sexta-feira, setembro 7

45.947

São estes os números ( faltam-me os objectivos para conseguir descrever isto) que foram apresentados pela SAD do Sporting na época 2011/2012
Face a isto, a explicação foi esta "Já tinha sido previsto no final da época anterior, considerando as necessidades de investimento na equipa e a resistência assumida à venda de jogadores para maior sustentabilidade da equipa".

As necessidades de investimento ainda se percebe ( assumida desde o principio do mandato), a resistência assumida á venda de jogadores ( talvez no caso do Rui Patrício, quiças Insua, Wolfs ou Carrillo), mas para que se perceba a dimensão da catástrofe, veja-se a % do passe que pertence ao Sporting dos jogadores que são hoje em dia apontados como os activos com mais valor da equipa, e que poderiam servir como uma forma de sair do buraco caso aparecessem  propostas e  se decida abrir mão desses mesmos jogadores:
Rui Patrício 70%, Cédric 30%, Insua 35%, Rinaudo 35%, Elias 50%, A.Martins 35%, Carrillo 30%, Wolfs 35%, Labyad 80%...

O Sporting está endividado, hipotecado e perde muitos milhões por ano.
Tento com muita força esperar que não aconteça aquilo que já parece ser mais que óbvio!!!


26 comentários:

JL Martins disse...

Já agora J. verbaliza esse "mais que óbvio" [é que eu, sinceramente vejo aí várias hipóteses]

Pedro Almeida disse...

Realmente é impressionante, mesmo que na altamente impróvável hipótese que consigam vender por exemplo o Wolfs ou o Carrillo num grande negócio "à russa", o dinheiro que entraria no clube seria muito modesto.
A melhor receita que o Sporting ainda poderia aspirar seria mesmo o Porto vender o Moutinho.

Pedro Almeida disse...

Mas tb só há 2 caminhos, ou o actual e vão conseguindo ter uma equipa mais ou menos competitiva ou então passam a depender exclusivamente da academia, mas aí não podem esperar grandes resultados desportivos, no imediato pelo menos, mesmo no futuro tenho dúvidas.

Pedro disse...

Normalmente isto descamba sempre um não sportinguista diz uma verdades que os sportinguistas não gostam de ouvir mas, lá vai:

O Sporting só tem uma solução que é perceber e reconhecer a sua realidade. Assumir que estão uns bons degraus atrás dos rivais e, inclusivê, do Braga pq têm muito mais gastos, muito mais pressão enquanto o valor das equipas não é assim tão díspar e os resultados são muito inferiores.

Assumir claramente uma não candidatura ao título e retirar toda a apressão que isso transporta para cima de uma equipa, adeptos e jogadores. Apostar na prata da casa como forma de redução de custos e ir, aos poucos, com o dinheiro que sobra tentando contratar bem lá fora e renovar contratos com os miúdos da formação que despontam mais que outros. Vai durar alguns anos mas o Sporting tem que seguir as pisadas do Braga, ir crescendo de forma sustentada, época após época.

É impressionante a ideia que se vê nos comentários de sportinguistas em dezenas de blogs de que têm realmente uma grande equipa, que têm jogadores q vão gerar grandes vendas, etc. Chegam mesmo a achar que estão em pé de igualdade com Porto e Benfica por causa das saídas de Hulk e Witsel. Claro que isto leva para cima dos jogadores uma pressão enorme e consequentes manifestações de desagrado quando as coisas não correm bem.

Sem os sportinguistas perceberem que não estão no mesmo patamar o Sporting não sairá da crise. Se não aparece um chinês, arábe ou russo que se queira divertir em Portugal e injectar largos milhões o Sporting tem que viver com as suas receitas que são muito menores do que os rivais. Não sou eu q o digo, são os números: vejam a média de assistências desde q foi inaugurado o novo estádio, vejam as receitas de quotização, vejam as vendas das gameboxs, vejam receitas de merchandising, publicitária, etc.

E não entrem na onda do "deves pensar que o teu Benfica está melhor, etc e tal". Penso que isso é totalmente irrelevante para o problema do Sporting.

ana disse...

O Pedro é um curioso. Um curioso sobre a "coisa sportinguista". Dá-se ao trabalho de ler dezenas de blogues "verdes". Resta-te tempo para leres os das tua cor? Se calhar não estarias tão informado/preocupado acerca do meu clube e um bocadinho mais acerca do teu. E, sim, é relevante para o Sporting esta constante "despreocupação" com o que se passa nos outros dois grandes e o alarmismo com que se encara tudo e mais alguma coisa que se faça no Sporting.É que isto é publicidade negativa, e afasta potenciais investidores... Vêm aí eleições no teu clube, não vêm? Decerto vais descobrir muita coisa que talvez te surpreenda.

ana disse...

