sábado, março 3

Com tanta Luz ninguém viu o maior Bandido

Sim é um facto, houve roubo e dos grandes na Luz! À equipa da casa foi-lhe roubada a permanência no topo da tabela, foi-lhe roubada a vantagem de golos no jogo e, claro está, também os três pontos - que serão quatro, em caso de empate - lhe foram arrancados das mãos. Tudo foi roubado na Luz, e até o estatuto de equipa dominadora em casa lhe foi retirado sem razão. A culpa do delito está mais uma vez entregue aos suspeitos do costume, mas ao verdadeiro culpado pouco crédito lhe atribuem. É assim a justiça portuguesa! Fosse ela justa e o verdadeiro Bandido devia ser preso e obrigado a ficar por cá por muitos, e muitos, anos!

Não surpreende, sinceramente, não surpreende. Há largos (dias têm cem) anos que é assim. 'Vejam do nosso ponto de vista', 'Isto nunca aconteceria no Dragão', 'Não é um roubo de Igreja, é de Catedral'. A impunidade passeia-se depois de mais um clássico, o olho clínico, cirúrgico, passeia as Proençadas a pente fino e na hora de as contabilizar incorre em teorias rebuscadas e numa dualidade de critérios gritante. Isto para utilizar o termo com que a maior parte dos entendidos brinda qualquer árbitro português.

Puxado, arrastado, 'levado ao colo' para título está o fora-de-jogo não assinalado a Maicon, no lance que origina o 2-3 final. O fiscal de linha 'não levou os óculos', para outros 'não levou os olhos sequer' e é um facto que o senhor assistente, bandeirinha ou fiscal, fazia trabalho igual se não estivesse por lá. De facto, o senhor que 'não levou os óculos' para o jogo, deixou passar em claro o golo irregular de Maicon, e uma grande penalidade na área benfiquista onde o paraguaio Oscar Cardozo toca a bola duas vezes com os braços.

O mesmo roubo de Igreja e consequentes 'choro' e lamúria para qualquer microfone, tem arte e manha para ver um roubo, um livro de cheques e um acto premeditado naquele lance. E eu bem sei que todos gostam, principalmente quando a vida lhes corre mal, de insultarem a inteligência dos árbitros e dos adeptos de clubes adversários (sim, porque não há significado para mim no termo adepto adversário), mas querendo o senhor assistente, bandeirinha, fiscal, beneficiar o FC Porto porque não - assim uma ideia completamente parva e descabida - marcar penálti no lance em que o devia ter feito?

No golo de Maicon, o assistente, bandeirinha, fiscal, está no 'enfiamento' da jogada e só por suposta 'má fé' não viu, não quis apitar. Ora no lance de Cardozo o mesmo assistente, bandeirinha, fiscal parece ter desaparecido da argumentação. Mas há mais desaparecimentos para se contabilizarem no jogo da Luz. O outro assistente, bandeirinha, fiscal também parece ter desaparecido das lamúrias quando assinala a falta que dá o segundo golo ao Benfica. Esse, sim! Esse senhor assistente, bandeirinha, fiscal fez um excelente serviço e nunca por maldade. Talvez por medo, pois não era a primeira vez que um assistente, bandeirinha, fiscal levava um calduço (em pleno campo!) por não fazer o trabalho que outros querem que seja feito.

A esse desaparecimento, contabiliza-se outro. O desaparecimento do Benfica na segunda parte. Fez bem o assistente, bandeirinha, fiscal, em marcar aquela falta, pois assim toma partido na única coisa que o Benfica fez em 45 minutos mais os 4 de descontos. Mas mais 'actos de ladroagem' se passaram na Luz.

O maior Bandido, saiu do banco para elevar ao céu quem, constantemente, o relega para lá. Imediatamente o Porto foi de novo dominador, esclarecido e com um rasgo só ao alcance de um génio. E foi ele o principal culpado de tudo nessa noite. Enquanto se atribui as culpas a outros, que não sabem sequer o que fazem mas que são elevados ao estatuto de Maquiavel, o verdadeiro Bandido desfilou em campo sem que ninguém lhe apontasse um dedo. Organizou o plano, amarrou a vítima e passa-me assim impune!! Só mesmo em Portugal, onde ninguém reconhece ponta de qualidade à sua justiça. Aqui se vê!! Alguém que deve ser preso e encarcerado na masmorra do Dragão andou à solta e fez estragos na casa do maior rival. Continua é sem pagar por isso, pois num país assim, pagam sempre os inocentes, ingénuos e assustados. Que é como quem diz os assistentes, bandeirinhas, fiscais. A justiça é cega meus caros, e na passada sexta, não viu James roubar a Luz do título.

