domingo, setembro 1

Os grandes méritos de um Sporting em (des)construção

O derby de ontem serviu-me para comprovar que de facto este Sporting está diferente para muito melhor.

Há um  mês atrás, mais ou menos depois do torneio do Guadiana, andava um pouco apreensivo.
Depois do legado Bettencourt-Godinho que esteve quase para acabar com o clube, o Sporting de BdC apresentou-se para esta época com fortes restrições orçamentais, obrigando  assima "despachar" quase tudo que ganhasse mais que um certo valor.
Não eram só as restrições orçamentais que me preocupavam, depois da pior época de sempre, o Sporting praticamente partiu de um ponto zero.
E reconstruir uma equipa com a dimensão e pretensões do Sporting com estas fortes restrições, reconheço que não deve ser nada fácil.

Para dizer a verdade, a reconstrução tinha começado antes com Jesualdo, mas mesmo aqui, cedo este ano tivemos que deixar de contar com 2 jogadores que tinham sido das revelações da equipa em processos que poderiam ter deixado marcas...

Então, basicamente, o Sporting teve que partir para este ano num processo de descontrutivismo.

Vende, despacha, empresta, corta....e rápido, porque nem sabemos sequer se no próximo mês vamos ter $ para pagar salarios e as restantes obrigações.
A contratar que seja bom e barato de preferência gratis. Ahh, e não que esquecer que os jogos são para ganhar. Porque isto de ser do Sporting e andar pelo sétimo lugar não pode ser.

O jogo de ontem, foi de uma equipa que deu a cara. Podia ter ganho o jogo, podia até ter perdido, mas em campo e perante tantas restrições, foi uma verdadeira equipa mesmo sabendo que não tinha a mesma qualidade individual do adversário.
Do outro lado, estava um Benfica que apenas trocou o que já era um mediano defesa esquerdo por um péssimo, mas que tinha o mesmo plantel do ano passado mais aquela pequena estrela sérvia, entre outras que ficaram pelo banco. Creio sinceramente que é isto que preocupa mais os benfiquistas este ano.

O empate aceita-se, mas acho que mais importante que o resultado de ontem, é ver o Sporting de novo grande, mesmo sabendo que temos poucos argumentos (financeiros e desportivos) para o ser. 

29 comentários:

Joel Carvalho disse...

Pedimos desculpa mas é apenas para divulgar. Um casal, a crise, poupanças e histórias de quem vive a crise como muitos outros, mas onde a poupança é o melhor remédio. Pode passar a mensagem…? Obrigado!

http://ocarteiravazia.blogspot.com/

J. disse...

Mas ó Joel, até se aplica ao post e a este Sporting!!!
:-)

jose garcia disse...

O Benfica de ontem também estava cheio de condicionalismos, se calhar até mais do que o Sporting.

Pedro disse...

Sendo JJ o principal... ;)

LDP disse...

Ganham dois jogos contra as duas piores defesas da Liga e empatam um derbie em casa com um golo ilegal, um penalty sonegado e em que o Benfica fez três substituições forçadas...e sublinham logo que o sporting é de novo grande.

O que vale é que a basófia é apanágio dos benfiquistas.

Peyroteo disse...

Vocês acreditam mesmo que foram prejudicados neste jogo? Então vamos lá: O golo do Benfica também começa com a marcação de uma falta inexistente a meio campo. Vou por isso supor que fomos prejudicados nesse lance.
O Rodrigo está em posição irregular quando atira à barra. O problema é que não foi tão eficaz como o Montero...
Maxi não devia ter sido expulso, já agora?!
Em suma, o árbitro errou para os dois lados. Uma coisa é um árbitro que erra sempre para o mesmo lado, outro é um que erra para os dois. Não é o ideal mas é aceitável.
E não me falem nas substituições forçadas! Sem elas o Benfica teria perdido.

Pedro disse...

I rest my case...

Siga.

Peyroteo disse...

Contra factos não há argumentos... Mesmo nas faltinhas a meio campo, o árbitro errou muito mais contra o Sporting que o contrário. Basta ver o lance em que Sálvio se lesionou sozinho. Nessas situações Carrillo foi o mais prejudicado. Foram 3 ou 4 as vezes em que fez cortes limpos e foi assinalada falta. Uma delas deu o golo do Benfica.