Quanto a ti, j., lembro-me bem de me teres acusado de destabilizadora e de me teres dado um sermão daqueles apenas porque tive a veleidade de dizer que se o Carrillo jogasse sempre como o fez contra os franceses no jogo de apresentação, era capaz de já cá não estar em dezembro. Sou uma besta, realmente! Devia-me ser negada a condição de sócia... Tché!

J. disse...

As comparações são sempre curiosas.Até porque é um óptimo instrumento para relativizar os nossos próprios problemas e muitas vezes engrandecer certas qualidades que possamos ter.

Já há tempos mostrei aqui, que a principal diferença entre as SAD dos clubes não está no que ganham por quotizações, bilheteiras, merchandising....se fosse por aí todos os clubes estariam largamente deficitários.
E não é uma questão de se por em qq patamar, é a realidade expressa nos relatórios de contas.

Ora, o que difere o Sporting do Porto, Braga e Benfica.
Nestes clubes nos últimos anos houve um encaixe de milhões. Milhões que o Sporting não soube encaixar. E a diferença está apenas aí.
A explicação para isso, seria interessante procurar, talvez melhor para outro dia e outra discussão.
Agora desportivamente não acho que o Sporting esteja noutro patamar comparando com Benfica ou Braga.
Tem ficado atrás nestes ultimos campeonatos sim, mas a nivel de titulos, nem Benfica nem Braga podem dizer que se encontram acima do Sporting.
O Porto é que tem estado noutro patamar sim, mas isso tb é outra história.

J. disse...

Agora deixando os outros em paz, e focando-se exclusivamente no Sporting, é dificil estarmos optimistas com isto.

O Sporting precisa de se equilibrar imediatamente. Nem com investidores da China, Angola ou Rússia isto vai lá, porque mesmo que equilibremos o clube a nível de Capitais próprios, a actividade anual gera largos milhões de prejuizo. Necessitariamos portanto, um investidor em cada 10 anos.

Pedro disse...

Aí está...realmente não vale a pena. Adiante.

Ana, esquece lá isso. O que não falta por aí são comentários sportinguistas em blogs benfiquistas e mistos como por exemplo o próprio Sector, o 442, Gordo, Cabelo, BnR B, etc...não te dês demasiada importância...não a tens.

Sinceramente espero q a maioria dos sportinguistas pense como tu, é que eu não sou o politicamente correcto de apregoar que quero um sporting forte para dar mais valor às nossas vitórias. Eu quero é ganhar, tanto me faz q seja ao sporting ou ao paços.

Ás vezes gosto de discutir um pouco mais sério mas trataste de comprovar logo a minha primeira frase do primeiro comentário...

J. disse...

Ó Pedro,o problema de discutir contigo é que não consegues sair desse autismo vermelho, fácil de comprovar indo apenas ao teu blog.

Vai lá ver o teu patamar desportivo nos últimos 10/20 anos e o Braga, e depois compara com o do Sporting.
Achas que há uma grande diferença é!?


Pedro disse...

E é isto. J., sem perceberes tu dás-me razão.

Se não consegues ver a abissal diferença que existe nada do que eu possa dizer te fará mudar de ideias. Portanto, basicamente, o que tu estás a dizer é o mal do sporting dos dias de hoje. Achar q estão iguais.

Não vejo o que é que o meu autismo vermelho que se comprova no meu blog demonstre q o que eu disse sobre o scp esteja errado mas escusas de responder. Fiquem vocês a discutir que eu vou lendo e sorrindo.

Abraços

Nunca mais há bola... xiça.

J. disse...

Eu acho que desportivamente o onze do SPorting não difere em muito dos onzes do Porto, Braga ou Benfica.
Podiamos ir um a um e comprovar isso.
Mas nem é por aí...pq já sei que para ti um Matic será sempre superior a um Rinaudo, só para dar um exemplo.


Mas em certa parte estou de acordo contigo quando dizer: " Apostar na prata da casa como forma de redução de custos e ir, aos poucos, com o dinheiro que sobra tentando contratar bem lá fora e renovar contratos com os miúdos da formação que despontam mais que outros. Vai durar alguns anos mas o Sporting tem que seguir as pisadas do Braga, ir crescendo de forma sustentada, época após época."

O problema é que não se pode ir crescendo de forma sustentada quando se está sempre a mudar de direcção e pedir que os que lá estão saiam e venham outros, que serão sempre vistos como os salvadores da coisa.


luis disse...

Ó J., e falar de bola, não?! És hilariante!

Pedro, a verdade dói, às vezes. Há malta que, apesar de perceber, detesta que seja um adepto de outra cor a dizer. Não é que não concordem com o que dizes, acredita.

A diferença nesta conversa, pelo menos contigo é simples: se a Ana, por exemplo, disser que o LVF está a delapidar o clube e a geri-lo com a "fuga para a frente" tu concordas ou não, seja essa opinião de uma sportinguista ou de um bracarense.

