segunda-feira, abril 22

O 'derby' que não chegou à Rotunda

O clássico devolveu com troco a ideia patente na tabela. Se o Benfica caminha para o título de uma forma bastante interior, o Sporting, apesar de ter mostrado estar em franca melhoria, discutiu o jogo de uma forma exterior. Confuso? Eu explico. É que a organização ofensiva foi explorada de forma bastante diferente pelas duas equipas. Se olharmos para a solidão de Ricky Van Wolfswinkel na frente de ataque rapidamente perceberemos que Bruma e Capel não foram o apoio necessário para o Sporting transformar o domínio em vários capítulos do jogo, no mais importante: golos. Já, olhando para o Benfica, veja-se onde estava Salvio no primeiro golo e veja-se também onde estava Gaitán no mais fantástico tento da Liga.

Para um portista o 'derby eterno' costuma ser um acontecimento tranquilo. Mas o deste domingo transformou-se numa descida interminável pela Rua da Boavista a fora. A rua é bela e desce para a Rotunda que tem simbolizado aquilo que todos os dragões queriam num lugar a mais de 300 km's de distância. O leão, imponente, esmaga a águia e assim devolve à Invicta a possibilidade de festejar o título mais acima, nos Aliados. Mas essa descida, de tão interminável que parece, não passou de uma miragem. Quase como se a Cervejaria Diu estivesse fechada e se tivesse de voltar para acima para visualizar o clássico em piores condições. Quase, também, como se o Sporting entrasse na Luz de forma excelente e visse o Benfica, na primeira descida com perigo à sua área, fazer golo.

Um golo que deixou quase toda a gente incrédula pois o Sporting surpreendia e dominava o 'mais que candidato' Benfica. Poderia haver surpresa? Poder, podia, não andassem Capel e Bruma tão longe de zonas interiores como o Sporting do título. O fantasista e o espanhol tentaram sempre pelo 'lado de fora' e só o 'menino' pisou, por poucas vezes, zonas realmente perigosas. Ricky Van Wolfswinkel esteve sempre muito desacompanhado pelos alas e até por André Martins, que ficou sempre a metros das zonas de decisão para dar a Jesualdo o domínio a meio-campo que tanto surpreendeu um Benfica que não entrou como se esperava, nem como os seus adeptos gostam: a carregar. Não pôde, não conseguiu e teve de arranjar outras armas para obter vantagem. E foi um movimento interior, realmente perigoso, que Salv(i)ou (what?!) os encarnados.

Depois do golo, quase todos os minutos passaram naturalmente. Mais ainda quando Jesus resolveu jogar decentemente e completar um trio de meio-campo que quase nunca existe. A dupla Cardozo e Lima é uma aberração que Jorge Jesus entende ser - como tudo nele - uma 'pincelada de génio', mas que não chega sequer perto do que é ter Gaitán na zona central do terreno. Pode argumentar o 'Mestre da Táctica' que o jogo estava 'bom' para essa alteração e posso também perguntar eu quando é que o jogo não está bom para o argentino completar o trio e jogar no meio-campo? É quase como Tito Vilanova fazer entrar Messi e dizer que 'o jogo estava bom para ele'. Pois... quando é que não está?

Mas com dois, ou com três, no miolo, o Benfica foi mais forte no capítulo de jogo para o qual todos os outros vivem. A finalização encarnada resultou em golos por razões acima explicadas e puniu um Sporting que tem para argumento final penáltis por marcar. Sem fazer juízo de valor dos lances (que são quatro!) parece-me que os leões poderiam ter ganho o jogo 'por outro lado'. Os erros de Capela foram por demais sublinhados ao longo da semana para redundarem noutra 'grande exibição da equipa de arbitragem' feita por 'um dos mais promissores árbitros portugueses'. Clima sereno e de grande fair-play que contrasta bastante com o vivido e criado quando as águias perdem pontos e campeonatos.

A Liga, essa, decide-se para a semana no Estádio dos Barreiros. O Benfica vai à Turquia e regressa para ir à Madeira provar a sua série de vitórias. Caso ganhe na 'Pérola do Atlântico' a equipa de JJ conserva a vantagem nas 'etapes' de montanha que tanto o treinador encarnado gosta. Os portistas rezam que ele escorregue a 'descer para Seia', para o clássico do Dragão ser realmente eterno. E nessa perspectiva não se pense que a vitória e os três pontos seriam favas contadas, pois os azuis e brancos apenas clamam pela oportunidade, pela hipótese, de poder discutir o título 'mano a mano' e olhos nos olhos com o grande rival. Seria épico, apaixonante, e não sei se a relva aguentaria de tanto ser 'comida' mas, o que é certo é que, não depende do FC Porto. Quando dependeu, empatou-se, por exemplo, com o Sporting de Jesualdo...

24 comentários:

Tasqueiro Emigrante disse...

O Benfica vai ser campeão.

No Dragão? Não me parece...

Jorge Borges disse...

Concordando com quase tudo o que escreves no post, permite-me discordar que o campeinato se pode decidir já nos Barreiros.
mesmo que o Benfica ganhe ao Marítimo e ao Estoril, ficam a faltar 2 jogos. Seo Porto também ganhar os seus jogos, são 6 pontos em disputa com 4 a distanciar os dois. Uma derrota no Dragão obriga o Benfica a ganhar ao Moreirense na última jornada, e para se ganhar tem que se jogar...
O meu feeling é que o campeonato se vai decidir na última jornada.