Miguel disse...

LDP, o Sporting da loja dos 300 jogou melhor que o super Benfica dos milhões. O que te devia preocupar era isto.

Quanto à arbitragem, parece-me evidente que há penalty sobre o Cardozo e foi esse o erro mais grave do jogo.

Passo a explicar os restantes 3 casos em que o árbitro errou em todos, mas que se compreendem ou toleram:

- O fora de jogo do andré Martins não é daqueles escandalosos que uma pessoa de boa fé possa considerar um roubo. Mas beneficiou o Sporting.

- Na expulsão de Maxi, creio que o árbitro tentou evitar estragar o jogo. Mas beneficiou o Benfica.

- No golo do Benfica, a falta que dá origem à arrancada do markovic não existe. Todavia, é daqueles lances que parece falta e que temos de aceitar que o árbitro marque. caso contrário, se não temos margem de tolerância a estes erros, o futebol acabaria. Mas beneficiou o benfica.

Como diz e bem o Peyroteo: "Em suma, o árbitro errou para os dois lados. Uma coisa é um árbitro que erra sempre para o mesmo lado, outro é um que erra para os dois. Não é o ideal mas é aceitável."

Pedro disse...

Claro..quando o SLB é o prejudicado os erros são sempre "aceitáveis". Táctica habitual.

zorg disse...

O Sporting jogou melhor do que o Sporting do ano passado, mas o Benfica (que não fez um jogo por aí além) criou as melhores oportunidades de golo do jogo. Não teria chocado se o Benfica tivesse ganhado o jogo, mas o empate também se aceita.

Em relação à arbitragem, é verdade que o árbitro errou para os dois lados, como normalmente acontece.

No entanto, acho que comparar um penalty clarissimo que ficou por assinalar e um golo precedido de fora de jogo claro que foi validado, com uma hipotética falta mal assinalada no meio campo, é um bocadinho excessivo. É evidente que o Sporting saiu mais beneficiado do que prejudicado pela arbitragem e acho que não deve ser dificil reconhecer isso.

Peyroteo disse...

O golo do Sporting é precedido de fora de jogo no início da jogada, tal como o golo do Benfica é precedido de falta inexistente. Podem ser situações diferentes mas vão dar ao mesmo. Nenhum deles foi lance escandaloso.
Eu até comparo mais o lance do Montero com o do Rodrigo. Estavam os dois em offside mas um foi eficaz e o outro não. Foram dois erros iguais, o Sporting teve foi o "azar" de marcar.
E também não vejo onde o penalty do Maurício aos 87 minutos é mais decisivo que a não expulsão do Maxi ainda na 1ª parte.

zorg disse...

Ok, Peyroteo, se achas que são comparáveis o lance do fora de jogo do Montero e a falta (que tu dizes que é mal assinalada e eu até posso conceder que sim, para efeitos de discussão) que depois acaba por resultar no golo do Markovic, não tenho mais nada a dizer. As nossas visões sobre as coisas são demasiado diferentes.

Em relação à diferença entre o penalty do Maurício e a eventual não expulsão do Maxi, é que o penalty é factual e não depende do critério do árbitro, enquanto a punição disciplinar depende. Ou seja, enquanto o árbitor tem margem para decidir nas punições disciplinares de acordo com o seu critério, nas faltas não tem.

Recomendo-te que subscrevas a Benfica TV e vejas os jogos do futebol inglês, para perceberes quão diferentes podem ser os critério em relação a punições disciplinares. :)

Pedro disse...

"E também não vejo onde o penalty do Maurício aos 87 minutos é mais decisivo que a não expulsão do Maxi ainda na 1ª parte."

É pá...ok...não vale a pena. Quando se consegue dizer isto, não vale a pena.

Peyroteo disse...

Ok, ficar a jogar com 10, já em desvantagem, é irrelevante...

Pedro disse...

Não é irrelevante mas não é comparável com um penalty aos 87 minutos.

Qual das situações tem maior probabilidade de alterar o resultado final de um jogo?

Peyroteo disse...

