terça-feira, maio 7

E agora, 22 anos depois, como vai ser?

Na época de 90/91, a 5 jornadas do final do campeonato, o Benfica, com 1 ponto de avanço sobre o Porto, deslocou-se às Antas, venceu por 0-2 e caminhou seguramente para vencer o campeonato. Ainda me lembro da capa dos desportivos no dia seguinte e a letras garrafais... AVÉ CÉSAR!

Não sei se esse murro no orgulho portista foi um ponto de viragem, mas a verdade é que desde então, sempre que a luta pelo título foi entre FCP e SLB, foram os azuis e brancos que levaram a melhor. E, alargando a análise, nestes últimos 22 campeonatos o FCP levou para as suas vitrinas 15 títulos de campeão nacional e dominou inequivocamente o futebol nacional.

Neste sábado decide-se a liga. Vai ser épico. Na penúltima jornada o líder Benfica, derrotado nas duas última temporadas em casa frente ao campeão FCP, desloca-se ao Dragão para defender a liderança e garantir o título.

Estou convencido que não se joga só este campeonato. No dia 11-Maio vão entrar em campo também 22 anos de história, a recordação dos últimos dois anos de frustração e humilhação caseira do SLB e, o Benfica, se souber gerir emocionalmente tudo isto, terá uma verdadeira oportunidade de inverter um ciclo do futebol português, voltar a ser maior e afirmar-se definitivamente perante o seu principal rival.

Do outro lado temos o campeão em título, que nas fracas palavra do seu, não menos fraco treinador, chegou a dar este título como perdido e que inesperadamente vê uma hipótese de inverter a situação classificativa frente ao seu público num estádio em que não perde desde Outubro de 2008.

Espero um grande e emocionante jogo, de características e peso simbólico difíceis de igualar e um excelente ambiente de festa e desportivismo. Desejo respeito, fair play e um FCP vencedor, se não for conseguir que seja um digno vencido.

Empate? Um jogo destes merece alguém que o vença.

32 comentários:

Peyroteo disse...

O Porto vai entrar com tudo, imagino que o ambiente seja terrível para o Benfica. E imagino também a pressão que haverá sobre o árbitro da partida. E ela vai começar bem antes do jogo, nas declarações de treinadores e dirigentes.

Gonçalo disse...

Preocupo-me bem mais e prefiro falar do Alex Sandro do que do árbitro.

danieL disse...

Pedro Proença, Jorge Sousa, Duarte Gomes, João Capela ou Olegário Benquerença?

Qualquer um vai dar que falar..

Cantinho do Morais disse...

Relembro que na época 2005/2006, o Sporting de Paulo Bento (que tinha começado a época com Peseiro) também andou muito tempo atrás do Porto, recebendo, a 5 jornadas do fim, em Alvalade o seu principal adversário (comandado por Co Adriaanse) que só estava a 2 pontos. Uma vitória levaria a equipa leonina para a frente do campeonato. Assistiu-se a um jogo pobre, resolvido por Jorginho, perto do fim, resolvendo, igualmente, o Campeonato.
Claro que esse jogo também ficou marcado pela intervenção do árbitro que foi avisar o banco do Porto para tirar Quaresma senão teria que o expulsar. Nem todos podem contar com este tipo de avisos (é como aquele que avisou um dirigente que ia lá a PJ buscá-lo e ele foi até Compostela).

Nem sempre o factor casa vale alguma coisa. Creio que é dos jogos mais fáceis do Benfica. A pressão está toda do outro lado. E o Benfica quer ser campeão, algo que muitos jogadores e membros da direcção do Porto nunca estiveram focados.
Vítor Pereira é o mais motivado, mas não jogará.

Mas será que Pinto da Costa quer ser campeão? E se for? O que fazer com Pereira? Dilema...

ps: as últimas visitas ao Dragão valeram vitória do Benfica (taça) e empate (liga). Vale o que vale, mas pode motivar.
ps2: será que este jogo com o Estoril tivesse sido há uma semana, Vieira teria divulgado a intenção de renovar com Jesus? O que é que Jesus precisa de demonstrar mais para ter esse apoio e decisão há mais tempo?

Sérgio disse...

Gonçalo,

Recordo-me bem desse jogo com 2 bons golos do suplente César Brito.

Acredito num empate ou vitória do SLB o FCP pouco me tem impressionado no entanto uma boa entrada do FCP com golo poderá inverter a minha "lógica".

SL,

Gonçalo disse...

Cantinho do Morais,

Claro que o PdC quer ser campeão. Não precisa de grandes argumentos para despachar o Vítor Pereira. O Co também tinha sido campeão e foi corrido a meio de uma pré-época. O problema do Vítor Pereira é carisma e liderança, ele aborrece-me sempre que fala. Numa outra qualquer estrutura ele já tinha sido posto a mexer, vais ver o sucesso que vai ter assim que sair do FCP.

Antonio Silva disse...

