segunda-feira, junho 11

Alemanha-Portugal, ainda.

Depois da derrota contra a Alemanha foi um instante até podermos ler ou ouvir as habituais críticas: que fomos medrosos, que não jogámos nada e que falar em falta de sorte ou em injustiça no resultado são sinais de falta de seriedade e de objectividade. Mesmo que do outro lado esteja uma potência mundial, um dos países mais ricos do mundo e incomparavelmente superior ao nosso.

Felizmente, alguns viram as coisas mais parecidas como eu próprio as vi - ou Paulo Bento e alguns jogadores:

"As duas equipas defenderam muito bem, conseguiram estar muito bem nas transições".

"(...) a segunda parte começou a ser cada vez mais complicada para nós. No final tivemos alguma sorte, mas é necessária sorte para vencer jogos como este”.

"Cabeçada de Gomez deu-nos sorte".

"Jogámos miseravelmente, mas cabeceámos bem".

"Gomez salvou a Alemanha - Momento Mágico".

Houve até quem dissesse que a Alemanha teve "muita sorte" ao conseguir "uma vitória tremida" sobre Portugal.

Tudo isto foi dito e escrito por alemães, já perceberam, com certeza.

E o que aconteceu no jogo?

Remates (à baliza) 12(4) 11(7)

Cantos 2 11

Faltas 14 19

Posse de bola 56% 44%

Portugal teve os números da direita. Veremos quantas equipas conseguem fazer o mesmo.

Não perdemos por falta de sorte, isso é sempre demasiado relativo. Perdemos porque fomos e somos, geralmente, inferiores aos alemães. Temos armas menores. Se até podíamos ter vencido? Claro, mas isso não interessa para nada, para alguns. E é pena, porque sinceramente achei que fomos uma equipa séria e decidida, lutadora e humilde. E muito corajosa.

15 comentários:

LMGM disse...

Só consegui ver o jogo ontem e já a hora bastante tardia. Valeu a eficácia da Alemanha, como é normal em futebol. A Alemanha teve para mim as melhores oportunidades, mas rematou horrivelmente mal, Patricio poucas defesas teve de fazer, num lance identico a tantos outros rematou bem e facturou... Portugal rematou sempre melhor, Neuer fez excelentes defesas, safou golos quase certos mas nenhum remate teve o condão de entrar com particular destaque para o de Pepe (grande jogo) que foi uma pena.

Foi um jogo lateral, a bola andou sempre a fugir do meio para a linha o que demonstra a qualidade de jogo defensivo de ambas as equipas. Venha lá a Dinamarca que espero ter gasto a sua sorte toda na primeira jornada.

faa disse...

Eu acho que podíamos ter feito melhor, mas mesmo assim fiquei satisfeito com muitas coisas que vi, só insatisfeito com o resultado.

Peyroteo disse...

Antes do jogo só se dizia que a Alemanha era muito melhor, que íamos perder sem espinhas, etc. Depois do jogo parece que perdemos contra a Irlanda, que devíamos ter sido mais isto e mais aquilo. Há sempre qualquer coisa para apontar.
A verdade é que Portugal é uma das melhores selecções da Europa, mas a Alemanha e Holanda também. E num grupo em que só passam 2, pelo menos um deles vai ficar de fora.
Fizemos um bom jogo no sábado. Falou sobretudo eficácia e mais discernimento na finalização (os alemães também remataram mal, excepto o golo à Jardel do Mario Gomez)

Pedro disse...

Eu acho que Portugal fez um jogo muito satisfatório, teve entrega, aplicou-se, tentou, com as suas armas, procurar um melhor resultado. Agora, do outro lado estava a Alemanha.

Acho q temos muito mais limitações do que a maioria pensa. E por saber isso tenho consciência que se Portugal jogasse, como todos pedem, os 90 minutos como jogou os ultimos
15, provavelmente, teríamos saído com um cabaz dos grandes pq a Alemanha, concerteza, não jogaría da mesma forma.

Agora aquelas bocas de "deviam correr mais" comigo não pegam. Não foi por aí. Foi, simplesmente, pq os outros são, claramente, melhores.