Obviamente a expulsão. A perder e a jogar com 10, o mais provável era o penalty ao minuto 83 ou 87 servir apenas para reduzir a desvantagem. Um jogo que estava difícil para o Benfica, tornar-se-ia impossível. A não ser que o Sporting ficasse também com 10 logo a seguir...

Pedro disse...

"Obviamente a expulsão"?!?!?!?!!?

Ok.

Peyroteo disse...

O futebol a sério não é FM. Não podes ver só os casos isolados. Tens de perceber como uma situação pode condicionar o jogo. E a expulsão do Maxi, naquela altura, e como estava o jogo, era o fim do Benfica. Nem sequer existiria o lance do penalty...

zorg disse...

Então e não tendo sido validado o golo em fora de jogo, teria havido na mesma expulsão do Maxi? :)

E atenção que a expulsão do Maxi não é um erro do árbitro, é uma situação em que o árbitro tem margem para aplicar o seu critério e em que tu discordas do critério que aplicou.

Peyroteo disse...

O Maxi também discordou. Ele estava desesperadamente à procura da expulsão. Foi uma entrada muito feia, até deixou o Jefferson vesgo...

J. disse...

E isto ainda apenas agora começou, vão ver que lá para o fim da semana, a mensagem que mandam cá para fora passou tts vezes que acreditarão mesmo que o Benfica foi fortemente prejudicado...mais uma vez!!!

É um processo que já vem de trás.
Passam mensagens de dentro para fora, utilizando primeiro o Jesus depois o RGS, passará certamente para a Pinhão ou outros que tais.

Por exemplo, já nem sei quem disse ontem, que mesmo a jogar 10 o Benfica ganharia smp pq houve um jogo em que ganhou.

Agora a não expulsão do Maxi não é um erro do árbitro, é o critério dele.

Já agora, convenientemente,e se insistirmos muito nisso, a falta que originou o golo do Benfica tb não será um erro, pq foi apenas critério.

Sobra assim apenas, aqueles dois lances que eles tt falam, que aí ja nao foi critério, foi erro.
E lá, no final, o Benfica foi mesmo fortemente prejudicado.
Ai, de quem questionar isso!!!

Miguel disse...

Pedro, e quando o SLB é beneficiado, a táctica habitual é "lá vêm eles com a merda do capela". :)

Pedro disse...

Miguel, é isso tudo que tens?
Ok...esquece.

LDP disse...

"Mas acho que vão reconhecer o evidente. Por muito mais equipa que sejam, pq são, hoje foram claramente beneficiados."

Quem é que disse isto no final de Abril?

J, façamos o seguinte exercício (tendo fé que desta vez respondes mesmo e sem "negação da realidade"), imaginando que isto se passou há uns meses:

-jogo no estádio da Luz com casa cheia.
-aos 10 minutos de jogo Cardozo inaugura o marcador numa jogada em que recebe a bola em fora de jogo.
-Dier dá uma cacetada num gajo mas não é expulso.
-Jesualdo Ferreira encara a ultima meia hora de jogo já sem substituições para fazer porque 3 jogadores seus sairam lesionados.
-Capel empata o jogo.
-A 3 minutos do fim Wolfswinkel é agarrado por Luisão, penalty claro não assinalado.

Que comentário farias? Sempre, repito, evitando a tal negação da realidade.

Peyroteo disse...

Capel empata o jogo, em lance precedido de falta, já agora! :)

E o que tem a ver as substituições com o árbitro ou o Sporting? E, repito, foi a sorte do Benfica. Jesus teria aguentado Markovic no banco até aos 60 minutos e ele não se teria galvanizado com o passe do Rojo...

sar disse...

Olha o luisão a dar um abraço no William Carvalho.

https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/q71/s720x720/1236469_10201842424001881_546295347_n.jpg

Querem ver que os defesas do benfas também fazem gravatas!

Mas não vi 1000 repetições deste lance (nem uma para amostra!), por isso se calhar não é penalty...

Tasqueiro Emigrante disse...

Esse "GRAVATA" do Luisão ao William não contou para o Jesus...estava a atirar a pastilha para o lixo nessa altura...

Mike Portugal disse...

sar,

Não escrevas isso aqui pah, que a eles não dá jeito poderem dizer que estes lances de abraços entre jogadores ocorrem em todos os jogos em feitos por todas as equipas, incluindo a deles.