Mas foi uma boa tentativa, a tua.

J. disse...

Ó luis, já voltas ao teu velho estilo.Fixe, vamos chegar ao 1.000.000 num instante.

Filipe disse...

Eu acho que é uma questão de tempo até falirem todos, talvez sobre o Braga.

Peyroteo disse...

A verdade só dói se for verdade :) de facto, o Pedro vive num mundo Paralelo. Nesse mundo,até a equipa B é líder! :)

Filipe disse...

O Pedro está só a ser proactivo.

Já agora, alguém sabe o que sucede se um clube descer de divisão mas tiver a equipa B em posição de subida?

luis disse...

Não acredito que o SCP desça, Filipe :)

J. disse...

É smp bom ter aulas de proactividade.
Principalmente vindas de quem vêm.
:-)

Pedro disse...

Aprender com os melhores é sempre uma mais valia!
☺☺☺

J. disse...

O que não deixa de ser sempre um conceito subjectivo.
Melhores em quê?No futsal e no basket?

Miguel disse...

No futsal não são melhores! Podemos ter perdido o ano passado, mas temos mais títulos e continuamos a ter melhor equipa... aquele cabrão do g.r suplente deles deu-lhes o titulo no jogo 4 :)

J. disse...

hehehe
então pronto nem no futsal são melhores.
mas pouco interessa que sejam melhores ou piores, nem era essa a conversa, mas sobretudo em saber que nós podemos ser e fazer muito melhor.
E é nisso que deveriamos estar concentrados, em fazer melhor com o que temos. Eu acho que é possível, mas não está fácil....

Miguel disse...

Quanto ao post e agora mais a sério, eis a minha visão de como vai o circo:

1) O Porto tem sido hegemónico (fruto de boa gestão após terem dado o salto à custa de anos 80 cheios de corrupção). A hegemonia interna e boas épocas europeias - resultado de boas equipas e de alguma sorte sempre necessária - permitem comprar bom produto e vendê-lo caro, equilibrando a exploração. Teria piada ver o FCP sem acesso à Champions durante uns 2 anos.

2) O SLB percebeu que para ombrear com o Porto teria de investir, sobretudo após anos miseráveis em que até um 6º lugar ficou no cv. A estratégia de fuga para a frente não se tornou insustentável porque 2004-05 funcionou como paliativo perante os adeptos e, sobretudo, porque 2009-10 reforçou a estratégia e trouxe muitos milhões. Começaram a comprar caro e a vender mais caro, dando um salto qualitativo.

3) O Sporting após 2002 - e porque a exploração a isso exigia - começou numa estratégia de vender os melhores e supostamente apostar em jogadores da casa. A aposta foi feita sempre mais por necessidade do que por convicção, excepto em 2 ou 3 casos de jogadores de facto extraordinários (ex. Nani, Moutinho). Ia dando resultado em 2006, ano em que chegámos a estar em 1º durante algum tempo da ultima jornada e em que a mão de Ronny continua a ensombrar as mentes. Não deu resultado e a credibilidade da estratégia perante os adeptos foi desaparecendo. Desde Bettencourt que a inflexão é evidente e agora aposta-se em melhorar o produto para depois o vender caro. Todavia, anos seguidos sem receitas extraordinárias e sem Champions origina buracos orçamentais grotescos.

4) Comparo este ano ao do SLB de 2009. No Verão desse ano tínhamos Domingos Oliveira a afirmar peremptoriamente que tinham de vender jogadores. No dia seguinte era contrariado por LFV afirmando que não ia vender ninguém. Na altura, DSO sabia que estava à beira da rutura. No final do ano o SLB campeão ganhou fôlego para se recompor.

5) O Sporting deste ano, se voltar a ficar em 4º lugar e sem qq activo evidente que possa alienar, arrisca-se a fechar as portas. Não é alarmismo, é a realidade.

5) Tudo será mentira se aparecer alguém disposto a investir no clube para ser um brinquedo privado. Aí, terá morrido de vez o Sporting associativista, que os saudosos da velha guarda insistem em preservar.

Filipe disse...

Já agora, para quem estiver interessado, a totalidade do relatório encontra-se em:

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/PC41380.pdf

O balanço dos custos operacionais, excluindo passes de jogadores foi negativo em cerca de 25 milhões de euros. Pode parecer excessivo mas representa um investimento que fará sentido se o clube assegurar a champions nos próximos anos. O Benfica, por exemplo, fez 21 milhões de euros com a CL na época passada.

B Cool disse...

Andam enganado com essa treta do investimento. Aquilo que tiveram foi um disparar brutal de custos com o pessoal que só por si ultrapassam os proveitos operacionais. Só se agora existe uma nova definição e custos com o pessoal querem dizer investimento