sábado, abril 19

Parabéns

Ao Sporting e adeptos por terem alcançado o acesso directo à Champions. 
No princípio da época este objectivo era uma quase utopia...
Grande trabalho. 

18 comentários:

Mike Portugal disse...

No inicio de Agosto estava com esperança de poder ficar em 3º, mas depois de começar a ver os jogos da pré-época e os 1ºs jogos do campeonato em Agosto comecei a mudar de ideias.

No final de Setembro eu já dizia a 2 amigos: "Esta época o FCP vai ficar em 3º. Não parecem tão fortes como antes e acho que a ausência do Moutinho vai-se fazer sentir."

Vamos lá ver se o Olhanense faz uma gracinha na luz.
Não que eu pense que ainda posso ser campeão, mas só para vos adiar a festa mais uma semana. loool

luis disse...

Mais do que merecidos para um clube muito grande que, no passado recente, esteve a saque de gente ignóbil a quem tudo parecia interessar menos o próprio clube.

Ao mesmo tempo, foi esta equipa que obrigou o Benfica a ser cada vez mais competente.

Preferia ter sido campeão hoje mas, o Sporting ter vencido mais uma vez, não me surpreendeu absolutamente nada.

Amanhã temos de terminar com isto...

J. disse...

Um segundo lugar que vale quase por um titulo....
Quem nos via um ano atrás, e quem nos vê hoje.
E estes milhões que vão entrar, irão resolver muitos problemas em Alvalade.
Se conseguirmos manter o William, mais 2/3 bons reforços, melhor sorte com as arbitragens e acho que para o ano poderemos fazer qualquer coisa mais nas 2 competições internas que iremos disputar.

PedroC disse...

Como Sportinguista os meus parabens pelo desportivismo.

É isto é que interessa!

Ace-XXI disse...

Obrigado! Estão todos de parabéns (em especial) a direção por terem dado a volta à tudo o que estava a acontecer nos últimos anos.

No início do campeonato este 2 lugar era impensável mas em dezembro já comentava com os meus amigos que com 2 reforços a sério dava para ser campeões está época infelizmente os reforços de inverno pouco ou nada acrescentaram.

Agora é trabalhar para melhorar o objectivo tem de ser os 70 pontos todas as épocas sabendo que nem sempre dará para ganhar o título.

Bom jogo para logo e não façam muito barulho que eu preciso de dormir :)

Pedro disse...

E só de lembrar do que alguns sportinguistas diziam sobre alternativas e que não havia outro rumo.

Vale para o futebol e não só...

RS disse...

Os sportinguistas agradecem o desportivismo... foi uma grande vitória, que a todos surpreendeu!
Parabéns ao Benfica e adeptos pelo Campeonato, foi merecido!

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

Se fosse da laia de certos indivíduos desvalorizava o sucesso de uns com uma época menos boa de outros, como não sou parabéns ao Benfica mereceu ser campeão, ao contrario do que diz o outro burro.

Francis disse...

Parabéns aos benfiquistas desta Blog...menos ao Luis ( ranhoso ).
Merecido.

Divã Leonino disse...

Parabéns ao slb pelo 33º título de Campeão de Portugal. Já agora, e que tal contabilizar estes títulos como deve ser?

Eu sei que a memória de muitos apenas existe para o que lhes interessa, mas o facto é que o título de "Campeão de Portugal" já existe desde 1922 e era atribuído ao vencedor do Campeonato de Portugal que existiu até 1938. Desde essa data passou a ser atribuído ao vencedor da 1ª Divisão.

A I Liga existente entre 35 e 38 era uma competição experimental e o vencedor não era considerado "Campeão de Portugal". Por razões que desconheço (mas desconfio), a comunicação social passou a ignorar este facto e a contabilizar erradamente a I Liga e a ignorar o Campeonato de Portugal, que até 1938 foi, reconhecidamente, a competição mais importante do país e a única que atribuía, formalmente, o título de "Campeão de Portugal".

O facto da taça atribuída ao então "Campeão de Portugal" ser a mesma taça da actual Taça de Portugal, ou o facto do campeão ser apurado em sistema de eliminatórias, em nada altera a verdade histórica, pois, por essa Europa fora, os formatos das competições que deram origem aos respectivos campeões nacionais já foram diversos (vejam o caso de Itália, por favor), bem como as taças que lhes estão subjacentes (aqui os exemplos são inúmeros).

