quinta-feira, abril 4

Benfica 3 Newcastle 1.

Não foi o meu resultado desejado, é verdade, muito por culpa dos melhores 15 minutos do Newcastle em toda a época. Os ingleses entraram melhor, marcaram e tiveram algum azar numa bola ao poste. Depois, só deu Benfica, um golo, oportunidades, defesas, falhanços e nova bola ao poste de Artur, em mais 30 segundos de excelente futebol da equipa do norte de Inglaterra.

Novamente, voltou a dar apenas Benfica. Lima faz um golo magistral (receber aquela bola assim, tornear o guarda-redes e de ângulo difícil, marcar) e Tacuara marca duas vezes, só para termos a certeza que ficávamos com dois golos de vantagem.

Gostei bastante de Almeida, Rodrigo e de um grande Gaitán. No geral, a equipa vacilou um pouco. Mas o futebol é isto, quando há vontade e querer. Tivemos sorte nas bolas nos postes mas, desta vez, merecemos inteiramente essa sorte.

Jesus marca pontos porque a equipa consegue atingir um nível de exigência muito alto. Está de parabéns pelo trabalho desenvolvido esta época, que é excelente.

Não ganhámos nada, é certo. No futebol, no fim, só ganha um. Mas ninguém nos tira o podermos sonhar (com condições para tal, não é sonhar por sonhar) quando vemos a equipa a cavalgar de vitória em vitória, imparável.

O árbitro esteve mal, perdoou amarelos aos ingleses e é o principal responsável por enfrentarmos um Newcastle, para a semana, sem jogadores castigados. E não ver aquele penálti...

Mas vamos ao que interessa verdadeiramente: queremos uma vitória frente ao Olhanense. Aí é que conta.

29 comentários:

Pedro disse...

"(com condições para tal, não é sonhar por sonhar) "

É o total reconhecimento dessas condições que me faz irritar e muito com JJ.

Excelente esta época na gestão do plantel e dos ritmos de jogo. Mantenho muitas criticas que lhe faço mas, neste aspecto, deu um salto qualitativo.

Vitória curta para a diferença de qualidade. É ir ganhar a St.James...penso que não será muito complicado.

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

este luis a escrever é uma comédia total é só rir.

"melhores 15 minutos do Newcastle em toda a época"

deves andar a ver muitos jogos do Newcastle para saberes isso. acho que está tudo dito sobre o que escreveste. ah digam ao Artur que não se pode mijar nos postes...

Jorge Borges disse...

Foi bom. Tivemos sorte com os postes e eles tibveram um grande gr na baliza.
Continuo a ver grandes deficiências defensivas no Melgarejo.

JJ está impecável na rotação, é verdade, mas os resultados também ajudam. lembremo-nos que ainda há um mês o homem era fortemente criticado por tomar algumas opções. Mas é disto que os treinadores vivem: de resultados.

Agora há que pensar no Olhanense, esse sim, o jogo mais importante. O resto logo se vê.

Tasqueiro Emigrante disse...

Ai ai ai...

Este Benfica é a equipa com mais sorte no mundo que eu conheço.

Nem precisa de fazer grandes exibições porque de um momento para o outro aparece um defesa a jogar voleibol e outro a entregar a bola de mão beijada.

Cuidado na Inglaterra porque aqueles dois pontas de lança são bem perigosos.

LDP disse...

Voleibol e defesas nossos amigos. Só faltou marcarmos em fora de jogo para completar o ramalhete.

Não sei se conheces poucas equipas no mundo ou se devias comentar em blogs de voleibol, mas um dia conseguirás perceber isso sozinho.

kovacevic disse...

Não vejo jogos do Newcastle, mas cada vez que vejo um jogo do Benfica fico a pensar como seria interessante ver este Benfica, estes jogadores, na mão de outro treinador.

Ontem, tal como frente ao Leverkusen e ao Bordéus, o Benfica esteve à beira do precipício e salvou-se graças à qualidade dos seus jogadores no ataque.

