domingo, maio 6

Sporting e o fim dos milhões

É certamente um duro golpe nas aspirações do clube, e principalmente nas suas finanças. Não é que desde Janeiro/Fevereiro já não se soubesse que tal objectivo seria muito difícil de alcançar. Mas este reacender de esperança, que terminou definitivamente no jogo de ontem, fazm com que a confrontação com esta dura realidade seja ainda mais díficil. Perderem-se facilmentre uns 10/12 milhões de euros.....euros que ajudariam o clube certamente a continuar a reduzir as distâncias com os da frente.
Começaria-se pelos centrais, por exemplo. O Sporting não se pode apresentar como equipa que aspira a uma final da Liga Europa ou a chegar uma Champions e por ventura lutar para o título nacional com um limitado(ainda que voluntarioso) Onyewu, um envelhecido (ontem injustiçado) Polga, um recém chegado(ainda que com uns bons primeiros sinais) Xandão e um sempre lesionado Rodriguez.
Isso, e esta incapacidade de marcar golos, principalmente no nosso campeonato nacional (menos 20 golos marcado que o Porto, 19 menos que o Benfica, 13 menos que o Braga e 1 menos(!?) que o Nacional).
Claramente as duas prioridades para o Sporting no próximo ano.
Isso e manter a mesma atitude, entrega e luta que a equipa ganhou com a entrada de Sá Pinto.

43 comentários:

Miguel disse...

Perfeito...

Em vez de Labyad, os alvos deviam ser um central e um ponta de lança. O resto já lá está e chega para o campeonato cá do burgo.

Peyroteo disse...

Isso é tudo muito bonito mas o Sporting foi afastado do pódio. Fez mais do que suficiente para lá estar. Ja agora, a nossa defesa nao é a segunda menos batida?

Antonio Silva disse...

Foram afastados pois, foram afastados pelos jogos horriveis ao longo da época que fizeram.

Típico do adepto lisboeta: atirar a culpa para uma eminência parda.

Pulha Garcia disse...

O Sporting fez um campeonato razoável face aos dois últimos anos. Vai ganhar a taça, fez bons jogos na Liga Europa, foi uma equipa competitiva durante largos períodos da época. Construiu uma plataforma para o futuro. O problema é ainda existirem 3 equipas em Portugal melhores colectivamente e individualmente. E pelo menos duas delas (SLB e FCP) com mais organização, mais receitas, mais adeptos, mais rotinadas, etc.

Peyroteo disse...

Aí esse complexo com Lisboa... Também é típico.

Peyroteo disse...

E já agora. O factos das equipas jogarem mal desculpa as arbitragens? Essa conversa também é engraçada. Mas como os dirigentes nao dizem nada, fazem o que querem com o Sporting. O problema é que os grandes de Lisboa nao se entendem e continua tudo na mesma.

Jorge Borges disse...

"O problema é que os grandes de Lisboa nao se entendem e continua tudo na mesma."

Disseste tudo.
Chama-se dividir para reinar, e nisso tenho que tirar o chapeu ao Pinto da Costa. Consegue fazê-lo com mestria.

Marco Morais disse...

A indignação é bem normal de quem se sente injustiçado. Gostava era que não houvesse dois pesos e duas medidas na análise dos casos. Lembro-me bem de ter ficado sem o Hulk 20 jogos e toda a facção que passa a vida a criticar o 'sistema' ter assobiado para o lado...

Não compreendo a conversa das arbitragens ter ganho força depois deste clássico. Pedro Proença esteve impecável. Mas já sei, vão dizer que se fosse ao contrário não estaria.

O Sporting teve um erro crasso esta época e foi prejudicado por isso mesmo. A direcção escolheu mal o treinador que começou a época. Foi aqui mais que dito e sublinhado. Esse foi o erro decisivo.

Ao contrário do que se pensa, a equipa não é tão boa como Benfica e Porto. Se compararmos o que os jogadores de uns e de outros já fizeram a diferença tem alguma margem. Potencial há, mas os jogadores do Sporting ainda nada provaram. Já no Porto e Benfica a conversa não é bem assim...

Pedro disse...

" Lembro-me bem de ter ficado sem o Hulk 20 jogos e toda a facção que passa a vida a criticar o 'sistema' ter assobiado para o lado.."

Quem assobiou para o lado foram aqueles que se recusam a reconhecer o motivo q levou a tal castigo (q foi bem suave diga-se)...

