segunda-feira, março 5

Sporting no "desespero" de volta a ser um Grande

Já não é tão anomal assim ler ou ouvir que o Sporting perdeu o seu estatuto de terceiro "Grande" para o Braga. Que isto do título apartir de agora é coisa de dois, e que apenas o Braga poderá eventualmente contestar, num bom ano, as conquistas desses dois clubes.
O Sporting para muitos já perdeu definitivamente o comboio....

Mas para mim mais importante que analisar e discutir este argumento, é ver o efeito que isso está a criar nos dirigentes do Sporting. Sente-se que há uma certa impaciência, uma pressa em voltar fazer as coisas depressa e bem de forma a por o clube lá em cima outra vez e esquecer este passado recente. Em querer ganhar já!!! Sem passar por passos intermédios. E daí se vão criando sucessivos projectos com data de caducidade reduzida, mas com ambições elevadas.

E é nessa perspectiva que se explica o caso Domingos. Com Godinho Lopes (e antes com Bettencourt) investem-se milhões, contrata-se o melhor treinador disponível, segundo os que lá estão, e se isto não der resultados, muda-se o treinador, investem-se mais milhões até algum dia as coisas resultarem. Uma vez após a outra. Nem que para isso se mude direcções, presidentes, directores desportivos, etc... Só que as coisas vão inevitavelmente parar em algum momento.

O caso mais recente, depois dos boatos de um mecenas russo, foi ver o meu presidente de clube pedinchar recursos num dos países com um dos piores Indíces de Desenvolvimento Humano (algo que se tornou moda em Portugal) do mundo. Não entrando na conversa do quanto é que pode ser pouco dignificante esta atitude, para esta conversa interessa salientar este carácter de um certo desespero. Que o Sporting necessita rapidamente de recursos para continuar com esta estratégia, mesmo que o planeta esteja todo em crise (uns mais que outros).
E dá-me a impressão, que nesta ânsia de ir lá para cima o mais rápido possível, o clube esteja mesmo a hipotecar o seu futuro. Não quero ser alarmista, mas a seguir assim e a conseguir estes resultados o clube vai entrar em incumprimento de pagamentos muito brevemente.

Não está fácil isto!!!

22 comentários:

luis disse...

Como é que se perde um estatuto que é sustentado por dezenas de títulos?

O Braga, o terceiro grande? Vou ali rir-me, já volto.

Virgílio disse...

J:

Mas quem é que afirmou isso?

O 'Joaquim Irrita? ou o 'Querida Manha'?

O LMGM disse á tempos uma coisa:

O Braga está, neste momento, a fazer o papel que Belenenses, Académica, os Vitórias e o Boavista fizeram em tempos... Mas, acrescento eu, com piores resultados... É que o Braga não apresenta um título nacional para amostra. Nem UM. Ao contrário do Belém e do Boavista, p. e. (com 1 campeonato nos seus tempos áureos) e Académica e Setubal, com Taças de Portugal...

E como já disse o Luís aqui em cima, o palmarés de SCP e Braga é qlq coisa de incomparável...

Terceiro grande, o Braga? Sim, vou rir um bocadito e já volto.


Do post, concordo com as preocupações sobre o estado economico-financeiro do SCP e o sinal de desespero que GL transmite ao sair nesta altura para Angola...

SL

Peyroteo disse...

Que raio de título e de primeira frase! Parece-me até que o Sporting vai conquistar mais títulos esta época que o Braga.
Mas voltando ao objectivo do post, não são só os dirigentes que querem chegar ao topo no imediato. Os adeptos também e não fosse isso, esta direcção nunca teria ganho as eleições.
A aposta da direcção, na minha opinião, foi errada porque apostou muito em jogadores mas pouco ou nada num treinador. Este plantel tem qualidade mais que suficiente para fazer o que o Braga tem feito.

J. disse...

Obviamente,que digo terceiro grande na perspectiva actual de melhor equipa de futebol.

Não é que esteja de acordo. Mas consigo perceber o ponto de vista e não me sinto insultado por isso.

J. disse...

Porra, ignorar o passado de Domingos antes de chegar ao sporting e dizer que o Sporting não investiu forte num treinador é surreal.

luis disse...

Já me ri.

Agora tenho de sair para me rir outra vez, J. Assim não dá, tenho que trabalhar.

Não te sentes insultado por isso? Então porque te haverias de sentir insultado com uma estupidez que, sob nenhum contexto, tem qualquer sentido?