Acho, tb, que Paulo Bento podia ter feito mais. Não vejo o que Varela possa acrescentar à equipa num jogo destes. Mal por mal Quaresma podia sacar uma trivela da cartola...

Peyroteo disse...

Pois, o Quaresma tem treinado de forma limitada. Talvez tenha sido essa a razão porque entrou o Varela. Em condições normais, de facto, o Varela é muito inferior ao Quaresma. Naquele lance o Quaresma teria sentado o defesa e o Neuer.
Mas isso leva-nos mais para a convocatória. Não temos soluções no banco.

Hugo disse...

Essas criticas como a do artista do Mais Futebol reflectem o estado deprimente do pais onde todos so sabem criticar e dizer mal

Pulha Garcia disse...

Perdemos porque não jogámos para ganhar. Temos, ao contrário do que escreves, melhores armas do que os Alemães, melhores jogadores. Infelizmente jogámos com pouca posse de bola (típico do Bento), muito recuados, tentando aproveitar erros dos Alemães em vez de impor o nosso jogo. Podíamos ter ganho mas a derrota "aceita-se" perfeitamente. Estamos a uma derrota de acabarmos o Euro. Podemos fazer muito mais.

Pulha Garcia disse...

Ps- Já agora, e pegando no comentário do Peyroteo, a convocatória é efectivamente um assunto muito relevante: porque é que o Liedson não foi convocado? É que de um lado estava o Mario Gomez e do outro o Postiga ... não quero ser chato mas há aqui uma certa diferença ...

luis disse...

Então mas não temos melhores armas do que os alemães?

Se perdermos ainda podemos passar, não?

Ou é como dizia hoje alguém na televisão que à Dinamarca basta vencer o jogo de quarta-feira para carimbar a passagem?

Não percebo essas contas.

luis disse...

Pulha, mais uma coisa: com 11 remates (7 à baliza) contra 12 (4), 11 cantos contra 2, jogamos para perder ou empatar, foi?

Virgílio disse...

Luís.

Vamos lá a ver... O futebol não é matemática e há estatísticas mt enganadoras. Não basta fiarmo-nos na estatística para analisar a justiça de um resultado. A verdade é só uma: Portugal defendeu mt (e bem). Tivemos mérito nesse ponto. Para mim o único. PB definiu a sua estratégia que passava por dar a iniciativa de jogo ao adversário. Normalmente nem é essa a nossa habitual forma de jogar, mas aceita-se qd se tem pela frente um colosso como é (será sempre) uma Alemanha. Onde se pedia mais era que Portugal conseguisse ligar mais o jogo ofensivamente. É certo q na maior parte do jogo não concedemos nem espaço nem oportunidades aos alemães, mas tb é verdade q raramente passamos do meio campo. Perdíamos a posse de bola insistentemente, de forma irritante até, quase diria que de uma forma displicente como se nunca a quisemos verdadeiramente. Controlamos apenas o espaço e assim, sem bola, é difícil ganhar. O remate à barra do Pepe surge na única oportunidade de Portugal e numa bola parada, contra a corrente do jogo, enquanto a do Nani, já na fase do desespero, foi mero acaso (a intenção foi claramente centrar). Só depois da fatalidade do golo alemão quisemos atacar, conseguindo-o tb pq, estou convicto, a Alemanha recuou com o propósito de não correr riscos após apontar um golo numa altura em que tb já dava mostras de descrença e começava a conformar-se com o empate… Depois, nos últimos 10-15 minutos, CR7 começou a ter maior iniciativa (e a ser mais servido) e com a ajuda de Coentrão (bom jogo), lá conseguimos finalmente preocupar a Alemanha. Rente ao fim, chegou o desperdício, num falhanço incrível de Varela e num remate contra o defesa de Nani. Já nos descontos. Isto td para reconhecer que a Alemanha procurou sempre muito mais a vitória do que Portugal e mereceu-a. Portugal poderia ter feito bem mais para a alcançar, tendo ficado sempre a sensação de contentamento com o 0 a 0. Só depois do prejuízo é que abrimos a pestana e mostramos ambição para… empatar de novo…