Jorge Borges disse...

Ó Marco, é melhor nem se falar disso...
Sabes bem a histórria, não sabes?
Os "constrangimentos" legais dessa história são de ir às lágrimas.
Mas parece que aconteceu mesmo alguma coisa naquele túnel. Mas nem vou por aí...
Aliás, é apanágio do Porto não rebater FACTOS, apega-se a questões formais para deitar abaixo os processos...

luis disse...

Bem, Marco. Não me importo absolutamente nada de te explicar pela enésima vez o caso do Hulk.

Foi bem suspenso, à luz das leis que existiam na época. Leis criadas pelo teu clube.

O que se passou a seguir também deves saber: os "stewards" foram considerados como "público", numa das mais aberrantes decisões de que tenho memória.

E apenas por isso hoje existem adeptos a falar na injustiça do castigo de Hulk. Porque preferem mais uma vez acreditar que houve seriedade em considerar um steward como público e não como agente desportivo, como aliás a história já o tinha feito em casos anteriores.

Um ano depois, o teu clube, mais uma vez, aparece em cena e propõe que os "stewards" sejam então considerados como agentes desportivos e não como público. Essa é a lei que actualmente vigora (e que antes vigorava também, só que não era suficientemente explícita e foi disso que o teu clube se aproveitou, apesar de em casos anteriores isso não tenha sido invocado).

Ou seja, o teu clube ganhou aquele caso através da batotice. Só naquele caso se equiparou um steward a público.

Agora, que tu utilizes esse argumento, não entendo. Ou não sabes o que estás a dizer... ou não sabes o que estás a dizer.

leão verde disse...

Estão tão habituados a arbitragens vergonhosas que escrevem com toda a convicção que o Proença esteve "impecável".

Que queiram viver na mentira e no engano, é lá com vocês; que queiram, fazer dos outros parvos, isso é que não.

Antonio Silva disse...

viver na cegueira e' que e'
e ja agora, o castigozito patetico do jesus depois de andar 'a chapada e' mesmo de se assobiar para o lado.
Este ano ele basicamente afirmou que o Proenca prejudicou o clube propositadamente e castigo nem ve-le, entretanto o Adriaanse leva castigo so' por dizer "Aquilo e' falta?"

LC disse...

J., isto não é a Espanha pá...

Começaria-se???

"Começar-se-ia" se faz favor.

De resto concordo, mas acho que é pouco.

Peyroteo disse...

Se duas expulsões erradas é arbitragem impecável, ok. Ou o primeiro amarelo ao onyewu é bem mostrado? E o vermelho directo ao polga? Impecável! Ate aquela clássica expulsão nos descontos para atirar areia para os olhos...

Tasqueiro Emigrante disse...

E castigar os responsáveis por terem dado instruções aos Stewards (nomeadamente o Sandro) para estar no túnel a provocar os jogadores?

E castigar os responsáveis por terem mudado as posições das câmaras de acesso ao túnel propositadamente com intenção de as colocar num plano onde iriam provocar os jogadores portistas?

Pois é...

O Hulk é que um bandido...os outros que levaram porrada vão todos os dias à missa.

cincoAzero disse...

grande João Gabriel
http://www.youtube.com/watch?v=5py7GrPsa3U&feature=player_embedded

Mr. Shankly disse...

"O problema é que os grandes de Lisboa nao se entendem e continua tudo na mesma."
Isto é tão óbvio que até dói. Mas assim que começam as provocações (normais) entre adeptos de SLB e SCP as direcções perdem a cabeça e ficam desavindas.

"E castigar os responsáveis por terem dado instruções aos Stewards (nomeadamente o Sandro) para estar no túnel a provocar os jogadores?"
E provas disto, tens? Alucinações não servem.

Tasqueiro Emigrante disse...

Mr. Shankly

Vocês que gostam tanto de provar coisas pelo youtube também podias passar lá e ver.
Não és assim tão burro para perceber através das imagens que os Stewards, nomeadamente o Sandro, provocaram claramente os jogadores.

É mais fácil condenar um acto físico do que um acto verbal.

Tasqueiro Emigrante disse...

Eu poupo-te o trabalho:


http://www.youtube.com/watch?v=64CBmNmOXt8

Pedro disse...

Sim...onde já se viu considerar uma violenta agressão física mais grave que uma suposta provocação verbal.

