domingo, maio 20

Desilusão

Jogo fraco do Sporting. Sá Pinto não apertou com eles o suficientes e a equipa jogou a meio gás, não conseguindo marcar qualquer golo a uma Académica que, salvo 2 excepções - uma do Sporting e uma do Benfica - apresentou uma equipa mediana, a atirar para o fraco.

Dizem que o resultado é justo. Não sei se de facto é ou não, nem interessa muito para o caso, mas não gosto de ver tanta perda de tempo e tanto expediente menos correcto... dizem que não têm as mesmas armas dos outros e por isso jogam como podem. Talvez seja verdade, mas não é bonito de se ver.

Valeu, como sempre o ambiente de final de Taça e o desejo de para o ano lá querer marcar presença outra vez. É de facto um jogo diferente.

Adrien foi dos melhores e terá sido mesmo, porventura, o melhor em campo. Noutros lados inventam-se gripes e lesões temporárias para não defrontrarem a casa mãe. No Sporting, parece-me que somos muito "verdinhos". Este ano, assim de cor, Wilson Eduardo tirou 2 pontos, Adrien e Cédric mais 2 e agora uma Taça. Não consigo ter uma opinião formada acerca destes casos. 

19 comentários:

LDP disse...

Lamento pelo sporting. Vi o jogo só a partir do minuto 77 mas a crónica diz que pouco fez para ganhar, ou, pelo menos o que fez foi sem grande convicção e arte.
Uma oportunidade perdida: um clube que sabe que não pode ainda lutar pelo campeonato tem de voltar a aproximar-se dos grandes ganhando pelo menos a Taça.

O PPC vai pedir para ser ressarcido ou basta-lhe uma dedução nos impostos?

luis disse...

O Melgarejo jogou contra o SLB, foi um dos melhores em campo e mandou uma ao barrote. Neste campeonato e noutros houve outros exemplos de jogadores emprestados pelo SLB que jogaram contra.

Se te referes ao Urreta, devo dizer o mesmo que disse na altura: pobre Guimarães quando tem um treinador que diz na conferência de imprensa uma mentira aos sócios e adeptos do clube (supondo que era mentira que o extremo estava com gripe) e que, dessa forma, prejudica potencial e intecionalmente o clube que lhe paga o ordenado (quer dizer, nem paga, mas estás a entender a ideia). E a culpa é do SLB?

Quanto ao jogo e ao que referes com alguma incidência: é aquela questão, o que fez o SCP na segunda parte contra o City, contra o Metalist? O mesmo. É o reconhecer de inferioridade, mas é uma arma como outra qualquer (desde que bem ajuizada pelo árbitro, claro).

Também não sei se foi justo porque não vi o jogo mas pelo resumo das incidências, até foi a Académica a criar mais e melhores oportunidades de golo.

Francis disse...

Grande desilusão mesmo. Não jogámos nada. A atitude da Académica fez toda a diferença. O resto é conversa.

LC disse...

"Sá Pinto não apertou com eles o suficientes"

O cerne da questão é isto... foi de suspensórios.

@oel@ disse...

Derrote justa, ganhou quem mais mereceu.

Parabéns académica

Pedro disse...

Pagam pela Taça e são os outros que a levam...de ir às lágrimas!

Miguel disse...

Parabéns aos adeptos do SLB pela magnífica vitória ontem. Foi merecida :)

Outro aparte: aquilo de misturar a cena estudantil e política com futebol envergonha qualquer adepto. Um perfeito disparate...
Um gajo deve ir ao estádio pra vibrar com futebol, ofender o árbitro e os adversários e mais nada. Tentativas forçadas de voltar aos anos 60 quando estamos em 2012...

@oel@ disse...

Pior era andar a escolher árbitros durante anos e pouco ganhar, e no fim fazer 30 entrevista a queixar se do arbitro escolhido.

é de ir as lágrimas...

Pedro disse...

LOL

Peyroteo disse...

Pelo comentário do Pedro presumo que o Benfica ainda continue em prova...

kovacevic disse...

Luís, isso (do fair play e de o Sporting fazer igual com o Man City) é verdade até certo ponto. O que o jogo de ontem provou, mais uma vez, é que uma equipa pode fazer anti-jogo durante 90 minutos sem ser penalizada por isso. É culpa dos regulamentos? É dos árbitros? É do país? Julgo que é um pouco de tudo e vale a pena pensar nesta questão.

