terça-feira, setembro 17

De capitão para capitão: Diz lá outra vez?!

Mal interpretado ou não, Gillet - o capitão do Anderlecht, que disse que o Benfica era a equipa mais fraca do pote 1 - teve, esta terça-feira, uma amostra do real poder da equipa de Jorge Jesus. E dizemos amostra porque os encarnados fizeram uma primeira-parte 'para belga ver'... e sofrer, mas esqueceram-se, na segunda, da obrigação em controlar o jogo.

Depois da 'polémica' na antevisão do encontro - que contou para a primeira jornada do Grupo C da Liga dos Campeões - já se previa que o Benfica entrasse a todo o vapor. Jorge Jesus não surpreendeu e deu ordens à equipa para 'carregar' sobre o adversário desde o apito inicial. E o assalto à área belga teve resultados imediatos causados por uma surpresa no onze inicial dos encarnados. Djuricic aproveitou com golo o facto de Proto não ter conseguido agarrar um remate de Enzo Pérez e reforçou no campo o pedido de mais minutos a Jorge Jesus.

E se a entrada do Benfica, com um logo madrugador, não era suficiente para abalar a confiança que os belgas transpiravam antes da partida, a estratégia de Jorge Jesus acabou por fazê-lo. O Anderlecht é uma equipa que gosta de ser protagonista nos jogos que disputa e a parte inicial do seu plano é partir com a bola controlada desde os centrais. Avisado, o Benfica nunca deixou que isso acontecesse e tapou, com sucesso, todas as saídas à equipa de John van den Brom. E sem poder fazer o que mais gosta, o campeão belga ia sendo engolido por um Benfica que durante toda a primeira metade jogou futebol digno de... pote 1.

A resposta a Gillet ia, por isso, sendo dada no campo. Mas a passagem da meia-hora de jogo haveria ainda de dar oportunidade a alguém de estatuto superior na hierarquia encarnada para dar voz ao estado da alma benfiquista. O capitão Luisão utilizou o melhor argumento do Benfica na resposta ao seu homólogo do Anderlecht quando aos 30' apontou um dos melhores golos da sua carreira - um volley perfeito do girafa que corou de vergonha quem usou na mesma frase 'Benfica' e 'fraco'.

De facto, o desfecho final da partida acabou por dar a ideia de que o ultra-valorizado, nos dias que antecederam a partida, foi o Anderlecht. Muito se falou durante a semana dos perigos que vinham da sua linha atacante, mas a segunda metade acabou por confirmar que, para se imporem na Liga dos Campeões, os belgas ainda terão muitos 'quilómetros' a fazer. Isto porque as condições tornaram-se ideais para os tão propalados Mitrovic e Suárez aparecerem. O Benfica não queria desacelerar e a procura pelo terceiro golo levou a que se criasse, no centro do terreno, um enorme fosso entre a defesa e o ataque. O Anderlecht também queria marcar e tinha agora espaço para isso mas, na hora da verdade, outras equipas com mais 'andamento' teriam castigado o Benfica por não desacelerar e querer controlar a partida. Assim, e como é hábito na Liga dos Campeões, pela boca morreu o peixe - desta feita com dois anzóis.


www.facebook.com/agambeta

9 comentários:

LM disse...

Eram estes os cepos que diziam que nós não jogávamos um pinchavelho, e que na Bélgica ninguém sabe quem é o Benfica??

Não estivéssemos nós em crise e saiam daqui com meia dúzia, no mínimo!

Tatiana Segala disse...

Bom dia

Me chamo Tatiana e trabalho em uma agência de Marketing Digital. Meu trabalho é buscar blogs com conteúdo interessante e único para participar de uma campanha editorial em Portugal. Se está interessado por favor entre em contato comigo: tamin@ibooster.es

Pedro disse...

Faltou mais um golinho, pelo menos, para ficar bem vincada a diferença de qualidade mas este SLB ainda não está no ponto de poder cilindrar um adversário destes, por isso a segunda parte foi pragmática, a equipa fez um jogo "adulto". Só faltou Artur não querer despachar a bola a pontapé para a frente e passar a colocá-la jogável nos centrais. Dessa forma o controlo do jogo pelo SLB seria total.

Estreia positiva como se quer. Agora em Paris mais um teste para o ego de Jesus...se colocam em práctica a "força" da sua cátedra!

Jorge Borges disse...

Para mim a análise é perfeita.

O teu último parágrafo devia preocupar quem dirige o Benfica. Não é admissível depois daquela 1ª parte deixar partir o jogo daquela maneira. A experi~encia devia dar outra maturidade.
Compreendo as declarações do JJ mas creio que tanto ele como nós sabemos o porqu~e daquela má 2ª parte. Veio-me á memória o jogo com o Lyon na Luz. Só que os belgas são bem mais fracos.

Peyroteo disse...

A polémica foi criada pelos jornais. O capitão do Anderlecht disse o óbvio, o Jesus respondeu mas não com o tom que os jornais colocaram.

Marco Morais disse...

A polémica não foi criada pelos jornais. Os jornais reproduziram as declarações e nós interpretámos como quisemos.

E se queres que te diga, numa Liga dos Campeões, não tendo historial juntar 'benfica', ou qualquer clube, e 'fraco' na mesma frase é manifestamente idiota.

Não acho por isso que a 'polémica' tenha sido assim tão estéril. Obviamente, e sem exagero, são coisas a ser usadas.

E devias saber isso, porque o Sporting está a usar com mestria o facto de ser o 'mais fraco' candidato ao título.

Peyroteo disse...

Marco, não concordo com essa tua primeira frase. vê a capa do jornal A Bola de ontem: "vamos ver quem é fraco!" atribuindo a frase a Jesus. Depois vamos ver as declarações do treinador:

"Sabemos que é um grupo equilibrado, no qual todas as equipas têm as mesmas possibilidades. Se os nossos adversários acham que somos os mais fracos do grupo, vamos ver na prática. Não posso contestar a ideia de um jogador, apenas podemos mostrar em campo que não concordamos com o que ele disse."

Eu acho que é uma clara tentativa de criar polémica onde ela não existe.

dezazucr disse...

Melhor golo do Luisão:

http://www.youtube.com/watch?v=mcWQ26CrUcU

Marco Morais disse...

Peyroteo, que o jornal tente criar polémica não duvido. Que consiga... é outra coisa. Mantenho que o capitão dos belgas foi ingénuo e idiota e que a derrota pode ser usada como resposta.

Dezazucr,

Tens toda a razão. Não me recordava de outro golo tão bom do Luisão e este é de facto melhor.

As minhas desculpas pelo lapso.