É estratégia? É sorte?

Não sei, honestamente.

A qualidade do futebol ofensivo do Benfica é indiscutível.

A capacidade de Jesus extrair o melhor dos jogadores e de inventar alguns que não existiam -- Coentrão, Almeida, Matic -- também é indiscutível.

A qualidade do plantel é muito alta.

Mas, no plano internacional, a coisa parece sempre tremida.

É estratégia?

luis disse...

Percebo a tua ironia e, pese embora a alegria que qualquer vitória do nosso clube traz, a verdade é que o Benfica, contra adversários de qualidade, normalmente, perde.

O Newcastle é uma equipa banal no mundo do futebol. E apesar das loas que se tecem a Jesus, a verdade é que apenas melhorámos no confronto contra este tipo de equipas (Bordéus é outro exemplo). Agora já não há Bastias ou suecos que nos façam perder a cabeça.

Mas, como tu referes, o plantel é muito forte e é difícil, com um bocado de sorte, não se vencerem 80% dos jogos.

Esta época, parece-me, a equipa está mais forte psicologicamente. Recuperou de duas desvantagens contra o FCP, deu a volta em Alvalade, foi a Braga vencer.

Para tudo é preciso sorte, claro. Às vezes ela funciona até como um momento-chave.

Para o Benfica chegar à final e continuar na liderança do campeonato vai ser preciso sorte, como acontece com todas as equipas que vencem.

Bem, nem todas. Algumas viciam resultados.

Mas assim tem mais piada. Se ganharmos, festejamos, se perdemos, desancamos no treinador e presidente. Afinal, só podemos queixar-nos de nós próprios nas derrotas (e dos árbitros), o que é bem mais valioso do que ganharmos a roubar.

luis disse...

Apenas mais um comentário, Kova. Importa ressalvar também que o Benfica ontem, jogou sem quatro habituais titulares: Sálvio, Enzo, Maxi e Lima. Pode parecer pouco mas, para se jogar na máxima qualidade, há que contar com os melhores.

Tasqueiro Emigrante disse...

luis,

então os jogos foram viciados quando o Porto venceu a Champions, a Taça Uefa, Liga Europa, Taça Intercontinental? mesmo? a sério?

ou é o vosso complexo de superioridade, em que só vocês é que têm direito a ganhar, que está a falar mais alto?

luis disse...

Tasqueiro, não discuto este tipo de assuntos com pessoas como tu. Mas não deixa de ser engraçado teres acusado o toque.

E agora, se dás licença, desaparece porque a conversa não é sobre o teu clube e as suas conquistas por esse mundo fora.

Tasqueiro Emigrante disse...

luis,

não gostaste da resposta?

se o tema de assunto não é o FCPorto então porque é que falaste nele?

já nem sabes a quantas andas.

Jorge Borges disse...

Ó Luis, é engraçado que quando o tema pode envolver o Porto o gajo não comenta.
Vai ver a caixa de cometários do post sobre as ligações do António Araújo...
Assim como não houve disccusão sobre as expulsões do Rio Ave na Luz, nem a expulsão do Oblak no Dragão (imagina só se ele fazia aquele penalti na Luz, e era expulso ... e que o jogo a seguir não fosse com o Porto...).
É a coerência no seu melhor esplendor...

zorg disse...

Eu acho os números de JJ como treinador do Benfica impressionantes. Anda há meses a bater recordes dos anos 70 e 80. Ainda ontem fez a segunda melhor série de sempre do Benfica em jogos europeus em casa, ao conseguir a 5ª vitória consecutiva. Melhor, só o Eriksson.

Em relação ao Benfica ter estado à beira do precipício, eu não sei quais eram as tuas expectativas, mas nos quartos de final de uma competição europeia é forçoso que encontres boas equipas. E as boas equipas causam problemas. O Newcastle causou alguns problemas ao Benfica, que o Benfica, felizmente, acabou por conseguir ultrapassar.

Tasqueiro Emigrante disse...