É absolutamente incompreensível que à meia hora de jogo o Sporting tivesse três amarelos e a Académica apenas um. Dois para o Sporting por protestos e um para o Diogo Melo que fez 5 (!) faltas em 25 minutos. Numa final que estava a ser disputada palmo a palmo o jogo faltoso não pode ter livre trânsito. É uma questão de bom senso e de o árbitro saber ou não interpretar o jogo. Da mesma forma, os amarelos por demora na reposição da bola no fim do jogo são um caso claro de benefício ao infractor.

Dito isto, a Académica merece, claramente, a vitória; o Sporting não fez o suficiente para vencer

luis disse...

Kova, por isso mesmo referi a questão do juízo correcto do árbitro. Não vi o jogo, não pude comentar mas, pelo que dizes, foi uma arbitragem complacente com o anti-jogo desde o primeiro minuto (no post o Miguel foi mais "soft" nesta apreciação).

Sendo o árbitro quem é, não me admira absloutamente nada e não posso concordar com a tua conclusão, pelo menos em absoluto: se há uma equipa que beneficia erradamente do critério do árbitro (ainda por cima como tendência e não pontualmente), a vitória no jogo é bem discutível.

Sabes bem, com certeza, no difícil em que alguns árbitros tornam um simples jogo.

Mas a arbitragem merece todos os parabéns, pelos vistos.

LDP disse...

leo, e andar anos a escolher árbitros e no fim ter de inventar o "luto pela arbitragem" para conseguir desesperadamente fazer-se notar e ganhar um campeonato a seguir?

@oel@ disse...

O LDP, cala te que a conversa não era contigo.

Se não percebes te o porque do meu comentário, temos pena.

Já anda por aqui muita asneira.

Jorge Borges disse...

Sempre me bati e bato contra a complacência dos árbitros para com o anti jogo.
Além de desvirtuar o próprio jogo é uma falta de respeito para com aqueles que pagam bilhete, fazem centenas de quilómetros, gastam balúrdios, para verem 90 minutos de jogo parado.
Um árbitro, e isso é tendência em Portugal, não pode andar 87' a deixar fazer anti-jogo, e depois nos últimos minutos amarelar jogadores, sim porque até nessa altura acaba por ajudar o infractor (mostrar o cartão... o jogador foge... o árbitro chama... vai atrás dele... vagarosamente levanta o cartão... aponta... mostra o apito ao jogador que vai marcar a falta... os adversários não se colocam à distância regulamentar... corrige a barreira... e entretanto passa-se um minuto e meio). Se o bom senso imperasse e houvesse mais respeito pelo jogo a coisa melhorava. Como não há, cabe ao árbitro agir desde o primeiro sinal. Se aos 85' já houver 5 ou 6 com amarelo por anti-jogo, de certeza que o tempo de jogo vai aumentar.
É preciso haver coragem.

Não sei se foi isto que se passou ontem porque não vi o jogo. Mas pelo que li tem cara de ter sido mais um menos assim.

Antonio Silva disse...

És benfiquista e tens a lata de te queixares de árbitros que permitem queimar tempo?

http://www.youtube.com/watch?v=-NfnT5xDciI

LDP disse...

tem calma, leo. A conversa é com quem participa na caixa de comentários. Levaste-a para outro lado e eu apenas a continuei. Fico curioso é porque é que não vieste com um sonso "escolher árbitros, NÓS?!?"

luis disse...

Pára tudo: o Silva descobriu um momento em que um jogador do SLB perde tempo propositadamente.

Ainda bem que existe o youtube porque estavamos todos aqui convencidos que isso nunca tinha acontecido.

Agora se quiseres ter uma conversa minimamente sensata, e se viste o jogo, dá-nos a tua opinião sobre a forma como a Académica usou e abusou (ou não, claro) do anti-jogo, com a complacência do árbitro (ou não).

Por uma vez, comenta e acrescenta qualquer coisita. Vais ver que é porreiro e que até te habituas.

Antonio Silva disse...

Não vi o jogo mas sei que houve 6 min de descontos, provavelmente para compensar o anti-jogo.