A história não se apaga e muito menos se limita. É intemporal. Assim como são intemporais os títulos do SCP, os adeptos, os que vivem, os que já morreram.

O Braga um terceiro grande? Nem grande nem pequeno.

luis disse...

Sim, aí concordo com o J. Domigos era (pelo menos parecia) o nome certo, no momento certo.

Mas voces estão convencidos que com Jesus (por exemplo) eram campeões...

J. disse...

Fodasse, que quando insistes és um chato.

Vou explicar!
Antes disse: "terceiro grande na perspectiva actual de melhor equipa de futebol."
Obviamente que não se está a falar de titulos, histórias, adeptos, infraestruturas.

E tenho que reconhecer nestes ultimos 3 anos em que o melhor que fizemos foi ficar em terceiro, o Braga ficou em segundo lutando pelo título até ao fim, foi á final da Liga Europa e está já este ano a 11 pontos.

Não me insulta ler por ai que o Braga tem sido o terceiro grande nesse aspecto, pois tem conseguido melhores resultados desportivos.

J. disse...

Mas nem era esse o objectivo do post.
O objectivo é de na ânsia de chegar aos dois da frente, o SPorting ande desesperado por aí por capital, para seguir a mesma fórmula que tão maus resultados tem dado até hoje e que vai levando o clube rapidamente para a ruína.

LMGM disse...

J., o que é estranho é que aquilo que esta direcção apresentou foi um projecto para um mandato, ninguém prometeu grandes aventuras para a primeira época.

Mas a reacção de depressão que aconteceu aos primeiros desaires, parece a quebra animica de quem é favorito a vencer o campeonato.

Que os adeptos tenham essa volupia de sucesso eu entendo e partilho, mas quem decide tem de ser mais racional nomeadamente porque tem uma noção da realidade muito superior à nossa e sabe que não pode ter muito mais aventuras milionárias.

A questão dos passivos é irrelevante até ao ponto de incumprimento. Que eu saiba o Sporting não tem credores à porta, pode vir a ter brevemente, já teve no passado, mas neste momento nenhum dos grandes tem esse problema e basta uma ou duas vendas razoaveis para voltar a respirar normalmente a cada época.

É neste sentido que acho uma estupidez ter despedido Domingos nesta altura os problemas que existem devem ser de liquidez e não há treinador que os resolva. Estamos a queimar Sá Pinto sem qualquer necessidade, a época está perdida por razões que o transcendem.

As épocas ganham-se em Junho/Julho com competência na formação do grupo (do treinador ao roupeiro), depois durante a maratona é cerrar os dentes, blindar o balneário e somar pontos, janeiro só devia ser uma oportunidade de negócio em caso extremo, lesão de jogador fundamental ou possibilidade real de vitória em todas as competições.

O dinheiro que já estoirámos nos últimos 5 mercados de janeiro dava para construir um excelente plantel para atacar a época de inicio.

Se o projecto desta direcção era ganhar já não tem noção da realidade do futebol português.

J. disse...

LMGM, ter os credores á porta talvez não, mas conseguir o $ para pagar salários e afins vai ser algo dificil de conseguir quando já não podes pedir dinheiro a mais ninguém.
Obviamente que um Passivo por si só não diz muito, mas a não entrar $ fresco com regularidade, torna as coisas muito dificeis.

Eu acho que houve muita gente a deslumbrar-se com aquelas vitórias e exibições do mês de Outubro.Direcção incluida!!!
Gerir aquele periodo de Janeiro foi algo que não estava nas contas para muita gente

Visigordo disse...

J, se não foi isso que quiseste dizer, é isso que está lá escrito.

J. disse...

Então expliquei-me mal! mas já corrigi aqui nos comentários.
Se calhar, tb ando apressado nisto de querer fazer grandes posts.
:-)

Peyroteo disse...

Pelo passado do domingos? Fez um bom trabalho em Braga mas estamos a falar de outra dimensão. O Jaime Pacheco foi campeão e levou o Boavista às meias da UEFA. Não o querias para o Sporting ou querias?

André disse...

AH AH AH AH AH JÁ NAO ME RIA ASSIM Á MUITO TEMPO? O BRAGA?? COM ZERO TITULOS É UM GRANDE ???? AH AH AH AH AH AINDA TEM DE PASSAR O BELENENSES E O BOAVISTA, E GANHAR MAIS 300 TITULOS A SEGUIR. PATÉTICO, E EU NÃO SOU DO SPORTING!

