terça-feira, setembro 27

Relatório e Contas

Confesso que não sei analisar muito bem estes relatórios. Devia saber, mas não sei.


Mas há uma coisa que eu sei. Do que li na imprensa, com os dados fornecidos nas notícias, faculmente se faz uma conta: nos últimos 3 anos, o Benfica acumulou prejuízos num montante que ronda os 60M €.

Como é isto possível? Como é que um clube com um passivo astronómico, que continua a acumular prejuizos continua a ser viável? É-me difícil de compreender.

Se fosse uma qualquer empresa já se tinha apresentado à insolvência.

O futebol português é, de facto, uma economia à parte. Ou há excelentes gestores, ou grandes "engenharias".


Quem diz o Benfica, diz outro qualquer...

5 comentários:

luis disse...

Jorge, como tudo nesta sociedade do capital, o que interessa mais é a tua capacidade de crédito.

A capacidade de te endividares é a forma que arranjaram para o dinheiro rolar, com o resultado que agora se vê.

Só que, enquanto as famílias perdem emprego e, por consequência, dinheiro e poder de compra (e deixam de poder pagar empréstimos que contraíram), o SLB continua a facturar e a ter o estádio cheio, etc, e claro, a gastar para lá do aconselhável.

Na teoria, o SLB pode apresentar um buraco de 150 Milhoes até. Porque teoricamente o plantel e o estádio valem isso (isto é apenas um exemplo, não sei os valores, claro) no mercado actual.

O problema é se os jogadores deixam de valer o que valem (já baixou um pouco mas continuam a gastar-se milhões). Podes comparar isto com o que aconteceu no mercado imobiliário nos EUA. A malta deixou de pagar ao banco, o banco retira-lhes as casas, mas depois fica com as casas e não as consegue vender (as casas desvalorizaram imenso) criando o rebentamento da bolha.

Hugo disse...

Os clubes portugueses viviam muito do crédito bancário que hoje em dia está cada vez mais apertado.
Para contornar isto recorrem aos fundos de investimento, empréstimos obrigacionistas etc.
A isto chama-se fuga para a frente, um pouco à semelhança de como foi governado Portugal nas últimas décadas.

Pedro disse...

O q é assustador e muitos nem sequer pensam no assunto (pq não vem nos jornais como deseja quem manda) é que o outro, o "ladrão", deixou um passivo de 50 milhões de euros. Este, o "salvador", vai deixar um passivo a roçar os 400 milhões...

Nos últimos três anos o SLB investiu forte na equipa mas tb é verdade que foi campeão, teve receitas da champions, renovou contrato com a Sagres e realizou cerca de 100 milhões em vendas de jogadores.

Joao disse...

Eu só questiono uma coisa. E se os bancos aos quais os clubes estão de alguma forma associados falirem?

luis disse...

João, o problema não é exclusivo dos Clubes de futebol.

Aliás, só neste país é que toda a gente se preocupa muito com as dívidas do futebol (todas juntas são apenas alguns milhões).

Isso já aconteceu com o BPN, por exemplo. Faliu. Tu e eu, os teus pais, os meus, os teus amigos, os meus, pagámos a falência do banco.

O sistema bancário, se falir, vem tudo abaixo, não é apenas o futebol. Aliás, o futebol será então o menos importante.