24 comentários:

luis disse...

Excelente prosa.

E ficção.

Se puderes responde: na semana passada em Coimbra o lance da bola na mão na primeira parte era, para ti, penalti?

Se sim, percebo a tua lógica e aceito-a, ficando apenas po sublinhar que em vésperas de receber o FCP, perdemos pontos num jogo em que o árbitro não viu dois penaltis.

Se não, não te entendo, pois ambos os lances são perfeitamente casuais.

Quanto ao resto, desta vez James tinha mesmo de ir para o banco. Pô-lo a jogar de início, tendo chegado de manhã, sem dormir, sem descansar, seria imprudente.

Para mim é quase certo que é o jogador do campeonato. Gostava tanto que o VP o deixasse mesmo no banco, pá.

Jorge Borges disse...

Marco:
Se conseguires lembrar-te de um lance entre estes 2 clubes, no dragão em que o Benfica tivesse sido beneficiado e que desse lance houvesse reflexo directo no resultado final...

Até lá é pura prosa.

O penalti não é a mesma coisa que o um golo irregular validado. Até pporque do penalti não tens a certeza que seria golo.- Ainda a semana passada o Hulk falhou um. Por isso...

Jorge Borges disse...

Lances em que o Porto é beneficiado com reflexo no resultado final, no Dragão ou na Luz, podem-se arranjar...

Marco Morais disse...

Luís não sei a que penálti te referes, mas explico-te o meu critério desde sempre nestes lances.

A casualidade para mim não é 'chave'. A intenção é algo que não se pode medir com alto rigor, ainda que por vezes se denote a mesma. Assim, num lance em que o jogador, e por arrasto a sua equipa, beneficia que a bola lhe bata no braço, é para mim falta.

E não precisa de ser um 'benefício' escandaloso, pois não sei, neste caso, onde a bola iria parar. Sei que vem de um cruzamento, e fica à mercê do alívio porque ressalta nos dois braços do Cardozo. Se isto não é penálti, não sei o que será.

Se algum lance houve, em Coimbra, nestas condições, então sim o Benfica pode queixar-se. Sempre defendi e sempre defenderei este critério. Compreendo e respeito quem, como tu, defende outro também desde sempre. Seguindo o teu, é lógico que o Porto foi beneficiado, seguindo o meu há dois erros graves sendo que um prejudica gravemente o Porto (tal como o outro o beneficia claramente).

Somos sérios e estas opiniões não vêm de conveniência ou de cores. Respeito, como sabes, a tua, mas a minha está bem expressa no post. O maior culpado de tudo foi James que fez este Porto ser superior àquele Benfica.

Foi um jogo mais conseguido da nossa parte e o miúdo foi o catalisador. Difícil para mim é o resultado justo ser 2-2 ou 3-3, quando o Benfica tem um único lance na segunda parte. Ainda para mais precedido de erro do árbitro...

Marco Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marco Morais disse...

Jorge, consegues-te lembrar de uma boa exibição a este nível do Benfica no Dragão, onde tenha perdido?

Eu, sinceramente, acho que é raro ver-vos lá jogar, quanto mais criar jogadas onde possam ser beneficiados. As vezes que o fizeram - e falamos do Dragão - saíram de lá sempre com a vitória ou com pontos. É mentira isto?

Marco Morais disse...

Recordo-me também de dizer, não aqui, que o Benfica foi prejudicado em Coimbra.

E se não o disse aqui, foi porque os assuntos que abordei não me levaram aí. Também aqui falei de um Gil Vicente-Porto sem falar do árbitro.

Em Coimbra, há sim penálti sobre o Aimar. Já o outro penso que a bola vai ao ombro - parte do corpo que não se pode movimentar. Um braço parece-me mais facilmente controlável que um ombro. Esse não marcaria. Se me enganei e a bola foi ao braço, marcaria de certeza.

Mas sabendo eu que vocês têm uma opinião formada e válida de erros de arbitragem, o que acham que se terá passado em Barcelos?

Pedro disse...

E eis que até o mais lúcido blogger portista se deixa cair na conversa corrupta do seu presidente...

E, convenientemente, se esquece da expulsão claríssima, segundo critérios de Proença, de Djalma com o resultado 2-1 para o SLB.