J. disse...

Mas acho que já ficou provado( e dai talvez não) como é que o Boavista lá chegou!!!

André disse...

perder o estatuto para o braga?? Se me disserem que o Sporting está mais longe dos outros 2 e que o braga está mais perto do Sporting, ainda concordo. Agora perder estatuto para o braga? ainda o ano passado ficamos á frente deles, mas já se devem ter esquecido desse pormenor.. Ah Ah Ah

LMGM disse...

Peyroteo, não foi só no Braga que Domingos fez um trabalho acima das expectativas. Foi uma escolha correcta independentemente de ter falhado no Sporting.

Tudo no Sporting tem um eco despropositado e gente a mais a opinar, a acusar e a propor soluções. A aventura do papel de parede dos balneários é perfeitamente surreal. Há dificuldade de assumir compromissos de lealdade, à primeira curva vem uma boca para complicar o ambiente.

Pinto da Costa referia actos similares quando ficou a chefiar o departamento de futebol, tudo quanto era vice-presidente, secretário da mesa, amigo do tesoureiro - vulgo fadistas e carpinteiros - tinha uma opinião sobre os treinos do Pedroto, eram uma merda, em caso de derrota eram uma grande merda. Para lá da corrupção a organização do Porto é também a blindagem que foi feita de todo o departamento de futebol onde quem está de fora não manda bitaites.

O problema não é exclusivo do Sporting, no Benfica quando se baixa a guarda também há empresários a interromper treinos para falar com jogadores e papagaios para todos os gostos, LFV também melhorou essa blindagem.

Os problemas financeiros dão direito a muita gente de opinar e infelizmente a maioria não percebe patavina de desporto quanto mais de futebol profissional.

É aqui que o trabalho de Luis Duque será fundamental, com mais ou menos ameaças de bater com a porta.

Leão de Alvalade disse...

J.

O Sporting não pode ter perdido uma coisa que não tinha, que, segundo o post, era o esatuto de 3º grande. O Sporting é um dos grandes de Portugal e ponto final.

Teve o seu período hegemónico nos anos 40/50, como teve o SLB nos 60/70 e o FCP recentemente.

Pessoalmente ainda não desisti de o ver regressar aos tempos aúreos, espero que não me obrigue a viver até aos 150 para os testemunhar.

O resto é como diz o Virgilio é conversa dos opinadores do reino.

Olha e se não querias ser alarmista ao vires com a história do incumprimento até foste mais do que isso.

(Engraçado que até agora o que se sabe é que o FCP teve dificuldades em pagar o Danilo e os ordenados das amadoras, mas o Sporting é que está em falência técnica)

Isto não invalida o essencial: esta época está a ser desastrosa e falhando a CL perde-se uma boa fonte de receitas. E isso tem custos...

Adolfo Sapinho disse...

Pessoal,

Não menosprezem assim tanto o Braga.

Antes de mais importa dizer que sou bracarense Sportinguista.

De facto o Braga não tem historial comparável ao nosso Sporting, não tem massa adepta comparável e, sinceramente, nunca vai ter.

Mas quando comparamos com outros clubes como Boavista, Belenenses, etc. eu aí sou forçado a discordar das comparações e explico porquê.

1) O Boavista e o Belenenses tinham uma margem de progressão em termos de adeptos muito escassa. Não é fácil conseguir afirmar um clube como o Boavista junto dos portuenses, quando se tem um FCP a assumir-se como rosto do bairrismo. Ainda mais difícil é o Belenenses assumir-se como alternativa à histórica rivalidade lisboeta entre Sporting e SLB. E reparem que os adeptos é que fazem circular dinheiro no futebol, pois são eles que enchem estádios, são eles que compram jornais, são eles que vêem os jogos na TV. E aqui o Braga tem uma margem de progressão muito maior do que qualquer um destes clubes pois tem atrás de si a 3ª cidade do país (basta ir às escolas e perceber este fenómeno - na minha altura não havia ninguém só do Braga, hoje metade deles são só do Braga) - e esta realidade não se esgota só no concelho de Braga... (vejam Vila Verde, Amares, Póvoa de Lanhoso, etc.) - E não se esqueçam que estamos a falar de um distrito com mais de 800 mil habitantes...