Meninos pá...

luis disse...

Mr. Shankly, eles adoram falar do acessório.

Os factos são conhecidos e a conversa aqui tem a ver com a validade ou não do castigo aplicado.

No meu entender foi bem aplicado pois os stewards eram na altura considerados intervenientes no jogo e não público.

Mas ficámos a saber que se o Hulk tivesse agredido um espectador porque este lhe tinha dito "vai lá para dentro" o brasileiro levava 4 jogos de castigo. Faz sentido naquela casa.

Tasqueiro Emigrante disse...

luis

os castigos que vocês gostam de falar sei eu.

eu também vi o Jesus a agredir dois jogadores e não lhe acontecer nada...deve ter sido o PDC que ordenou que nada lhe acontecesse...

Mike Portugal disse...

A meu ver fomos bastante prejudicados pela arbitragem e pelo sectarismo da classe (ainda estou à espera da reação dos árbitros ao que Jesus disse sobre o fiscal de linha não marcar o fora-de-jogo porque não quis).

A questão é que, para mim, o problema maior foi termos começado a época com o treinador errado, que nos custou bastantes pontos em Janeiro e Fevereiro. Não fosse por isso e mesmo com as arbitragens que tivemos, estavamos na luta pelo título até à última jornada.

Allez Sporting disse...

Em relação ao Sandro é só analisar o tratamento VIP no estádio da luz e a progressão de carreira que conseguiu depois desse acontecimento.
http://www.oantilampiao.blogspot.pt/2012/05/nem-com-colo.html

Pedro disse...

"ainda estou à espera da reação dos árbitros ao que Jesus disse sobre o fiscal de linha não marcar o fora-de-jogo porque não quis"

Andas desatento...então não viste o que aconteceu em Alvalade? Ou em Olhão? Ou ainda em Vila do Conde? Tens aí a reacção dos árbitros às declarações de Jesus.

Olha...eu ainda estou à espera da reacção das autoridades desportivas e não só à agressão que Jesus foi alvo no Dragão ao ser atingindo por qqr coisa vindo das bancadas e que a TV filmou em directo e em grande plano...mas, por outro lado, quando uma invasão de relvado, com o jogo a decorrer, por parte de elementos de uma claque armados com paus, passa totalmente impune que mais se pode esperar?

Tasqueiro Emigrante disse...

Pedro disse...

"Olha...eu ainda estou à espera da reacção das autoridades desportivas e não só à agressão que Jesus foi alvo no Dragão ao ser atingindo por qqr coisa vindo das bancadas e que a TV filmou em directo e em grande plano..."

A FAMILIA QUE PERDEU AQUELE ADEPTO DO SPORTING NO ESTÁDIO NACIONAL POR CAUSA DO VERYLIGHT DEVE ESTAR A RIR-SE DO TEU COMENTÁRIO.



Pedro disse...

"mas, por outro lado, quando uma invasão de relvado, com o jogo a decorrer, por parte de elementos de uma claque armados com paus, passa totalmente impune que mais se pode esperar?"

AS CRIANÇAS E PESSOAS QUE LEVARAM COM PEDRAS DO NN BOYS EM ALCOCHETE DEVEM ESTAR A RIR-SE DAS TUAS PALAVRAS.

Pedro disse...

O caso do very-light teve alguém preso, julgado e condenado. Ponto final. Tristeza de comparação.

Sobre as pedradas em Alcochete...quem se ri das tuas palavras sou eu. Sabes tanto desse assunto como de Salazar.

É pá...pede para sair. A sério.

Mr. Shankly disse...

Ó Tasqueiro, tu queres condenar quem deu instruções para que o steward provocasse os jogadores do Porto. Eu peço provas. Tu mostras-me um vídeo onde supostamente se vê o steward a provocar. Consegues perceber que não é a mesma coisa?
Já agora, se se provar que alguém deu instruções aos stewards para provocar (olha, podem ser escutas telefónicas), acho bem que quem o fez seja punido. Mas isso não invalida que os jogadores sejam punidos na mesma.

Consegues perceber isto, ou peço demais?

Tasqueiro Emigrante disse...

Sabes o que são injúrias?

Vai ao código penal e pesquisa sobre isso.

Mr. Shankly disse...

Sei o que são injúrias. É o que tu tens feito: acusas sem provas.