Assim, a bem da verdade, os Campeões de Portugal desde 1922:

1922 FC Porto
1922–23 Sporting
1923–24 Olhanense
1924–25 FC Porto
1925–26 Marítimo
1926–27 Belenenses
1927–28 Carcavelinhos
1928–29 Belenenses
1929–30 Benfica
1930–31 Benfica
1931–32 FC Porto
1932–33 Belenenses
1933–34 Sporting
1934–35 Benfica
1935–36 Sporting
1936–37 FC Porto
1937–38 Sporting
1938–39 FC Porto
1939–40 FC Porto
1940–41 Sporting
1941–42 Benfica
1942–43 Benfica
1943–44 Sporting
1944–45 Benfica
1945–46 Belenenses
1946–47 Sporting
1947–48 Sporting
1948–49 Sporting
1949–50 Benfica
1950–51 Sporting
1951–52 Sporting
1952–53 Sporting
1953–54 Sporting
1954–55 Benfica
1955–56 FC Porto
1956–57 Benfica
1957–58 Sporting
1958–59 FC Porto
1959–60 Benfica
1960–61 Benfica
1961–62 Sporting
1962–63 Benfica
1963–64 Benfica
1964–65 Benfica
1965–66 Sporting
1966–67 Benfica
1967–68 Benfica
1968–69 Benfica
1969–70 Sporting
1970–71 Benfica
1971–72 Benfica
1972–73 Benfica
1973–74 Sporting
1974–75 Benfica
1975–76 Benfica
1976–77 Benfica
1977–78 FC Porto
1978–79 FC Porto
1979–80 Sporting
1980–81 Benfica
1981–82 Sporting
1982–83 Benfica
1983–84 Benfica
1984–85 FC Porto
1985–86 FC Porto
1986–87 Benfica
1987–88 FC Porto
1988–89 Benfica
1989–90 FC Porto
1990–91 Benfica
1991–92 FC Porto
1992–93 FC Porto
1993–94 Benfica
1994–95 FC Porto
1995–96 FC Porto
1996–97 FC Porto
1997–98 FC Porto
1998–99 FC Porto
1999–00 Sporting
2000–01 Boavista
2001–02 Sporting
2002–03 FC Porto
2003–04 FC Porto
2004–05 Benfica
2005–06 FC Porto
2006–07 FC Porto
2007–08 FC Porto
2008–09 FC Porto
2009–10 Benfica
2010–11 FC Porto
2011–12 FC Porto
2012–13 FC Porto
2013–14 Benfica

Total:
Benfica 33
FC Porto 30
Sporting 22
Belenenses 4
Boavista 1
Marítimo 1
Olhanense 1
Carcavelinhos 1

SL

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

Carcavelinhos? F*dace!

Ace-XXI disse...

Sobre a contabilidade do diva confesso que não acho estranho considerarem os títulos antes de 38 como não campeões nacionais, é verdade que era a competição mais importante da altura mas como era num formato diferente nunca se considerou esses titulos, o que é realmente estranho é que nunca tinha lido em lado nenhum que se contabilizava os títulos dessa liga experimental, mas enfim São coisas sem grande importância os tripas até a data de fundação Aldrabaram...

J. disse...

Se até a Italia em 38 já tinha 2 mundiais...

PS - O Carcavelinhos ainda existe? :-)

Divã Leonino disse...

Ace, desculpa mas é muito estranho que não se considere o vencedor da maior (e única!) prova nacional até então, e que até se chamava (imagine-se!) "Campeonato de Portugal", organizado (imagine-se!) pela Federação Portuguesa de Futebol (então União Portuguesa de Futebol).

Aliás, devemos ser o único país da "elite" do futebol europeu que ignora (ou pelo menos remete para rodapé) uma competição que durante um dos períodos mais fortes de implantação do "desporto rei" no país consagrava o campeão de Portugal.

Quanto ao formato, como referi anteriormente, em Itália, desde 1898 até 1926, o campeonato jogou-se com fases regionais e finalíssimas (como o Campeonato de Portugal) e ninguém retira da contabilidade oficial os títulos que a Juventus, Milan, Inter, Genoa, etc. ganharam então. Vejam aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Italiano_de_Futebol_-_S%C3%A9rie_A

Quanto ao gozo em relação ao Carcavelinhos só demonstra um puro desconhecimento da história do futebol no nosso país e até uma grande falta de cultura desportiva. Em Inglaterra e em Itália ninguém coloca em causa os títulos do Preston North End ou do Pro Vercelli.