2) Ao contrário de Belenenses e Boavista o Braga não tem infra-estruturas para pagar... E se muitos diziam que isso era um problema do Braga (não tem património - diziam alguns), eu acho que isso é uma grande vantagem! Quem paga tudo é a Câmara Municipal, o Braga não tem custos com amortizações de investimentos e pode canalizar tudo para o futebol.

3) O Braga descolou definitivamente do rótulo "benfiquista" que tinha. Hoje não só não é assim, como o clube que gera mais ódio aos adeptos do Braga é o SLB. Mais até que o Guimarães que definitivamente ficou para trás. Esta rivalidade projecta o Braga pois elimina este conceito de "segundo clube" e a própria comunicação social já se começou a perceber disso. Além disso, Braga ainda fica mais a norte do que o FCP e portanto, quando as comadres se zangarem, qual vai ser o discurso do Pinto para tentar menosprezar o Braga?


Para finalizar, acho mesmo que o Braga se vai tornar no 4º grande clube português e vai consolidar essa posição, algo que os outros nunca fizeram. Acho que o Sporting deve estar atento a este fenómeno, pois durante muitos anos menosprezou o FCP e deu no que deu... Por outro lado acho que a longo prazo quem pode perder mais com isto é mesmo o FCP pois Braga fica a apenas 50km de distância... E quando o Pinto sair o FCP vai sentir... Quem será o rosto do Norte?

LMGM disse...

Adolfo Sapinho, O Belenenses e o Boavista não têm comparação, o Boavista sempre foi um fenómeno regional o Belenenses teve expressão nacional e não foi pequena.

Nesse comparativo apenas a Académica conseguia concorrer com o Belenenses. Vai ser uma surpresa para muito boa gente a presença de gente da Académica na próxima final da Taça de Portugal vão nascer adeptos debaixo de pedras.

Acredita que não menosprezo o trabalho que o Braga está a implementar apenas referia que relativamente ao teu ponto 2) a Académica e a Câmara de Coimbra já trocaram entre si o estádio diversas vezes e na situação actual da economia nacional pode ser que o Braga tenha de assumir despesas com o estádio que invalidem essa vantagem.

A quebra da Académica tem origem na perda/preversão da sua identidade o que afastou a cidade do seu clube, ter um presidente condenado por corrupção acredita que também não ajuda nada. Mas os adeptos não desapareceram, afastaram-se de um projecto com o qual não têm a minima identificação.

Há potencial citadino sensivelmente idêntico em Braga, Coimbra e Setúbal, já o potencial empresarial (ou industrial) pode fazer uma enorme diferença.

O "titulo" de 4º grande ganha-se com tempo, anos de superação o Braga está no bom caminho e faz definitivamente parte do grupo de candidatos mas não existe um clube actualmente que possa reclamar para si esse titulo "sem espinhas".

Adolfo Sapinho disse...

LMGM,

Acabaste de dar um bom exemplo para a minha teoria.

Durante muitos anos Coimbra foi considerada unanimemente como a terceira cidade do país, teve um clube com mística, e, apesar de não ter ganho nada de especial (uma taça e um segundo lugar) conseguiu criar uma base adepta mais significativa do que o Boavista ou o Belenenses. (De Aveiro a Leiria , da Figueira à Covilhã, era comum encontrar adeptos populares da Académica, para não falar dos ex-estudantes da UC, estes por todo o território...

A questão é que o Braga está a conseguir fazer algo semelhante mas com muito mais poderio financeiro.

E isto é que faz a diferença hoje em dia.

Por isso digo que ao contrário de todos os outros "4 grandes" que se afirmaram de forma temporária (Belenenses, Boavista, Vitórias e Académica) acho que o Braga tem hoje condições para se afirmar de forma consistente e durante vários anos.

Estatística de apoio:

Épocas seguidas em 6º ou superior:

Académica - 5 - 64 a 69
Vit. Guimarães - 6 - 77 a 83
Vit. Setúbal - 10 - 64 a 74
Boavista - 5 - 97 a 02
Belenenses - 16 - 34 a 50
Braga - 4 - 03 a 07 e 08 a 12 (considerando já esta época)


Acho que muito dificilmente outro clube se poderá aproximar do Braga nesta luta nos próximos anos. Aliás, a aproximar-se alguém a minha aposta não recairia em nenhum dos históricos referidos mas sim no Marítimo, exactamente por questões associadas ao bairrismo e à margem de progressão em termos de adeptos. O único problema deles é que o Alberto João teve de fechar a mina de ouro...