Já percebeste que "dar instruções aos Stewards para estar no túnel a provocar os jogadores" não é o mesmo que "provocar os jogadores"?

Olha, vai lá para dentro. Perdoa a injúria, mas estou de cabeça perdida.

Como eu te injuriei (deram-me instruções para isso) tu agora podes-me ir à tromba sem ser castigado? Em que parte do código penal devo pesquisar para chegar a esta conclusão?

Marco Morais disse...

Não é mera casualidade eu ter falado de novo na suspensão do Hulk. Antes de falar nela, falei em dualidade. E essa existe claramente.

Basta ver que por más ou boas decisões - nem juízo de valor fiz - ficaram sem o Aimar dois jogos. Que faria se ficassem 20.

Sei que isto é fácil de rebater. A minha pergunta é como reagiria o Universo benfiquista? É que é fácil quando se ganha. Obviamente tudo foi limpo e preciso...

Mas já tivemos esta conversa 50 vezes e pensa-se sempre que eu estou a fazer juízos de valor. Mas também explico pela enésima vez que não estou. A minha curiosidade é ver como se debateria o caso...

Isto porque, mais uma vez, sem juízos de valor, o Sporting e o Benfica foram afastados do título pelos árbitros. Mas nas últimas vezes que ganharam, nada há a apontar. Isto intriga-me todos os anos.

luis disse...

Marco, por norma, limito-me a interpretar a lei, independentemente da cor da camisola.

A comparação que fazes com o Aimar não faz sentido nenhum, porque são coisas e factos absolutamente distintos.

A verdade é que o Hulk viu o castigo vergonhosamente reduzido por uma decisão igualmente vergonhosa.

Se o jogador fosse do SLB eu ficaria envergonhado com a decisão de equiparar o steward a público.

Meu caro amigo, o Hulk foi bem castigado à luz daquilo que qualquer pessoa honesta faria. Tu sabes bem disso.

Mas digo-te mais, já agora: esse teu argumento dos "20 jogos" também é falso e só demonstra que não sabes muito bem do que estás a falar.

É que a regra da suspensão seria sempre aplicada (sempre!) até que a decisão fosse conhecida (e que para o caso em questão até foi bem rápida) o que colocava o Hulk de fora desses jogos praticamente todos.

Mas isto nem seria preciso estar a discutir, caso o castigo se mantivesse, como deveria ter acontecido.

Jorge Borges disse...

Eu gosto principalmente do youtube servir como prova... quando interessa.

É que há quem diga que as escutas que lá estão não são verdadeiras, ou que foram manipuladas.

Como é, vale ou não?

Também gosto do argumento do facto X se ter verificado, servir para justificar o facto Y.

- Ai (supostamente) provoscas-me? então rebento-te a tromba (eu e mais meia dúzia) que nada me acontece.

Tascas,
tem cuidado um dia que vás ao estádio e insultes um jogador. O gajo por ir à bancada e rebentar-te o focinho, com toda a legitimidade, seguindo a tua teoria.
Compreendo que as coisas mudem. O tempod e dentro de campo se atirarem chuteiras aos árbitros e nãos e ser castigado, parece que, lentamente, muito lentamente, e com grande resistência, vai-se acabando.

Antonio Silva disse...

Mas andar ao estalo com adversários em pleno centro do relvado sem acontecer praticamente nada está tudo bem. Ou insinuar que a equipa de arbitragem prejudicou o clube de propósito não conta, assobia-se para o lado.

Tá bem tá.

Marco Morais disse...

Luís e Jorge, a dualidade que falei, e continuarei a falar, não é criada por vocês mas é uma realidade.

De cada vez que um clube é beneficiado passa a imagem, perante os seus 'simpatizantes' (não escolheria termo mais simpático) que não o foi, que é justo e irrevogável.

Eu envergonhei-me com Hulk e Sapunaru, está escrito aqui no sector. Mas à luz das desculpas que muitas vezes leio, isso serviria para desculpar a perda de um campeonato. Ainda hoje vens criticar a entrevista do Gabriel.

Sei que em casos semelhantes a opinião nunca é igual. E se assim é para casos onde não se pode esconder, imagina para faltinhas e cartõezinhos. Eu já vi treinadores do Porto apanharem jogos de suspensão e já vi o JJ fazer o que lhe apetece. Já vi inúmeros penálties serem negados ao Porto, já vi o mesmo Porto ser prejudicado e mesmo assim ganhar os jogos.

