terça-feira, dezembro 13

Engano bom

Num comentário a um dos últimos posts do Marco vaticinei que iríamos perder pontos em Aveiro. Na base desta opinião estava, para mim, a certeza que a equipa iria quebrar animicamente e "abandonar" o treinador deixando-o à mercê dos resultados. Uma canalhice e completa falta de profissionalismo, mas, à luz de exibições passadas, um cenário bastante plausível. Tinha para mim que o espírito de grupo mais recente e a solidariedade em campo se cingiam ao objectivo de passar o grupo na Champions.

Com este pensamento bem presente, sentei-me a ver o jogo convencido de era um daqueles jogos em que iria insultar os rapazes de azul e branco do principio ao fim. Mas não, antes pelo contrário. E apesar de terminar o jogo a dar graças à Virgem (e mesmo que tivesse acontecido o empate), fiquei com a sensação reconfortante que o grupo permanece unido.

Acho que o FCP jogou muito bem com o Beira-Mar. Foi dominador, foi autoritário... foi a espaços o Porto do ano passado. E isto tudo com handicap. Quando começar-mos a jogar com lateral direito e com o ataque mais organizado imagino que poderemos fazer ainda melhor. James é brilhante e tem que ser potenciado. É no centro que joga melhor? Arranje-se forma dele lá poder jogar. E porque é que o Hulk tem que ficar amarrado à posição de ponta-de-lança? Conheço uma equipa ali para os lados da Catalunha que não tem um jogador preso a esta posição e acho que se safam bem...

Vêem ai dois jogos complicados mas que poderão lançar definitivamente esta equipa no caminho da revalidação do título. Palpita-me que este campeonato vai ser decidido nos confrontos directos... é que os principais dos adversários insistem em não desperdiçar pontos... vá-se lá entender isto.

4 comentários:

luis disse...

Desculpa Gonçalo, comecei a escrever ao mesmo tempo e não vi o teu.

Sobre o post: este FCP sem ponta de lança, sem Falcão, tem mais dois golos marcados do que no ano passado.

Eu continuo a pensar da mesma forma. Não vejo, internamente, quebra nenhuma, mesmo que me falem em "jogamos pior". Vi bastantes jogos do início da época passada e não jogavam mais nem melhor.

Externamente, o FCP não jogou a LE. O grupo não era fácil e o empate contra o Zenit e a derrota contra o APOEL (quando bastava um empate) foram situações que acontecem a qualquer equipa do mundo (menos o Barça, claro). Por muito pouco o FCP não passou em primeiro.

Gonçalo disse...

Luis - não te problema e ainda bem, até porque a tua audiência é bem mais expressiva que a minha :)

Em relação à tua análise do FCP eu compreendo-a perfeitamente e não tem falhas se pensarmos em épocas separadas, sem ligação (tipo décadas diferentes). Até partilharia da tua opinião se a equipa tivesse sofrido saídas importantes ou a filosofia de jogo tivesse sido revisto, como aconteceu com AVB e com quem tivemos um FCP em construção até ao final de 2010. Mas a realidade é outra. A aposta foi na continuidade, como o Marco tanto tem insistido, e essa continuidade desapareceu ao fim da pré-época. Jogos como os com o Apoel, Zenit em Moscovo, Feirense, Académica ou Olhanense não se aceitam e não têm grande comparação com o arranque de AVB.

luis disse...

O arranque de AVB contra a Naval ou Rio Ave, por exemplo, é comparável. Por acaso, ganharam.

A continuidade que vocês "exigem" talvez não seja exequível.

Há jogadores que estão numa forma diferente, há outros que podem estar com menos motivação, há outros que querem sair.

É que se fosse assim tão simples manter uma filosofia, o FCP eram sempre campeão sem derrotas e vencedor da Taça e da LE. Isso até era aborrecido. :)

O que acho resumido: AVB apanhou uma equipa sedenta de vitórias (a época anterior foi marcante nesse aspecto), um início onde foram beneficiados mas que lhes permitiu alcançar uma excelente almofada para o segundo lugar.

Este ficou com os cacos.

Gonçalo disse...

Cacos = equipa que ganhou tudo e que tinha grandes aspirações para a Champions? :)

Mais uma vez digo que percebo o teu ponto de vista, mas também acho legítimo que se exigisse a tal continuidade. Apesar de tal agora não ser possível a 100% (foi-se a principal competição europeia e a taça de portugal) ainda espero o campeonato, uma prestação digna na Liga Europa (afinal vamos defender o troféu) e a puta da taça da cerveja :)