Tasqueiro Emigrante disse...

Jorge,

o teu feeling é o mesmo que o meu mas mesmo que o benfica chegue ao Dragão com 7 pontos de vantagem não vão fazer a festa lá..."If you know what I mean"

Marco Morais disse...

Não me parece Jorge.

Também o Benfica teve que jogar contra o Sporting, e contra o Rio Ave, e contra outros e... ganhou.

Fica entregue e bem entregue se o Benfica passar nos Barreiros. Mas, claro, esta é a minha convicção.

J. disse...

Já muito se falou da arbitragem, e assim não valerá a pena falar aqui mais sobre isso.

Sobre a tua análise de jogo, concordo.
O Sporting esteve bem a anular o Benfica, mas depois faltou o resto.
É por isso que ainda não somos uma grande equipa. Estamos mto melhor que há uns meses atrás, mas há um longo caminho a percorrer para que possamos pensar em mais altos voos.

Pedro disse...

Se o SLB chegar ao Dragão com quatro pontos de avanço é lá campeão.
Se vencermos no Funchal o fcp terá uma quebra anímica enorme. Pode ser que com isso o SLB consiga ser campeão com o Estoril em casa. Eu gostava!

Tasqueiro Emigrante disse...

J,

por o Sporting ser um clube de "ouvir e calar" é que depois está na posição que está na tabela e já nem um grande é considerado.

se tivesse sido o benfica a ser prejudicado imagina o que já tinha acontecido. a esta hora estavam na porta da Apaf.

deixem de ser os coitadinhos em Portugal e ergam-se.

Imponham-se e não se deixem calar como o Jesus queria ontem fazer no final do jogo ao André Martins.

J. disse...

Não piques Tasqueiro.

O Sporting tem neste momento outras prioridades,que andar a arranjar guerras com a APAF. Até pq acho que no próximo jogo em casa, nos vão dar um ou dois penalties, se sei bem como funciona a coisa.

Neste momento, devemos preocupar em crescer, em ser melhores em campo, pagar o que devemos e em conquistar o quinto lugar.

A seu tempo já virá a guerra com a APAF. Mas não agora...

Hugo disse...

As capas da Bola são o cúmulo da pouca vergonha. Ontem esqueceram-se de mencionar os erros de arbitragem

Tasqueiro Emigrante disse...

Hugo,

querias o quê?

se o jornal a'bola e record são afectos ao benfica iam mostrar o roubo que aconteceu? nem metade dos jornais vendiam...

Carlos disse...

Esta é a postura da agremiação

http://oantilampiao.blogspot.pt/2013/04/fraca-gente-faz-um-fraco-clube.html

Pedro Almeida disse...

Perfeito este post, perfeito.
Infelizmente a honestidade intelectual do Marco Morais é coisa rara em quem escreve sobre bola.

Tasqueiro Emigrante disse...

Interessante é o silencio sepulcral do luis em relação ao que se passou ontem.

Onde estás luis? :)

Francis disse...

Carlos, eu conheço as pessoas em causa dessa foto no Anti-Lampião. São meus amigos pessoais, essa foto foi manipulada. Já foi restirada do Facebook do Benfica precisamente por isso.

António Vasconcelos disse...

Eu também conheço as pessoas

Tasqueiro Emigrante disse...

Se foi manipulada e não era verdadeira porque é que colocaram no Facebook do benfica?

zorg disse...

Eu discordo do Jesualdo e não acho que o Sporting tenha sido a melhor equipa.

Acho que o Sporting foi melhor do que se esperava, conseguiu controlar o jogo em muitos momentos, mas teve muita dificuldade em criar lances de perigo. O Benfica, não tendo sempre mais bola (até porque este Benfica, não é uma equipa que privilegie a posse de bola), foi sempre muito mais acutilante em termos ofensivos. Marcou dois golos e a vitória assenta-lhe bem.

O segundo golo é uma obra-prima e a demonstração de que se o futebol fosse jogado apenas por jogadores que tomam boas decisões, seria uma seca do caraças e a maior parte dos golos seriam de bola parada. Ainda bem que existem gajos que tomam más decisões, umas atrás das outras para que, de má decisão em má decisão, se acabe em golos como o do Lima.

Em relação à arbitragem, acho que existe um penalty por assinalar do Maxi sobre o Viola. Nos outros lances, não me parece que haja nada. O árbitro teve um critério pouco habitual no futebol português, mas aplicou-o uniformemente. Enganou-se no tal lance e é pena.

António Vasconcelos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
António Vasconcelos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
António Vasconcelos disse...

Eu também conheço as pessoas e sei que a foto foi adulterada, tal como o resultado do jogo.
Quanto ao Facebook dos lampiões, parece que vão ter que explicar em tribunal.

Francis disse...

Tasqueiro, se queres entender, entendes. O cachecol que ele tem na mão não tem aquilo escrito, foi MANIPULADO.

António Vasconcelos disse...

Carlos, acredita que é um erro enorme e uma injustiça para os lampiões em causa, apesar de terem culpa de ser lampiões !!!!

Keegan disse...

Parece-me que há muitos adeptos do Porto que se esqueceram do jogo com o Sporting no dragão. Essa sim, uma vitória limpinha. Têm cá uma moral ...

Hugo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.