SL

Ace-XXI disse...

Nao percebes-te o meu comentário é obvio que esses títulos deviam ser contados como vencedores nacionais mas o que eu quis dizer foi que nunca me lembro de contarem, quando se falava dos títulos a contagem era sempre a partir de 38 e nao é difícil encontrar referências nos jornais dessa contabilidade.

Nao é que eu de muita importância a isto ( até porque o Benfica tem efectivamente 33 títulos) mas é estranho que a nível de CS ninguém fale nisso, cheira-me que quando o SCP voltar a vencer ( quanto mais cedo melhor :) vai comemorar o seu 23 título... Mas seja o 19 ou o 23 o importante é que o vença que eu tenho saudades de ver o Marques de verde e branco! :)

Divã Leonino disse...

Ace,

As histórias do futebol português vão mudando de forma muito rápida.

Num almanaque que tenho lá em casa (onde, por exemplo, o FCP aparece como fundado em 1906), no palmarés das várias equipas o Campeonato de Portugal vem com tanto destaque como os títulos da 1ª Divisão, da I Liga e da Taça de Portugal. Lá não se fala em x vezes campeão nacional, mas refere o número de títulos de cada competição.

O problema é que esse tal "Campeonato de Portugal" foi sendo esquecido dos "novos almanaques" e ao mesmo tempo passou a ser incluída a I Liga na contabilidade dos "campeões nacionais". E isso sim é que eu acho que é uma vergonha para a própria história do futebol português, pois não traduz o que verdadeiramente se passava então.

Isto também é um exemplo de revisionismo, mas como foi feito de forma gradual a malta já não valoriza, preferindo apontar espingardas aos revisionismos históricos dos adversários, até porque esta contabilidade, como é óbvio de perceber, só não tem interesse para um determinado clube.

Voltemos ao Carcavelinhos. Hoje pode até parecer paródia, mas quando era miúdo falava-se amiúde do Carcavelinhos como um clube histórico que ousou ser campeão nacional, antes de se fundir no Atlético Clube de Portugal. Hoje, na verdade, ninguém fala disso, precisamente porque praticamente se colocou de parte qualquer referência à competição que, goste-se ou não, consagrou os campeões de Portugal desde 1922 até 1938.

SL

J. disse...

Para mim é igual o Sporting ter 18, 22 ou 33 campeonatos.
Não escolhi ser do Sporting pelo numero de titulos conquistados, mas sim por aquilo que o clube representa.

Divã Leonino disse...

J., o que um clube representa para qualquer um de nós é único e geralmente irracional, por muito racionais que sejam alguns argumentos.

No entanto, não conheço nenhum adepto que não se orgulhe dos títulos conquistados, sejam poucos ou muitos, como também não conheço nenhum que se pudesse escolher entre ter muitos ou poucos escolhesse poucos. Mas cada um sabe de si.

Esse não era o tema da conversa, pois se eu quisesse ser adepto de quem tinha mais títulos não era do Sporting certamente.

O tema é a progressiva desvalorização de uma competição que foi, efectivamente, a maior competição nacional durante 17 anos, que consagrou campeões nacionais a título oficial, e por outro lado a valorização de uma prova (a I Liga) que funcionou em regime experimental e por convite. Se acham que está tudo bem, apenas devido ao formato das competições, isso é convosco. Eu jamais concordarei, pois assim os critérios passam a ser ao gosto de cada freguês - "Ó pá, eu acho que só deviam contar os títulos pós 25 de Abril." - "acho que deveriam contar apenas os da era profissional" - "acho que deviam contar apenas desde a criação da Liga de Clubes".

Oficialmente o campeão português foi o vencedor do campeonato de Portugal, de 1922 até 1938, e posteriormente o campeão da 1ª divisão, a partir de 1939. Isto é um facto. E apesar de ser ignorado hoje em dia pela generalidade do mundo desportivo português, não o deixa de ser. Ou já somos adeptos da máxima que uma mentira repetida muitas vezes se torna verdade?

SL