O Co não foi corrido, ele abandonou o clube e tivemos que ir buscar o Jesualdo ao Boavista.

Mas lembro-me do Carlos Alberto Silva que foi bicampeão em 91/92 e 92/93 e não renovou com o Porto.

Cantinho do Morais disse...

Os treinadores no Porto nunca são despedidos. São sempre precisos noutro lugar. Geralmente a FPF arranja lugar para eles.
Vítor Pereira tem a Liga Grega, Turca ou Espanhola à espera dele.

zorg disse...

Eu acho que, ao contrário do que é habitual - e tal como aconteceu nesse jogo de boa memória para o Benfica, de há 22 anos atrás - desta vez a pressão está do lado do porto.

É o Porto a equipa a quem o único resultado que interessa é a vitória e é o Porto que, se não ganhar este jogo, fará uma época desastrosa. O Benfica tem a vantagem pontual a seu favor e, em virtude do bom desempenho na LE e na taça, não depende tanto deste jogo para ter uma época com resultados aceitáveis.

Acho (e espero), por isso, que o Benfica sairá do dragão com um bom resultado.

Gonçalo disse...

Só na época a seguir a termos ganha a última Liga dos Campeões foram 3: Del Neri, Fernandez e o fantástico Couceiro.

Antonio Silva disse...

tb já mandamos embora o Fernando Santos, o Ivic (na segunda passagem) e o Quinito. Este pessoal não sabe o que diz.

Sporting até morrer disse...

A pressão está do lado do Porto?
Eles estão é com o ânimo redobrado para ganhar ao Benfica.

A meu ver o Benfica não tem hipótese de vencer este jogo pela simples razão de não ter neste momento capacidade física para aguentar 90 minutos e peças fulcrais como Cardozo, Garay, Matic ou Gaitan arrastarem-se literalmente em campo.

Junte-se a isto o normal Artur, que aundo não tem os postes para defender por ele fica muito parecido com um tal espanhol de nome Roberto...

Para terminar, há sempre o 12º jogador. Não, não estou a falar do apoio das bancadas.

Tasqueiro Emigrante disse...

O Porto já não perde para o campeonato em casa há mais de 4 anos e meio.

A meu ver o Porto tem tudo para ganhar...o único senão é mesmo o factor SORTE que o benfica tem tido...acabou na última jornada contra o Estoril mas pode voltar outra vez no Dragão...o benfica tem sido uma equipa que nos últimos jogos não tem jogado nada mas tem ganho...se isto não é sorte vou ali e já venho!

Peyroteo disse...

Eu acho que o Vítor Pereira tem feito um trabalho razoável, com duas épocas consistentes em termos de campeonato. E este ano tem até hipótese de ser campeão contra um Benfica que toda a gente elogia.
Ele é fraquinho em termos de comunicação social mas, em contrapartida, parece ter o plantel na mão.

Tasqueiro Emigrante disse...

O VP ser campeão no primeiro ano de treinador do Porto foi o cúmulo...agora se for 2 anos seguidos é o gozo total. LOL

Gonçalo disse...

Peyroteo,
Obviamente que o VP não é incompetente. Tem ideias claras e sabe o que quer tirar da equipa. No entanto não sei se tem o plantel na mão, acho que é mais a estrutura portista que assegura isso. Se bem te recordas a meio do ano passado a própria equipa técnica foi reformulada por não estar a funcionar e isso não foi mão do VP. Mas no final é o que dizes. É fraco na comunicação. Para fora é muito fraco, fala demasiado e mal, para dentro não pode ser brilhante.

O Anti Lampião disse...

22 anos depois sem Carlos Valente
será possível ?

zorg disse...

A questão tem a ver com o lado de que está a pressão.

O porto tem chegado aos jogos decisivos com a pressão do lado do adversário, por ter a vantagem em termos pontuais. Quando é o adversário que tem de ganhar a todo o custo, é mais fácil gerir o jogo.

Este ano, a situação inverte-se. Quem tem de ganhar a todo o custo é o porto, não só porque está em desvantagem pontual, mas também porque é a equipa que mais tem desapontado. O Benfica que é uma equipa confiante, experiente, habituada a jogos complicados, vai, com certeza, usar isso a seu favor.

Peyroteo disse...

Sim, mas o Porto é especialmente forte neste tipo de jogos. Os jogos mais complicados que o Porto fez em casa, este ano, ganhou-os todos (PSG, Málaga, Braga, Sporting...). E fê-lo com algumas das melhores exibições da época.
Na minha opinião, ainda que a pressão de ganhar esteja do lado do Porto, os jogadores do Benfica entrarão em campo mais nervosos, porque podem acabar a jornada em 2º após terem o título na mão.

zorg disse...