De resto, quer-me parecer que o meio campo da selecção não está a carburar ofensivamente. Três médios, td mt batalhadores e bons posicionalmente, mas mt carentes de criatividade. Contra uma Dinamarca que fecha tb mt bem, que parte mt mais confortável para o jogo de quarta-feira do que nós e a jogar na expectativa, é bom que o nosso meio campo esteja muito mais inspirado. Pelo menos, estou convicto de que vamos ter mais bola, veremos se sabemos o que fazer com ela… Tb convém que a sorte mude do lado Dinamarquês para o nosso (ainda devem estar a agradecer a vitória contra a Holanda aos santinhos…). Ganhando o jogo de quarta-feira, fico mt mais confiante, primeiro pq falta uma vitória (de preferência contundente a este grupo) e dps pq depois seguem-se os nossos fregueses habituais…

Por isso, apesar dos pesares, ainda acredito: Força TUGAS!

LDP disse...

Luis, até que enfim um post leal para com o jogo que fizemos. E o primeiro comentário do Peyroteo também.
E...Hugo, é precisamente isso. Para o provar reproduzo as palavras dos dois comentadores italianos mais ou menos aos 60 minutos de jogo - "...Já se sabia. Esta é uma meia final antecipada. Duas equipas que se respeitam, com frieza no jogo mas sem o bloquearem. Pªortugal com um meio campo "rochoso" mas sem ser deliberadamente defensivo. Ser impermeável não é ser defensivo...E uma Alemanha que sabe que sofrer um golo de Portugal com 0-0 retira praticamente toda a possibilidade de ficar com os três pontos."

Mais á frente, quando Oliveira recebeu uma bola na área, protegeu-a e fez um passe atrasado para a entrada da área o comentário foi "Como é diferente um Portugal que joga com ponta de lança em vez de um avançado macio."

Pessoalmente gostei da táctica de Bento. A barreira do meio campo fez um bom trabalho, obrigando os alemães a jogarem pelas linhas. Ainda que Veloso tenha sido ingénuo em duas ou três disputas de bola ao homem, e Pereira tenha demonstrado mais uma vez que é um jogador "curto", Portugal foi sagaz: esperou mas não defendeu somente.

Uma ultima nota para o golo. Se fosse Portugal a marcar assim com um chouriço que bate num gajo e faz a bola passar aquele meio metro letal por cima dos centrais para ser cabeçeada lá para dentro sem oposição, todos diriam que só a vaca leiteira nos ajudou a ganhar três pontos. Mas como foram os alemães, ganharam justamente porque são a Alemanha.

jamsilva disse...

Acho que temos melhores armas do que a alemanha.
Alguem vè o RMadrid a dar 30M por um defesa alemao?
Alguem vê o RMadrid a dar 100M (ou la qt foi o Ronaldo) por um avançado alemao?
Alguem se lembra do ultimo golo do ronaldo?
O unico jogador que eu trocava pelo correspondente alemao é o redes. o deles é para mim o melhor do mundo. e claro... o postiga... :)
(afianl sao dois)

O que eles têm é uma EQUIPA e os nossos nao têm ideia do que isso é.

Estatísticas? Percebo perfeitamente que aparentemente até dominamos. Infelizmente ter mais ataques ou mais remates nao corresponde a golos e nós somos sempre os melhores em qq coisa menos no que conta... os golos.
Como adepto da seleção sinto frustração! Mas não é por isso que não vou gritar (espero) os golos contra a Dinamarca.

Pá nao jogamos mal? é verdade, mas porra tá na altura de meter umas la dentro. E se forem do Ronaldo aí entao.....

luis disse...

Virgílio:

"Onde se pedia mais era que Portugal conseguisse ligar mais o jogo ofensivamente. É certo q na maior parte do jogo não concedemos nem espaço nem oportunidades aos alemães, mas tb é verdade q raramente passamos do meio campo."

Mas a isso pode chamar-se incapacidade simples. É verdade que pouco constuímos na primeira parte, mas também é verdade que as coisas não saíam bem, levando a várias perdas de bola no lançamento de ataques. Mas isso é normal, não?


