vai, com maior ou menor dificuldade, chegar ao quarto lugar.

Hugo disse...

Agora que o Barça procura novo guarda-redes, o Patrício encaixava que nem uma luva

Divã Leonino disse...

Depois de ver o jogo de ontem acho mesmo que o Ghillas seria uma boa contratação.

Wolfswinkel tem boas características, mas o seu jogo de costas para a baliza é bastante fraco. Tem dificuldades em dominar a bola e definir bem o passe. Veja-se a diferença, a este nível, para o Jackson e percebe-se logo muita coisa. Estes pequenos pormenores são fundamentais na dinâmica ofensiva de uma equipa que joga em 4-3-3 pois muitos desequilíbrios surgem quando o ponta-de-lança sobe no relvado para fazer uma tabela com o meio-campo, arrastando com ele a marcação, abrindo espaço para os extremos. O melhor exemplo recente disso foi, claramente, o Falcão. Se nessa movimentação a recepção ou o passe falham, obviamente que o desequilíbrio ofensivo não surge e, pior do que isso, pode até surgir o desequilíbrio defensivo.

Acho que ele ainda conseguirá melhorar muito este aspecto, mas enquanto tal não acontece urge encontrar uma alternativa, nem que seja para jogar em 4-4-2, onde aí sim, acho que o Wolfswinkel renderia mais um pouco.

Jorge Borges disse...

O jogo pode ter sido fraco, a exibição do Sporting pode não ter sido boa. Mas para uma equipa que tinha os índices de confiança em baixo, estes resultados servem para ir dando motivação, que é o que mais falta faz nesta fase da vida do Sporting. O resto vem depois