Jorge,

se eu não comento certos assuntos é porque felizmente ainda tenho vida pessoal e não tenho tempo para tudo.

se tu tens tempo parabéns.

luis disse...

"se o tema de assunto não é o FCPorto então porque é que falaste nele?"

Eu não falei no FCP, estúpido. Tu é que falaste.


Jorge, o que eu queria mesmo é que o gajo parasse de poluir este blogue, mas infelizmente parece que tal não será nunca possível.

Zorg, "a segunda melhor série de sempre do Benfica em jogos europeus em casa, ao conseguir a 5ª vitória consecutiva"

Hoje em dia é possível a uma equipa como o Benfica, fazer muitos mais jogos nas competições europeias do que nos tempos de Eriksson, quando havia muito menos jogos. Não é por aí.

A vitória de ontem foi boa, muito boa, o espectáculo também, a reacção da equipa também, tudo com o dedo de Jesus.

Foi daquelas noites em que esquecemos os erros porque a equipa jogou e, muito importante, quis jogar, mesmo não sendo perfeita.

As bolas nos postes surgem nesta conversa porque são... bolas nos postes. Podiam ter mudado radicalmente o rumo das coisas, em especial desta eliminatória.

Mas fazem parte do jogo, é legal :)

E eu não comparo o jogo de ontem com o jogo contra o Leverkusen ou Bordéus, por exemplo.

Pulha Garcia disse...

Concordo com tudo menos nos elogios ao Gaitán que esteve um pouco precipitado. No geral o que se vê é um Benfica forte, tacticamente, fisicamente e psicologicamente (como disse o Luís). Nota-se que há muitos jogadores nesta equipa que não têm medo de ter a bola nos pés e de levarem a equipa para a frente seja qual for o resultado. O melhor caso é o do Matic.

A eliminatória não está minimamente fechada mas em condições normais marcamos em Inglaterra.

Estou mais preocupado com o campeonato. Se ganharmos em Olhão, contra o SCP na Luz, e nos Barreiros o "títule" é nosso e para mim ser campeão era mais importante do que ganhar a Liga Europa.

luis disse...

"para mim ser campeão era mais importante do que ganhar a Liga Europa."

Eu diria que 90% dos benfiquistas pensam de igual forma.

Tasqueiro Emigrante disse...

luis disse...

"Eu não falei no FCP, estúpido. Tu é que falaste."

Queres deixar de ser hipócrita? Se não estavas a falar do Porto só podias estar a falar do Benfica. E como tu és benfiquista não é preciso ter dois dedos de testa...

Se não me queres aqui a publicar sempre podes bloquear, estás no teu direito.

Fazes uma "peladinha" com os teus compadres vermelhos e discutem sozinhos o futebol...

PS: Estúpido para mim é um elogio tendo em conta o teu carácter.

zorg disse...

>Hoje em dia é possível a uma equipa como o Benfica, fazer muitos mais jogos nas competições europeias do que nos tempos de Eriksson, quando havia muito menos jogos. Não é por aí.

Luís, o feito que o Benfica atingiu ontem foi o de segunda melhor sequência de vitórias consecutivas em casa, em competições europeias, (cinco) atrás do Benfica do Eriksson (que conseguiu seis). Para este indicador não é relevante se hoje em dia o Benfica faz mais ou menos jogos para as competições europeias, só interessa o número de jogos em casa seguidos que conseguiu ganhar. :D

luis disse...

Depende da falácia. :)

Com menos jogos (ou seja, menos equipas, numa competição) a tendência é haver adversários mais fortes.

Um exemplo prático: imagina que estavamos na Liga Europa desde o início. Estás a ver a qualidade geral da fase de grupos? Logo aí eram uns 4 jogos contra equipas MUITO fraquinhas.

Depois vinha o Bordéus, o Leverkusen actual e este Newcastle que está longe de ser uma equipa difícil.

Antigamente, quando disputávamos a Taça dos Campeões, os adversários eram mais fortes e havia menos competição.