James de nada valeria ao fcp se o Proença não tem sido um excelente defesa e evitado Djalma de ser expulso para logo depois expulsar Emerson num lance idêntico apenas com a diferença q a falta do benfiquista foi perto do meio campo enquanto que a falta do portista foi em cima da área do fcp.

Mas claro a política portista é a habitual...desviar as atenções. Engraçado que quando levaram três secos do Gil Vicente foi o ai jesus que tinham sido roubados...agora, que foram mais uma vez beneficiados, a conversa voltou a ser o "joguem à bola". E jogámos...e enquanto nos deixaram o resultado estava em 2-1 a nosso favor...depois tivemos o que temos tido nos últimos 30 anos e q a escutas q andam no Youtube explicam claramente...

E quando o mais lúcido blogger portista se regozija com este tipo de vitórias...

Pedro disse...

"Jorge, consegues-te lembrar de uma boa exibição a este nível do Benfica no Dragão, onde tenha perdido?"

3-2, no tempo do Fernando Santos. Começamos a perder 2-0 e recuperámos para 2-2. O pânico estava instalado na cara dos adeptos portistas até que nos minutos finais o Fucille faz um lançamento lateral igual a tantos que criticaram ao Binya e o Bruno Moraes (?) marca um golo após ajeitar a bola com o braço

1-1, no tempo de Quique. Estavamos a dar um banho ao fcp até que Proença resolve intervir (olha quem!!) e inventar um dos penaltys mais obscenos que vi sobre o piscinas Lisandro.

Outro, já não me lembro se empatamos ou perdemos mas Kandaurov marca um golo limpinho nas Antas e o árbitro anula por considerar que parou a bola com o braço quando fê-lo com o peito.

Ainda outro, num jogo q está empatado, se bem me lembro, Deco atira-se para a piscina e saca a expulsão de Éder (noutro jogo foi Ricardo Rocha a vítima). Na cobrança da "falta" marca golo. Pelo meio há uma agressão clara de Jorge Costa a Simão que está no chão após levar pancada da grossa...

Porra que nunca mais saía daqui....

Pedro disse...

Realmente queria ver o fcp a rubricar " uma boa exibição a este nível" com decisões deste nível contra si...queria ver a "máquina" portista a ultrapassar estas constantes contrariedades....

É preciso ter uma lata...

Marco Morais disse...

Pedro,

É difícil falar de arbitragem sem nos 'esquecermos' de algo. O 'exercício' que faço no post tem muito a ver com isso. Lembro-vos de coisas que vocês omitem, para vocês a seguir fazerem o mesmo comigo.

Acho que está bem 'escarrapachado' por aí que o Porto foi beneficiado. Quando na verdade nem sequer o foi. Isto porque as teorias que surgem são em função dos erros de que nos 'lembramos'.

Por cada Djalma que tu arranjares eu arranjo uma falta que não existe e que dá golo. E se esse golo não entra? E blá, blá, blá.

Não foi uma vitória 'dessas', não foi por mais que queiras. Para haver má vontade do árbitro contra o Benfica, o penálti era marcado, a falta não era assinalada, percebes?

Expulsões? Eu vi o Lucho levar uma joelhada na cabeça e não vejo ninguém falar disso. Falam no Emerson, desculpam-se com o Djalma. Dois gajos que fizeram duas faltas no jogo todo. Outros houve que fizeram mais que cinco e nem amarelo viram.

Para mim não foi roubo, quando achar que foi, descansa que sou o primeiro a dizer.

Marco Morais disse...

Não achas contrariedade, o golo do Saviola no ano do título? Não achas contrariedade o penálti que assinalaram o ano passado na Luz para a Taça?

Bruno Moraes ajeita a bola com a mão?

Penalti do Lisandro, erro incrível sem dúvida! Penálti sobre o Lucho aos 17 minutos, não existiu? E sim, saíram de lá com um ponto numa das boas exibições que fizeram por lá. Outras ganharam...

Continuo a dizer, mas compreendo que não aceites, essas contrariedades muitas vezes passam despercebidas porque o Porto ganha.

Pedro disse...

Golo do Saviola o ano passado??? Que tem? E o penalty escandaloso de Cebola que corta um canto com a mão???

Penalty sobre Lucho aos 17 minutos??? Aquele em que ele nem sequer se queixa??? É esse lance???

Sim, ajeita. Claro que as TV's nunca deram o devido relevo e como tal vocês tentam ignorar mas a net é tramada e os benfiquistas não deixaram passar.