Como já vi o Benfica ganhar campeonatos onde há polémica, mas a imagem que fica é que ganhou e ganhou bem (mais uma vez sem juízos de valor, sabes bem a minha opinião). Ora, este ano o Porto ganha de novo com a ajuda dos árbitros. São as tais decisões cirúrgicas que NUNCA existem quando os outros (leia-se Benfica e Sporting) ganham. É sempre justo, e esse é um fenómeno que me fascina.

Jorge Borges disse...

Isso do assobiar para o lado é mais para outras bandas.
Vês-me a assobiar para o lado nas situações do meu clube?

Não sou dos que atacam para se defender. Se o meu clube cometeu um erro (e comete muitos) não desvio as atenções para falar de erros dos outros.
Nunca vista nada escrito por mim a tentar defender a posição do meu clube à custa do ataque a outros, v.g., comentários do tascas nesta caixa.
Podes não concordar com o que escrevo, mas disso não me podes acusar.
Eu não tenho tabus, falo de tudo de forma livre, e de acordo com as minhas convicções. Não me sinto agarrado a defender as posições de A, B ou C..

Jorge Borges disse...

Marco:
Sobre o Gabi eu já nem me pronuncio. Já disse o que tinha a dizer e não me revejo em nenhumas das declarações dele. A própria pose de provocação irrita-me.
É o Tasqueiro do Benfica (todos temos que ter um).

Não tenho dúvidas que repudias as atitudes do Hulk e do Sapunaru. Mas isso é porque és um portista diferente.

Marco Morais disse...

Jorge, obviamente não te acusei. Acusar é feio... lolol

"Luís e Jorge, a dualidade que falei, e continuarei a falar, não é criada por vocês mas é uma realidade."

Mas isso não invalida que esta dualidade que existe sempre que o Porto ganha um campeonato, ou sempre que outra equipa o ganha, me fascine.

Sei que o nosso presidente recebeu árbitros em casa e sempre respeitei o sentimento de quem se sente espoliado. Mas não vai já sendo tempo de se perceber que em nenhum clube as coisas são límpidas?

Jorge Borges disse...

"Sei que o nosso presidente recebeu árbitros em casa e sempre respeitei o sentimento de quem se sente espoliado. Mas não vai já sendo tempo de se perceber que em nenhum clube as coisas são límpidas?"
Já sabemos que ocasião faz o ladrão. E os telhados de vidro existem em todo o lado, maiores ou menores.
Já tive quem me dissesse, em escalões inferiores, que os jogos eram ganhos por quem trabalhasse melhor à quinta-feira. E olha que isto não era feito assim tão às escondidas. Trata-se de saber "quem trabalha melhor". Seguindo esta teoria pelos sucessos está visto e bem visto quem trabalha melhor.
Mas vai sendo tempo de acabarmos com as ocasiões, e com estes trabalhadores, no meu e no teu clube. Não se trata de acabar com o X ou o Y,trata-se de cortar o mal pela raiz e criar mecanismos que limitem ao máximo que as coisas se desvirtuem.
Em vez de falar de futebol fala-se de trabalhos. Só assim poderemos falar de futebol, da maneira que tu gostas e, acredita, eu também gostaria.
Acho que devia ser isso que os verdadeiros amantes do jogo (e não de ganhar a todo o custo)deviam perseguir.
Não pode valer tudo para ganhar!

Antonio Silva disse...

Também está visto e bem visto quem é incompetente, vive da basófia e acha que tem direito divino a ser campeão.

LMGM disse...

Aquilo que sei é que daqui a 67 jogos quando o Porto voltar a perder um jogo no campeonato a culpa, não pelo Marco, vai ser dos heróis do Pinto da Costa. Talvez até nem uma derrota seja necessária, um qualquer empate em Guimarães e os Super-Heróis, não para o Marco, serão os Hiper-Vilões pelo menos para o treinadr da altura do Porto.

Durante os restantes jogos, se o resultado sorrir, se o fora de jogo for milimétrico, se o cartão for só uma ameaça (invisivel e sem cor), se nenhum jogador disser "É uma vergonha" o insulto mais grave que se pode fazer nas Antas, as palavras dos dragões, agora sim já com o Marco, vão ser "Joguem à bola, pá!"

Ricardo disse...

BTW... OFF TOPIC!