quinta-feira, maio 24

Europeu 1984, em França.

As minhas memórias de Europeus começam em 1984, com a prova disputada em França. Na altura, apenas participavam 8 equipas pelo que, a chegada às meias-finais da competição implicou “apenas” a passagem do grupo.

O grupo era forte, com a RFA (0-0), Espanha (1-1) e Roménia (1-0). Depois dos dois empates, Nené carimbou a passagem em segundo lugar, atrás da Espanha.

O jogo seguinte, contra a França, vi-o com a família toda em casa e, pela primeira vez, com um sofrimento inesquecível. A jogada de Chalana, o remate meio-acrobático de Jordão, a bola a bater nas redes, a euforia de estar a eliminar a França de Platini, Giresse, Tigana e Bats, alguns dos jogadores mais conhecidos do mundo.

Depois, o fado triste, com o empate. O fado trágico veio mesmo no fim, com vários jogadores no chão, um a esticarem-se, outros a caírem, sem que nenhum conseguisse evitar que a bola chegasse aos pés de Platini.

Lembro-me de ter achado que o francês já não teria forças para o remate (com 120 minutos nas pernas, num jogo intenso). Não só teve, como ainda colocou muito bem a bola, acabando com o jogo. Foi horrível ver o gajo a correr todo contente e a festejar.

Na Final, a França superiorizou-se à Espanha, por 2-0 e Platini marcou o seu nono golo no Europeu!

Fiz nesta altura a minha primeira caderneta de cromos e à memória vêm-me nomes como Bento, Chalana, Jordão, Paltini, Lerby, Laudrup, Larsen, Camacho, Arconada, Señor, Voller, Grun, Ceulemens.

9 comentários:

Pedro disse...

Arconada!!! Mítico!!! ☺☺

Peyroteo disse...

Na altura em que o Europeu só tinha 8 equipas. A Itália, que tinha ganho o célebre Mundial 82, nem esteve presente. Já a Dinamarca, que teve aqui a sua geração de ouro, acabou por ganhar o Euro quando já não tinha a qualidade de 84 e 86 (Lerby, Arnesen, Elkjaer-Larsen, Morten Olsen, Molby, Jesper Olsen, Michael Laudrup).
O Boloni e o Ivkovic também estiveram presentes neste Euro.

LMGM disse...

O nome que eu mais gostava era este, Czerniatyński

LMGM disse...

Duas grandes ausências nesse Europeu, Oliveira (lesionado) e Manuel Fernandes (por opção).

Era impressionante ver a diferença de volume fisico entre os nossos jogadores e os das outras selecções.

Muita fome se passava nesta terra...

Essa derrota ainda me está atravessada (aliás qualquer jogo com a França), comecei a ver o jogo sozinho em casa e acabei a jantar já com toda a famelga. Estive com um pedaço de bife espetado no garfo durante 10 min. os cinco finais e os cinco seguintes.

Ainda guardo a ONZE sobre esse europeu com uma fantástica foto do primeiro golo de Rui Manuel Trindade Jordão nas alturas a facturar de cabeça.

Virgílio disse...

O meu primeiro europeu tb para mim. Mas a estreia nas gdes competições tinha-se dado 2 anos antes no inesquecível mundial de 82! Foi o primeiro torneio que segui e o melhor (a par do euro-2004 , vá...)

Outros craques do Euro 84: Jean Marie Pfaff, Harald Schumaker, Karl Heinz Rummenigge, Peter Littbarsky, Shuster, Eric Gerets, Batiston, Enzo Scifo, Vandenberg, Gordillo, Carrasco e Santillana... E mais que agora não me 'alembra' :)

O Arconada deu um frango de todo o tamanho na final. O primeiro da França salvo erro.

Na nossa meia-final contra a França aconteceu um episódio familiar inesquecível: no segundo golo, o de Jordão, o meu pai deu um pulo que bateu com a cabeça no candeeiro... Eu e o meu irmão passamos os minutos seguintes a rir às garagalhadas e ele a coçar a cachola o resto do jogo... até o chuleco do Michel acabar com os nossos sorrisos e acentuar a dor de cabeça do meu pai. Desde aí que não gramo o franciú. Hj é mesmo um odiozinho de estimação, aquilo q sinto pelo presidente da UEFA (arghhh).

luis disse...

Virgílio: :)

Alguns desses nomes ainda vão aparecer noutros resumos dos Europeus que agora vou fazendo.

LMGM, tenho em casa algumas ONZE, umas em francês, porque depois já havia a edição em português (a menos que esteja a fazer confusão).

Foda-se, os tempos eram mesmo outros, a felicidade que aquela revista me dava...

José Gomes disse...

23 de junho de 1984, noite de S. João. Preparava-me para uma grande noitada mas...

Mr. Shankly disse...

O meu primeiro euro também (e o mundial de 82 foi o meu primeiro grande torneio: ainda hoje me lembro do Naranjito!)

Esse jogo foi inesquecível, o primeiro em que chorei. Vi o jogo em casa do meu vizinho, e no fim foi um mar de lágrimas, ainda hoje somos gozados pelos nossos pais (que acho que também devem ter vertido algumas, não garanto...)

Só me lembro de mais um assim: a final de Estugarda.

A Onze Mondial...é como diz o luis, ficávamos felizes com pouco. Andava feito maluco todo o mês à espera que cá chegasse.

Também me lembro do que fiz o LMGM, a diferença de estofo físico era impressionante.

Deve ter havido grandes jogadores nesse Euro, dizem que o platini era bom. Mas para mim Euro 84 foi o Chalana, que craque!

Antonio Silva disse...

Chalana foi mítico nesse Europeu, as fintas de corpo a assentar adversários, só mesmo ele.