Tens a coragem de falar do penalty do ano passado na Luz para a Taça quando o Hulk marca um golo em claríssimo fora de jogo!?!?!?!?

Falta que não existe e dá golo???

Francamente...

Mas é curioso que "teimas" em não responder À questão da expulsão do Djalma q teria proporcionado um jogo diferente. Mas tb sei que estes assuntos são dificeis de debater com portistas...vocês são muito esguios nestes assuntos. É como as escutas e o que resulta delas...esguios. Comentários nenhum....á e tal somos fortes. Claro q são, com arbitragens destas como não haviam de ser??

"Para mim não foi roubo, quando achar que foi, descansa que sou o primeiro a dizer."

O que é para ti um roubo? Pagar viagens ao brasil a árbitros? Quinhentinhos? Escutas? Visitas de árbitros a casa do pinto da costa? Já agora gostava de saber...

Depois de um texto destes, muito bem escrito por sinal, achas que alguma vez acreditarei que serás capaz de reconhecer um roubo quando ele acontece? Se assim fosse dificilmente escreverias sobre futebol tendo em conta o passado e presente do teu clube...o futuro, sei lá...vamos ver quanto mais dura o velhote e depois veremos se virás com essa conversa de superioridade e jogar à bola. Espero que estejamos cá os dois para falarmos sobre isso...

Marco Morais disse...

Levei-te lá, ao ponto de discutirmos lances intermináveis, com uns sobre outros.

Não te respondo ao Djalma, tu não me respondes à falta que dá origem ao segundo golo...

De escutas já aqui falei imenso, não me conheces há dois dias. Sinceramente acho que sois tão esguios como nós. Não acho que o meu ponto de vista seja assim tão descabido para haver tanta discussão.

Com certeza que cá vamos estar os dois sem PC ao comando do FCP. É um dia que espero com ansiedade, apesar de saber que as desculpas vão ser as mesmas... Não sei se te lembras mas defendi a sua saída aquando do processo Apito Dourado.

Pedro disse...

Pois defendeste mas recusas em aceitar a influência q tudo aquilo teve e tem no "sucesso" da tua equipa...Daí, não leves a mal, mas duvido muito dessa tua ansiedade...

Mas não há falta no lance que dá o segundo do Benfica? É isso que queres dizer??

Pedro disse...

"Sinceramente acho que sois tão esguios como nós"

Em que sentido? Queres ver que tb pagamos viagens ao Brasil, que o Vieira tb recebeu árbitros em casa? É isso? Ou ainda a questão do calabote e do clube do regime?

http://youtu.be/mP1FCaGbGF0

Fico à espera dos teus comentários a este video...

Marco Morais disse...

Pedro,

Sim,se me lembro de ver bem, não existe falta nenhuma no segundo golo do SLB.

Garanto-te que sois tão esguios e isso é bem fácil de ver. Basta haver uma arbitragem que favorece o Benfica, ou uma arbitragem que prejudique o Porto para nos apercebermos disso.

Já para não falar de visitas aos balneários do árbitro nos intervalos. Não é grave, nunca foi e nunca será. Parece-me a mesma lógica. Fala-se nisto, vocês falam na maior gravidade das escutas e tudo se esquece.

De LFV tivemos oportunidade de ouvir pouco, sempre disse que há mais para ouvir, não deve é ser tão agradável para vocês como o que continuam a publicar no Youtube. Que eu, por sinal, já condenei.

Sim, como vocês condenam o futebol português mas continuam a segui-lo e a acreditar para depois virem pôr, num jogo destes, todas as culpas no árbitro.

Por menos, já aqui julguei jogos onde jogámos mais e melhor, onde perdemos com más arbitragens. Defendo e continuarei a defender a minha maneira de os ver. Um exemplo, é que este texto tem a mesma 'lucidez' e segue a mesma linha do que o do Gil Vicente-Porto, a única diferença é que fala do Benfica...

Estão no vosso direito e nada do que dizem é descabido. Sentem-no assim e eu respeito, por mais que discorde. Não é acho é que não haja lógica no que eu aqui escrevi.

E se leio que roubámos, que foi mais uma vergonha, mais uma Proençada, é colocar em causa o que penso. Aqui ficou o que penso do jogo que é bem mais do que 'mais uma vez, mais uma vez, mais uma vez, sempre a mesma merda!!!'

luis disse...

Marco,

independentemente das nossas opiniões serem contrárias (nem tanto como parecem, na verdade) é sempre bom ler e saber da tua.