Ah, e se éramos eliminados (como aconteceu este ano na LC), não jogavas mais.

Tasqueiro,

poupa-me, rapaz. Eu gostava mesmo é que tu percebesses as imbecillidades que debitas constantemente neste blogue.

Eu já te bloqueio, quando é caso disso. Hoje não foi o caso, sou só eu a pedir-te para ires chatear os teus amigos.

luis disse...

Zorg,

quando digo "menos competição" refiro-me ao número de jogos.

Hoje em dia, fartas-te de jogar e ainda nem às meias-finais chegámos! :)

zorg disse...

#Jorge Borges

Discordo de ti em relação ao Melgarejo. Acho que defensivamente é o melhor lateral do Benfica, a par do André Almeida dos últimos tempos (e ofensivamente é mais consequente que o André Almeida). Ontem - e contrariamente ao que os comentadores da televisão se fartaram de repetir - não acho que lhe seja imputável o grosso da responsabilidade do golo do Newcastle. O Melga podia estar mais para o centro do que estava, podia ter havido mais pressão de alguém do meio campo (Gaitán?) sobre o tipo que fez o passe, mas na minha opinião o que é decisivo é a velocidade dos dois avançados, que são impressionantes e causaram muitíssimos problemas à defesa do Benfica.

Tasqueiro Emigrante disse...

luis disse...

"Eu gostava mesmo é que tu percebesses as imbecillidades que debitas"

Que imbecilidades? São tão imbecilidades como os teus argumentos. Cada um defendo o seu clube.

Se eu digo parvoices, tu dizes parvoices, e vice-versa.

Não é pelo facto de dizeres que eu digo imbecilidades que elas são na realidade. Para ti serão sempre.

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

é preciso ser muito hipócrita para dizer que ontem os primeiros 15 minutos do Niucasten (como diz a Camila Parker Bowles) foram os melhores da época. com que base é que dizes isso? por acaso és adepto deles ou vês os jogos todos? ou lá por veres resumos da premier na Sportv já te vês com o direito de afirmar tal coisa? deixa de ser idiota.
se ontem o Niucasten faz o 2-0 antes de sequer o Benfas ter feito alguma coisa no jogo eu queria ver como a coisa se desenrolava. continuem a rezar ao bruxo de Fafe que este ano tá a dar resultado...

zorg disse...

Luis, mas no tempo do Eriksson também havia jogos de grau de dificuldade teoricamente menos elevado. Na série de 6 vitórias consecutivas do Eriksson, estavam os gajos a dizer ontem também houve adversários como o Dniepr e outro clube qualquer cujo nome não me recordo agora, que também à partida não seria muito complicado.

E, já agora, julgo que se calhar estou a confundir o recorde: a sequência deve ser 5 vitórias consecutivas em jogos europeus a eliminar, independentemente de ser em casa ou fora (2 vitórias contra o Leverkusen, 2 vitórias contra o Bordéus e agora 1 vitória contra o Newcastle). A série de 6 do Eriksson terminarou na final da Taça dos campeões europeus, contra o Milan. Pode ser que o Benfica este ano consiga chegar às 7. ;)

luis disse...

Zorg, :D esperemos bem que sim.

Em relação a LE estou apenas medianamente optimista.

Com o campeonato numa fase decisiva, passar o Newcastle é o que menos me preocupa.

Vamos ver se em Inglaterra aqueles dois lá da frente correm e acertam menos...

Peyroteo disse...

Ainda lá estão Chelsea e Fenerbahçe que, esses sim, são adversários muito complicados.

luis disse...

Complicados, mas longe de terem a qualidade das equipas da LC.

Para o Benfica actual a LE é a única hipótese de ir até à final.

Tasqueiro Ultra-Copos disse...

enquanto vocês sonham com o vosso colosso mais maior do mundo ésse éle bê ir a uma final europeia eu já vi o meu clube ir a 3 e ganhálas todas. vão lá chamar o eusébio e o salazar para me vir confrontar agora...