Discordo. Não acho que o porto tenha feito um jogo particularmente bom contra o Málaga, por exemplo. Não empatou a zero contra uma equipa que claramente veio jogar para empatar a zero, porque marcou um golo em fora de jogo depois de um jogo inteiro com muita bola, mas quase zero oportunidades de golo. Já o Sporting jogou no dragão na sua pior fase de desorganização. Os outros jogos não vi.

E em relação aos nervos, parece-me que é muito mais enervante saber que para salvar uma época má é preciso marcar a todo o custo, enquanto se vê o tempo a passar, do que gerir um resultado que é favorável desde o minuto zero. E estás a minimizar a confiança da equipa do Benfica que, mercê dos bons desempenhos em todas as competições, este ano é completamente diferente de anos anteriores, em que se encontrava na situação em que o porto está agora e tinha de ganhar a todo o custo para salvar uma época má.

JL Martins disse...

Como vai ser? Olha uma amostra:

http://www.ojogo.pt/Futebol/2a_liga/interior.aspx?content_id=3208567

O Benfica B-FC Porto B, disputado na Luz, aqueceu ao intervalo, quando um grupo de adeptos das águias retirou a bandeira dos dragões exposta no estádio e, após uma tentativa de lhe pegar fogo, rasgou-a e atirou-a para o relvado.

A apresentação das bandeiras dos clubes e da Liga é obrigatória nos jogos das competições profissionais e foi respeitada pela organização dos encarnados, mas o incidente mereceu registo no relatório do delegado da Liga e também foi comunicada pelos portistas às entidades policiais presentes.

Jorge Borges disse...

Deplorável.

LC disse...

"vais ver o sucesso que vai ter assim que sair do FCP."

Tirando Mourinho, diz-me que treinador do Porto fez sucesso fora do mesmo?

Tasqueiro Emigrante disse...

http://www.ojogo.pt/Futebol/2a_liga/interior.aspx?content_id=3208567


Que pouca vergonha...


Depois querem ser respeitados e que lhes estendam o tapete vermelho quando vierem ao Dragão.

Peyroteo disse...

Zorg, uma coisa é a confiança de uma equipa que chega com quatro pontos de vantagem. Outra é a confiança de uma equipa com 2 pontos, depois de empatar em casa um jogo crucial. Ou seja, o Porto, com o empate do Benfica, aumentou a confiança para este jogo em 500%. O Benfica, apesar de jogar para dois resultados, terá os níveis de confiança inferiores aos que tinha antes do jogo com o Estoril. Ou achas que não?

Gonçalo disse...

Não se pode dizer que Fernando Santos, André Villas-Boas ou Jesualdo tenham tido carreiras pouco interessantes depois de sair do Porto.

Keegan disse...

O comportamento dos adeptos foi vergonhoso, mas a bandeira foi posta pelo Benfica como consta dos regulamentos. O mesmo não se pode dizer de outros clubes ...

Jorge Borges disse...

keegan:
Vais ver que este acto dos adeptos vai justificar tudo o que se preparam para fazer no sábado, como podes ver uns comentários acima.
Só queriam uma base para justificarem o vandalismo, e uma cambada de imbecis deu-lhe essa base.
Vais ver que sábado tudo se vai justificar.

Tasqueiro Emigrante disse...

ó Jorge,

qual vandalismo?

o único vandalismo que vimos foram pedras e bolas de golfe atiradas.

comparadas com a morte de pessoas, facadas, agressões, apedrejamentos a crianças e pessoas em coma, os adeptos do Porto são uns anjinhos ao pé dos vossos!

Jorge Borges disse...

Percebes, Keegan?

Keegan disse...

Jorge, eu percebi bem. O que quis realçar é que, condenando e muito a atitude dos adeptos (que como bem dizes vai justificar ...) não apaga o respeito do clube pelos regulamentos, ao contrário de outros clubes que não os cumprem.
Aqui a questão principal, do meu ponto de vista, é que adeptos maus há em todos os clubes como infelizmente se tem constatado ao longo dos anos, devendo-se responsabilizar os clubes quando as direcções criam situações que potenciem a criação de ambientes que em nada favorecem o desporto.

zorg disse...

Peyroteo, acho que a confiança de uma equipa que tem 2 pontos de vantagem é maior do que a da equipa que tem 2 de desvantagem. Eu prefiro sempre jogar no dragão com 2 pontos de vantagem, mesmo que essa vantagem tenha sido reduzida de 4 para 2 na jornada anterior, do que receber o porto na luz com 2 pontos de desvantagem, mesmo que tenha acabado de recuperar de 4.

A necessidade imperiosa de ganhar é um peso dificil de carregar, que neste caso ainda é mais acentuada por o porto jogar toda a época neste jogo.

É verdade que o porto costuma fazer bons resultados nestes jogos decisivos, mas isso deve-se ao facto de normalmente conseguir chegar a eles em vantagem. Este ano os papéis invertem-se, pelo que acho que há razões para os Benfiquistas estarem confiantes.

Futebol é futebol e tudo pode acontecer, mas acho que o Benfica não vai perder no dragão.