Para um benfiquista como eu, por exemplo, estes jogos com o FCP têm muita história. Para quem começou a ver bola há 10 anos, talvez não tenha história sequer.

A verdade é que, normalmente, o FCP ganha por um erro directo da arbitragem, independentemente de haver mais erros para os dois lados, ou para um lado só.

Nunca me lembro do SLB ter sido beneficiado num lance que tenha ditado a vitória nas Antas/Dragão. Uma vez só.

O contrário já aconteceu diversas vezes. Muitas, mesmo. Daí o ser "sempre a mesma merda". É uma realidade nossa, não tua. Logo, não a podes compreender. E não há mal nenhum nisso. Somos todos amigos e isso é o que mais importa.

O Anti Lampião disse...

"Nunca me lembro do SLB ter sido beneficiado num lance que tenha ditado a vitória "

http://oantilampiao.blogspot.com/2009/12/o-fora-de-jogo-de-urreta.html

http://www.youtube.com/watch?v=VCQa4nDsXjo&feature=player_embedded

O Anti Lampião disse...

o terror dos túneis volta a atacar
http://oantilampiao.blogspot.com/2012/03/o-terror-dos-tuneis-volta-ameacar.html

Marco Morais disse...

Claro, Luís nunca porei em causa isso =)

Mas há também realidades nossas que vocês pouco compreendem. Talvez um estudo que comparasse jogos em que as duas equipas foram prejudicadas e ganharam o respectivo jogo ajudasse.

Tu próprio o sabes. Até porque eu próprio desisti deste jogo mais cedo do que tu. Fui obrigado a dar o braço a torcer, com a perda de pontos do Benfica e com a subida de forma do Porto pelas razões que expliquei durante a semana.

Importante no meio disto tudo é não achar descabido o outro lado. Expressões como 'é sempre a mesma coisa' são usadas por mim para um nível explicativo e não a tentar ridicularizar nada.

Eu próprio digo 'é sempre a mesma coisa' quando James fica no banco, quando Djalma joga de início, quando Kléber e Iturbe não são convocados. Espero é não ofender ninguém. Aqui ficou a minha visão do jogo, que me parece válida e sem subir para cima de ninguém.

Visigordo disse...

Marco, a tuas visões do que se passa serão sempre válidas. Do que tu não te podes livrar é da forma como que chegaste até aí.
Estou cansado de te ver dizer que toda a gente sabe a tua opinião, mas, sinceramente, ainda não li o que pensas sobre a forma como o FCP trata os àrbitros.
Indicações para casa do Pinto da Costa, conselhos matrimoniais e todas aquelas escutas... por mais que aleguem que os tribunais não aceitem, há coisas que estão à frente dos olhos.
Apesar de continuarem a ganhar, não vos reconheço o minimo mérito. Com as calças do meu pai, também eu sou um homem.
Em qualquer país da Europa, temos visto clubes a sofrerem por este comportamento. Em Portugal, não só não sofrem as penas, como ainda usufruem de um sistema construido em muitos anos.
E se alguma vez vieres a falar no assunto, e não te escudares no constante "já falei sobre isso", diz-me o que é que faz um árbitro em casa do Pinto da Costa num dia anterior a um jogo.

Joao disse...

Antes do Zénit eram a melhor equipa portuguesa, ainda não tinham perdido na Europa do futebol e tinham como ponto negativo uma eliminação na Taça de Portugal.

Entretanto foram-se abaixo, em 4 jogos perderam 3 e empataram 1. O problema, é pois claro a arbitragem! Tal como no ano passado... Ou há três anos atrás, quando apenas conseguiu ganhar o campeonato a meio do último jogo do campeonato...


Continuem a pensar assim, o problema nunca está na equipa. São os árbitros...

Marco Morais disse...

Custa-me tanto explicar de novo, como tu ires pesquisar o que eu disse.

Custa-me a cada comentário que faço ter que explicar o que acho das escutas. Não é um, são todos! A todos eles cabe como argumento 'mas o que achas das escutas?'

Não sabes o que eu acho (nem acho que seja importante o que eu acho), podes ir ler o que está escrito (Graças a Deus a Net mantém). Se quiseres algumas pistas, podes ler esta caixa de comentários deste mesmo post.

Ter que explicar o que foi e o que não foi, deixo para vocês que sabem tudo sobre elas (Sim! as escutas). Sobre elas, sobre o que se passou, sobre arbitragem e sobre futebol. Oxalá sobre sabão para nos lavarmos...