"Perdíamos a posse de bola insistentemente, de forma irritante até, quase diria que de uma forma displicente como se nunca a quisemos verdadeiramente."

Não concordo, claro. Não vi que houvesse falta de vontade alguma, antes pelo contrário. Vi uma equipa que queria ser coesa e unida e que lutou sempre por todas as bolas.

"Controlamos apenas o espaço e assim, sem bola, é difícil ganhar."

Já fomoso acusados de ter booa em demasia...

"O remate à barra do Pepe surge na única oportunidade de Portugal e numa bola parada, contra a corrente do jogo,"

Os alemães estavam mais perigosos mas não me recordo de nenhuma oportunidade clara de golo. A do Pepe foi mesmo a melhor.

"Só depois da fatalidade do golo alemão quisemos atacar,"

é mesmo quase isso, uma fatalidade. E contra isso pouco ou nada há a fazer :D

"conseguindo-o tb pq, estou convicto, a Alemanha recuou com o propósito de não correr riscos após apontar um golo numa altura em que tb já dava mostras de descrença e começava a conformar-se com o empate…"

Bom. Isso foi então uma atitude pouco digna dos alemães. Se fosse a nossa selecção a recuar depois de marcar, tal não seria.

De resto, Tivemos duas oportunidades claríssimas de golo (além da do Pepe). Uma do Varela, e outra do Nani, que rematou contra um defesa.

Quanto aos números, serviram apenas para mostrar que não defendemos apenas. 11 cantos contra a Alemanha e 11 remates não são números que revelem defesa excessiva.

E não acho que merecessemos vencer, acho que o empate era o mais justo, mesmo que isto seja subjectivo e irrelevante.

luis disse...

"Acho que temos melhores armas do que a alemanha.
Alguem vè o RMadrid a dar 30M por um defesa alemao?
Alguem vê o RMadrid a dar 100M (ou la qt foi o Ronaldo) por um avançado alemao?"

Esses argumetos não fazem sentido. Senão, pergunto-te: alguém vê o Real Madrid a contratar dois médios tugas por 25 milhões?

Mas de qualquer maneira, não sabia que com dois exemplos se provava que temos melhores armas.

E esqueces-te do seguinte: quantos convocados alemães jogam fora da Alemanha? É que lá no país deles há muito dinheiro para ordenados - além de ser um dos campeonatos mais competitivos do mundo - o que nem sempre facilita a contração por um clube estrangeiro.

Os alemães não anseiam sair do seu país. Não têm esse espírito como o tuga.

Na minha opinião, o onze inicial alemão é superior em várias posições, algumas delas por uma grande diferença, mesmo. Já para não falar do banco.

"Alguem se lembra do ultimo golo do ronaldo?"

Penso que foi no play-off, ou seja, no último jogo a sério da selecção antes do Europeu. Porquê?

"O unico jogador que eu trocava pelo correspondente alemao é o redes. o deles é para mim o melhor do mundo. e claro... o postiga... :)
(afianl sao dois)"

Pois claro, deixavas lá o nosso lateral direito e nem precisavas de um dos jogadores mais brilhantes da actualidade, o senhor Ozil. Enfim.

"O que eles têm é uma EQUIPA e os nossos nao têm ideia do que isso é."

Acho que estás a ser demasiado simplista. Somos o quê, então? Sem sermos uma equipa vamos ao Europeu e toda a gente acha que podemos passar um grupo complicaíssimo. Se fossemos uma equipa seríamos campeões.

"Estatísticas? Percebo perfeitamente que aparentemente até dominamos."

Serviram apenas para demosntrar que não fomos inferiores em vários patamares do jogo.

"Infelizmente ter mais ataques ou mais remates nao corresponde a golos e nós somos sempre os melhores em qq coisa menos no que conta... os golos."

Nós somos é sempre os melhores a menosprezar o que fazemos.

"Pá nao jogamos mal? é verdade, mas porra tá na altura de meter umas la dentro. E se forem do Ronaldo aí entao..."

É isso. Também acredito que iremos vencer a Dinamarca e depois, contra uma candidata Holanda, também temos as nossas possibilidades.